26 de junho de 2014

Blogueiro Literário - Custo x benefício

POSTADO POR EM 26 de junho de 2014

Heey gente, tudo bem??


Tem uns tempos que ando vendo umas postagem interessantes à respeito da blogosfera literária, muitas discussões envolve blogueiros e autores, outras blogueiros entre si e algumas até incluem editores. Uma grande gama de leitores está se aventurando no mundo dos blogs; ótimo \o/ divulgar a literatura é sempre uma coisa maravilhosa, correto? Mas quando paramos para observar, será que o custo x benefício de ser blogueiro literário é realmente vantajoso?



A primeira coisa que deveria vir em mente quando se cria um blog, especialmente literário, é ter amor e domínio do que se fala. Não estou dizendo que a pessoa precisa ser um expert no assunto, mas que ao menos saiba se expressar e passar, de forma coerente, o que realmente achou do livro sem denigrir a imagem de ninguém caso seja um comentário negativo, lembram daquele meu outro post?

Vamos listar os trabalho de um blogueiro?

Ler os livros (a parte boa), escrever sobre os livros. Sério que vocês acham que é só isso? Oh, leigo engano! Vamos listar de verdade o que acontece por trás da tela desse computador...

Ler os livros, escrever sobre eles de forma diferenciada e imparcial, corrigir um milhão de vezes o que escreveu, divulgar muito o que escreveu, procurar formas de divulgar o blog a fim de que outras pessoas leiam sobre o que você escreveu, criar postagens diferenciadas (se você quer leitores fiéis precisa fazer mais que resenhas). Isso é o que um blogueiro inicial tem que fazer e já toma um bom tempo, não é? Mas e quem já está na estrada há muito tempo e tem que lidar com outra série de coisas.

Vou tomar como parâmetro o meu próprio blog. Aqui no SEA, além de fazer tudo o que um blogueiro iniciante faz, vamos mais além. São e-mails de editoras para responder, e-mails de leitores que têm dúvidas, e-mails de autores que querem divulgação. Temos que formular promoções mensais, pesquisar livros ótimos e contabilizar o TOP Comentarista (a melhor forma de interagir com os leitores), e o melhor: a grana mensal do correio que sai da nossa carteira, pensem em gastar R$80,00 por trimestre lá no tiozinho amarelo e azul. Ainda existem os comentários no blog, aos quais respondemos, e as redes sociais que administramos. Pensa que acabou? Senta que ainda tem conversa. 

Vamos para um evento? Claro! Chega lá você fala que é blogueiro e as pessoas já te pedem marcadores. Aí no próximo tu faz uma camisa, afinal toda publicidade é bem-vinda, e precisa de mais marcadores, bottons e outras coisitas. Os leitores te pedem vídeo, tu começa com a câmera do celular, mas depois quer melhorar, e lá vai grana com câmera, lá vai tempo para aprender a editar. É uma vida difícil!

Estamos em uma fase que são tantas editoras que precisamos correr para ler os livros, adoramos o fato de sermos reconhecidos a esse ponto, mas nosso dia só tem 24 horas. Temos 4 resenhistas fixos e um esporádico, mesmo assim não damos conta do recado. Claro que essa é a parte prazerosa do blog, mas essa parte prazerosa é a que nos toma mais tempo. Temos faculdade, trabalho, vida pessoal.

Observem, em momento nenhum estamos dizendo que não gostamos de fazer isso. Adoramos escrever para o SEA, ter contato com os nossos leitores e com o pessoal das editoras, conhecemos muitas pessoas legais dessa forma e somos muito gratos por isso. 

Agora vamos tomar um blog de moda como parâmetro. Se esse blog existisse por dois anos, como o SEA, tivesse a quantidade de seguidores que o SEA tem e o número de visitas mensais, ele seria bem mais cotado que nós. Todo o nosso trabalho é recompensado com livros, mas esses livros nos dão mais trabalho. Além das editoras parceiras, ainda existem os autores que querem divulgações. São centenas de autores que enviam e-mails a diversos blogueiros todos os dias querendo divulgação. "Ah, só um post na Página do Blog, não vai lhe custar nada". Okay, vamos lá postar, ele vende o livro e a gente chupa dedo. Vida de autor é ruim, imagina vida de blogueiro.

Nós e diversos outros blogueiros literários passamos o dia todo procurando postagens. Não temos férias. Um dia sem postagem é igual a 30% de visitas a menos no dia seguinte. O trabalho é constante e cansativo, adoramos isso, mas não podemos sobreviver disso, é tão frustrante. Enquanto alguns blogueiros que, me desculpem, não fazem um terço do que fazemos diariamente estão ganhando para postar, nós estamos fazendo o papel de amigos e não sendo valorizados por isso.

Recadinho para os autores: Nosso trabalho é como todo trabalho, nossa divulgação é como a de uma revista, nós vendemos os seus livros, nós merecemos mais. Muitos de vocês acham errado oferecer livros de cortesia para blogueiros, mas acham certo que a gente viva divulgando vocês gratuitamente. Ou então vivem na base do "Toma aqui um livro (R$29,90) e me divulgue pelo resto de sua vida". Ops, e quem paga minha internet? O concerto do PC? A conta de luz (mainha pira na conta de luz)?

Eu tenho um trabalho fixo que, Graças a Lord, me permite postar constantemente, mas vejo pessoas que se desdobram entre trabalho e estudos para manter um blog e ser desvalorizado. Se um amigo meu falar que quer virar blogueiro literário farei o possível para tirar essa ideia maluca da mente dele, porque é trabalho demais para pouco reconhecimento.

Convenhamos, boa parte disso é nossa culpa, já que não nos valorizamos e ficamos mega felizes quando um autor nos pede para fazer um trabalho que, para qualquer outro profissional da área, seria pago. Talvez seja um caminho sem volta ou mudanças, talvez o mundo dos blogueiros tenha sido feito para trabalharmos por amor e nada mais, ou talvez esse reconhecimento só venha quando todos os "iludidos por uma parceria duradoura, cheia de livros e sem trabalho" acabe e só sobrem os apaixonados por isso. Sei lá, vamos esperar as cenas dos próximos capítulos.

BEIJOS E ATÉ A PRÓXIMA!
***
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique AQUI e saiba como participar.

68 comentários:

  1. Bárbara, adorei o poste. De verdade!
    Eu vou dizer, entrei nessa vida de blogueiro a pouco mais de um ano e se lá no inicio eu tivesse lido um post desses, eu teria desistido!
    Como você disse, adoro fazer isso, mas é muito desgastante e pouco reconhecido. Com trabalho, faculdade, namorado, família, amigos.. mesmo recebendo ajuda, as vezes fica quase impossível manter tudo no nível que eu gostaria..
    Eu assino em baixo de tanta coisa que você disse, que vai ficar chato citar tudo haha
    Só mais uma coisa: esses blogueiros que não fazem metade e tem tudo --' #odioprofundo

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Dreeh. Fico muito feliz em saber que não sou só eu quem pensa dessa forma. É uma via de mão dupla essa nossa vida, mas acho que o reconhecimento deve vir de ambas as partes. Vamos esperar, não é?

      Excluir
  2. Barbara, a muito tempo venho pregando isso diante de blogueiros e tb autores.
    Mas acredito que o problema da desvalorização vem do boom de blogueiros que surgiram nos últimos tempos. Estou neste meio a mais de 14 anos e vi muito blog surgir e desaparecer.
    Mas ultimamente muitas pessoas resolveram ser blogueiros literários, mas sua verdadeira intensão é ganhar livros. Isso desvaloriza nosso trabalho pois por causa de uma minoria muitos pagam o pato.
    Gasto estes R$ 80,00 mensalmente com promoções e manutenções no site, gasto muito tb com luz, etc., abro mão de ficar com minha família, dedico mais tempo que muitos imaginam. E o reconhecimento? são poucos os que realmente sabem e dão valor. Infelizmente!!
    O que é um livro diante do tempo que eu deixo de ficar com minha filha para fazer pessoas crescerem no meio literário?
    Temos que nos unir, criar um padrão e valorizar a profissão de blogueiro!
    Parabéns pela postagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ceiça. Realmente, está na hora de criar um sindicato dos blogueiros literários, muitos se desvalorizam e aceitam qualquer coisa, fazendo com que toda a classe seja desvalorizada. É doído.

      Excluir
  3. Sensacional o seu texto Barbara, me identifiquei com muitos pontos abordados por você e olha que o Livroterapias não é famoso, imagine se fosse HAUEHAUEHUAE

    Tenho que ressaltar o seguinte trecho: "Eu tenho um trabalho fixo que, Graças a Lord, me permite postar constantemente, mas vejo pessoas que se desdobram entre trabalho e estudos para manter um blog e ser desvalorizado." você me descreveu.

    Sobre os autores, eu não tinha pensado dessa forma, de verdade! Concordo, mas, de outro lado entendo que o autor (principalmente os novos autores, os "velhos"... Não vou comentar) tenha uma certa dificuldade para liberar seus livros gratuitos para os seus blogueiros (mas acho válido, pelo menos, um bom desconto para nós HUAEHAUE). E tem o lance de divulgação sobre o livro do autor, nunca tive problemas desse tipo, grazadeus, então nem sei o que comentar.

    Em suma, espero que esse texto rode e que tanto autores e blogueiros faça sua parte juntos.

    Beijos
    www.livroterapias.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São tantas coisas Nathália, tem autor querendo fazer concurso cultural para um banner no blog dele onde os próprios autores parceiros irão dar os prêmios para os participantes, onde está a parceria nisso? Fico chocada com cada loucura que vejo. Também não sou famosa, imagina se fosse, haha.

      Excluir
  4. Me fez ficar ciente do que é ser blogueiro literário. Não sabia que tinha tuuudo isso, deu até um choque ahaha
    O bom é que vocês fazem tudo por amor, o possível para deixar o blog atualizado e sabem que o que vem é merecido. Eu não iria me sentir bem sabendo que não faço nada, mas mesmo assim sou compensada, sério, não sei como algumas blogueiras vivem com isso. Adorei o post!
    Beijos, nostalgemeas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Maíra, desejo tudo de bom para o seu blog e que você trabalhe com muito amor, só assim conseguirá sustentar tudo.

      Excluir
  5. Vou te contar uma coisinha... Estou como blogueira desde meus 12 (eu faço 20 este ano) acredite se quiser, rs...
    Escrevi durante 5 anos no Imaginayre.com.br que hoje se transformou no LaGarota.com.br e vou te dizer uma coisa... Durante essa mudança eu quase mudei também de essência. Quase escrevi sobre moda. Uai as blogueiras de moda hoje são modelos! É sério! Já três blogueiras posarem para a campanha de roupas do Carrefour!
    O máximo que eu vi de um blogueiro literário se dar bem foi entrar para trabalhar em uma editora... ÓH e ganhar R$1200... Cê acha muito?

    Sabe qual é o problema? Que a gente mora no Brasil! Você acha que as editoras ganham muito dinheiro? Cara... Não! Eles pagam mau seus funcionários e ganham pouca coisa de lucro. Os livros do exterior são caros!!! E eles não têm tanto cachê pra comprar porque nosso público é pequeno.
    Como que as editoras vão pagar bem os blogueiros se não estão nem conseguindo pagar seus funcionários? Ou melhor, será que vão sobreviver com a inserção de e-book? Será? Porque sinceramente as editoras brasileiras não veem a gama de pirataria e a facilidade que esse formato digital propicia. Eles não veem que vão pagar muito caro para trazer um livro para o Brasil para ser pirateado, igual acontece com a indústria musical, e não lucrar com quase nada.

    Agora vejamos o mercado da moda. Já parou pra contar quantas lojas de roupa tem em uma rua e quantas livrarias tem na mesma rua? Não adianta... Não adianta reclamar. Não adianta fazer mimimi!!
    Eu estudo marketing (na verdade faço Publicidade e Propaganda mas leio muitos livros de marketing) e a previsão é de que a publicidade nós próximos anos esteja toda voltada para o marketing digital. Mais money pra cá!!! Mas você acha mesmo que os blogs literários vão ser os beneficiados? Claro que não! Não são os livros que aquecem o mercado brasileiro!
    Daí eu te falo... Se quiser ganhar dinheiro... Mude agora! Pra moda, pra qualquer coisa... Mas se quiser transformar isso aqui em hobbie, em prazer... Aí sim... Você fica!

    Espero ter ajudado um pouquinho. :P Ou atrapalhado rs
    Beijocas. Mar Paschoal
    www.LaGarota.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Mar. Acho que estou aqui por amor mesmo. Não sei se conseguiria administrar um blog de moda, mas como amo a blogosfera, estou pensando em opções com meu noivo. Aguarde as cenas dos próximos capítulos, haha.

      Excluir
  6. Você traduziu todos os meus pensamentos. Não que meu blog seja famoso mas gosto de fazer as coisas o mais bem-feitas possível. E sei quão difícil é conciliar tudo... Amei o post! Bjos!
    www.lendoodia.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada. Acho que a maioria de nós pensamos assim.

      Excluir
  7. Minha vida resumida em um texto!!

    Espero junto com você, as cenas dos próximos capítulos. HAHAHAHA

    Beeijos! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehe, todas esperamos. Fico feliz que esse post tenha te representado ;)

      Excluir
  8. Oi, Barbara!
    Vi a divulgação do seu post através de outro blog e me senti de alma lavada com suas palavras. Você expôs tudo o que eu queria dizer sobre esse assunto, nos últimos dias tenho visto comentários lamentáveis no Facebook sobre blogueiros e autores nacionais e seu deu para perceber o quanto o nosso trabalho na blogosfera é desvalorizado. Parabéns pelo post!

    Beijos,

    Rafa {Fascinada por Histórias}

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rafaelle, fico muito feliz que tenha se sentido representada por esse post ;)

      Excluir
  9. Barbara simplesmente perfeita! A menos de uma semana atrás lí um texto de um autor que reclamava dos blogueiros exigirem o livro físico ou pagamento e, da forma que colocou me senti bastante ofendido uma vez que estou entrando na blogosfera. Então contra-argumentei e, a meu ver, penso que deixei o meu recado e o nome riscado da lista de todos os autores que participam do grupo(risos). Ou seja, já entrei queimado! Mas até ai tudo bem. O que eu não entendo é porque não existe uma cooperativa, associação ou sei lá o que, que una os blogueiros em torno de uma ideia central e crie um universo mais satisfatório a todos pois, o sol brilha a todos, cada qual com os seus diferenciais. E também não entendo porque um único blog tem dezenas de editoras parceiras, sendo que, com muita propriedade colocado por você, é humanamente exaustivo. E até entendo pois tens 24 editoras e 17 autores como parceiros. Fica a sugestão! Deixem um pouco de espaço para os outros que estão ai ou estão por vir. Um forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nelson. Realmente temos muitas parcerias, mas 70% ai só estão por divulgação nossa, sabia? A outra boa parte nos convidou a ser parceiro. Acredito que ninguém tira a parceria de ninguém, se o blogueiro for bom ele será um dos escolhidos, mesmo que pequeno. Acredita que um dos meus blogs favoritos tornou-se isso com menos de 100 seguidores e mesmo assim já tinha uma parceria que eu almejo a vidas e nunca consegui? Haha. Beijocas ;)

      Excluir
  10. Nossa Bárbara disse tudo. Blogueiro não é só ler e fazee resenhas, considero meu bebê um trabalho, pois muitas vezes deixo de ficar com minha família para atualizar sempre e tem autor que acha que é fácil. Tem autor ai que e pediu parceria, , aceitei fiz divulgação e tem 1 ano e até hoje nada de livro para resenha. Isso é parceiro. ? Acho que não. Hoje em dia eu procuro fazer parcerias, onde realmente seja parceria e isso inclui a doação de livro, quw seria o pagamento so meu trabalho.
    To com você.
    Beijos
    Www.asleiturasdamila.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Michele, fico bem feliz que você tenha curtido o post. Espero ter representado bem a classe e expostos todos os problemas que temos, mas o receio nos impede de falar. Nunca vou deixar de blogar, só queria que o nosso reconhecimento fosse maior.

      Excluir
  11. Acredito que o trabalho de um blogueiro é muito mais puxado e cansativo do que muitos outros trabalhos. Porém, trabalhamos com algo que gostamos, que nos faz bem. Eu sonho com o dia em que vou poder viver só do blog e do que escrevo. Cada pessoa busca coisas diferentes ao criar um blog, seja ele literário ou não. Embora exista todo esse trabalho, acredito que vale a pena.
    Beijinhos

    http://vidasempretoebranco.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lary. Eu sou muito feliz com o que faço e completamente satisfeita, acho que se não fosse isso não estaria postando mais, realmente. Esse post foi mais pra desabafar e dar a entender que nem tudo é perfeito e que fazemos bem mais do que aparenta.

      Excluir
  12. GOSTEI DE LER SOBRE BLOGUEIRO, TBM ACHO UM TRABALHO Q TEM Q SE TER MUITAS IDEIAS. E NOS CONTAR EM RESENHAS BEM DETALHADAS P/ NÓS COMPRAMOS OS LIVROS (PARA QUEM GOSTA MUITO DE LER COMO EU E VCS É MUITO BOM) MELHOR AINDA P/ NÓS LEITORES, MAS P/ VCS DEVE SER UM TRABALHO CANSATIVO, POIS LOGO VÃO TER Q INVENTAR , PROMOÇÕES E OUTRAS COISAS, Ñ CONSEGUEM NEM CURTIR O LIVRO DIREITO, OBRIGADO Á VCS POIS NOS INCENTIVAM NOS A LERMOS MAIS, PARABÉNS A TODAS( os).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Leci. Pessoas como você me fazem continuar blogando.

      Excluir
  13. Olá, flor!
    Acredito que não serei a única a me identificar com seu post. Meu blog completará um ano no próximo mês e nesse período me dediquei muito para que ele alcançasse o sucesso que tem alcançado. Mas é como você disse: programar postagens, leituras, resenhas (decentes e construtivas), dialogar com os leitores, esclarecer dúvidas… Tudo isso de forma gratuita e dentro dos nossos demais compromissos (profissionais e pessoais) pode pesar sobre os ombros em alguns momentos. Por isso, respeito os blogueiros. Quem realmente se dedica ao seu blog, o faz por amor. Não é fácil lidar com o que envolve ser um blogueiro.
    Sobre seu comentário em relação ao "pagamento recebido dos autores", meus sentimentos se tornam conflitantes. Eu acredito que toda parceria se inicia com o acordo explícito entre o blogueiro e o autor. Se este oferece uma parceria sem oferecer um livro de cortesia, cabe ao blogueiro aceitar ou não. Particularmente, não exijo um exemplar para estabelecer parceria. :) Isso porque a maioria dos meus autores parceiros são novos no mercado literário e reconheço a dificuldade que existe em pagar do próprio bolso pelo livro a ser cedido – principalmente quando é uma publicação independente.
    Talvez meu entendimento seja influenciado pela minha própria experiência, porque, em breve (se tudo der certo), serei uma nova autora no mercado literário e já me vejo enfrentando as dificuldades que todos enfrentam para se tornarem ao menos um pouco mais conhecidos diante do bombardeio da literatura estrangeira nas prateleiras e principais propagandas midiáticas. Procuro compreender os dois lados, portanto. Compreendo que os blogueiros se dedicam e compreendo que os autores dão o melhor deles em troca de uma divulgação que os ajude. Nem sempre este melhor vem em formato de livro, mas certamente virá descrito antecipadamente para que o blogueiro o aceite ou não.
    O que não concordo é reclamar de uma proposta de parceria aos quatro ventos, como se fosse um insulto. Cada autor oferecerá o que puder e você não é obrigado a aceitar. Portanto, não precisa reclamar. A proposta simplesmente não foi boa para você e ponto... Pode ser boa para outro blogueiro.
    Também não concordo em exigir a "mesma moeda" de cada parceiro. Sou parceira de uma editora grande – que me envia uma caixa repleta dos seus pré-lançamentos – e de editoras pequenas – que me oferecem um livro trimestralmente. Cada uma oferece o que pode. Entender isso é ser parceiro para mim.
    Por outro lado, é claro que me sinto feliz pelo carinho do autor ao receber um livro de cortesia! Eu me sinto presenteada (rs). Sinto que ele deseja minha opinião sobre o seu livro assim como desejo lê-lo. Mas não o diferencio de outros parceiros que não puderam fazer o mesmo.
    Hoje, devido a várias circunstâncias, minhas leituras atrasaram e meus parceiros são maravilhosamente compreensivos comigo. São pacientes. Eles não me "cobram", porque sabem o que lhes ofereço. Isso é parceria para mim. Não posso reclamar de nenhum deles, porque desde o nosso primeiro contato houve honestidade.
    Talvez chegue o dia no qual me sinta desrespeitada ou com meus sentimentos feridos, mas até lá… continuarei dando o meu melhor dentro dos limites possíveis (rs). Conforto-me na ideia de que não é qualquer blogueiro que se mantém ativo diante de todas essas dificuldades e nossos autores sabem disso.
    Adorei seu post. Merece ser compartilhado e divulgado! (rs)
    Beijos, flor!

    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Francine. Super entendo o seu lado, principalmente quando torna-se autor, tenho muitos autores amigos e vejo as necessidades pelas quais eles passam, mas eu penso que o blog nos gera muito trabalho e, em alguns momentos, exige mais até que o nosso próprio trabalho, sabe? Essa critica aos autores não está ligada a todos os autores, pois realmente existem aqueles que são tão parceiros a ponto de nos fazer feliz só em poder ler o adiantamento do seu livro, sabe? Mas existem muitos autores sem noção que, além de criticas aqueles que te ajudam - os blogs-, ainda não os reconhece dentro da própria parceria. É mais um desabafo por achar que tudo poderia ser perfeito, mas não é, nessa blogosfera literária.
      Beijos e te aguardo mais vezes por aqui ;)

      Excluir
  14. Oi, Bárbara!
    Meu blog faz 3 anos esse ano, não tem nem metade da quantidade de seguidores que eu gostaria, mas eu levo na esportiva. Não tenho todo o conhecimento que poderia me proporcionar mais seguidores, e eu estudo MUITO, o maior tempo da minha vida é passado dentro das paredes da escola, então não posso falar nada. Mas, boa parte do mercado editorial, quem movimenta são os blogueiros. Claro que existem MUITOS compradores por aí, mas os livros mais reclusos, menos conhecidos, quem mais compra e quem divulga somos nós, "especialistas" em leitura falando para outros especialistas como nós. Então, realmente, acho que devemos ser valorizados! Quando seu amigo quer comprar um livro, ele vem perguntar a quem? Quando alguém quer a opinião de uma história, procura a opinião de quem não lê ou vai em um blog literário? HAHAHA

    Clara
    @clarabsantos
    clarabeatrizsantos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é, Clara? Nós vendemos os livros, merecemos reconhecimento por isso.

      Excluir
  15. Adorei a postagem,agora lendo me vi ali passando por td isso,divulgar ,resenhar, planejar resenhas,perder horas queimando os neurônios para fazer um post legal.
    Além de gastos com despesas de envio,despesas de livros q a maioria sai do meu bolso,contas mensais de gastos como citou internet,luz concerto do PC q as vezes não aguenta o tranco.
    Olha arrasou na postagem,e acho q nós blogueiros devemos sim nos valorizar e não aceitar migalhas como agradecimento.
    Alexandra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Alexandra. Fico feliz que tenha se identificado.

      Excluir
  16. Oi Bárbara :)

    O que dizer do seu post? SENSACIONAL!

    Fico muito triste, em saber que nosso trabalho, sim trabalho, trabalhamos para manter o blog, estou mentindo? As pessoas enxergam isso como coisa de quem não tem o que fazer e sinceramente...Arghh! Assim como vocês, recebo chuvas de emails de autores pedindo divulgação, mas o pior, é que se você fala não, eles xingam até sua mãe (a grande maioria). É muito trabalho pra pouco reconhecimento, acho que continuo com o blog só por prazer e, é claro, pelos leitores que realmente gostam do meu trabalho. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Gabriel. Se tu faz uma resenha negativa, então... Não existirá geração da sua família que não será xingada. É um problema.

      Excluir
  17. Muito sensacional seu post, Barbara! Amei mesmo! Disse tudo o que eu sempre pensei! É incrível mesmo como as pessoas não percebem o quanto dá trabalho seu blogueiro, que não é só abrir um blog e ficar recebendo livro de graça.

    Parabéns, de novo, pelo post e pelo blog!

    Beijos!
    www.desejoliterario.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Fico muito feliz em esclarecer isso e que você tenha gostado do blog.

      Excluir
  18. Gostei bastante da postagem, Bárbara. Não sou blogueiro, mas conheço alguns e sei que você retratou bem a realidade. Eu considero um blogueiro o melhor amigo do escritor, porque como você falou, vocês agem como amigos e trabalham por amor.

    Eu vi uma vez, não lembro onde, um caso em que um escritor, ao invés de colocar na contracapa do livro uma frase de um jornal ou revista, colocou uma frase de uma blogueira. E achei isso fantástico! Porque por mais que um jornal ou revista sejam mais conhecidos, são os blogueiros que lidam diretamente com o público dos escritores. Diariamente. E assim: nem todo o público do blogueiro é o mesmo público do escritor, mas todo o público do escritor é parte do público do blogueiro (não sei deu para entender, acho que ficou meio confuso). Por um escritor fala uma língua, mas um blogueiro fala várias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Laplace. Fico feliz que tenha curtido o post e gostaria de sentenciar que esse post não é uma critica apenas para os autores, mas para todos os meios.

      Excluir
  19. Pior que é verdade tudo que você falou,além do tempo de ler e resenhar temos que divulgar,fazer os leitores gostarem do blog e mais custa e muito manter um blog ativo! Disso tudo ainda tem que se manter na blogosfera.Bem eu me desdobro entre os meus estudos e o blog e as vezes dá até vontade de largar tudo kkkkk mas fazemos por amor essa loucura toda....
    ÓTIMO POST BABS!
    Beijosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Nana. O que seria de nós sem o amor pelos livros? Haha <3

      Excluir
  20. Adorei o desabafo o.o Sério. Sou praticamente nova nesse mundo e faço a maioria das coisas que você listou ai! É muito trabalho e eu realmente não sei como posso dar conta. O blog ainda é pequeno e por isso eu consigo administrar sozinha. Não sei como será depois de algum tempo! Os autores colocam os livros mais baratos pra gente e isso é legal, até por que eles pagam pelos livros deles :/ Mas por conta disso eu não posso me dar ao luxo de fazer parceria sempre que eu piro em um livro de um autor brasileiro Y.Y
    Enquanto isso eu continuou por amor aos livros :3 bjs
    http://horadaleitur.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. É difícil mesmo, especialmente para quem tem várias parcerias com editoras. Ademais, como não é pago, temos de dividir o tempo entre trabalho, faculdade e, no meu caso, escrever livros. Foi por esse motivo que optei por não fazer parcerias com editoras nem promoções: assim leio o que quiser, faço resenhas sem me ater a prazos e não preciso ficar divulgando lançamentos. Mesmo assim não é fácil dividir o tempo: meu blog não é atualizado desde fevereiro (espero retornar agora em julho e já adiantar algumas postagens). No caso de autores, seria interessante disponibilizar e-books, afinal, eles estão ficando cada vez mais populares.

    Abraço!
    http://contosdemisterioeterror.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa dica Laís. Realmente, mesmo sem as parcerias já é bem trabalhoso, principalmente para quem quer conquistar leitores ;)

      Excluir
  22. Seu post foi daqueles que me fez rir sozinha e pensar "Meu Deus, não é só eu que sofro assim." kkkkk É, a vida de blogueiro não é fácil, quando resolvi ter isso na minha vida eu já acompanhava muitos blogs e sabia que não era esse mar de rosas, então sabia muito bem onde estava me metendo e tal. Tenho o blog há dois anos e não penso em desistir. Mas talvez eu não sofra tanto com essa coisa de "Meu Deus, eu preciso de um post pra hoje!", porque eu sou mais tranquila, no inicio disse para mim mesma que eu não iria e nem poderia me privar do resto da minha vida pelo blog. AMO o que faço e não viveria sem, mas não faço só isso.
    Bem, você falou das parcerias com autores e eu meio que não concordo. Sou daquelas que acredita que a literatura nacional tem que crescer e eu amarei contribuir para que ela cresça. Prefiro parceria com autores do que com editoras, tanto porque não é tão pesado (já tenho compulsão de comprar, imagina receber 10 livros por mês, não tem tempo que consiga fazer eu ler tudo), quanto por ser mais pessoal, por assim dizer. Amo os autores, e apesar de ser meio lenta no que faço, sempre tento ajudar no máximo de divulgação que consigo. A única coisa que sinto falta e que acho que faria horrores de diferença para os autores, seria ser um pouquinho mais como as editoras e mandar aqueles e-mails de novidades, porque leva MUITO tempo buscar as novidades do mundo literário e a gente sempre perde uma importante.

    Ufa, chega de falar.
    Beijos!
    Laury.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehe, seria interessante. Claro que não generalizo os autores, muitos são bem legais conosco e entendem o nosso lado, mas constantemente vejo a gente sendo alvo da lábia deles e acho injusto, porque tudo o que fazemos é ajudar. Eu sei que vendo os livros deles pela quantidade de e-mails que recebo quando faço resenha de algum nacional que não se encontra em livrarias, muitos leitores querem comprar e os autores sabem de onde eles vieram, mas mesmo assim não reconhecem o nosso trabalho, pelo menos muitos deles.

      Excluir
  23. Arrazou tirou as palavras da minha boca, vi muitas discussões essa semana e acho uma falta de respeito conosco que fazemos tudo por amor, entrei na blogosfera depois de ter visto um vídeo teu, já tinha um grande amor pela leitura e decidi criar sem interesses pois não sabia da existência de "parcerias". Por amor e com dedicação criei meu blog logo fui convidada por alguns autores para ser parceiras e já viu fiquei toda orgulhosa de mim mesma por isso! Entrei pro mundo da moda também, mas, sem esquecer foco que é ainda a literatura! Tudo que fazemos é por amor, merecemos reconhecimento!
    http://garotaliterary.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente '-' Fico muito feliz em saber que eu te incentivei a isso e te desejo muito sucesso <33

      Excluir
  24. Hey Bah, menina o que falar sobre sobre seu post? Bom acho que não precisa, pois o que disse, é exatamente o que NOS BLOGUEIROS passamos. Muitos devem pensar: Vida de blogueiro é fácil. Então vou criar um e ganhar muitos livros.
    Contudo não é bem assim, é um trabalho tão árduo e tão cansativo que tem dias que não queremos nem ver ele. Mesmo fazendo por amor, tem dias que ficamos cansados, pela falta de respeito, pela falta de amizade e companheirismo. Isso digo pelas parcerias e por causa de alguns blogueiros. Que cá entre nos; uns ai que surgiram a pouco, fazem amizade pedem ajuda - e como somos gente boa sempre ajudamos - e lá no final, era tudo interesse. Pois é, não é somente autores que sofrem com blogueiros, blogueiros que sofrem com autores, e sim blogueiros que sofrem com outros blogueiros. Eu mesma passei por isso a pouco com dois blogueiros que chegaram de mansinho e... Não preciso dizer.
    Em relação aos autores, eu entendi que você não esta generalizando os autores - assim como eles fazem com nos -, mas ´tem autores ai, que criei asco, nojo, pois não souberam valorizar, e ainda saim por ai caluniando.
    E sobre nosso trabalho, menina e como trabalhamos. Estou na blogosfera a 3 anos, e desde então eu vivia somente para o blog, mas hoje eu dividi as coisas, ate por que sou casada e tenho filhos, mesmo assim, ainda é muito trabalho a se fazer. E não é fácil mesmo. Mas tem esses novatos ai, que entram na blogosfera somente pelo interesse e acabam meio que ferrando com nos que somos responsáveis e saímos nas discussões. Triste?Sim, mas o que podemos fazer.
    Mas assim como você, eu valorizo meu trabalho e hoje parcerias com autores, somente a base de um acordo bem explicado e bem entendido pelos dois lados, para que não haja conflitos. Porem as vezes mesmo fazendo assim, acaba que não dando tão certo. Por mais que ebooks estejam na moda - e leio muito este formato -, eu acho que disponibilizar um livro para sorteio no blog parceiro sera justo, não é.
    Nossa falei tanta coisa, talvez algumas nada a ver com o post, mas ao menos falei, né. Hahahahahahahahahahahaha
    E antes que eu esqueça, sobre diversificar no blog as postagens, eu estou pensando seriamente trazer assuntos um pouco fora do literário para agradar outros públicos, mas isto ainda esta em construção aqui na minha cabecinha. Mas espero em breve colocar na pratica.
    É isso ai Bah, o post esta maravilhoso, você arrasou no que disse. To contigo e não largo.

    Beijokas Ana Zuky

    Sou blogueira e amo o que faço, mas não pense, porque amo sou obrigada aceitar qualquer coisa. Antes de tudo, me valorizo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Ana. Também tenho planos de expandir o blog, estou anotando novos assuntos no meu bloquinho, quem sabe no futuro né? Enquanto isso, vamos amando o que fazemos e trabalhando cada vez mais.

      Excluir
  25. Olá!
    Vi seu post através de um compartimento feito por outro blog e o adorei! Haiha
    Não sou blogueiro, mas sou um autor estreante (meu primeiro livro foi lançado em março), porém, o pouco tempo que estou inserido no mercado literário me fez que não apenas nós, autores, que "sofremos" com as dificuldades, por isso que faço o possível para enviar livros para meus parceiros e ajudar na divulgação dos mesmos, claro que de uma forma dosada.
    Enfim, blog sensacional e post mais ainda! Está de parabéns.
    Abraços!
    Elielson Jr

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Elielson. Fico feliz que tenha entendido o propósito do post e que concorde comigo :)

      Excluir
  26. Eu nunca tinha pensado nisso. Meu sonho é ter uma parceria com uma editora, mas ultimamente tenho visto blogs que devem fazer postagens só com divulgações de livros ou autores e eu meio que não sei se gostaria de fazer isso, pois eu acho que polui muito o blog com "propagandas". Uma vez ou outra até que vai, mas todo mês já acho um pouco ruim. Entendo completamente seu lado. E essa postagem me fez perceber que se eu quero entrar na blogsfera literária acho que vou com um pouco de calma... Vou continuar lendo os livros que eu gosto e fazendo as resenhas porque quero. Eu gosto de divulgar os autores porque eu gosto de ajudar, mas até hoje nenhum deles me pediu, geralmente sou eu que ofereço a divulgação.
    Ótima Postagem. Nunca pensei nisso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Sophie. É realmente um trabalho para quem ama fazer.

      Excluir
  27. super concordo com vc bá. e o pior que os blogueiros são coagidos pelos autores afinal estamos fazendo o trabalho e ganhando o livro de graça, no minimo temos que fazer isso e aquilo.
    se a gente se desse mais valor talvez isso não estaria do jeito que está atualmente. claro que tem mt blogueiro que só quer ganhar e nunca fazer nada em troca, mas nós também temos que ser respeitados.
    e por isso que eu acabei com parceria com autores, isso só dava merda e os poucos que eu tenho atualmente sao pessoas maduras q eu consigo trabalhar de boas, mas ja tive alguns problemas com pessoas que ficavam achando q eu era obrigada a ler e gostar do que tinha lido e falar mega bem se nao eu iria estar indo contra o quesito "parceria" que o autor tem em sua mente.


    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  28. Bora aplaudir a Bah? Finalmente alguém despejou tudo que a grande maioria dos blogueiros sente, mas nunca teve a oportunidade ou a coragem de falar. Nós conversamos muito sobre isso e sabemos o tanto de trabalho que o blog nos gera e o quanto a nossa profissão é desvalorizada ou desacreditada, seja por familiares e amigos e acham que não fazemos nada, seja pelo mercado literário que nos explora sem nos remunerar apropriadamente. Adoro quando tu fala "acha que vida de autor independente é difícil, não imagina a de blogueiro literário". Fora o fato de que fazemos tudo por amor, e justamente por isso, as pessoas acham que não temos o direito de cobrar. Gente, blog faz divulgação como qualquer outro site. Nosso trabalho de escrita, pesquisa e leitura é igual como a de qualquer outro jornalista que recebe seu salário. Sei que existem blogs e blogs.. aquele blogueiro que faz tudo por hobby ou que é visivelmente descuidado com seu trabalho, e aquele blogueiro que dá o sangue para ser profissionalmente impecável. Portanto, passem a encarar esses blogueiros como blogueiros profissionais, e passem a dar a eles o valor que merecem! Fica a dica. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  29. Adorei seu post!
    Tudo ai é a mais pura verdade!
    Eu não trabalho fora, mas sou casada, tenho a casa para cuidar, meu filho de 1 ano (que da muito trabalho) meu marido e dois gatos! Tenho de dar conta da leitura de vários livros mensais, com ajuda de duas pessoas. Vivo tentando me atualizar, mas divulgar meu blog é quase impossível, já faço milagres lendo com uma criança ao lado! E ai ninguém te da o valor, muitos pensam exatamente isso, que ganhamos os livros e já está ótimo. Mas te pergunto, se não fosse todos os blogueiros que existem, a literatura estaria assim tão "popular" hoje?

    Bjus,
    www.fundofalso.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada. Realmente é muito trabalho para pouco reconhecimento, isso me entristece muito.

      Excluir
  30. Que POST!!!!!
    Comecei meu blog há poucos meses, e realmente é complicado! Não somente para criar post's legais, mas até para ler é complicado! Trabalhar e estudar ao mesmo tempo já é difícil, agora adicione um gerenciamento de blog?!
    Já tive uns 5 blogs relacionados a moda, e o reconhecimento mesmo tendo menos de um ano é muito maior que um blog literário com bastante tempo!!
    Lendo seu post e os comentários, comecei a me perguntar se ter um blog literário é realmente o que quero, e cheguei a conclusão que sim! Mesmo tendo muitas dificuldades, principalmente tempo, se fizermos com amor, tudo vai "andar" para a frente!!
    Beijos,
    http://notavelleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Isabelle. Só amando muito, hehe.

      Excluir
  31. Super entendo seu post, imagino o gasto e as dificuldades que existem em criar um blog, ate porque eu sou doida pra criar um pra mim, mas acho que a falta de tempo nao iria permitir isso! mas tambem existem tantos lados positivos, o carinho dos fas e ate mesmo ganhar livros e poder se expressar sabendo que outras pessoas irao ver seu ponto de vista, eu acho que deva ser muito gratificante!! espero que um dia eu consiga criar um blog tambem!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que consiga e que tenha muito sucesso ;)

      Excluir
  32. Oi Barbara, adorei o texto! E sinto muito ao ler as palavras de como os blogueiros literários são tão desvalorizados e algumas até humilhados e que 'se vendem por um livro'. Também acho que isso só irá mudar quando os iludidos pelas parcerias e livros de graça perceberem que não valhe a pena tanto trabalho por pouca coisa, e só restarem os que realmente amam ler e escrever sobre isso, sem terem segundos interesses exceto o de saber que tem alguém lendo o que vc escreve com tanto carinho. Enfim, acho que todos do meio precisam se conscientizar mais sobre.
    Parabéns pelo texto bem escrito!
    Beijos,
    Andréia - StarBooks

    ResponderExcluir
  33. Oi Bárbara!
    Você foi nossa porta voz nessa postagem.
    Obrigada!
    Sabe, quando comecei o blog há 3 anos atrás ralei muito em busca de parceiros e de amigos blogueiros que me ensinassem pelo menos o início de tudo... penei muito, viu? Mas também agradeço aos que me ajudaram, porque eles foram meus mentores. Aos poucos acabei pegando o jeito, e passei a fazer as coisas do meu jeito, mas ainda sinto que alguns colegas blogueiros não nos veem como amigos, parceiros, nos veem como oponentes, como se estivéssemos tomando o espaço, como se o fato de ser blogueiro nos tornássemos inimigos. Acho o fim da picada porque só se estabelece quem tem competência e muito amor no coração, amor pelos colegas, amor pela leitura, amor pelos autores (parceiros ou não). Como digo sempre, parceria é uma via de mão dupla e muitos não veem dessa forma.
    Nosso trabalho é árduo. Essa semana minha mãe disse: você não está aposentada, como trabalha tanto no computador? Pois é... é um trabalho de horas de dedicação, pesquisa, leitura, análise, gastos, enfim um conjunto e como disse a Ana Zucky, temos família e outros afazeres para dar conta também.
    Parabenizo pela postagem.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  34. Barbara,
    Concordo com tudo que você disse em seu texto acima,o trabalho dos blogueiros deveria ser mais valorizado visto que vocês passam tanta informação,cultura e diversão pra gente aqui do outro lado.Estou aqui na torcida pra cada dia mais o seu o Segredo Entre Amigas e muitos outros consigam espaço,sucesso e reconhecimento de todos.
    abraços!!!

    ResponderExcluir
  35. Oi Barbara, tudo bem?
    Indiquei esse post lá no blog - http://www.starbooks.com.br/2014/06/links-bacanas-1.html
    Beijos

    ResponderExcluir
  36. Oi Bárbara, tudo bem? Nossa, amei o seu post e concordo com tudo o que você escreveu. Eu tenho um blog relativamente há pouco tempo, e não tenho a pretensão de viver do meu blog, até porque eu amo a profissão que eu escolhi seguir. Então eu faço puramente por amor mesmo. Mas vejo e fico triste como em geral o trabalho é desvalorizado e sei exatamente o trabalho que dá para manter o blog atualizado e atrativo para os leitores... e até porque, num mundo competitivo como esse, seu blog não pode ser só mais um blog, tem que ter um diferencial e tudo mais, e vai e aparece autores que acham que é só dar um livro e você tem que divulgar o trabalho dele para o resto da vida.

    Enfim, adorei o seu texto e me identifiquei com ele. Parabéns!! Eu vi essa postagem no blog da Andréia do StarBooks ;)

    Beijinhos,

    Rafaella Lima
    http://vamosfalarlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  37. Oi Bárbara, como você esta? Eu tenho um blog há um ano, mas ele era algo bem pessoal e usava-o para colocar as resenhas dos livros que gostei, mas uma amiga acabou encontrando o blog e perguntou se criei para ganhar livros de graça o que eu não sabia que era possível, mas esse nunca foi meu objetivo na verdade eu só quero interagir com outras pessoas e falar dos livros que li ou estou lendo e comecei a procurar dicas de como divulgar meu blog e acabei encontrando o seu e para ser honesto eu me assustei um pouco nunca imaginei que vocês trabalhassem tanto.
    E pensei bastante sobre isso de decidi tentar, muito obrigado por falar dessas coisas, pois quase ninguém fala que gasta para manter um blog vivo muito menos dessas coisas com autores e editoras isso pra mim foi bem esclarecedor, e sei que terei muito trabalho principalmente com o Layout para fazer algo que combine comigo.
    Como me senti confortável para escrever este testamento rsrsrs queria te pedir para dá uma olhadinha no blog e das algumas dicas para quem esta começando agra rsrsrs.
    http://conversandocomolivro.blogspot.com.br/
    Mais uma vez muito brigado.

    ResponderExcluir
  38. Oi Bárbara, como você esta? Eu tenho um blog há um ano, mas ele era algo bem pessoal e usava-o para colocar as resenhas dos livros que gostei, mas uma amiga acabou encontrando o blog e perguntou se criei para ganhar livros de graça o que eu não sabia que era possível, mas esse nunca foi meu objetivo na verdade eu só quero interagir com outras pessoas e falar dos livros que li ou estou lendo e comecei a procurar dicas de como divulgar meu blog e acabei encontrando o seu e para ser honesto eu me assustei um pouco nunca imaginei que vocês trabalhassem tanto.
    E pensei bastante sobre isso de decidi tentar, muito obrigado por falar dessas coisas, pois quase ninguém fala que gasta para manter um blog vivo muito menos dessas coisas com autores e editoras isso pra mim foi bem esclarecedor, e sei que terei muito trabalho principalmente com o Layout para fazer algo que combine comigo.
    Como me senti confortável para escrever este testamento rsrsrs queria te pedir para dá uma olhadinha no blog e das algumas dicas para quem esta começando agra rsrsrs.
    http://conversandocomolivro.blogspot.com.br/
    Mais uma vez muito brigado.

    ResponderExcluir
  39. Sempre quis ter um blog literário devido ao meu imenso amor por ler e escrever, e sempre tive em mente que o verdadeiro motivo para que alguém tenha um deve ser sempre o amor, e recentemente criei coragem e criei meu blog. Entre muitas pesquisas, percebi o imenso número de blogueiros que só pensa em ganhar livros, e vai lá e posta apenas um "resumo" do livro, e isso é muito triste, é isso que tem desvalorizado oque fazemos. Se não é feito com amor e sim com interesse, acaba ficando mal feito e trazendo uma má impressão para todos nós.

    https://v3rsosdaalma.blogspot.com

    ResponderExcluir