24 de julho de 2011

Prévia de Eu Vou ter um Pai?! - Capitulo 05

POSTADO POR EM 24 de julho de 2011






Capitulo 05
Familia
Aquele Fim de Semana estava apenas começando. E algo me dizia que fortes emoções ainda estariam por vir.
Depois de algum tempo na piscina, a governanta de Esme anunciou que o almoço estava servido, saímos da piscina. Edward levou as crianças para tomarem banho, eu e Alice subimos para nos trocar.
Quando desci todos já estavam na sala a nossa espera, eu e Alice tomamos os nossos devidos lugares na mesa e conversamos animadamente.
-Então Bella, está com quantos meses? – perguntou Esme.
-Estou prestes há completar 03 meses.
-Nossa; isso tudo querida?
-Pois é Esme! – sorri.
-Meu Deus... Isso significa que eu só tenho 6 meses pra fazer o enxoval do meu sobrinho ou sobrinha? – Alice exclamou exasperada. – Emmett amor termina de comer porque vamos ao shopping.
-Calma Alice.  Você ainda tem 06 meses. – Carlisle interviu.
-06 meses Carlisle! Não da pra nada.
Declarou exasperada.
-Bella querida, vamos ao shopping.
Alice veio me puxando pela mão e Edward estava rindo, acompanhado por Emmett, Carlisle e Esme.
Eu ia pegando a bolsa no sofá da sala quando uma linda ruiva passou pela porta de entrada dos Cullens.
Edward, que nesse momento já estava ao nosso lado na sala olhou alarmado para a ruiva que sorria abertamente em resposta para ele.
Fiquei atônica olhando de um para o outro. Edward estava confuso, Carlisle assustado, Esme estava sem reação, Emmett sorria sem graça, o olhar de Alice era totalmente assassino, e eu não entendi a nada, até que a ruiva abriu a boca.
-Edward meu amor, há quanto tempo não nos vemos. – dito isso ela se jogou nos braços do MEU Edward e tacou-lhe um beijo.
Edward separou-se dela e a tirou dos seus braços ralhando em seguida.
-Você está doida Victoria? De onde tirou essa ideia de meu amor.
Esme segurou meu pulso, só então percebi que minha mão estava firme em punho. Soltei e encarei Edward que andava em minha direção.
-Você é que está doido Edward. Vamos esquecer aquela briga, eu te amo, você me ama, vamos ficar juntos?
-Co – Como assim? – gaguejei.
-Olá querida, tudo bem? – a ruiva elevou a mão na minha direção. – Prazer, sou Victória, namorada do Edward!
Senti meu corpo desfalecer por dentro, mas continuei firme, naõ iria fraquejar logo agora em frente a toda a família dele.
Ergui minha mão e toquei a dela.
-Prazer, sou Isabella! Noiva de Edward e mãe do filho dele!
-Hum?
Victória não esboçou qualquer sensação. Alicia sorria vitoriosa, Esme segurava um riso. Emmett já estava quase quebrando a parede de tanto murro que dava, ele não conseguia controlar o riso.
Edward me encarava espantado. Nesse momento Victória – que até então estava atônica – mostrou fúria em seus olhos.
-Noiva? – perguntou – Você só pode estar sonhado queridinha. Eu namoro Edward desde... desde sempre!
-Jura? – sorri cinicamente. – Eu o conheci a quase três meses. Fiquei grávida e o reencontrei a cerca de um mês. Você ainda o namorava nessa época? – ela não respondeu. Então prossegui. – Porque ele não me contou nada sobre “namorada de infância” como você se diz ser.
O olhar dela, que até então estava preso em mim, partiram para Edward... Ela o fuzilou, irritadíssima. Esme, Carlisle, Alice e Emmett assistiam a cena sem intrometer-se na nossa conversa. Sophie e Lizzie estavam na cozinha com a governanta, por sorte ela tinha levado as meninas para comer um docinho.
 Segundos depois, o olhar irritadíssimo de Victória deu lugar a sua reação alucinada.
-Como assim Edward?! Nós estávamos apenas dando um tempo. Seu cafajeste, Canália. – Partiu para cima de Edward, mas foi segurada por Emmett antes que atingisse seu alvo.
Olhei incrédula para Edward que começou a se explicar.
-Você estava dando um tempo Victória, porque eu já tinha terminado antes mesmo que o meu anuncio oficial.
-Você me deu esperanças Edward... Você disse que íamos ser felizes juntos. Casados e felizes.
-Quando eu te disse isso Victória? Aos 13 anos?! Os tempos mudam – declarou. – E as pessoas também; e você mudou... mudou muito!
-Edward, como você pode fazer isso comigo, ela está grá- grávida!
-Sim, ela está grávida, grávida de um filho meu.
-Mas eu te amo, e você também me ama. – gritou. – Você me disse isso.
-Eu te amei Victória, na verdade eu não sei se te amei. Amor é o que eu sinto por essa mulher. Acho que eu somente me apaixonei por você. Me apaixonei erradamente, a próposito.
-Por que você está fazendo isso comigo? Porque você me maltrata tanto?
-Você tem certeza que não sabe Victória?

Capitulo completo hoje a noite AQUI.

0 comentários:

Postar um comentário