27 de fevereiro de 2013

Ta Na Estante... 'As Vantagens de Ser Invisível' #70

POSTADO POR EM 27 de fevereiro de 2013

Heey gente, tudo bem??

Olha eu com resenha nova õ/ Acabei de reparar que tinha uns dias que não postava nenhuma, sorry!! Isso irá mudar! Mas então, vamos conferir o que eu achei dessa leitura?!

Livro: As Vantagens de Ser Invisível
Autor: Stephen Chbosky
Editora: Rocco
Páginas: 223
Sinopse: Ao mesmo tempo engraçado e atordoante, o livro reúne as cartas de Charlie, um adolescente de quem pouco se sabe - a não ser pelo que ele conta ao amigo nessas correspondências -, que vive entre a apatia e o entusiasmo, tateando territórios inexplorados, encurralado entre o desejo de viver a própria vida e ao mesmo tempo fugir dela.
As dificuldades do ambiente escolar, muitas vezes ameaçador, as descobertas dos primeiros encontros amorosos, os dramas familiares, as festas alucinantes e a eterna vontade de se sentir "infinito" ao lado dos amigos são temas que enchem de alegria e angústia a cabeça do protagonista em fase de amadurecimento. Stephen Chbosky capta com emoção esse vaivém dos sentidos e dos sentimentos e constrói uma narrativa vigorosa costurada pelas cartas de Charlie endereçadas a um amigo que não se sabe se real ou imaginário.
Íntimas, hilariantes, às vezes devastadoras, as cartas mostram um jovem em confronto com a sua própria história presente e futura, ora como um personagem invisível à espreita por trás das cortinas, ora como o protagonista que tem que assumir seu papel no palco da vida. Um jovem que não se sabe quem é ou onde mora. Mas que poderia ser qualquer um, em qualquer lugar do mundo.

'Eu Sou Infinito'

As Vantagens de Ser Invisível é uma carta de Charlie para nós, leitores. Mas afinal: Quem é Charlie?

Charlie é um garoto de 15/16 anos que acabou de entrar no High School, desconhecido desse mundo mais adulto ele encontra em Sam e Patrick uma fonte de conhecimento e um porto seguro. Diferentemente de muitos garotos da sua idade, Charlie é amável, centrado e muito responsável, procura colocar a família em primeiro lugar, e está sempre ligado no bem estar dos que o cercam.

Mas, com o passar do tempo, ele percebe que precisa de outras coisas para se tornar completo, como por exemplo um amor... Charlie então começa a encarar a adolescência da forma que os outros jovens de sua idade encaravam. Frequenta baladas, cinemas, festas na casa de amigos; mas, mesmo assim, não perde o jeito meigo de agir. Sam e Patrick são os responsáveis por apresentar esse mundo a Charlie, e o fazer se conhecer e enxergar quem realmente é, irmãos de sangue encontram em Charlie um irmão de coração.

Charlie relembra seu passado e vai contando-o para o leitor de forma progressiva. Conta com poucos diálogos e muitos parágrafos longos e é coberto por descrições feitas pelo protagonista.



A leitura apesar de complexa flui de forma rápida e constante, os dilemas vividos por Charlie são dilemas encontrados nos jovens da sociedade atual. Nos deparamos com o primeiro encontro com as bebidas alcoólicas, drogas, sexo e etc., também traz a tona brigas familiares e agressão a mulher.

Apesar de ser considerado um Jovem-Adulto, o livro é complexo de mais para jovens, acredito eu. Adolescentes na faixa etária de 13-16 anos teriam um sério problema em compreender alguns dos problemas citados no livro, mas de qualquer forma seria de uma grande lição para eventos futuros.

No último ano o livro teve sua adaptação para o cinema com Logan Lerman, Emma Watson e Ezra Miller nos papeis principais e dirigido por Stephen Chbosky - o próprio autor, mas isso é assunto para um próximo post.

“Então, eu acho que somos quem somos por várias razões. E talvez nunca conheçamos a maior parte delas. Mas mesmo que não tenhamos o poder de escolher quem vamos ser, ainda podemos escolher aonde iremos a partir daqui. Ainda podemos fazer coisas. E podemos tentar ficar bem com elas.”
Beijoos

25 comentários:

  1. Vejo muitos elogios a esse livro e tá bastante indicado na blogosfera, ainda quero ler.

    ResponderExcluir
  2. Esse post me deixou com mais vontade ainda de ler esse livro! *-*
    Vou me enfiar na saraiva na sexta e comprar, fiquei bem curiosa ):!

    Enfim, ótimo post e boa semana! (:

    Se quiser ouvir uma música legal: http://webcalcinha.blogspot.com.br/2013/02/livre.html

    Bjsss!

    ResponderExcluir
  3. eu comprei esse livro na amazon, mas ainda nao li
    fui ver o filme e dei uma desencantada sabe xp
    entao vou esperar um pouco até ir ler o livro

    ResponderExcluir
  4. Doida pra ler esse livro, ainda mais depois dessa resenha!!

    ResponderExcluir
  5. Já vi o filme e adorei, estou doida para ler o livro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu esotu curiosa para ver o filme, vou reservar um tempinho para tal.

      Excluir
  6. Ahn, quero ler esse livro, dizem que é muito bom...

    Bye da Pah
    Livros Estrelas

    ResponderExcluir
  7. Não considero que jovens de 13 a 16, hoje em dia consideraria díficil de entender a estória, pois eles estão vivênciando tudo isso mais cedo do que o normal, enfim gostei do livro e quero ler.

    http://enfimshakespeare.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas depende da maturidade mental de cada jovem, muitos podem enxergar esse livro duma forma completamente oposta ao que ele quer dizer, e isso seria prejudicial para os jovens.

      Excluir
  8. Adorei sua resenha, fiquei com mais vontade ainda de ler o livro. Beijão, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Barbara! Tenho muita vontade de ler este livro, são tantos comentários positivos, que fiquei bem interessada.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  10. Eu to muito ansioso para ler esse livro Bárbara!
    Já ouvi falar super bem, adorei a resenha...

    Beijos,
    www.ps-carpediem.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amore, a história é bem legal. Vale apena dar uma chance :)

      Excluir
  11. Oie!

    Eu comprei o livro porque não estava me aguentando de ansiedade, mas depois não li o_O Quer dizer, li as primeiras páginas, mas não é o tipo de livro que quero agora...

    Imagino ser um livro bem tocante (eu gosto de livros depressivos -q) e, como já passei da adolescência, talvez eu consiga identificar e relembrar alguns problemas.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  12. Dá pra acreditar que eu ainda não li esse livro, Nem eu acredito adorei a resenha
    OObrigado Beijos !

    ResponderExcluir