9 de novembro de 2013

Aleatoriedades e um café, por favor #18 - Tempo

POSTADO POR EM 9 de novembro de 2013

Hey Folks,

Tudo bem? :)


                            



Tempo

60 min
Eu sei, eu venho aqui uma vez por semana, doutor, to acostumada com o tempo escasso.
Tema de hoje?
Não sei, que tal ... tempo?
É, não me olhe como se eu estivesse fumando chá de erva doce na sua frente. Tempo, tempo, tempo.
5 letrinhas que formam uma palavrinha consumidora, dominadora e vital.
Já pensou sobre como essa palavra afeta sua vida?
Não, porque você não tem tempo para isso, mas pense em tudo que deixou de fazer por falta de tempo. Aquele futebol com seu filho, aquela história para sua filha ouvir antes de dormir, aquela comida especial que sua esposa gosta, mas como fazer seu o tempero árabe, não é? Para ter o tempero você terá que ir para o outro lado da cidade ... tempo.

Em nossa era, o tempo está para o dinheiro.
Virou um empecilho, um meio de troca.
’Se eu tiver tempo, eu vou.’
’Se eu tiver dinheiro, eu te compro/eu viajo/eu vou’

Tenho raiva do tempo. Não pela questão do envelhecimento ou por não ter tempo nenhum, mas como até as calorosas conversas diárias o tempo me arranca o prazer de ter. Sempre, e quando digo sempre, é sempre mesmo, tem algum amigo que vem falar comigo e começa a relatar o seu dia, cheio, ocupado e sem uma pausa para ter tempo. Odeio gente assim! É doutor, odeio mesmo. Como essas pessoas não vem a sorte que tem de ter o tempo ocupado, quando tem tanta gente sem nada para fazer?
’Nossa, hoje fiz isso, aquilo, aquilo lá, vim para casa, arrumei tudo, voltei para lá, fiz aquilo, fui e voltei e agora to aqui, morta/a de sono, dor. Vou dormir, tchau.” As 20 da noite?!?!?! VOCÊ VAI DORMIR AS OITO DA NOITE? Tem mais 4 horas do seu dia e você simplesmente vai ignorar todo esse tempo porque está cansada?Como água, você está desperdiçando tempo, já pensou nisso? Não, ninguém pensa nisso, não tem tempo.
1 hora em um engarrafamento pode ser desfrutado lendo um livro, ouvindo um cd, conversando com um amigo que você não vê há muito tempo ou descansando a mente, dormindo, assim quando você chegar em casa, poderá aproveitar mais o seu tempo. Meia hora em uma fila de banco pode ser aproveitado da mesma maneira, mas não. Quando o assunto é tempo, nós não podemos perdê-lo, mas mesmo assim, perdemos o miseravelmente. É mais fácil reclamar da falta de tempo do que dá um empurrãozinho em seu cronograma, se esforçar, lutar um pouquinho contra as possibilidades para conseguir fazer tudo que almeja. Claro, vale lembrar que nem sempre conseguiremos fazer tudo que desejamos, eu por exemplo, queria levantar dessa cadeira, pegar meu traje do homem de ferro e ir tomar café em Paris, mas não vou poder. Meu traje está no mecânico, aí já viu.

Oi?
É, eu tenho muito tempo livre, mas eu faço esse tempo perdurar para fazer tudo que desejo, hoje, por exemplo, tem uma exposição de uma amiga que eu vou, ainda quero fazer meus cabelos, minhas unhas, ver dois episódios de uma série e tentar fazer uma torta, pois amanhã é aniversário de uma amiga e ela adora minha torta de amora.

Sim, eu trabalho, estudo, e claro, fico morta de cansada com muita facilidade, mas não deixo isso me dominar. Não quero me tornar como esses meus amigos que chega 20 hrs e estão indo dormir em seus pijamas de flanela, porque estão com sono demais para ter tempo. Eu quero ter tempo, sabe que nem aquelas mulheres dos século XVIII que tinham tempo para tudo porque não tinham nada a fazer além de sentar e serem damas comportadas e belas? Então, queria ser elas, ocupadas apenas em serem damas, e com o resto do tempo livre para fazer e viver o que desejasse. Eu seria uma boa Scarlett O’Hara, senhor.

Oi?
Ah sim, acabou.
Não, tudo bem, eu entendo.
Um dia, o tempo sempre acaba.

Ann queria que o seu dia tivesse 25 horas.

6 comentários:

  1. Ótimo texto, Bárbara! Me identifiquei muito com você... eu às vezes queria ter mais tempo também... mas acho que, conforme eu posso, consigo aproveitar bem o tempo que tenho para mim, fazendo as coisas que eu mais gosto de fazer... Odeio dormir cedo e odeio acordar tarde...

    Beijos,
    Inara
    www.lerdormircomer.com.br

    ResponderExcluir
  2. Você escreve muito bem,parabéns!
    Bjs,
    http://modaaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ann é sempre inspiradora, e parece que entende a alma do leitor, e usa as mãos da lindíssima Bárbara Herdy. Como se fosse uma alma, Ann procura de alguém que psicografe seus pensamentos, que transmita suas emoções e reflexões, que às vezes não temos "Tempo" pra pensar em nosso dia-a-dia *-*

    Beijoos.
    Lauro,
    http://entreversosepaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Tempo é algo que a cada dia se torna raro, se tivessem como ganhar dinheiro vendendo tempo, acredito que venderiam. Parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
  5. Adorei o texto, me identifiquei com muitos trechos!


    xx

    ResponderExcluir
  6. Ótima reflexão, tempo realmente é algo importante e quase sempre escasso, tanta gente deixa de fazer certas atividades por "falta" de tempo

    ResponderExcluir