4 de abril de 2014

Tá Na Estante :: 'Uma Carta de amor' #200

POSTADO POR EM 4 de abril de 2014

Heey gente, tudo bem??


Caraca, resenha 200 \o/ Tinha que ser Nicholas Sparks, né? #MuitoAmor, hehe. Dessa vez trago a resenha do primeiro livro que foi lançado no Brasil e, recentemente, relançado pela Arqueiro. Acreditam que eu/Mô quase comprei/prou esse livro por R$200,00. E viva a Arqueiro, hehe.

Livro: Uma Carta de Amor
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Sinopse: Há três anos, a colunista Theresa Osborne se divorciou do marido após ter sido traída por ele. Desde então, não acredita no amor e não se envolveu seriamente com ninguém. Convencida pela chefe de que precisa de um tempo para si, resolve passar férias em Cape Cod. Durante a semana de folga, depois de terminar sua corrida matinal na praia, Theresa encontra uma garrafa arrolhada com uma folha de papel enrolada dentro.
Ao abri-la, descobre uma mensagem que começa assim: “Minha adorada Catherine, sinto a sua falta, querida, como sempre, mas hoje está sendo especialmente difícil porque o oceano tem cantado para mim, e a canção é a da nossa vida juntos.”
Comovida pelo texto apaixonado, Theresa decide encontrar seu misterioso autor, que assina apenas “Garrett”. Após uma incansável busca, durante a qual descobre novas cartas que mexem cada vez mais com seus sentimentos, Theresa vai procurá-lo em uma cidade litorânea da Carolina do Norte. Quando o conhece, ela descobre que há três anos Garrett chora por seu amor perdido, mas também percebe que ele pode estar pronto para se entregar a uma nova história. E, para sua própria surpresa, ela também.
Unidos pelo acaso, Theresa e Garrett estão prestes a viver uma história comovente que reflete nossa profunda esperança de encontrar alguém e sermos felizes para sempre.


Em Uma Carta de Amor somos apresentados à Theresa Osborne, mãe de um menino de 12 anos e dona de uma coluna sobre criação de filhos, ela está na fase de desacreditar que existe um amor para cada um de nós. Se é que isso existe! Theresa se divorciou há três anos após descobrir uma traição do marido e, através dessa, saber que isso já vinha acontecido há um bom tempo.

Quando, em sua viagem de férias, ela encontra uma garrafa na beira do mar com uma carta dentro, descobre que talvez o amor realmente exista e que nem todos os homens são iguais. Garrett, o autor da carta, pelo menos não é nada parecido com seu ex-marido.

Completamente comovida e, de alguma forma, já apaixonada pelo homem que escreve cartas apaixonadas para sua esposa morta (sim, ela procurou outras cartas), Theresa recebe um empurrãozinho de sua chefe e melhor amiga, Deanna, e parte à procura do apaixonado/apaixonante homem.

Garrett sofre há três anos a perda de sua esposa, Catherine, e de forma alguma sente-se preparado para encontrar outra pessoa. Ele acredita que estaria traindo sua falecida esposa, mesmo que tenha prometido a ela não se manter sozinho caso algo o acontecesse.

Mas quando Theresa aparece em seu caminho, ele percebe que talvez seja a hora de deixar alguém entrar em seu coração. Ela também precisa superar David, seu ex-marido, e encontra em Garrett um suporte. Mas esse relacionamento será mais difícil do que eles imaginavam. Garrett carrega o fantasma de Catherine para todos os lados, Theresa tem uma vida bem promissora longe dele, e ele longe dela. Ambos, apesar de quererem muito, não sabem como fazer para cultivar esse amor.



Nicholas Sparks mostra como ser maravilhoso e cruel nesse livro. Sim, ele foi um cara mau, mas eu não vou contar como. No mais, o livro tem a mesma fluidez que os demais livros do autor. O romance é peça-chave da obra e nos faz soltar muitos hms e ahs animados e emocionados.

Adorei a forma como a Theresa é confiante e como ela, aos poucos, conquistou o coração do Garrett. Ah, e o Garrett, aquele tipíco mocinho maravilhoso do Nicholas. O homem que toda mulher sonha em ter. Apaixonado e encantador, sabe como conquistar uma mulher e tem prazer em mostrar as coisas belas do mundo para ela.

Havia me esquecido como o Nicholas é rico em detalhes nas suas obras. Consegui imaginar todos os pores-do-sol descritos no livro, o veleiro, o mar, as casas; a riqueza de detalhes é impressionante.

Como sempre, o livro está em terceira pessoa abrangendo os personagens principais de forma intercalada. Acho esse tipo de narrativa ótima, pois nos deixa mais a par de toda a obra. As cartas são perfeitas, e de longe é o que mas emociona no livro, em especial a última. Nossa, como eu chorei lendo-a!

Em emoção, de longe esse é um dos livros mais fortes que já li do autor. É daqueles que nos fazem parar para pensar na vida e no nosso relacionamento, sabe? A propósito: Mô, te amo ♥. Quem já é fã de Sparks não vai se decepcionar com esse livro.

Encantador, apaixonante e verdadeiro. Maravilhoso!

Beijos e até a próxima.
***
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique AQUI e saiba como participar.

19 comentários:

  1. Olá Barbara! o/
    Bom você sabe muito bem que assim como você, gosto muito muito dos livros do Nicholas Sparks o/
    Eu tenho que dizer que adorei sua resenha, na boa... Uma carta de amor é um livro que eu quero muito muito ler. "Em emoção, de longe esse é um dos livros mais fortes que já li do autor." Ah, minha vontade aumentou ao ler este trecho da sua resenha. Sério mesmo, estou procurando um para me emocionar mais que "O melhor de mim" Hehe!

    Abraço!

    http://likelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Érick, chorei feito retardada no ônibus, é maravilhoso, sério ;)

      Excluir
  2. Oi Barbara =D
    Não gosto muito do Nicolas, mas essa história parece ser bem interessante ou sua resenha que é boa rsrsrs O que me incomoda é que ele sempre mata alguém, mas nessa pelo menos a pessoa já morreu e a história parte desse ponto e não termina com ele.
    Bjocas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fale, ele é um cara mau, haha, Mas esse livro guarda muitas surpresas, prepare-se ;)

      Excluir
  3. Bah , promete que não vai me matar ? Mas eu li uns 4 livros no Nicolas e fiquei tipo assim " gente é sempre a mesma história". Não é que eu não goste dele , mas eu fiquei meio enjoadinha hahhaha . Mas Diário de uma Paixão , ainda é um dos meus livros favoritos ! hahhaha

    beijos , Anna

    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha, mato não. Realmente tem muita gente que pensa assim, mas eu gosto dum clichê, haha. Beijos ;)

      Excluir
  4. Oi Barbara!
    Também considero esse um dos livros mais lindos do Sparks, eu tinha contido (mais ou menos) as lágrimas durante a leitura, mas quando chegou a útima carta, não deu pra segurar a emoção! Essa história é preciosa, ainda bem que agora todos temos a oportunidade de ter esse livro em mãos ♥
    Beijos... Elis Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Elis, aquela última carta é maravilhosa. É ótimo tê-lo em mãos ;)

      Excluir
  5. Aqui estou eu passeando pelo seu blog magia hahaha e aproveitei para mandar um recadinho. Seu blog é lindo, desde a escrita até as fotografias. Parabéns <3 Quero aproveitar para te fazer um convite; Vem fazer um visitinha no meu blog também? Eu estou no começo e preciso de opiniões sinceras. http://cherriesburnedblog.blogspot.com.br/ Vem cá e me diz o que achou. Que tal? Beijos linda! Sucesso no blog <3 Ps: Estou seguindo aqui!

    ResponderExcluir
  6. Vi todos falando bastante desse livro porém ainda não tinha lido nenhuma resenha porém agora li e já estou apaixonada, esse livro parece ser lindo demais e vai arrancar lágrimas e suspiros de todos, quero muito ler e conhecer mais sobre essa linda história.
    Beijos
    the-universe-of-books.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Eu vejo tanta gente falando desse livro, mas não consigo me interessar por nenhum livro do Nicholas Sparks, e eu já até comecei uns 3 livros dele mas nunca consigo terminar :P
    Então esse livro eu passo...

    ResponderExcluir
  8. Ain, quando leio as sinopses de alguns dos livros do Sparks até tenho vontade de lê-los, mas quando vejo quem é o autor, desisto na hora. Não sei, depois que li Diário de Uma Paixão e me decepcionei com a escrita do autor não tenho vontade de ler mais nada :/ oq é uma pena, já que leio muitos elogios.

    ResponderExcluir
  9. Este foi o primeiro livro que li do autor. Uma amiga me enviou em e-book com o título de As Palavras Que Nunca Te Direi. Devorei o livro e chorei horrores com o final, e o autor ganhou mais uma fã.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  10. Nicholas Sparks é muuuito amor mesmo! *-*
    Amoo os livros dele demais. Os finais quase sempre são tristes, mas tudo bem. São romances maravilhosos! Esse já está na minha lista de próximas leituras. :)

    ResponderExcluir
  11. Heeey Bah ! Desde que soube da republicação deste livro pela Arqueiro fiquei eufórico, e obviamente louco pra ler sua resenha kkkk. A história parece ainda mais cativante do que eu imaginara, e estou ansiando muito esta leitura que esta grivada em vermelho na minha lista de prioridades *----*

    Beijoos,
    Lauro.

    ResponderExcluir
  12. Sofrimentos sem fim, histórias tristes e de amor a la Nicholas Sparks, sorry, eu dispenso.. kkk De qualquer forma parabéns pela a resenha de número 200! Com certeza motivo de comemoração :) Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  13. Olá Bah, tudo bem??
    Parabéns pela resenha, ainda não li o livro, mas se tratando de Nickolas Sparks o livro deve ser ótimo, gosto de ler os romances água com açúcar dele de vez em quando!!tenho vários de seus títulos na minha estante e espero poder adquirir este em breve!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  14. Oi Bah, eu quero muito ler esse livro, apesar dos livros do Nicholas sempre serem muito tristes, eu adoro ler eles, já que sempre tiro algo de importante deles, Uma carta de amor, é um dos livros que mais quero ler do Sparks, espero gostar tanto quanto você e meus lencinhos já estão preparados.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  15. Só tenho um comentário sobre romances: meh.

    A resenha tá super bem escrita, mas nem isso me faz ter vontade de ler.

    Sei que voce é fã do Sparks, e por isso fico meio assim de falar mal dele, mas pra mim todos os livros dele - assim como a maior parte dos romances- são tudo a mesma coisa. Muda o personagem, um detalhe ou outro...Mas fundamentalmente é a mesma coisa e acaba do mesmo jeito :(

    ResponderExcluir