2 de maio de 2014

Tá Na Estante :: ' Adultério ' #216

POSTADO POR EM 2 de maio de 2014

Hey Folks!

Estou de volta com mais uma resenha fresquinha para vocês. O livro escolhido da vez está sendo lançado hoje! Olha só que legal. O livro foi uma cortesia da Editora Sextante e é a mais nova aposta de um autor já consagrado: Paulo Coelho.

Vamos conferir?

Livro: Adultério
Autor: Paulo Coelho
Editora: Sextante
Páginas: 240
Sinopse:  Linda tem 31 anos e, aos olhos de todos, sua vida é perfeita: ela mora na Suíça, um dos países mais seguros do mundo, tem um casamento sólido e estável, um marido amoroso, filhos doces e bem-comportados e um emprego como jornalista do qual não pode se queixar. No entanto, ela começa a questionar a rotina e a previsibilidade de seus dias. Já não consegue suportar o esforço que precisa fazer para fingir estar feliz quando na verdade o que sente pela vida é uma enorme apatia. Tudo isso muda quando ela encontra um ex-namorado da adolescência. Jacob agora é um político bem-sucedido e, durante uma entrevista, acaba despertando algo que havia muito ela não sentia: paixão. Agora ela fará de tudo para conquistar esse amor impossível, e terá que descer até o fundo do poço das emoções humanas para enfim encontrar sua redenção.

Não é segredo para ninguém que Paulo Coelho é um grande sucesso, não só no Brasil, como no resto do mundo. E foi com base nessa fama já adquirida que formei minhas expectativas sobre esse novo lançamento do autor.

Já tive a oportunidade de ler outras obras do Paulo anteriormente. De fato, acho que o seu livro Veronika Decide Morrer é um dos melhores nacionais que já li. Então é compreensível que estivesse esperando bem mais desse livro.

Em Adultério, Paulo se aventura em um gênero mais tendencioso, com uma pegada mais erótica. No centro da trama está Linda uma mulher de 31 anos com uma carreira promissora, um casamento invejável e dois filhos. A vida perfeita para quem olha de fora. Mas por algum motivo que não consigo compreender, Linda acha que sua vida é vazia, que não passa de uma rotina.

Linda chega a cogitar a possibilidade de estar com depressão e até pensa em ir a um psiquiatra, mas essa situação sofre uma ligeira alteração quando ela é encarregada de entrevistar um político. Jacob, seu entrevistado, é um ex-namorado do passado de Linda e a partir dessa entrevista eles desenvolvem um laço íntimo novamente. Dá pra entender o título escolhido para o livro a partir dessa premissa.

Ao meu ver, Linda é uma personagem cheia de paranoias. O livro é narrado inteiramente por ela, o que nos dá uma noção realmente vívida de seus sentimentos e pensamentos. O problema da narrativa é a repetição contínua da infelicidade da personagem. Acho que Paulo realmente exagerou nesse ponto, chegando a ficar cansativo algumas vezes.

Quanto a diagramação não há muito o que se falar, pois a mesma é bem simples. Os capítulos são bem pequenos e não há numeração nos mesmos. A capa é bem simples também e não muito atrativa na minha opinião. A revisão foi excelente, só achei uma palavra sem acento em todo o livro!

Ainda não consegui decidir se não gostei do livro em si ou se a história não me tocou. Como disse anteriormente, minhas expectativas estavam nas alturas por se tratar de um livro do Paulo Coelho e no fim das contas acabei me desapontando imensamente.

Continuo sendo uma grande fã do trabalho do Paulo e sempre o considerarei como um dos maiores nomes da literatura brasileira na atualidade, mas esse novo lançamento simplesmente não conseguiu me conquistar. Espero que seja diferente com vocês!

E para me despedir, como sempre, deixo vocês com uma citação do livro de hoje.

Quando crianças, aprendemos que, se choramos, recebemos carinho; se mostramos que estamos tristes, recebemos consolo. Se não conseguimos convencer com nosso sorriso, seguramente convenceremos com nossas lágrimas.
Mas já não choramos - exceto no banheiro, quando ninguém está nos ouvindo - nem sorrimos - só para nossos filhos. Não demostramos nossos sentimentos porque as pessoas podem nos julgar vulneráveis e se aproveitar disso.
Dormir é o melhor remédio.

Beijinhos e até a próxima

***
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique AQUI e saiba como participar.

8 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não li o nenhum livro do Paulo Coelho, mas pretendo conhecer o seu trabalho, Adultério parece ser um ótimo livro, apesar da protagonista ser uma neurótica não é mesmo, tenho Brida, mas não peguei para ler ainda, adorei a sua resenha.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  2. Não gosto dos livros do autor então não é um livro que eu leria. Que pena que te desapontou. Mas quando lemos com a expectativa muito alta geralmente acontece isso mesmo.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Estou curiosa sobre este livro...
    Acho que vou comprar.
    Bom dia!

    ResponderExcluir
  4. Oi Nathi, nunca li nada do autor e, sinceramente, não tenho a mínima ideia do que esperar e de como é a sua escrita. Confesso que fico levemente curiosa, afinal, ele não deve ser um fenômeno a troco de nada né?! Tenho pavor de terminar um livro e não ter a certeza se gostei mesmo dele ou não, mas isso já aconteceu várias vezes comigo.. hehe Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  5. Esse genêro hot ta cada vez mais nas prateleiras
    Eu particulamente adoroooooooo
    Quanto ao vc não saber se gostou não, acho que foi a expectativa mesmo.
    Eu tbm sofro disso, direto me frusto com livros que amigos me indicam e fico na espera de algo mais!

    ResponderExcluir
  6. Olá, Nathália!
    Que pena que o livro deixou a desejar na sua opinião. Eu conheço o Mago pelos primeiros livros publicados, aqueles com temas meio místicos e, na época, adorava! Depois vieram livros num estilo diferente, como Veronika Decide Morrer. A partir daí, me desencantei. O traço marcante do autor, ao meu ver, é escrever aquilo que nós, leitores, gostaríamos de ouvir. Ele tem uma percepção incrível nesta área, mas como ainda não li Adultério, fica o questionamento: ele novamente soube dizer o que o ser humano gosta de ouvir?

    ResponderExcluir
  7. Não gosto dos livros do Paulo Coelho, então nem vou tentar ler esse.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  8. eu não sou mt fã do autor e o livro só me agrada na capa que eu achei bonita.

    ResponderExcluir