24 de maio de 2013

Desvendando a Literatura: Literatura Erótica

POSTADO POR EM 24 de maio de 2013
Podemos resumir a literatura erótica em um gênero que, como o próprio título expressa, utiliza o erotismo em forma escrita. Segundo Carlos Ceia (Literatura Erótica), pode ser chamada também de literatura pornográfica caso as cenas sexuais sejam demasiadamente explícitas.
De acordo com algumas pesquisas realizadas por mim, estudiosos dizem que podemos encontrar fragmentos eróticos em obras clássicas, conhecidas mundialmente, como Don Quixote, escrito por Miguel de Cervantes, e Ulisses, de Jaimes Joyce.
O erotismo está ligado diretamente à cultura da sociedade, havendo muita censura por ser considerado um ato libidinoso, pecaminoso. Isso ocorria principalmente em épocas que a Igreja Católica prevalecia e dominava tudo o que se passava nas cidades.
                Deixo abaixo uma lista de períodos históricos e seus clássicos eróticos e alguns livros nacionais que abordam o tema:
- Império Romano: Satíricon, de Petronius Arbiter;
- Idade Média: Decamerão, de Giovanni Boccaccio; Heptameron, de Margarida de Angoulême;
- Século XVIII: Fanny Hill, de John Cleland; Justine, de Marquês de Sade;
- Era Vitoriana: Vênus Castigadora, de Leopold von Sacher-Masoch;
- Século XX: História do Olho, de Georges Batailles; Lolita, de Vladimir Nabokov; Delta de Vênus, de Anaïs Nin;
- Século XXI: Cinquenta tons de cinza, de E.L. James; Trilogia Crossfire, de Sylvia Day; Falsa Submissão, de Laura Reese; Série The Sullivans, de Bella Andre.
Volúpia, de Jéssica Anitelli
Batom Vermelho, de Vanessa de Cássia
                Há ainda os manuais eróticos, como o Kamasutra, O Jardim Perfumado e Ananga Ranga.
                Vemos hoje muitas publicações que se dizem ser eróticas. O estopim foi dado e a moda parece ter vindo para ficar. E você? Já leu algum livro #hot? Se não, tem vontade? Quais são suas indicações? Comente!


                Até a próxima pessoal ;)

22 comentários:

  1. Sempre tem alguma coisa assim em obras clássicas, nem que seja aquela coisa escondida, cheia de "segredos" para esconder o que quis dizer. Bem, alguns tem isso. Gosto de ver a evolução, de como com o tempo tudo foi ficando mais aberto e hoje está aí, o gênero firme e forte em tudo que é lugar. Não sabia que tinha alguma coisa assim nesses livros citados, já tinha visto alguns títulos mas só de nome mesmo..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procurei muito pra saber a fundo sobre como o tema era tratado na antiguidade. Fico feliz que agora você saiba sobre os mais clássicos do gênero. :3

      Excluir
  2. Esse é um assunto muito polêmico ! Mas é assim que eu gosto. O erotismo e a pornografia ,existem desde que o mundo é mundo. Porque o ser humano é um ser que se move pelo desejo e na grande maioria das vezes o desejo esta relacionado a esses dois temas , por isso não é dificil imaginar que as literaturas relacionadas a esse tema sejam de data antiga hahah. Fiquei surpresa com a repercussão que a triologia do 50tons alcançou , o livro nem é tão forte assim, ele na verdade é mais 'visual' e 'claro' quanto a esse assunto , acho que é por isso que se fala tanto nele. Como disse uma professoa da USP ao globo news literatura , 50 tons de cinza é desbotado de mais perto de outras literaturas eróticas kkkkkk Confesso que Lolita é verdadeiramente um livro maravilho e quem ta atrás de uma literatura erótica , leia-o! Muito bem escrito. É de arrepiar!!

    Beijos , Anna

    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu cheguei a ler parte de 50 tons. Acho que o foco nele é mais o lado pornográfico mesmo, palavras de baixo calão. Um livro não precisa disso tudo para ser considerado erótico. O que vale mais é o jogo da sedução.
      Vou anotar a dica aqui. Obrigada *-*

      Excluir
  3. O mais perto que cheguei desse gênero foi"Onze minutos" de Paulo Coelho foi o único.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também li o livro, na época do Ensino Médio. Foi o primeiro contato com a literatura erótica e com Paulo Coelho.

      Excluir
  4. Ao contrário do que muitos imaginam o erotismo sempre permeou as nossas vidas, seja na literatura, no cinema e principalmente nas artes. Não entendo como hoje em dia, num mundo tão sem pudores e com tanto erotismo e pornografia explícita na TV ainda exista tanto preconceito em relação aos romances eróticos que estão sendo lançados ultimamente. Ninguém espera que esses livros nos acrescentem em algo, ou que sejam cultos, ou que tenham conteúdo, mas eles servem ao que se propõem, nos entreter e quem sabe ainda apimentar um pouco as nossas vidas.. kkkk Eu sou fã assumida de Cinquenta Tons e defendo a trilogia até a morte.. kkkk Ainda quero ler outros títulos, mas me falta tempo. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não me dei bem com a narrativa de 50 tons, mas tem muitos outros livros #hot que me fizeram ficar apaixonada pelo gênero. O Inferno de Gabriel é um deles.

      Excluir
  5. Nunca vi problema em ler livros desse gênero. Comecei a ler por fanfics e aí conheci 50 Tons... Cara, esse livro me decepcionou tanto que faz tempo que não leio nada desse gênero. É até uma pena! Dá a impressão de que todos os livros vão seguir o mesmo caminho de 50 Tons e acabo não pegando nada para ler :(

    Um beijo, Karine Braschi.
    Geek de Batom. (@geekdebatom)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia O Inferno de Gabriel, publicado pela editora Arqueiro. Com certeza você vai gostar!

      Excluir
  6. Li a série 'Cinquenta Tons de Cinza', mas também senti essa pegada hot em alguns outros gêneros de livro, como por exemplo 'Ser Clara' xD
    Acho que hoje isso virou moda, e tenho outros livros picantes para ler na minha estante .. hehe

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos 2. Estante lotada de livros do gênero e mais um monte sendo lançados e eu sem dindim hahaha

      Excluir
  7. Deveria ter colocado Jorge Amado ali.
    Super erótico ele.
    Ou até Nelson Rodrigues, um erótico depressivo, eu diria.
    Disse tudo teu post está muito bom!!!!!!!!!!!

    Beijos no coração...
    Helana.
    www.intheskyblog.blogspot.com.br
    @helana_ohara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Capitães da Areia traz bastante erotismo, mesmo que seja sob a ótica de possíveis pedofilias, dado a idade da maioria dos personagens. Essa passou despercebida. Nelson Rodrigues eu nunca li, acho que por não conhecê-lo bem acabei deixando - o de lado. Mas fico com as dicas :3

      Excluir
  8. Marquês de Sade é o meu herói, esse daí não tinha o menor dos menores receios em publicar seus contos eróticos. E tinha tanto aquelas pessoas que se horrorizavam com isso como tinha aquelas que liam desesperadamente. hahaha

    Mas é como você disse, os livros eróticos existem há muito tempo, dá no mesmo ler Satíricon ou Cinquenta Tons. Há quem goste e há quem não goste desse gênero, o importante é respeitar o gosto de cada um.

    Ótimo post!:)

    Beijos,
    Resenhando Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. O objetivo do post era informar mais sobre o passado histórico do erotismo no mundo e na sociedade. A cada século que passa, o povo se reinventa e, com isso, a maneira como pensam também. Fico feliz que você tenha gostado do post e espero te ver no próximo :3

      Excluir
  9. Ainda não li nenhum livro erótico , mas vou pegar emprestado o cinquenta tons de cinza com uma amiga em breve.Algumas pessoas acham um tipo lierário bem escandaloso o erotismo,ao contrario de mim,não vejo nada de mais e se pudesse só leria livros eroticos,esses sim expressam liberdade,pois uma coisa que não suporto é censura. Vou procurar os livros que você citou no post - pelo menos os do século XXI rs- e ver se me agradam,ótima postagem parabens ;D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelas palavras Lauro. Eu gosto do gênero, embora alguns títulos apelem.

      Excluir
  10. De tudo que está escrito concordo, mas falta Henry Miller e a Crucificação encarnada. Eu desconsidero todos os da era XXI, principalmente os 50 tons.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os clássicos acho que expressam mais o real valor do gênero. Nunca ouvi falar em "Crucificação encarnada". Vou deixar aqui na listinha de livros. Obrigada pela dica :3

      Excluir
  11. Nunca li algum livro erótico, tenho o terceiro livro da trilogia da Bella Andre estou esperando ter os dois primeiros para começar a lê-los. O que estou lendo agora é Fantasias Gêmeas, apesar de que ambos não sejam clássicos.

    Beijos, Blog Admirando os Livros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você pode ler ele que não tem influência nenhuma dos anteriores. Cada um é a história de um irmão diferente.

      Excluir