Heey gente, tudo bem??

Olha eu com uma nova crônica para vocês õ/ Espero que gostem 🙂




Sabe, eu sempre fui daquelas pessoas que levavam em conta a opinião alheia e que fazia de tudo para agradar os outros. Sei lá, acho que eu queria ser aceita pela sociedade, entrar no padrão daquelas pessoas que conviviam comigo, que habitavam o meu cotidiano. Muitas vezes seguir esses padrões era cansativo para mim, por que eu não era assim, sabe?

Milhões de vezes eu desejei ir para o colégio com um penteado diferente, um batom mais escuro, uma sapatilha mais chamativa… Sei lá, aparecer para o mundo. Mas eu sempre me contive, por medo de perder as amigas que havia adquirido durante aqueles 3 anos do colegial.

Mas como eu poderia considerar amigas pessoas que não me aceitavam da forma que eu era? Quer dizer; eu julgava que não iriam aceitar, visto que criticavam tudo o que diferente aparecia pelos corredores daquele imenso colégio.

Só que um dia eu joguei tudo pro alto. Peguei aquele batom cor de melancia e passei na boca, calcei minhas sapatilhas cor de lilás que eu tinha ganhado no último aniversário, troquei minha mochila por uma bolsa lateral. Me senti bem. Elas não criticaram, mas também não apoiaram. Eu me tornei  a diferente do grupo, e até gostei disso.

Hoje percebo que elas realmente não eram tão amigas assim. Sei lá, perdemos o contato depois da escola, sabe? E não posso dizer que sinto a falta delas. Quanto a aquela mudança… Bom, devo confessar que foi a melhor coisa que eu fiz na vida. Depois daquele dia eu percebi que as pessoas tem que me aceitar da forma que eu sou.

Aquele dia que eu acordei pensando mais em mim e não no que os outros pensavam de mim me fez ser o que eu sou hoje, uma mulher confiante, dona do próprio nariz e com um futuro brilhante pela frente. Me fez perceber que eu sou a pessoa mais importante do mundo, ao menos para mim mesma. Pra quê ligar para as opiniões alheias quando se é bem mais feliz vivendo da maneira que se quer.

Pensar mais em mim me fez entender quem eu quero ser: eu mesma.

Espero que tenham gostado da minha pequenininha 🙂

Beijoos

* * *
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA
Clique AQUI e saiba como participar!

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário

16 Comentários

  • Anônimo
    30 julho, 2013

    Muito legal esta tua crônica, já está na minha agenda!!
    Muito fofo mesmo!!

  • Cristiane Dornelas
    20 julho, 2013

    Precisando acordar e pensar mais em mim também…
    Legal esse texto, ficou bem bacana!

  • Jessica M
    18 julho, 2013

    Ahh acho que isso acontece com todo mundo, principalmente na adolescência. Se voce nao segue os padroes, voce e zoado. Mas depois que eu passei dessa fase passei a nao me importar com nada disso. Hoje me sinto muito melhor em relação a mim mesma, porque sou quem eu quero ser.
    Adoro seus textos, Barbara! <3
    Beijos
    http://honey-pixel.blogspot.com

    • Barbara
      Barbara
      19 julho, 2013

      Oi Jessica !!
      Exatamente isso, acontece com a maioria das pessoas. Acho legal quando conseguimos superar, né? Fico muito feliz que goste dos meus textos 🙂

      Obrigada pelo comentário !!
      :*

  • Ana Lopes
    17 julho, 2013

    Amei Barbará , super fofo *_*

    http://livroselivrosana.blogspot.com.br/

  • Débora Alves
    16 julho, 2013

    Gosto quando leio algo que parece comigo ♥
    Amei a crônica. Beijo.

    sorrisoselivros.com

    • Barbara
      Barbara
      16 julho, 2013

      Olá Débora, sempre tento escrever Crônicas que se adaptem aos meus leitores, fico feliz que tenha gostado.

      Obrigada pelo comentário !!
      :*

  • DreehLeal
    16 julho, 2013

    é a primeira cronica sua que leio, e amei!
    adorei poder me identificar um pouco com ela =))

    Beeijinho. Dreeh
    Livros e tudo o que há de bom

    • Barbara
      Barbara
      16 julho, 2013

      Ôpa, fico feliz por ter causado uma boa impressão Dreeh 🙂

      Obrigada pelo comentário !!
      :*

  • Lauro Moura
    16 julho, 2013

    Você é uma cronista que sabe o que faz Barb ;D. Cada conto que leio de sua autoria, ás vezes me deparo com semelhanças com o meu dia-a-dia e com meus sentimentos. Quantas vezes nós não somos algo somente para agradar os outros, deixando de lado oque realmente importa: A Felicidade. Acho que todos já passaram por isso, basta sabermos que uma hora você tem que se aceitar do jeito que realmente é *-*. Beijoos!

    • Barbara
      Barbara
      16 julho, 2013

      Oi Lauro. Nossa, muito obrigada pelo elogio. Realmente tento escrever sobre o que eu vejo, coisas cotidianas e que sei que serão úteis nas vidas dos meus leitores, fico feliz que goste das crônicas.

      Obrigada pelo comentário !!
      :*

  • Diego B. Oliveira
    16 julho, 2013

    Muito boa essa crônica! Incrível que eu sempre me senti assim, uma pessoa que quer agradar todo mundo, e acaba se esquecendo da própria opiniões… Mas ainda bem que eu já acordei há muito tempo, hehe.

    Abraços!

    http://pecasdeoito.blogspot.com.br/

    • Barbara
      Barbara
      16 julho, 2013

      Olá Diego, exatamente isso 🙂

      Obrigada pelo comentário !!
      :*

  • ✿Nessa✿
    16 julho, 2013

    Oie!
    Gostei de sua crônica e principalmente da temática.
    Acho que o que você escreveu acontece muito, as pessoas se preocupam muito com o que os outros vão pensar e acabam não sendo elas mesmas.

    Beijos*
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    • Barbara
      Barbara
      16 julho, 2013

      Oi Nessa,
      Pensei exatamente nisso enquanto escrevia, fico feliz que tenha gostado 🙂

      Obrigada pelo comentário !!
      :*