Hey, Folks?
Tudo bem?

Nova Chance

Perdida no meio de crianças gritonas que não param de correr, som de apitos,
brigadeiros e docinhos de coco, música infantil e balões coloridos que estão a
me distrair, no dia 20/07/2013

Essa é uma carta aleatória.
Eu não tinha o que fazer na festa de aniversário da Emily,
aquela garotinha de 6 anos, que vive no meu prédio, e chora feito uma
protagonista de novela mexicana, sua mãe me convidou, fez olhinhos de Gato de
Shrek, dizendo que Emily adoraria me ver lá – mentira! Ela queria presente – e
como eu não tinha o que fazer MESMO, achei que comer alguns docinhos e beber
refrigerante de graça teria seu lado positivo. Vesti um moletom e fui, saldo
positivo: comi docinhos, bebi refrigerante e ganhei saquinho de presentes.
Saldo negativo: Vomitaram em mim três vezes, e me senti adolescente novamente,
em uma festa de criança. Saldo Bônus: Peguei um guardanapo e escrevi essa carta
aleatória, bebendo Coca Cola – tem cafeína – e comendo um hambúrguer. Me perdoe
pelo guardanapo amassado, sujo de gordura, espero que você entenda a minha
letra:

Sempre amei aniversários, dos outros, ligar, desejar um dia especial, regado
de tudo que eu desejo de bom para quem amo, ficar dias planejando um presente,
uma festa surpresa, e quando chega o dia, me dedico inteiramente àquela pessoa,
pois ela está na minha vida e o dia de seu nascimento deve ser comemorado,
porque sem essa pessoa, eu não seria nem metade do que sou. As vezes a pessoa
nem nota meu esforço, as vezes sim, mas isso realmente não importa, aquele dia
é dela, e seria capaz de tudo para fazê-lo ser especial e inesquecível ao lado
das suas pessoas amadas.

Quando essa posição muda, não me sinto tão bem, pelo menos era assim
antigamente. Tenho uma necessidade de me isolar no meu aniversário, eu não se;,
tem algo de peculiar em fazer aniversário, ficar mais velho – mais experiente –
ter um novo ano de chances e oportunidades, de ver e viver sonhos, desilusões,
novas esperanças, amigos, namoros e desejos. É como uma preparação para o dia
seguinte, no qual tudo vai iniciar. É como se aniversário não fosse naquele
dia, e sim no dia seguinte, entendeu? Aquela sensação de frio na barriga, de
quem vai ligar, de quem vai na sua festa …
Esse frio me assombra durante todo
o dia do meu nascimento e só me liberta no dia seguinte, que estou mais velha,
e ferrada, porque tenho 1 ano de novas possibilidades e ainda nem superei o
último. 
É como no ano novo, aquele dia especial, cheio de uma energia de renovação e
futuro, preparamos listas de desejos, de coisas que desejamos realizar durante
o novo ano, mas cada vez que o relógio vai mostrando que faltam poucas horas
para esse novo ano, ferra tudo, porque começamos a pensar no ano que passou das
coisas que não foram, e então, como mágica, lembramos do que poderá ser.

Fazer aniversário é um novo começo.

Uma nova chance.
Não é um dia de festa, presentes e bolos, apenas.
Não é um dia de sorrisos e agradecimentos.
É um dia de renovação, de reavaliar sua vida, de se
reavaliar e de ver o seu futuro.
          Ou pelo menos, imaginar esse futuro.



[…]

Certas coisas mudaram de uns anos para cá. 

Não tenho mais apenas essa visão tão sombria do meu aniversário mais.Conquistei novos amigos, descobri novos caminhos e
sentimentos.
Surpreendentemente comecei a amar comemorar meu
aniversário.
Com direito a festa, bolo, docinhos, chamar os amigos e
familiares, a ganhar presente e até mesmo a parabéns para você com palmas sem
sincronia e animação espontânea.
Meus amigos me mostraram que fazer aniversário não é
apenas um dia de renovação, e sim, de retribuição. Os meus amigos buscam
agradecer pela minha amizade – e existência – através de uma comemoração,
presentes, mimos e ligação, e eu aceito isso, pois é o dia do meu nascimento. É
o dia que há tantos anos atrás, por alguma razão mística ou não eu vim ao mundo
para cumprir um papel – ou não – o que importa é que eu aprendi, através dos
meus amigos, que um aniversário não é um dia apenas dedicado a mim, mas a eles
também, através de uma comemoração, eles se sentem completos por poderem estar
ao meu lado naquele dia especial, agradecendo por eu estar na vida deles.

Um aniversário não é um dia no qual você conquista uma
nova idade, mas é um dia que você conquista um ano de oportunidades e futuro. É
uma nova chance.

Então, eu penso assim: se você era como eu, não gosta de
aniversários, fica enjoado só com a ideia de uma festa surpresa ou um parabéns
coletivo, repense, esse dia não é seu apenas, é de todos que estão em sua vida,
e talvez, devemos deixar de lado alguns preconceitos e aceitar o modo que as
pessoas encontram de agradecer nossa existência, e de ser gratos a Deus por
mais um dia de vida. Se você gosta de comemorar seu aniversário – e de todos –
continue assim, e repasse essa ideia aos outros, principalmente aqueles que
entortam o nariz para aniversários, eles não tem ideia da magia, poder e
oportunidade que esse dia tem especialmente para você.

Um grande beijo,
daquela que é sua pessoa hoje e sempre,

Ann

Ann teve o melhor aniversário da vida dela no dia 1772013, e  uma continuação no dia 1872013, pois ela
tem os melhores amigos e mãe que uma garota poderia desejar ter.

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!


Deixe seu comentário

7 Comentários

  • Anônimo
    30 julho, 2013

    Que lindo este texto!! Gosto do aniversário, mas realmente fico triste quando não lembram ( e isto sempre acontece) =(

  • Jessica M
    23 julho, 2013

    Aoon que texto lindo! Realmente, mas acho que todos os dias devem ser comemorados, todo dia pode ser um novo recomeço!
    Lindo demais e você escreve muito bem 😉
    Beijinhos!

  • Julia Cedro
    23 julho, 2013

    Oi!

    Adorei seu texto, e realmente concordo. Eu também não curtia muito aniversários, até ano passado, que tive minha festa de aniversário mais que perfeita organizada pela minha família. Você escreve muito bem!

    Beijos!

  • Cristiane Dornelas
    22 julho, 2013

    Que fofo esse texto! Falou bonito, mas eu particularmente não curto aniversários….tenho meus motivos…
    Bem, não curto o meu, mas o dos outros é sempre bacana de conferir =P

  • Anônimo
    22 julho, 2013

    Sem duvida otimo enrredo! Parabéns; Seguindo seu blog se possivel siga o meu tmb! BJ.
    http://ghislleibrs.blogspot.com.br/

  • Lauro Moura
    22 julho, 2013

    A Ann disse tudo Barb! Temos que aceitar que um aniversário é um recomeço , uma nova chance de viver novas experiencias, é um ano novo adiantado – ou atrasado – onde vc comemora a data mais especial da sua vida, onde todos estão felizes por vc, onde você dança, bebe, se diverte, chora de emoção etc. Cada aniversário deve ser aproveitado ao máximo, pois é um único dia que é só seu e que pode ser compartilhado com todas as pessoas que vc mais ama ;D. Beijos!
    Lauro,
    http://entreversosepaginas.blogspot.com.br/

  • Bárbara, adorei ler este texto! Você escreve bem pra caramba!

    Beijos,
    Caroline.
    http://criticandoporai.blogspot.com