4 de agosto de 2013

Little Talks #01 :: Mari Scotti

POSTADO POR EM 4 de agosto de 2013

Hey turma!


Como eu tinha anunciado nesse post de novidades, agora o SEA tem uma coluna de entrevistas. YAY!
E para inaugurar a coluna, eu convidei uma velha amiga minha: Mari Scotti, autora dos livros Insônia e Híbrida.

Eu conheci a Mari por volta de 2009, quando nós duas éramos apenas fãs maníacas da saga Twilight que liam e escreviam fanfics! Cada uma seguiu um rumo, ela publicou seus livros e eu virei blogueira literária. Mas nunca perdemos o contato. E cá estamos nós duas juntas novamente!

Sem mais delongas. vamos à entrevista!

SEA: Primeiramente, nos conte um pouquinho sobre você.
Mari: Sou tímida, extremamente tímida. Amo minha família, meus pais são meu maior orgulho e espelho. Tudo o que faço, peço sempre a opinião e aprovação deles. Sou sim, do tipo de menina certinha e não tenho vergonha de admitir. Amo cantar, hoje é um hobby, mas quase foi profissão, pois já gravei até CD rs. Leitora voraz, principalmente dos livros nacionais... amo escrever, compor... Penso o tempo todo em histórias, personagens, até no trabalho. Rs Acho que é isso.

SEA: O que te motivou a começar a escrever?
Mari: Comecei a escrever muito nova, o desejo surgiu depois que li um romance policial escrito por minha mãe (será publicado ainda este ano *-*). Fiquei fascinada pela ideia de criar minhas próprias histórias. Até tentei, mas desisti, pois não conseguia colocar as ideias no papel. Esse desejo reascendeu depois que li Crepúsculo e descobri qual era o meu estilo preferido de escrita: Fantasia. O desejo de publicar veio depois de conhecer a escritora nacional Nazarethe Fonseca, pois trouxe um ânimo a mais ao perceber que no Brasil era possível ser escritor.

SEA: Qual foi sua maior realização como escritora até agora?
Mari: Ver a reação dos leitores depois de ler meus livros. O carinho com os personagens, o incentivo para a publicação dos próximos livros, a divulgação que fazem para seus amigos... É o que me faz ter certeza que descobri o que “queria ser quando crescer”.

SEA: Qual foi a parte mais difícil do seu caminho como escritora até agora?
Mari: Tenho uma amiga escritora que diz que sou muito inocente e de fato, sou. Admito. E conviver com pessoas diferentes e tantas ao mesmo tempo me fez conhecer muito do lado ruim do ser humano, como existem – infelizmente – pessoas que nos usam para se autopromoverem ou nos queimam para se promoverem... em resumo: Perdi um pouco dessa minha inocência depois de algumas decepções, porém isso não me abala não. Sou o tipo de pessoa que sempre vai acreditar no melhor do ser humano e não desisto. Nunca.

SEA: Você sente algum preconceito por parte dos leitores por ser uma autora nacional?
Mari: Sim. Infelizmente o brasileiro tem a cultura de acreditar que o que é “nosso” nunca é bom. É preciso dizer inúmeras vezes para mudar o pensamento de alguém. Foi assim com o cinema nacional e é assim com a literatura, mas isto está em processo de mudança. Cada dia mais o leitor percebe que os escritores nacionais podem ser tão bons quanto os estrangeiros e com uma vantagem: são acessíveis!

SEA: O que te inspira quando está escrevendo?
Mari: Livros, música, filmes, pessoas... desenhos *-*.

SEA: Qual a sua opinião sobre a blogosfera literária hoje?
Mari: Eu acho que existem muitos blogs sérios, que entendem que outras pessoas acessam seu blog atrás de indicações, informações sobre lançamentos e que fazem um trabalho muito organizado e bonito. Eu mesma não consigo ser tão organizada quanto alguns colegas. É um excelente parceiro para as editoras e escritores atualmente.

SEA: Você acha que os blogueiros contribuíram para o sucesso dos seus livros?
Mari: Claro! São eles que me ajudam a divulgar os livros, mas não são os únicos. O maior divulgador tem sido os leitores, aqueles que realmente gostam da obra e comentam com colegas na escola, divulgam em seus facebooks, etc.

SEA: Quais os seus gêneros literários favoritos?
Mari: Fantasia e romance.

SEA: Você consegue ler mais de um livro ao mesmo tempo?
Mari: Não. Se parar de ler um livro é porque não gostei mesmo ou a história não me conquistou naquele momento, mas tenho que ler um só por vez. Ainda mais porque é muito peso na mochila mais que um. haha.

SEA: Você imagina as cenas dos seus livros na cabeça, como se fosse um filme?
Mari: Sim! Sonho muito em um dia virar realmente um filme. O Brasil está mudando, quem sabe né? Pode acontecer. Haha.

SEA: Está trabalhando em algum livro novo por agora?
Mari: Além da continuação das duas séries já publicadas, tenho vários projetos. Um deles é um romance sem fantasia que trata de problemas sérios como bullying e bipolaridade.

SEA: Você já considera ser escritora como profissão?
Mari: Sim, sempre considerei e espero alcançar.

SEA: Se você tivesse que escolher um Top Cinco de livros favoritos, quais seriam?
Mari:
1. Os Mistérios de Warthia: A Profedia de Mídria – Denise Flaibam;
2. Twilight Saga;
3. Série Instrumentos Mortais;
4. Série Fallen;
5. Sábado à Noite – Babi Dewet.
Não pode colocar mais não? Haha Tem Jogos Vorazes... Tem... não pode? kkk

SEA: Gostaria de falar algo mais para os leitores do SEA? Pode fazer merchandising a vontade (risos).
Mari: Eu adoro conhecer leitores ou futuros leitores, então fiquem a vontade de me adicionar no facebook ou adicionar-se ao grupo dos meus livros. Demoro a responder às vezes, mas sempre respondo, isso é uma promessa! *-*
Meus livros são Híbrida e Insônia, podem ler, eu deixo!
Sessão merchan passou! Haha
Quero agradecer a Nathália e a Barbara pelo espaço e carinho. Adorei participar da entrevista! E agradecer a você leitor do blog que parou para ler o que eu tinha a compartilhar. Espero que tenham gostado e deem uma chance aos escritores nacionais. É seu apoio, sua leitura, sua palavra de incentivo que nos fará crescer cada dia mais e desejar escrever melhor para surpreendê-lo. O autor nacional é como um gatinho precisando de um afago, só está esperando que você o leia e ame tanto quanto ele os personagens que criou para você! É só o que desejo: Que se apaixonem pela Ellene, Milosh, Tomás, Carol, Jacó e outros do livro Híbrida e me matem com o final de Insônia. :P
Um beijo para todos. Obrigada novamente.
Mari Scotti

Então é isso galerinha. Quem quiser adicionar a Mari para conhecê-la melhor e conhecer um pouco mais de suas obras, esse é o face dela e esse é o grupo dedicado aos livros.

Espero que tenham curtido essa primeira entrevista, tanto quanto eu curti fazê-la.

Beijinhos e até mais!
***
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique AQUI e participe.

17 comentários:

  1. A Mari é realmente uma fofa! Estou morrendo de vontade de ler os livros dela, pretendo comprar os dois na bienal *-* Adorei a entrevista, ficou maravilhosa!

    Um beijo.

    Bia - Blog Escrevendo Mundos

    ResponderExcluir
  2. Amei a entrevista Nathy e relembrar como nos conhecemos! Vou contar um segredo: Ela salvou minha vida quando conseguiu reativar o site de fanfic do Twilight Brasil!! Minha heroína!! Hahaha.
    Fico feliz com a confiança em ser a primeira entrevistada >.<
    Beijão!

    Bia! Não esqueça do meu abraço na bienallll!! >.<
    Beijo, Mari Scotti

    ResponderExcluir
  3. Adoreii a entrevista com a Mari, já tinha ouvido falar de seus livros, e sou super curioso para lê-los. O bom das entrevistas é que temos a oportunidade de conhecer um pouco mais da vida dos autores, é sempre bom prestigiar a nossa literatura nacional, com ótimos livros ;D
    Beijoos.
    Lauro,
    http://entreversosepaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Nathalia, tudo bom?
    Nossa, que legal você ser amiga de tanto tempo da Mari e as duas terem trilhado caminhos literários!
    Adorei a nova coluna, continue com as entrevistas sempre!
    Beijão
    Endless Poem

    ResponderExcluir
  5. Oi, Naty (a íntima).
    Adorei a entrevista. Não conhecia a autora. :)
    Só quero dar uma humilde sugestão: seria bacana se você tivesse colocado a capa dos livros pra gente conhecer. =D Quem sabe nas próximas entrevists com outros autores a ideia seja válida, né?

    Bjoks!

    http://books-and-emotions.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Engraçado que eu também adorava a saga crepúsculo, hoje em dia tenho até medo de dizer que lia e gostava demais porque é capaz de eu ser apedrejada na rua, rsrs.

    Sou tímida tbm, se pudesse não seria, mas infelizmente sou :-/, já cantar eu nem tento, só de me ouvirem cantar no chuveiro o pessoal se assusta. Que bacana, então quer dizer que o dom da escrita veio de família! Meu gênero preferido é fantasia tbm. Já eu li Fallen e não gostei, preferi nem dar continuidade a série, mas Jogos Vorazes é relmente muito bom, quero ler demais Sábado à Noite da Babi. Enfim, muito bacana a entrevista! Adorei.

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia a Mari, e nem seus livros. De forma que quando terminei de ler a entrevista pensando que preciso ler os livros logo!
    Só pelo nomes dos livros ele me conquistaram!
    Adorei a entrevista!!
    Beijos
    utopiaincessante.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Que graça!!!! Eu ganhei um livro da Mari Scotti e estou aguardando chegar (Híbrida)! <3333 Nunca tinha lido nenhuma entrevista dela. Ela é tímida! *aperta as bochechas dela* Achei-a tão fofa. Atualmente esotu habituada com autores mais "firmes", mas as palavras e o jeito dela fazem crer ser alguém realmente inocente como a amiga dela disse (rs).
    Fiquei ainda com mais vontade de prestigiá-la como autora. E que incrível ler um romance escrito pela própria mãe!!! *¬* Há legado melhor que esse? pfv!

    www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fran!! Enviei o livro tem um tempo já, recebeu? *-* Espero que goste.
      Agora fiquei encucada, eu não passo firmeza não?? KKKK Sou timida mesmo, mas faz parte.
      Obrigada pelo carinho, adorei!
      Um beijo, Mari Scotti

      Excluir
  9. Adorei essa coluna gente! Essa parte de escolher um top cinco foi crueldade com a Mari heim ... shaushausah

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia a Mari, mas me encantei com a entrevista, afinal também sou do tipo de pessoa que SEMPRE tem certeza que há o lado bom de alguém :s
    Fiquei muito curiosa para conhecer os livros.. E concordo com o preconceito com autores brasileiros, confesso que até eu já tive ( desculpa mari rs)
    Achei incrível ler um livro da própria mãe *-* amo loucamente romance policia *-*
    Sucesso !! (:

    ResponderExcluir
  11. Nao conheço nenhum dos livros da Mari, mas gostei batsante da entrevista, ela parece ser super simpática haha
    E acho que foi covardia fazer ela escolher só 5 livros favoritos, quem consegue fazer uma coisa dessas? kkkk
    beijos
    http://nolimitedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Naty!!
    Não li nenhum livro da autora ainda, mas realmente gostei bastante da entrevista. Ela é uma fofa!!
    Legal poder saber as opiniões da autora desta forma!!

    ResponderExcluir
  13. Pretendia comentar todos os comentários, mas não sei se posso, então vai um geral: OBRIGADA pelo carinho de todos que comentário, visitei cada blog, estou seguindo. Vocês são todas umas fofas!! Espero que nos conheçamos no futuro e que gostem dos meus livros.
    Beijo, Mari Scotti

    ResponderExcluir
  14. Amei a entrevista , super autêntica !

    Foi muito legal poder conhecer mais um autor de pertinho assim , espero poder voltar e ler com mais tempo a entrevista , porque hoje está meio corrido e eu acabei lendo meio por cima , mas no final deu pra perceber o carinho dela pelo SEA :)

    Super fofa !!

    http://theloverbook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Eu também estou escrevendo(tentando) fanfic só que de The Vampire Diares, que sabe também não nasce uma escritora? hahaha Valorizo muito os autores nacionais, no nosso país tem muito coisa boa a ser mostrada, e meu gênero preferido de leitura São os nossos clássicos.
    anna-gabby.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Muito legal a entrevista adorei conhece-la melhor, pena que eu ainda não li nenhum de sues livro, mas pretendo ler logo logo, e que bom que as duas ainda mantêm contato, eu to louca para ler Híbrida da autora, to amando ler nacionais.

    ResponderExcluir