29 de agosto de 2016

Ta Na Estante :: 'Antes de Partir' #569

POSTADO POR EM 29 de agosto de 2016

Heeey, gente. Tudo bem???


Vocês sabem que drama é o meu gênero literário favorito, adoro o poder que esse estilo de livro tem de nos transformar, mesmo que, talvez, esse não seja o nosso intuito. Hoje vou falar sobre mais um drama que eu indico muito!

Livro: Antes de Partir
Autora: Colleen Oakley
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 322
Sinopse: Um romance emocionante sobre vida, morte e amor feito tanto para os leitores que gostam de rir quanto para os que preferem chorar. Na véspera do que esperava ser uma triunfante comemoração de três anos livre do câncer, Daisy, 27 anos, sofre um golpe devastador: seu médico lhe diz que a doença está de volta, desta vez ainda mais agressiva. Tendo apenas de quatro a seis meses de vida, ela está apavorada com o que será de seu marido, Jack, quando não estiver mais lá para cuidar dele. Esse medo tira seu sono, até que uma solução lhe vem à mente: ela precisa encontrar outra mulher para ele. Com uma determinação singular, Daisy visita parques, cafeterias e sites de relacionamento à procura do par perfeito para Jack. Mas, à medida que ela avança em sua busca, ela se vê forçada a decidir o que é mais importante no curto tempo que lhe resta: a felicidade de seu marido ou a sua própria?


Confesso que a primeira coisa que me encantou neste livro foi a capa. A simplicidade que transpareceu boa parte da ideia do livro me deixou completamente apaixonada e desejando esta história mais que tudo. Além disso, a mistura de Chick-Lit e Sick-Lit, dentro de um romance dramático, deixou tudo muito diferente, original, e aguçou a minha curiosidade.



Daisy venceu o câncer e está completando três anos desde isso. Ela tem muitos planos para sua vida, principalmente após ver a morte de perto, então ela e seu marido Jack estão vivendo o melhor momento de suas vidas todos os dias. Porém, o mundo deles rui quando em uma consulta de rotina Daisy descobre que o câncer voltou e que está muito mais avançado que na primeira vez.

27 de agosto de 2016

[Bienal do Livro de SP] - O Começo de tudo!

POSTADO POR EM 27 de agosto de 2016

Heeey, gente. Tudo bem??

Caramba, cada Bienal é uma loucura diferente. Chegamos ontem aqui e desde então não paramos nem para respirar, mas não posso dizer que a sensação não é maravilhosa, pois é; e muito!

Entre ontem e hoje já encontramos muitos leitores legais e tiramos incontáveis fotos, já conhecemos aquela galerinha que conversamos por e-mail, mas ainda não havíamos visto pessoalmente e também já conhecemos autores que somos muito fãs - gente, eu vi a Audrey Carlan e a A. C. Meyer #surtopsicótico!



A Bienal é um evento incrível para conhecer pessoas e interagir com a galera, mas confesso que não está sendo muito boa para comprar livros. Alguns estandes (Como V&R) dão um desconto bem legal para quem compra muitos livros, mas no geral é muito melhor comprar pela internet. Se você veio em busca de lançamentos então... Esqueça!

26 de agosto de 2016

Tá Na Estante :: 'Uma Mulher Livre' #568

POSTADO POR EM 26 de agosto de 2016

Heeeey, gente. Tudo bem?


Estamos aqui na Bienal, mas não vamos deixar de produzir conteúdos bem legais pra vocês. No post de hoje vou falar sobre Uma Mulher Livre, meu primeiro contato com uma narrativa mais antiga da Danielle Steel. Espero que vocês gostem :)
Livro: Uma Mulher Livre
Autora: Danielle Steel
Editora: Record
Páginas: 294
Sinopse: Dos deslumbrantes salões de baile de Manhattan para os horrores da Primeira Guerra Mundial... Danielle Steel nos leva para um mundo fascinante de uma jovem de espírito indomável. Nascida numa vida de luxo e glamour, Annabelle Worthington carrega o sobrenome, e a nobreza, de uma das famílias mais influentes de Nova York. Até que, num dia cinzento de abril, o Titanic afunda, levando junto o seu mundo. Seus pais e seu irmão mais velho estavam na viagem inaugural do majestoso navio, e apenas sua mãe sobreviveu. Para tentar confortar seu coração, Annabelle se voluntaria para trabalhar em um hospital, ajudando a cuidar dos enfermos, onde descobre sua verdadeira vocação. E, quando um homem nobre a pede em casamento, ela acredita que, enfim, voltará a ter dias felizes. Porém, novamente, o destino lhe prega uma peça, colocando-a no centro de um escândalo. Para fugir da tristeza que sua vida se tornou, ela vai para a Europa trabalhar no front da Primeira Guerra Mundial, ajudando a salvar os feridos. Na França, no auge do conflito, Annabelle consegue realizar um grande sonho: estudar medicina. O problema é que, mais uma vez, sua fé é colocada à prova, e ela precisará tentar retirar forças de uma grande tragédia se quiser renascer para uma nova vida. Com uma narrativa de tirar o fôlego e repleta de detalhes históricos, Danielle Steel nos apresenta uma de suas personagens mais fascinantes e singulares, e sua história inspiradora de dignidade, coragem e amor pela vida.
A vida de Annabelle Worthington era perfeita. Nascida em um berço de ouro e cercada por vários luxos que sua família nobre podia proporcionar, a bela garota vivia em uma mansão em Nova Iorque. Sua família era tudo para ela e o laço que possuíam era muito forte, pois sempre se entendiam e o amor imperava.

Annabelle era muito feliz, até que uma tragédia entrou no seu caminho. Uma viagem em família estava programada, mas a jovem ficou doente e optou por ficar em casa, lendo seus livros de medicina. e se recuperar. Assim, seus pais e seu irmão, Robert, partiram de navio. Na volta para casa, a bordo do navio Titanic, o inesperado acontece. Com o naufrágio, o pai e o irmão de Annabelle morrem, o que deixa a menina desolada, mas ao mesmo tempo calma por saber que a mãe está viva.

25 de agosto de 2016

Na Telona :: 'Nerve - Um Jogo Sem Regras' #45

POSTADO POR EM 25 de agosto de 2016

Oi, gente. Tudo bem?


Na última sexta-feira participei de mais uma cabine de imprensa aqui em Porto Alegre e hoje vim contar para vocês o que achei do filme, que estreia nessa quinta-feira. Vamos conferir?!

Filme: Nerve - Um Jogo Sem Regras
Título Original: Nerve
Diretores: Ariel Schulman e Henry Joost
Distribuidora: Paris Filmes
Duração: 1h37min
Lançamento: 25 de agosto de 2016
Classificação: 12 anos
Sinopse: A tímida Vee DeMarco (Emma Roberts) é uma garota comum, prestes a sair do ensino médio e sonhando em ir para a faculdade. Após uma discussão com sua até então amiga Sydney (Emily Meade), ela resolve provar que tem atitude e decide se inscrever no Nerve, um jogo online onde as pessoas precisam executar tarefas ordenadas pelos próprios participantes. O Nerve é dividido entre observadores e jogadores, sendo que os primeiros decidem as tarefas a serem realizadas e os demais as executam (ou não). Logo em seu primeiro desafio Vee conhece Ian (Dave Franco), um jogador de passado obscuro. Juntos, eles logo caem nas graças dos observadores, que passam a enviar cada vez mais tarefas para o casal em potencial.

O ano é 2019. Vee DeMarco acabou de receber uma aceitação para a faculdade de seus sonhos, mas sabe que não poderá aceitar. O campus fica do outro lado do país, ela não tem dinheiro suficiente para bancar a mensalidade e a mãe está extremamente dependente dela, desde que seu irmão mais velho morreu, dois anos antes. 



Vee ama fotografar e passou todo seu ensino médio escondida atrás das lentes de sua câmera, totalmente o oposto de sua melhor amiga, Sydney. Sydney acha que Vee precisa se arriscar mais, ser mais ativa na vida e sempre a provoca a respeito de um garoto na escola de quem a amiga é afim. Então quando o Nerve chega à Nova Iorque, é a chance de Vee mostrar à Sydney que pode ser como ela.

O Nerve é uma espécie de jogo de verdade ou desafio, mas sem a parte da verdade. Nele a pessoa pode ser jogador ou observador. Com duração de 24 horas, os seus jogadores cumprem inúmeros desafios e são recompensados com dinheiro. Quem propõe os desafios são os observadores, que pagam para assistir o desempenho de cada jogador. No final do dia, os dois com mais visualizações competem na final e o vencedor leva tudo.