19 de julho de 2018

Tá Na Estante :: 'Deuses Caídos' #799

POSTADO POR EM 19 de julho de 2018

Oi, gente. Tudo bem?


Estou de volta com mais uma resenha para vocês. Dessa vez vim contar o que achei de uma fantasia nacional, lançada no mês passado pela Suma e escrita pelo meu irmão Increasyano, Gabriel Tennyson. Vamos conferir?!
Livro: Deuses Caídos
Autor: Gabriel Tennyson
Editora: Suma
Páginas: 288
Sinopse: Em Deuses caídos, Gabriel Tennyson nos leva em uma investigação sombria e grotesca, percorrendo os cantos escuros do Rio de Janeiro, onde as sombras têm olhos e garras, e de onde o leitor desavisado pode nunca escapar. Um serial killer com poderes paranormais está assassinando evangelistas famosos — e os vídeos de cada um deles sendo torturados ganham cada vez mais público na internet. O assassino se proclama o novo messias, e os pecadores devem temer sua justiça. O que a Sociedade de São Tomé teme, no entanto, é que ele acabe com o trabalho de séculos de manter o sobrenatural bem afastado da consciência da população, embora seres mágicos povoem o submundo da cidade. Para garantir que o assassino seja capturado e o máximo de discrição mantida, a Sociedade convoca Judas Cipriano — um padre indisciplinado, descendente de são Cipriano e herdeiro de alguns poderes celestiais. Veterano nesse tipo de caso, o padre é enviado para trabalhar como consultor da Polícia Civil e fica responsável por apresentar à jovem inspetora Júlia Abdemi o lado místico da cidade. Para resolver o caso — e sobreviver —, os dois precisarão de toda ajuda que puderem encontrar. O que inclui se unir a uma súcubo imortal, um dragão chinês traficante de armas mágicas e um gárgula que é a síntese da sociedade carioca. Com protagonistas cativantes, um vilão extraordinário e criaturas sobrenaturais reinventadas de maneiras sombrias, Deuses caídos une o melhor do thriller e da fantasia urbana em uma investigação vertiginosa com um final épico.
Judas Cipriano é um padre bastante fora do comum. Para começar, ele é filiado à Sociedade de São Tomé, uma organização que busca neutralizar ameaças e manter o equilíbrio entre o mundo dos humanos e o sobrenatural. Para isso, ele faz o que for necessário, desde exorcismos até pactos com criaturas sombrias. Não o bastante, Cipriano também é o completo oposto do que um padre 'deveria' ser, com gostos peculiares e preferências sexuais 'pouco ortodoxas'.

Em Deuses Caídos vamos conhecer um assassino serial killer, que está matando figuras religiosas famosas. Não se consegue identificar nada a respeito desse vilão, mas sabem que ele só pode ser um ser das trevas e por isso Judas é chamado para o caso. O assassino transmite seus feitos em lives no YouTube e a quantidade de likes e dislikes é o que define se a vítima vive ou morre.

Para ajudar Judas na investigação, é recrutada a policial Júlia. Ela deixou o campo há alguns anos e trabalha apenas na parte de informática e análise de sistemas da delegacia. Contudo, a Sociedade de São Tomé tem um grande interesse na moça, principalmente em uma característica peculiar dela, e querem que Cipriano a recrute aos poucos, apresentando a outra vertente do mundo que ela conhece.

18 de julho de 2018

[VÍDEO] - As funcionalidades do Kindle

POSTADO POR EM 18 de julho de 2018
Heeey, gente!! Tudo bem?

No post de hoje eu trago para vocês um vídeo bem legal que liberei no canal essa semana. Nele eu faço um tour pelo meu Kindle e mostro as funcionalidades mais legais no meu ponto de vista. Se você não conhece, o Kindle é um leitor digital da Amazon que te permite ler livros onde estiveres. O aparelhinho existe em diversos modelos e você pode escolher o que mais se adapta ao seu estilo e ao seu bolso. Mara, não é?



O modelo que eu tenho é o Kindle Paperwhite, ele tem um sistema de luz embutia que me permite ler no escuro, mas diferente dos smartphones e tablets, a luz dele é direcionada para a tela, o que auxilia a não cansarmos os olhos enquanto estamos lendo. Essa luz pode ser adaptada a luminosidade do local em que você está, para te dar o maior conforto possível. No vídeo abaixo eu mostro mais detalhes e testo grande parte das funcionalidades do Kindle.

17 de julho de 2018

Tá Na Estante :: 'Nunca Houve um Castelo' #798

POSTADO POR EM 17 de julho de 2018

OI, MATES! TUDO BEM?


Vamos conversar sobre um livro brasileiro fantástico?
LIVRO: Nunca Houve um Castelo
AUTORA: Martha Batalha
EDITORA: Companhia de Letras
PÁGINAS: 251
SINOPSE: Em seu segundo romance, Martha Batalha recria a trajetória dos descendentes de Johan Edward Jansson, cônsul da Suécia no Brasil. Em 1904, ele construiu um castelo em Ipanema. Rio de Janeiro, 1968. Estela, recém-casada, mancha com choro e rímel a fronha bordada de seu travesseiro. Uma semana antes ela estava na festa de Réveillon que marcaria de modo irremediável seu casamento. Estela sabia decorar uma casa, receber convidados e preparar banquetes, mas não estava preparada para o que aconteceu. Setenta anos antes, Johan Edward Jansson conhece Brigitta também em uma festa de Réveillon, em Estocolmo. Eles se casam, mudam-se para o Rio de Janeiro e constroem um castelo num lugar ermo e distante do centro, chamado Ipanema. Nunca houve um castelo explora como essas duas festas de Ano-Novo definem a trajetória dos Jansson ao longo de 110 anos. É uma saga familiar embebida em história, construída com doses de humor, ironia e sensibilidade. A riqueza e a complexidade dos múltiplos personagens criados por Batalha permitem tratar de temas que se entrelaçam e definiram a sociedade brasileira nas últimas décadas, como o sonho da ascensão social, os ideais femininos e feministas, a revolução sexual, a reação ao golpe militar, a divisão de classes, a deterioração do país. Um romance comovente sobre escolhas e arrependimentos, sobre a matéria granular da memória e as mudanças imperceptíveis e irremediáveis do tempo.
Johan Jansson levava uma vida monótona em Estocolmo, na Suécia. Até que depois de tanto que sua mãe insiste, ele aceita ir em uma festa de réveillon onde conhece Brigitta e é amor a primeira vista. Os dois se apaixonam e não demoram a casar. Com um bom emprego e apaixonado, o casal acaba por se mudar para o Rio de Janeiro, onde Johan acreditava que a saúde frágil da esposa poderia ser melhor tratada e lá eles não só constroem sua vida, como um castelo, a sua morada, no bairro até então ermo de Ipanema.

Entre idas e vindas, a história narra a vida da família Jansson e daqueles que entram em seu convívio ao longo de 110 anos, onde o castelo é o ponto central onde tudo iniciou e de forma fadada onde tudo acabará um dia.

Martha Batalha é uma bênção para a literatura brasileira. Sua escrita é de uma delicadeza digna de um poeta, e ao mesmo tempo que ela aborda de tramas complexas no livro, como o golpe militar e a ditadura, sua escrita é quase a melodia de uma canção cantada pelos anjos. O que poderia ser assustador, torna-se uma imagem clássica em nossa interpretação. O que poderia ser dramático pode ser devastador.

16 de julho de 2018

Projetos de leitura: ideias para a vida

POSTADO POR EM 16 de julho de 2018

Oi gente!




Muitas vezes precisamos de uma meta para conseguir ler alguns livros ou até mesmo para guiar nossas leituras. Para isso, é muito interessante seguir algum projeto de leitura. E não precisa ser algo mirabolante como um prazo curto ou um prazo pré-determinado para que tenha efeito.

Hoje vim apresentar alguns projetos de leitura sem prazo, ou seja, para serem realizados ao longo da vida. Eles podem ser adaptados para a maneira como você se sentir mais confortável.

Sugestão 1: Projeto "198 Livros"
Esse projeto foi criado pela Camila do blog Viaggiando, e consiste em ler 1 livro de um autor de cada país do mundo. Para o projeto foram contabilizados os 193 países membros da ONU e seus dois Estados observadores (Palestina e Vaticando), além de Kosovo, Taiwan e Saara Ocidental.
eu adorei a ideia do projeto e já comecei a fazê-lo (mas diferente da Camila, só cumpri 9 países até agora hehe). Essa é uma ótima iniciativa para conhecer novos autores, novas culturas, e sair um pouco do eixo EUA-Inglaterra de autores.