31 de outubro de 2013

{Halloween Week} :: Senta que lá vem a história...

POSTADO POR EM 31 de outubro de 2013

Hey Folks!

Como vocês devem ter percebido, essa semana um velho projeto meu ganhou vida no blog. Hoje é dia 31 de Outubro, então tranquem as portas e apaguem as luzes. Mas não sintam medo. Embarquem comigo na história do Halloween!

Para entendermos um pouco mais da festividade que hoje chamamos de Halloween, temos que retroceder bastante no tempo, até a antiga Europa habitada pela sociedade celta.

Os Celtas

Segundo tradições, o povo celta dividiu seu ano em duas partes: a parte da luz e a parte das trevas. A história do Halloween começa aí. Uma das datas mais importantes na cultura celta era o Festival da Colheita, também chamado de Samhain, comemorado no dia 31 de outubro. Os celtas acendiam fogueiras nessa data, em uma oração para que a colheita fosse boa e produtiva, para que os alimentos obtidos com ela durassem todo o inverno. Também nessa data acontecia a passagem da metade da luz para a metade das trevas.

Um dos aspectos mais importantes da comemoração era a sua permeabilidade, a flexibilidade do tempo e do espaço nessa época. Durante a colheita os dias eram mais curtos e as noites, mais longas. Não só o espirito dos mortos, mas do passado e de outras épocas podiam vagar pela realidade da época e os humanos podiam entrar e se perder no outro mundo também. O Samhain era marcado pela linha tênue entre a vida e a morte.

Os Morcegos

A origem dos morcegos como símbolo do Halloween também pode estar ligada à antiga tradição celta. Antes de termos nossa amada eletricidade, um dos únicos modos de se ver um morcego era acendendo fogueiras, o que era muito comum no Samhain.

Morcegos se alimentam de insetos, e insetos são atraídos pela luz. Logo, não é muito incomum ver morcegos aparecendo ao redor de fogueiras. E não é segredo para ninguém que morcegos são criaturas noturnas, e a noite era motivo de medo nesta época. Então um pouco do nosso medo à essas pequenas criaturas se deve aos povos antigos, principalmente aos celtas.

Origem Cristã

Os celtas não foram os únicos. Vários outros povos também cultuavam seus mortos. E essa pode ser uma das principais razões pela qual essa tradição sobreviveu até a era moderna. De fato, ela foi cultivada principalmente pelos cristãos.

Com o grande desenvolvimento do Cristianismo, eles adotaram e modificaram várias tradições folclóricas e pagãs em vez de criarem as suas próprias. Desse jeito seria mais converter os pagãos. Um dos festivais pagãos mais importantes que passou por uma remodelagem nas mãos dos cristãos foi a Lemúria.

A Lemúria, comemorada no dia 13 de maio, era um festival dedicado especialmente a acalmar o espirito dos mortos. De todas as celebrações aos mortos presentes no calendário romano, a Lemúria sem dúvida é a mais assustadora. Nesse dia, os fantasmas dos mortos apareciam para aterrorizar os vivos. Para acalmar os mortos, os romanos despejavam leite nos túmulos ou deixavam pequenos bolinhos como oferta.

No ano 609 da era cristã, a igreja incorporou a Lemúria e a transformou 13 de maio no All Saints Day, o dia de todos os santos, data em que se homenageavam os principais mártires do Cristianismo. Tudo isso foi uma tentativa de cristianizar um festival pagão e ao mesmo tempo manter a essência de uma tradição tão antiga.

A versão cristã da Lemúria agradou tanto que levou a Igreja a tomar uma decisão diretamente ligada à origem do Halloween. O Dia de Todos os Santos foi transferido do dia 13 de maio para o dia 1º de novembro, tendo seu nome mudado para All Hallows Day.

Como caía no dia 31 de outubro, véspera do Dia de Todos os Santos, as pessoas começaram a chamar o Samhain de All Hallows Evening (Noite de Todos os Santos). Posteriormente o nome foi abreviado para All Hollows Eve, e finalmente para Halloween.

Doces ou Travessuras

A Igreja também ajudou a estabelecer a tradição do "Doces ou Travessuras".

Em um Dia de Finados na Idade Média, um padre pediu para que seus fiéis rezassem para as almas presas em um mundo intermediário, conhecido como Purgatório. O Purgatório não era um lugar agradável. Não era tão ruim quanto o Inferno mas era igualmente assustador. Felizmente as pessoas podiam interceder pelas almas presas neste lugar, bastando apenas rezar por elas. De acordo com a Igreja Católica, se os fiéis rezassem bastante poderiam enviar uma alma para o céu.

E isso nos leva à um costume que pode ter sido o antecessor do "Doces ou Travessuras". As crianças saiam de porta em porta pedindo o bolinho das almas, uma espécie de muffin de uvas passas. Em troca, elas se ofereciam para rezar pelas almas do Purgatório.

Bruxas e Gatos

Na Idade Média fazia total sentido acreditar que existiam seres como bruxas e demônios, e que todo o mal do mundo era causado pelos mesmos. Portanto, também fazia sentido caçá-los e acabar com eles.

Uma histeria coletiva no século XVI ajudou a confirmar a suposta aparência das bruxas, que para a maioria das pessoas é o ícone do Halloween. Geralmente mulheres, elas eram vistas como ajudantes de Satã.

Normalmente eram curandeiras, viviam sozinhas e eram meio excêntricas. As lendas foram passando oralmente ao longo das gerações. Em algum ponto isso começou a levantar suspeitas entre os religiosos com quem conviviam. Muitos dos utensílios utilizados por essas mulheres se tornaram símbolos associados à bruxaria.

Uma simples vassoura passou a ser instrumento de maldade, bem como um meio de transporte. O caldeirão, um artefato presente em praticamente todas as cozinhas, passou a ser visto como instrumento para preparo de malignas poções. Já o chapéu pontudo é uma variação dos chapéus utilizados pelas mulheres do campo na era medieval.

E é claro, temos traiçoeiro e misterioso companheiro de olhos brilhantes: o gato. Não surpreende que gatos sejam associados à bruxas. Eles são meio enigmáticos e sempre ficavam perto do fogão à lenha e das vassouras.

Fantasmas

Em meados do século XIX, os Estados Unidos ganharam uma festa um pouco mais estranha depois de 4 longos anos de Guerra Civil. Haviam tantos corpos irreconhecíveis nos campos de batalha da guerra que o país ficou obcecado pela morte. Grande parte dos soldados foi enterrada sem identificação, ninguém sabe o que aconteceu com eles. E a população acreditava que eles poderiam voltar, que talvez não estivessem mortos.

As primeiras histórias de fantasmas eram sobre soldados que voltavam para casa. Foi mais ou menos nessa época que o Halloween teve início nos Estados Unidos.

Os tão conhecidos lençóis brancos, através dos quais muitas vezes são retratados, fazem uma alusão à mortalha, que era um pano branco utilizado para enrolar os mortos antes de os enterrarem.

Macabro, não?

Lanterna de Abóbora

A lanterna de abóbora, uma das marcas registradas do Halloween, começou como uma antiga tradição européia, porém a primeira versão não foi esculpida em uma abóbora.

Existe uma lenda sobre um homem apelidado de Jack Miserável. Jack era um encrenqueiro, e foi um homem tão ruim que conseguiu ser expulso do Inferno, o que não é muito fácil de se conseguir. Mas o Diabo teve pena dele, e lhe deu uma brasa de carvão tirada do fogo do Inferno, para que ele se guiasse.

Jack pegou a brasa e colocou dentro de um nabo oco e saiu andando por aí. Foi assim que surgiu a lenda de Jack e a lanterna.

Nos Estados Unidos, a tradição da lanterna foi modificada. O nabo do velho mundo foi substituído pela abóbora, maior e mais macia. A colheita de abóbora geralmente acontecia na época do Halloween e as crianças perceberam que a lanterna de abóbora seria uma ótima ferramenta para pregar peças umas nas outras.

(Fontes: Documentário A Verdadeira História do Halloween by History Channel, 4 anos de obsessão pelo tema e muitas pesquisas no Google)

Depois de discursar sobre um dos meus temas favoritos, eu me despeço de vocês nesta noite de 31 de Outubro. Espero que eu tenha esclarecido pelo menos um pouquinho das origens desse imenso festival comemorado nos Estados Unidos.

Happy Halloween e até a próxima!


Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique AQUI e participe.

11 comentários:

  1. Adorei o post Nathália! É tão bom poder conhecer mais um pouco sobre a origem dessa grande data que é dia 31 de outubro. Eu não conhecia muitas das histórias, e agora já posso até comentar com as amigas tudo o que sei! Ah, eu amo bruxaas *-*

    ResponderExcluir
  2. O que me chamou atenção foi o nome do post: "Senta que lá vem história". Lembrei de mim assistindo Tv Cultura. hahaha Velhos tempos. Quanto ao post, eu achei bastante legal, muitas coisas que foram colocadas eu não sabia. É interessante que ao longo do tempo cada cultura foi inserindo outras coisas e que fizeram o Dia das Bruxas e constituí-lo como ele é hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente veio da TV Cultura! Adorava aquilo lá quando era pirralha. Acho que todo mundo já assistiu um dia kkkk' Eu não posso comentar muito sobre a forma que a celebração foi moldada senão vou começar a discursar novamente. Mas esse é um tema que eu me interesso bastante e espero pesquisar bem mais a fundo ainda!

      Excluir
  3. Pra mim é uma data comum, não o curto muito, mas gostei de me informar mais.

    www.iasmincruz.com

    ResponderExcluir
  4. awn fiquei feliz com a postagem.
    adoro o halloween

    ResponderExcluir
  5. Aaawn. Adorei a postagem. Também comentei ontem no meu blog sobre a história do Halloween e de como surgiu, mas claramente sua postagem está mais completa do que a minha. ADOREI. :3

    ACESSO PERMITIDO. <3
    http://acessopermitidoblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Adorei o post! É super interessante conhecer a história.
    Gosto muito da Mitologia Celta e Samhain era o evento mais esperado por eles.

    Vou seguir o blog e continuar acompanhando.
    Beijos,
    Bell.

    http://contosdoguerreiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ameii de paixão o post ;D. Eu também fiz uma postagem de Halloween no meu blog, mas foi super ótimo ver curiosidades, cultura história, diversão, tudo em um post só. Ainda bem que seu projeto de Halloween Week deu super certo e espero que o blog tenha várias outras surpresas nesse fim de ano, e nos próximos anos de existência desse portal literário que é o Segredo Entre Amigas *--*

    Beijoos.
    Lauro,
    http://entreversosepaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu simplesmente amooo o Halloween, ontem passei o dia pesquisando sobre tudo isto uahsuahs tinha muita coisa que eu não sabia mesmo amando essa data. Eu adoro as festas que alguns lugares proporciona *O*

    ResponderExcluir
  9. Gosto bastante do Halloween, mas conhecia muito pouco a historia. Adorei todos os post que voces fizeram!


    xx

    ResponderExcluir
  10. Como eu queria que tivéssemos o hábito de celebrar o Halloween por aqui também :/ Ia ser tão divertido! Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir