15 de fevereiro de 2014

Tá Na Estante :: 'Tamanho 42 Não é Gorda' #188

POSTADO POR EM 15 de fevereiro de 2014

Oi, gente. Tudo bem?


Estou de volta com mais uma resenha. Dessa vez de um livro que me inseriu no gênero chick-lit e acabou tornando-se um dos meus favoritos. Vamos conferir?!

Livro: Tamanho 42 Não é Gorda
Série: Os Mistérios de Heather Wells
Autora: Meg Cabot
Editora: Galera Record
Páginas: 416
Sinopse: Heather Wells está no fundo do poço: perdeu seu namorado, nenhuma gravadora se interessa por suas músicas, ganhou peso e só entra em roupas tamanho 42, o pai está atrás das grades e a mãe fugiu para Buenos Aires com suas economias - e seu agente! Mas, aos poucos, as coisas parecem que vão se ajustar. Ela consegue um novo emprego como inspetora em uma faculdade de Nova York e está feliz com seu novo manequim. Mesmo sem o glamour e glória dos dias de ídolo teen, tudo parece ter melhorado. Ou será que ela está enganada? De uma hora para outra, uma estudante morre misteriosamente no poço do elevador do campus. Os policiais e a diretoria estão prontos para declarar a morte como acidente, mas Heather conhece os adolescentes, e meninas não brincam com elevadores. Ainda que ninguém esteja muito interessado em ouvir suas suposições - mesmo depois que outras estudantes aparecem mortas de maneiras igualmente corriqueiras e sutilmente sinistras -, Heather decide entrar numa enlouquecida caçada para descobrir a verdade. À primeira vista, a vida de detetive pode parecer uma irresistível aventura, com altas doses de adrenalina, mas a realidade é potencialmente perigosa. Alguns riscos podem ser fatais e nada é capaz de irritar mais um assassino do que uma ex-estrela pop corpulenta enfiando o nariz onde não é chamada... 


Uma cantora pop que chegou no ponto nada desejado de sua carreira...
O fundo do poço.


Nesse livro somos apresentados a Heather Wells, uma mulher de 28 anos, que na adolescência foi uma estrela pop, até sua mãe fugir com seu dinheiro e seu empresário, seu pai ser preso e ela ser esquecida e ficar abandonada.

Atualmente, Heather é diretora-assistente em um alojamento de estudantes da Universidade de Nova York. Ela aceitou o emprego rapidamente, pois precisava de dinheiro e pelo fato de os funcionários da universidade poderem fazer graduação gratuitamente, mesmo ela não se interessando nisso.

O emprego é o sonho de qualquer pessoa, até que, misteriosamente, duas meninas aparecem mortas no poço dos elevadores. Todos acreditam que as mortes tenham sido acidentais, causadas pela prática do famoso surfe de elevador, mas Heather acha tudo muito estranho e começa a desconfiar que de acidentais essas mortes não tinham nada. 

A partir daí, Heather passa a investigar por conta própria, para tentar descobrir quem matou essas meninas e por qual motivo. Nossa protagonista é super antenada e, por ser jovem ainda, consegue perceber coisas que os outros não entendem, fazendo com que ela tenha mais habilidade para encontrar pistas e desvendar os crimes.

Paralelamente aos assassinatos da Universidade, somos apresentados a Cooper, irmão do ex-namorado de Heather, Jordan Cartwright. Jordan e Heather eram namorados na adolescência e o pai dele era dono da gravadora para qual Heather trabalhava. Quando Heather saiu, Jordan terminou com ela e a garota ficou sem nada. Cooper, que nunca se deu bem com a família, acolhe Heather, fazendo com que ela se apaixone por ele e essa paixão rende várias risadas.

A história é excelente. A escrita da Meg Cabot é leve e cômica, o que faz a leitura fluir rapidamente. A capa e o título não são os fortes do livro, fazendo com que muitos se afastem da leitura por medo de ser algo ridículo. Confesso que pensava assim também, mas como sempre quis ler algo da Meg, me joguei de cabeça na história e não me arrependi.

O bom dessa série, que possui mais quatro livros, é que os livros têm início, meio e fim. Os crimes abordados são encerrados e somente a vida de Heather que vai evoluindo conforme cada livro passa. O quarto livro, Tamanho 42 e Pronta pra Arrasar, saiu no fim do ano passado e o último, The Bride Wore Size 12, deve sair ainda esse ano.

Esse livro me fez gostar, e muito, da escrita da Meg Cabot e recomendo a todos. Quanto aos caras que tem preconceito com chick-lit: vocês não vão ser menos homens se lerem livros assim. ;-)

***
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique AQUI e saiba como participar.

12 comentários:

  1. Eu só soube desse livro recentemente rs tem outros né .. Eu gostei , apesar dê não saber absolutamente nada sobre , acho que eu leria :)

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Já ouvi tantos elogios a estrita da Meg, mas nunca li nada dela..Pretendo ler, admito que fiquei meia assim com a capa e o título tmb, mas depois que li sua resenha tenho outro pensamento agora a trama em si me chamou atenção e talvez eu leia, mas não agora.

    ResponderExcluir
  4. Não dava nada pra história, gostei do estilo do livro, agora quero ler *.*!!
    Gosto muito de livros de mistério!!

    ResponderExcluir
  5. Heey Léo.
    Uau, eu imaginava uma estória super diferente, e agora ao ler sua resenha, eu preciso urgentemente ler essa obra da Cabot.
    A maneira como ela une comédia e mistério neste livro me pareceu genial.
    Eu nunca entendi bem o por que das pessoas terem preconceitos com determinados tipos de livros, quando achamos que estamos dando um passo a frente a sociedade teima em dar três para trás.

    Beijooos.
    Lauro,
    entreversosepaginas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Sou APAIXONADA por essa série! Ainda não consegui ler o quarto livro, mas estou esperando o preço baixar pra poder comprar. Amei a resenha e concordo plenamente: homens não perderão a macheza se lerem chick lits.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Adorei a resenha! Eu nunca li Meg, acredita? Mas sou doida pra ler. E esse título já tinha me chamado atenção, agora sabendo que tem investigação no meio só me deu mais vontade de ler x)
    Bjs.
    http://www.doceilusao.com/

    ResponderExcluir
  8. Sempre quis ler essa série da Meg (que eu amo como autora) mas nunca tive a oportunidade. Falam muito bem desse livros e pelo que eu li na sua resenha, realmente são ótimos. Adoro o jeito simples e objetivo do texto da Meg.

    Beijos
    aquelaborralheira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Gente, alguém me explica o que o título tem a ver com a história? Nunca imaginei que versasse sobre investigações e assassinatos. Achei que fosse um chick-lit sobre peso, aparência, aceitação, coisa do tipo. Confesso que agora fiquei na dúvida sobre querer ler ou não. Ainda bem que vi sua resenha Leo, porque senão ficaria mega frustrada ao ler o livro sem saber nada sobre ele.. hehe Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  10. Não imaginava que esse livro da Meg Cabot envolvia investigação e assassinato. O título realmente não tem nada a ver com a história, pelo menos de início.
    Não me interessei pela trama do livro e o fato de ser uma série desanimou bastante.

    ResponderExcluir
  11. Nossa eu nunca pensei que esse livro fosse assim, eu já tinha o visto outras vezes, mas nunca senti certo interesse em ler ele, realmente por causa da capa e do titulo, eu li A mediadora da autora e amei é muito bom, estou pensando em dar uma chance a essa série também.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  12. Livros da Meg também são ótimos embora esse livro não tenha despertado meu interesse, eu sempre acharei essa autora extraordinária.

    ResponderExcluir