30 de abril de 2014

Tá Na Estante :: 'A Filha do Louco' #214

POSTADO POR EM 30 de abril de 2014

Oi, gente. Tudo bem?


Caramba, que saudade de vocês. Faz alguns dias que não apareço por aqui, mas vou mudar isso. Hoje vim trazer minha opinião sobre um dos lançamentos de março da Novo Conceito. Meu exemplar foi cedido pela editora. Vamos conferir?!

Livro: A Filha do Louco
Série: The Madman's Daughter
Autora: Megan Shepherd
Editora: Novo Conceito
Páginas: 419
Sinopse: Juliet Moreau construiu sua vida em Londres trabalhando como arrumadeira - e tentando se esquecer do escândalo que arruinou sua reputação e a de sua mãe, afinal ninguém conseguira provar que seu pai, o Dr. Moreau, fora realmente o autor daquelas sinistras experiências envolvendo seres humanos e animais. De qualquer forma, seu pai e sua mãe estavam mortos agora, portanto, os boatos e as intrigas da sociedade londrina não poderiam mais afetá- la... Mas, então, ela descobre que o Dr. Moreau continua vivo, exilado em uma remota ilha tropical e, provavelmente, fazendo suas trágicas experiências. Acompanhada por Montgomery, o belo e jovem assistente do cirurgião, e Edward, um enigmático náufrago, Juliet viaja até a ilha para descobrir até onde são verdadeiras as acusações que apontam para sua família.


Confesso que meu interesse inicial em A Filha do Louco se deu quando vi a capa americana, que por sorte a Novo Conceito manteve. Não sabia nada sobre o enredo, nem a sinopse li, só ouvi dizer que era baseado no clássico inglês “A Ilha do Dr. Moreau”, de H. G. Wells.

O livro conta a história de Juliet Moreau, uma menina de dezesseis anos que trabalha como faxineira. Nem sempre Juliet foi pobre. Alguns anos antes sua família se viu em um escândalo quando seu pai, um grande médico, foi acusado de ser louco e cruel após descobrirem sobre suas experiências com animais. O Dr. Moreau sumiu após esse estouro, abandonando a mulher e a filha.

A mãe de Juliet começou a trabalhar como prostituta, para garantir seu sustento e o da filha. Ela conseguiu encontrar um homem rico, que lhe deu um apartamento e bancava as contas da casa. Quando a mãe faleceu, Juliet foi colocada pra fora de casa e precisou procurar um emprego e um lugar para ficar. Nisso descobriu que a faculdade onde seu pai dava aulas estava precisando de faxineiras e vai atrás da vaga.



A história começa a engrenar quando Juliet descobre uma pista que pode levá-la até seu pai, que ela julgava estar morto. Essa pista lhe leva a uma pensão, onde encontra Montgomery. O homem foi seu criado antes do escândalo, mas agora parecia outra pessoa, com vestes impecáveis e um estudante de medicina. Juliet descobre que Montgomery sabe o paradeiro de seu pai e decide ir com ele até a ilha onde ele se escondeu. Claro que a menina quer reencontrar o pai, mas o principal motivo é saber se ele é realmente um louco.

À caminho dessa ilha, em algum lugar perto da Austrália, o navio que transporta Juliet e Montgomery encontra um náufrago. Edward Prince está fugindo de algo e é um homem extremamente misterioso. Esse seu mistério desperta vários sentimentos em Juliet e também muitas dúvidas. Logo os três chegarão à ilha e precisarão lidar com situações assombrosas e extremas.

A Filha do Louco é um livro genial. A narrativa da autora é simplesmente fantástica, contada de tal forma que desperta nossa curiosidade a cada virada de página. Demorei um pouco a engrenar na narrativa, pois o livro se passa no século XIX. Porém, a autora conseguiu inserir na trama um lado bem sombrio, que foi muito bem trabalhado e me fez ignorar alguns problemas.

Digamos que eu teria aproveitado muito mais a leitura se Juliet Moreau não fosse a protagonista. Caramba, que menina insuportável! Ela quer sempre pagar de boa moça, mas seus pensamentos não condizem com suas atitudes. Juliet é simplesmente chata, histérica e irritante, isso elogiando, é claro! Seu único ponto positivo é a incessante busca pela verdade, querendo saber o que seu pai realmente fez.



Infelizmente, tivemos um triângulo amoroso. Montgomery é a paixão de infância de Juliet e, agora que se reencontraram, essa paixão renasceu... Ou reapareceu. Montgomery é um cara bem centrado, mas a autora não soube desenvolvê-lo muito bem. Até hoje, uma semana depois de ter lido o livro, ainda não entendi quem ele é. Edward é o cara misterioso, que tenta conquistar Juliet e se diz apaixonado horas depois de conhecê-la... Okay! Não decidi qual dos dois é meu favorito. Assim que descobrir vou torcer para ele NÃO ficar com a Juliet, pois ela é um porre (sim, já disse isso, mas preciso dar ênfase, hahaha).

O clímax do livro e o desfecho foram simplesmente sensacionais. Megan Shepherd conseguiu me surpreender e me deixar ansiando pela continuação. Sim, temos mais uma trilogia. Tenho uma vaga ideia do que será trabalhado no segundo volume, intitulado “Her Dark Curiosity”, que saiu lá fora em janeiro.

O livro só perdeu uma estrela por causa da chatice da Juliet. O livro vale muito a pena e eu recomendo a todos. Leiam, vocês não vão se arrepender.

7 comentários:

  1. Vi esse livro esses dias na livraria! Fiquei olhando a capa que achei bem bonita. A história parece ser bem interessante, mas as vezes não tenho muita paciência para romance muito enrolado. Mas quem sabe, né?! De qualquer maneira, a dica está anotada!

    Beijos,
    Bell
    http://contosdoguerreiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Achei a capa desde livro magnifica, mas um pouco grossinho rsrs.
    A filha do louco tem uma premissa bem interessante e pelos pontos ressaltados na resenha, pretendo ler a obra sim. Não é uma das minhas prioridades, mas a estória tem seu encanto *---*

    Beijoos,
    Lauro.

    ResponderExcluir
  3. Achei a capa linda, e o fato do livro ser um pouco grosso me ganhou também, porque gosto de livros grossos, rs. Fiquei bem curiosa pra ler esse livro, já o vi no vídeo da Pâm, do Garota It e no vídeo da Aione Simões, do Minha Vida Literária e me interessei. Vou deixar anotado aqui na minha wishlist, haha.

    Beijos,
    Paulinha.

    http://envoltaempalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Esse livro parece ser fantástico! Desde o início, seja pela capa, pela sinopse, eu já fiquei interessada, mesmo a inspiração em clássicos ser um pouco complicada para mim, muitas vezes eu não gosto, mas acho que vou amar este livro. Gostei muito da resenha, e só me deixou com mais vontade de ler :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Desde que eu vi entre os lançamentos da NC eu to com vontade de ler esse livro, é bom saber que ele é bem escrito!!

    Pode ter certeza que ele está na minha lista de desejados! :)

    PS. a diagramação tá linda!!!

    ResponderExcluir
  6. Adorei a sua resenha! Só não curti o fato de ser uma série --" enfim, eu toda empolgada já com o livro, dai vc me fala que a protagonista é um porre kkkk já estou cansada de protagonistas chatas, sabe, parece que ando com um pouco de azar pois os últimos livros que li estavam repletos de garotas mimimis.

    ResponderExcluir
  7. Nossa, eu acho que lembro dessa história. Não tem um filme? Que legal, o livro parece ser bem doido. E é enorme hein?! hehe Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir