Livro: Derby Girl
Autora: Shauna Cross
Editora: Galera Record
Páginas: 238
Sinopse: Bliss Cavendar é fã de indie-rock, tem 16 anos, é adorável e excêntrica, mas vive presa em Bodeen, uma cidadezinha do interior do Texas. A mãe, uma viciada em concursos de beleza, está decidida a fazer a filha vencer o concurso da cidade. Mas Bliss finalmente descobriu uma saída: Roller Derby, um esporte radical, só para garotas estilosas e divertidas como ela. E, junto com machucados homéricos e músicos gatos, vai conseguir algumas lições que até mesmo uma descolada praticante de Derby não pode ignorar!

Antes de mais nada, devo dizer que Derby Girl foi uma deliciosa surpresa em uma época de leituras insatisfatórias.

A história gira em torno de Bliss Cavendar, uma adolescente problemática como tantas outras. Seu nome não poderia ser mais irônico, já que Bliss em inglês significa algo parecido com “felicidade plena“, o que é totalmente o oposto do que nossa querida protagonista sente nesse livro!

Bliss se vê presa na pequena cidade de Bodeen, Texas, onde tem um trabalho que não suporta e pessoas que não suporta. E como se isso ainda não fosse o bastante, sua mãe, Brooke, é uma daquelas mulheres obcecadas por concursos de beleza a e está determinada a fazer Bliss ser a proxíma miss de Bodeen.

Sufocada com tudo isso, Bliss dá suas escapadas para Austin, a cidade incontestavelmente maior e mais interessante, que fica próximo a Bodeen. E é lá que nossa garota conhece o Roller Derby, um esporte praticado por garotas destemidas em patins sobre rodas!

O esporte a proporciona uma vida emocionante e completamente nova, onde com os machucados e hematomas, aparecem também um garoto super lindo que toca em uma banda e um novo apelido, dessa vez fazendo jus a sua personalidade: Baby Ruthless!

O que mais posso dizer sobre esse livro encantador? Shauna nos proporciona uma leitura leve e divertida, que me fez sentir como se eu realmente estivesse vivenciando as aventuras de Bliss. Me identifiquei bastante com a personagem em si, sua ironia e sarcasmo, seu modo de ver a vida. Quase chorei por ter acabado a leitura, fiquei com gostinho de quero mais.

Vale ainda lembrar que o livro tem uma adaptação cinematográfica que infelizmente ainda não tive o prazer de assistir. Dirigido pela fofíssima Drew Barrymore, temos Ellen Page (Juno) interpretando a minha rebelde favorita.

Meu único arrependimento com relação a esse livro é que ele não possui continuação, e é o único livro publicado pela autora. Mas sem dúvida nenhuma ele vale cada centavo que paguei. Li, reli e super indico!

“Se aprendi alguma coisa, é que a vida é bem mais confusa do que você pensa. Seus pais deprimentes podem ter momentos de extrema maneirice, enquanto que as pessoas que você acha extremamente maneiras podem acabar se revelando uma decepção mesmo.
E, sério, se puder te dar um pequeno, mínimo, conselho, é este: não namore um cara de banda. Repito, NÃO NAMORE UM CARA DE BANDA!”

Beijinhos!

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário

24 Comentários

  • Sil
    07 março, 2013

    Parabéns pela resenha. Ainda não conhecia o livro. Não gostei muito da capa, achei meio cheia de informação. O livro parece ser muito bom

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    • Anônimo
      09 março, 2013

      Que pena que não gostou da capa. Acho ela tão maravilhosa! E obrigada pelo elogio!

  • Dryh Meira
    07 março, 2013

    Oiee

    Li esse livro há muuito tempo e amei..simplesmente um dos melhores livros que já li.
    MilkMilks
    DM
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

  • Tatinda
    07 março, 2013

    Conseguiu prender minha atenção. Ah, e essa capa com os patins retrôs… Linda! Achei diferente. Beijos.

  • Ana Carolina ∞
    07 março, 2013

    Ai que legaaal esse livro, parece ser ótimo, super criativo, nunca tinha visto nenhuma história assim!

    Beijinhos, Garota Inocente

    • Anônimo
      09 março, 2013

      Realmente é bem legal e bem diferente. Vale muito a pena ler.

  • Fabiane Stela Finger
    07 março, 2013

    Oi Barbara!
    Adorei o livro,não o conhecia,mas achei o tema bem diferente, o esporte não muito explorado na literatura,ainda mais a patinação.
    Gostei da dica.

    Bjos
    http://www.roubandolivros.com

    • Anônimo
      09 março, 2013

      Realmente é raro ver patinação em livros. Só me lembro de ver em Lola e o Garoto da Casa ao Lado!

  • TRodrigues
    07 março, 2013

    Minha amiga leu esse livro e amou e rs e um saco quando um livro bom não tem continuação e o pior e o único livro da autora, eu coloquei ele minha lista de compras e desejos espero em breve estar lendo.

    http://blogversoselivros.blogspot.com.br/

    • Anônimo
      09 março, 2013

      Também odeio quando isso acontece. Mas mesmo assim vale a pena ler!

  • Anônimo
    07 março, 2013

    A capa do livro é muito linda! Eu curti 😀
    Ótima resenha, adorei a pitada irônica no nome da protagonista!
    Quero assistir o filme também.
    Beijo
    Gabriel – Corações de Neve

  • Lyla_Crys
    07 março, 2013

    Eu amei o filme, mas ainda não tive a oportunidade de ler. É uma história muito interessante. Parabéns pela sua resenha, pois me deu muito mais vontade de ler esse livro. =)

    • Anônimo
      07 março, 2013

      Eu estou doida para ver o filme. Assim que tiver uma folguinha na agenda irei assistir!

  • Anônimo
    07 março, 2013

    ain ameeei a resenha *-*

    beijos
    http://www.barbaraalgazi.com

  • Mirelle Candeloro
    07 março, 2013

    Adorei a resenha Nathi!! Nunca tinha ouvido falar desse livro. Adoro ler livros leves e divertidos e esse aparenta ter uma história bem maluquinha.. hehe valeu a dica. Beijão, Mi

    http://www.recantodami.com

    • Anônimo
      07 março, 2013

      Realmente é bem maluquinha. Adorei. Leia logo kkkkk'

  • Não conhecia, mas já comecei gostando da sinopse e, dps, adorando a resenha. Hahaha
    Bjs
    http://radarmexeriqueiro.blogspot.com.br/2013/03/quer-motivos-para-conhecer-lojinha.html

  • Kéziah Raiol
    07 março, 2013

    Bem vinda Nathália 🙂
    A sinopse já me cativou.
    Adorei a resenha, gostei da pegada. E fiquei bem curiosa sobre "Não namorar um cara de banda" hahahaha'

    Beijocas, parabéns pela resenha.
    paixaoliteraria.com

    • Anônimo
      07 março, 2013

      A menos que queira ter uma experiência traumática como a da Bliss, é bom seguir esse conselho kkkkk'

      E que bom que gostou da resenha florzinha!