25 de fevereiro de 2014

A culpa é realmente das estrelas?

POSTADO POR EM 25 de fevereiro de 2014

Heey gente, tudo bem??


Se tem um assunto que anda rodando o mundo literário atualmente é a adaptação do romance A culpa é das estrelas escrito pelo John Green para as telonas. Com o enfoque que a obra está recebendo muitos leitores começaram a questionar o título da história. A culpa é realmente das estrelas? Essa é a pergunta que todos nós estamos fazendo. Não pode dar uma resposta exata, mas juntamos a opinião de pessoas que já leram o livro a fim de definir o porque do nome.



Para começar, darei a explicação que o próprio John Green respondeu a um leitor:

"Bem, na frase de Shakespeare, "estrelas" significam "destino". No texto original, o nobre romano Cássio diz a Bruto: 'A culpa, meu caro Bruto, não é de nossas estrelas / Mas de nós mesmos, que consentimos em ser inferiores.' Ou seja, não há nada de errado com o destino; o problema somos nós. Bem, isso é válido quando estamos falando de Bruto e de Cássio. Mas não quando estamos falando de outras pessoas. Muitas delas sofrem desnecessariamente, não porque fizeram algo de errado nem porque não más ou sei lá o quê, mas porque são azar. Na verdade, as estrelas têm muita culpa sim, e eu quis escrever um livro como vivemos num mundo que não é justo, e sobre ser eu não possível viver uma vida plena e significativa mesmo que não se chegue a vivê-la num grande palco, como Cássio e Bruto."

Contém spoiler!

Antes de saber sobre todas essas explicações para o título do livro eu me foquei no nome da obra em inglês: The Fault in Our Star (A culpa em nossas estrelas). Nunca forcei o pensamento para acreditar que a culpa que o livro se refere é o câncer. Sempre pensei na culpa como algo ligado a Hazel. No meu ponto de vista a culpa é o Gus, ele é o culpado pela mudança da Hazel e pela forma como ela passou a se portar depois que o conheceu, a forma como ela passou a enfrentar o câncer.

Para a leitora Victoria Lam a resposta está no próprio livro: "Se for o que eu penso, o livro se chama assim pois Hazel e Gus tomaram champanhe em Amsterdam, e eles compararam as bolhas com estrelas. Em Amsterdam eles realmente se apaixonaram, tiveram o beijo no museu da Anne Frank, primeira vez e também a Hazel recebeu triste notícia que Gus acendeu como uma árvore de Natal, que também podem ser chamadas de "estrelas" já que brilham. Ao meu ver é isso."

Natália Melo coloca a culpa nos pensamentos: "Eu ainda acho que a tradução foi feita errada... E que o certo seria A culpa nas nossas estrelas. "Meus pensamentos sao estrelas que nao consigo arrumar em constelações" Então seria 'a culpa nos nossos pensamentos'."



John Green também afirma que a princípio o título do livro seria The Sequeli, em português A  Continuação... Após a história montada John conheceu Esther Earl (a jovem com câncer que serviu de inspiração para Hazel, ela também escreveu um livro e você pode comprar clicando aqui) e também teve um filho, afirmou então que sua sensibilidade aumentou, deixando a história ainda mais emocional. O título então foi modificado para The Hectic Glow, o nome favorito da banda do Gus no livro. Poderíamos traduzir como O Brilho Caótico. Hectic é algo como caótico, confuso; então John mencinou que esse nome também se refere à Hazel e ao fato dela ainda estar viva por um milagre da medicina, já que quando a medicina faz pesquisas existe a utilização de microscópio e tudo visto atravé do microscópio é um brilho caótico.

Mas pelo que todos sabemos esse não foi o nome que permaneceu, não é? Voltamos então para a primeira explicação. Em um de seus vlogs, John pediu ideias de nome aos fãs e um deles mencionou a peça de Shakespeare já citada. Foi a deixa que John precisava para nomear sua obra.


A Rossana tem esse ponto de vista: "Acho que tem a ver com destino. Certas coisas simplesmente acontecem e você não tem o poder de interferir. Tudo acontece por um motivo. Nós temos o costume de nos perguntarmos de quem é a culpa quando coisas ruins nos acontecem. Acho que é uma resposta pra uma pergunta que na verdade é retórica."




Mas e ai, de quem é a culpa? John Green não quis, de forma alguma, colocar a culpa na pessoa ou na doença. Ninguém escolhe ter câncer e o câncer não escolhe ninguém, o destino escolhe por eles. Eu acredito que a vida não nos dá um peso maior do que o suportado por nós e ela sabe o quanto suportamos. Também acho que cada pessoa vem à Terra no intuito de fazer algo e quando esse algo está feito ela pode se sentir livre, mesmo que seja para morrer. Gus veio à Terra a fim de trazer a felicidade para Hazel, e ele conseguiu. Não importa o que aconteça na vida dela, ela sempre irá se lembrar do Gus e de toda felicidade que teve ao lado dele.

E nós, leitores de A Culpa é das estrelas, também iremos sempre lembrar desse livro e cada vez que isso acontecer aprenderemos a lidar melhor com nossos problemas, a enfrentar nossos medos e a perceber o quanto a vida é bela.

Agora queremos saber a opinião de vocês. Deixem ai nos comentários o que você acham do título A Culpa é das Estrelas e nos conte também o que essa história mudou na sua forma de enfrentar a vida. Caso tenha mais algum livro que queira uma análise minunciosa assim, deixe nos comentários. Qualquer outra dica de postagem também é bem-vinda!

Ah, e esse é o nosso post de número 800... Cara, como a gente escreve!

P.s: Algumas informações dessa postagem foram retiradas desse artigo.

Beijos e até a próxima!
***
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique AQUI e saiba como participar.

27 comentários:

  1. Primeiro de tudo: QUE LAYOUT LINDO O SEU! Gente, tô apaixonada. Tá tudo muito lindo e adorável, de verdade! <3

    Agora sim, vamos lá. Esse livro é simplesmente maravilhoso, eu devorei porque não conseguia parar de ler, mas eu me obrigava a ler pouco todos os dias pra apreciar a história. Gus e Hazel são um casal maravilhoso, de verdade! Eu mal posso esperar pelo filme pra ver se vai trazer a magia do livro pras telonas, porque é maravilhoso mesmo! Eu quero ler mais livros do John Green, mas tenho tanto livro pra ler que vão ficar esperando por enquanto hahahahaha

    Adorei o blog, viu?

    Beijos da Tabatha!

    www.naocontapraninguem.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que fofa. Obrigada:) Realmente a história é linda, John escreve maravilhosamente bem. Beijos!

      Excluir
  2. Li até a metade desse livro, dei uma parada, pq achei um pouco cansativo o livro, mas pretendo continuar a leitura!

    ResponderExcluir
  3. Bárbara, ainda não tinha chegado a pensar nesse ponto! Mas super concordei com a resposta da Victoria! A dela realmente faz muito sentido!

    Beijos,
    Caroline, do criticandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também concordei. Bem diferente de todas as que vive.

      Excluir
  4. rsrs ainda não li o livro kkk e não tive tempo para pensar muito nisso rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehe, quando for ler volte e me conte o que achou.

      Excluir
  5. Oiiiee!
    esse é um dos meus livros favoritos, mas do John Green meu favorito é o ~quem é você alasca~
    adorei o blog, não conhecia ainda!

    beijoo
    Meninices da vida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Quem é você, Alasca? é muito bom mesmo!

      Excluir
  6. Nossa, não sabia que o título do livro tinha tantas teorias e possíveis explicações rs
    Ainda não li o livro, então não tem como eu opinar rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehe, pois é, a galera já gosta de uma teoria!

      Excluir
  7. Eu não ia ler o post pra não pegar spoiler, já que ainda não li o livro... :/
    Só que achei muito interessante a proposta do post e precisei ler. Os spoilers contidos eu já sabia. Adorei as teorias quanto ao porquê do título. Assim que eu ler o livro vou voltar aqui e dizer a minha.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  8. Que post mais inspirador Baaarb :D. Me senti na aula de filosofia :3333, eu não sei ainda oque estou esperando pra ler A Culpa é das Estrelas. Já perdi a conta de quantos blogueiros, amigos e parentes já se emocionaram com a estória de Hazel e Gus e fico desesperadamente querendo saber o motivo de tanto choro kk. Quanto as teorias, achei todas com base e explicação perfeitas, fiquei em dúvida entre duas, a de Mô e a da Rossana, será que quando eu finalmente ler a obra, ainda continuarei tentando desvendar o que essa maravilha literária tende a transmitir ? *------*

    Beijoos,
    Lauro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ter certeza. É quase uma obrigação ler os livros e tentar desvendar o porque do título, haha.

      Excluir
  9. Eu já pensei nisto rsrsrs fique me perguntando tmb, adorei as opiniões dos leitores e as possíveis explicações do titulo que cada um fez, preciso tmb analisar e criar a minha própria explicação para o titulo hahaha

    Beijos ^^ gostei muito do post

    ResponderExcluir
  10. Acho que ninguém tem culpa. Infelizmente isso é algo que pode acontecer, ninguém tem culpa do câncer existir e de aguentar ter essa doença. É A VIDA.

    ResponderExcluir
  11. Eu ainda não li nenhum livro do John acredita? que vergonha hein, mas tudo bem, tenho muita vontade de ler ao livro, parece ser muito bom mesmo, com uma historia linda e emocionante, irá ter o filme e eu quero ler primeiro antes de ver.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  12. Nossa, adorei a discussão, realmente o assunto dá pano para manga e achei interessante a visão do Mô. Bom, talvez realmente tenha sido um problema de tradução. Se formos ver o título em inglês, fault não quer dizer necessariamente culpa, poderia se referir a falha, falta, defeito, engano, etc.. Uma possível tradução literal poderia ser "A falha em nossas estrelas". Poderia ser uma referência ao fato de Hazel e Gus serem "defeituosos" por causa do câncer. De terem uma falha, de terem um defeito que poderia lhes custar a vida, mas que independente disso continuavam a serem pessoas com direito a viver e a amar, e que suas estrelas, independente de terem falhas, continuariam brilhando depois que eles se fossem. Sei lá, acho que poderia ser isso também.. hehe Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mô também me trouxe esse ponto de vista em uma conversa por aqui, concordo também Mi. São muitos pontos para explorar.

      Excluir
  13. Realmente o titulo ¨A culpa é das estrelas ¨ foi bem colocado, pois está de acordo com a historia . alem de tudo a historia é super inspiradora , e nós dá a oportunidade de meditar em nossa própria vida, amei o livro , foi quase impossivel de parar de lê, e tambem amai o filme.

    ResponderExcluir
  14. A culpa é das estrelas é melhor livro que eu ja li , o meu preferido ... e pra mim eu acho que a culpa não é nossa pois não podemos escolher o que ira acontecer em nossas vidas e sim o destino escolhe por nós ... ja li 4 vezes e livro e me apaixono mais ainda cada vez que eu leio acho que o titulo tem tudo a ver com a historia ... então é isso bjs

    ResponderExcluir
  15. eu sempre queria entender porque nome a culpas e das estrelas. nao entendi

    ResponderExcluir