15 de julho de 2013

Ta Na Estante :: 'Meu pai fala cada uma' #104

POSTADO POR EM 15 de julho de 2013
Ei galera do SEA, estou um pouco ansioso por esta resenha afinal é a minha primeira resenha como funcionário de Mogi.
Estava passeando com Mogi no nosso cantinho favorito, ou seja, estávamos na livraria caminhando e olhando os lançamentos quando eu me sentei e comecei a observar o meu amor vendo alguns exemplares, confesso ficar todo bobo a vendo fazer isto. Neste pequeno momento que sentei, comecei a ver alguns títulos e um em especial me chamou a atenção e é sobre ele que eu vou falar aqui hoje.

Livro: Meu pai fala cada uma
Autor: Justin Halpern
Editora: Sextante
Páginas: 141
Sinopse: Aos 28 anos, depois de ser dispensado pela namorada, Justin Helporn volta a morar com o pai, Sam Halpern, de 73 anos. Na infância, Justin morria de medo dele, tão mal-humorado, direto e desbocado que beirava a grossura.
Já adulto, ele passa a admirar a mistura de franqueza e insanidade que carcteriza os comentários e a personalidade do pai, que considera "sábio como Sócrates e até mesmo profético".
Disposto a registrar a sabedoria contida nas tiradas de Sam, Justin cria uma página no Twitter para reunir suas frases malucas e observações ridículas. Em pouco tempo, os devaneios filosóficos do médico aposentado conquistam mais de um milhão de seguidores.
O fenômeno da internet dá origem a um dos livros mais engraçados dos últimos tempos. Tomando como base as pérolas do pai, o filho recria suas memórias da infância e juventude.
Extremamente divertido e inspirador, Meu pai fala cada uma traça um retrato profundo da relação pai e filho e aborda grandes temas da vida: medo, amigos, estudo, namoro, esporte família. Uma lição de integridade, amizade e amor. Sem papas na língua.

'Um retrato hilário e verdadeiro da relação pai e filho.

Meu Pai Fala Cada Uma é escrito de forma brilhante por Justin Halpern e que conta de uma forma hilária a relação entre ele e seu extravagante pai.

 Sam, como é chamado o pai de Justin, é uma pessoa de certa forma grossa; direto e ignorante, ele me cativou com sua maneira de tratar seu filho, com todos os conselhos que lhe dava e as situações que passaram juntos.

O livro tem uma diagramação ótima, cada capitulo conta um fato que ocorreu na vida de Justin e teve a participação de seu pai, ao final de todos os capítulos existem pequenos conselhos do pai de Justin  sobre algumas situações, mas bem, eu não sei se poderia classificar essas frases como conselhos, exatamente; a maioria das vezes parece mais um: “Você se deu mal, agora se vire e me deixe fazer as minhas coisas.”.

Eu considero muito difícil falar sobre pai, eu não tive um pai presente, como acontece na vida de muitas pessoas meus pais se separaram quando eu era muito novinho, mas eu sempre mantenho contato por telefone com ele e sempre rimos bastantes sobre assuntos bem  variáveis. Quando eu vi o livro eu pensei: “Nossa será que o pai de Justin parece com o pai que eu quero ser?”. Quando li percebi que sim.

Meu amor diz que eu serei um ótimo pai, o que eu quero é ser ao menos um terço do que o pai do Justin é. Não mencionei as qualidades dele acima, mas, apesar de tudo ele é um cara carinhoso, atencioso e ama muitos seus filhos, acima de tudo, está sempre disposto a ajudar, se orgulha do menor ato feito por Justin e suas conquistas são compartilhadas e comemoradas. Sam é o exemplo perfeito de pai que eu queria muito ter e que eu quero me esforçar a ser.

Assim que terminei de ler recomendei imediatamente a Mogi para ler, pois este livro com certeza vai entrar para uns dos melhores que já li, me encantou muito e me deixou ansioso para ler o próximo livro escrito por Justin que, aliás, esta me aguardando.

Quote: “Às vezes a vida deixa uma nota de 100 dólares em cima da sua cômoda e só mais tarde você percebe que foi porque ela te fodeu – disse meu pai, pondo a mão no meu ombro enquanto eu tomava café da manhã uma semana depois de ter voltado a morar com ele e minha mãe.Página 135

* * *
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA
Clique AQUI e saiba como participar!

23 comentários:

  1. Oie!

    Curti bastante sua resenha.
    A temática do livro me parece bem interessante, gostei.

    Beijos*
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Nessa. Realmente o livro traz uma temática bastante divertida! XD

      Que. Bom que vc curtiu uhulr ô/
      Beijos

      Excluir
  2. Oi! ^^
    Já tinha ouvido falar desse livro, mas ainda não li.
    Gostei da sua resenha. Não sou muito de ler livros com temáticas como pais e filhos, casamento... mas como esse tem uma "pegada" mais pro lado do humor, vou coloca-lo na minha lista de leituras!!

    Beijusss;
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helaina é muito bom saber que você gostou da resenha e mesmo não sendo um gênero que vc curtir vc vai ler! XD!

      Espero que goste como eu gostei beijos!

      Excluir
  3. ADOREI!
    Que tal visitar meu blog e segui-lo? Comecei agora, e estou muito feliz de escrever para todos vocês. Da uma passadinha aqui:

    papodeconfidente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei amor e outras drogas que bom que você adorou! Espero que em seu novo blog tenha comentários construtivos como o seu! XD!

      Abração!

      Excluir
  4. Oi Mô, enfim uma resenha "oficial" para o SEA :o) Adorei, como sempre. Já tinha ouvido falar sobre esse livro e agora a minha vontade de lê-lo aumentou! Já foi para a listinha, com certeza. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi, obrigado. Saber que através de algo que escrevi uma pessoa se sente mais interessada em ler um livro é algo muito bom! xD

      Excluir
  5. Esse é bem fofo, gostei dele. E só de nome já me identifiquei xD
    E o tema é bem interessante, com uma abordagem leve e gostosa de ler pelo que entendi. Legal, é uma boa dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também me identifiquei com ele de cara Cri. Espero que gosto muito se você vier a ler!

      Beijos!

      Excluir
  6. Olá Dayvson , é ótimo ler uma resenha sua, agora que é oficialmente da equipe do SEA *-------*. Já vi algumas resenhas do livro, mas a sua foi a que mais me agradou, vc deixou bem explicito o quanto você gostou da obra. Com todas os pontos positivos que você citou esse livro é mais que desejado ;D. bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uhul alguém que não me chamou de Mô (não que eu não goste do apelido que Mogi me deu) kkkkkkkkkkkkk! Vlw Lauro espero que goste assim como eu amei!

      Excluir
  7. Realmente parece ser um ótimo livro . Um livro que transmiti grandes ensinamentos para pai e filho , acho que seria uma leitura bem agradável e leve .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Transmite de uma maneira bem extravagante e hilária Ana. Eu realmente me identifiquei e vou levar algumas coisas comigo.

      Excluir
  8. PERAI, necessito desse livro!
    o título resume a minha relação com meu pai kkk :D
    E me parece realmente cativante podemos dizer assim...
    Entrou na minha listinha de compras (que não tá pequena.)

    Abraço,
    www.ps-carpediem.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rapaz minha lista também não tá pequena não é se juntar ainda com a de Mogi. ..........,Kkkkkkkkkkkkk
      Espero que você goste do livro e dê muitas risadas!
      Abração!

      Excluir
  9. haha esse livro parece ser divertido!
    Acho que todos eles tem algo a ensinar e esse não deve ser diferente, mesmo com as diferenças entre eles.
    Adorei a resenha!
    Beijinhus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Jê. (O íntimo kkkk). Aprendi muito com esse livro, algumas lições que realmente quero seguir! E me diverti muito lendo Mogi que não gosto, ri bem na hora de uma fala importante de Revenge e ela quase me matou kkkkkkkk!
      Beijinhos!

      Excluir
  10. Parabéns pela resenha!
    Mas eu li o livro e odiei, sorry.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vlw Bruno pelo elogio sobre a resenha. Chato você ter odiado, apesar de eu achar muito forte essa palavra para falar sobre livros, principalmente deste. Dizer que odiou, é dizer que odiou Justin, que odiou o Sam e que principalmente odiou a linda relação entre pai e filho! É um livro de comédia que pode não ser de seu gosto xD. Quem sabe em outro momento?!

      Excluir
  11. cara curti a resenha
    eu particularmente sempre quis ler esse livro xp
    acho que vou gostar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Alice, espero que você goste, foi a primeira vez que li esse gênero e gostei muito!

      Beijos!

      Excluir
  12. Muito boa tua resenha!!
    Realmente já ri só de ler o título =) Deve ser demais mesmo....

    ResponderExcluir