27 de julho de 2014

Tá Na Estante :: 'Não Voltarás' #264

POSTADO POR EM 27 de julho de 2014

Oi, gente. Tudo bem?


Estou de volta com mais uma resenha para vocês. Hoje vim contar o que achei de um thriller lançado esse ano pela Verus e meu exemplar foi uma cortesia da editora. Vamos conferir?!

Livro: Não Voltarás
Autor: Hans Koppel
Editora: Verus
Páginas: 294
Sinopse: Mike Zetterberg vive com a esposa Ylva e a filha do casal numa pequena cidade praiana na Suécia. Uma noite, Ylva não volta para casa depois do trabalho. Mike acredita que ela só foi tomar um drinque com as amigas, mas, quando ela não aparece na manhã seguinte, ele começa a se preocupar. Enquanto Mike lida com as suspeitas da polícia e com o próprio desespero, ele nem desconfia de que sua esposa está viva e a apenas alguns passos de casa, presa num porão do outro lado da rua, atraída para uma trama horripilante de punição e vingança. Uma câmera de vigilância lhe permite ver sua família pela tela da TV. Eles não podem vê-la — e certamente não podem escutar seus gritos desesperados de socorro... Não voltarás é um livro eletrizante, que vai prender os leitores da primeira à última página.

Ylva Zetterberg estava saindo do trabalho quando foi abordada por um carro. Dentro do veículo estavam dois antigos colegas de escola, que há muito tempo ela não via. Ylva aceita a carona deles, que afirmam ter se mudado para a casa ao lado da dela. Porém, o casal rapta Ylva e a deixam presa no porão da casa deles, sendo torturada.

O marido de Ylva, Mike, à principio acha que o atraso da esposa não é estranho, que ela deve ter ido tomar um drinque com as amigas após o expediente. Porém, quando Ylva não volta para casa à noite, Mike notifica seu desaparecimento à polícia. O problema é que a relação do casal já teve várias conturbações e os investigadores logo consideram Mike o principal suspeito do sumiço de Ylva.

À medida que os meses vão passando e a polícia não encontra provas que realmente incriminem Mike, todos acreditam que Ylva realmente morreu. Mike fica desolado com toda essa situação, mas precisa seguir sua vida em pró da pequena Shanna. Ele acaba se envolvendo com uma das melhores amigas de Ylva, que vem prestar sua solidariedade à família, e esta torna-se uma mãe adotiva para Shanna, que quase nem se lembra de Ylva. Mal sabem eles que ela está presa na casa ao lado, assistindo tudo isso se desenrolar.

Paralelamente, dois colegas de escola se encontram em um bar. Jorgen Petersson é um desenvolvedor rico cuja fortuna foi fundada em projeto de TI precoce. Calle Collin, é um repórter da coluna social de um jornal semanal. Os dois conversam sobre seus tempos de escola e Petersson mostra-se curioso com o destino de vários de seus colegas de escola, particularmente o grupo conhecido como a Gangue dos Quatro, onde dois morreram em circunstâncias peculiares. Um terceiro, aparentemente, morreu de forma natural e, logo, Petersson descobre que o quarto, Ylva, está  desaparecida. Ao contrário da polícia, Petersson vê um padrão perturbador ali, mas ninguém se convence disso.

Enquanto isso, um professor emérito de psicologia, Dr. Lundin, oferece uma série de palestras para a polícia e assistentes sociais sobre a natureza dos sequestros e estas são alusões sinistras do que Ylva está passando em seu próprio cativeiro.

Será que Ylva será encontrada? O que será da vida de Mike se isso acontecer? Petersson conseguirá convencer a polícia do padrão dos crimes? Se querem todas essas respostas, então não deixem de ler.

Eu pedi para Nathy solicitar esse livro para mim pois achei a premissa muito interessante. Estou começando a gostar de livros do gênero thriller/policial e Não Voltarás parecia uma boa pedida, até por ser de um escritor sueco (todos sabem que suecos escrevem policiais como ninguém), mas achei a trama um tanto previsível e livros do gênero que não surpreendem, não convencem.

Existem várias camadas de histórias entrelaçadas por aqui - o que acontece com Ylva e as torturas que sofre; as investigações de Petersson; a série de palestras da Lundin; a recuperação de Mike e Shanna por terem perdido a matriarca; a história dos sequestradores... Há muitas subtramas e muitos personagens, mas não consegui criar empatia por nenhum. Claro que eu odiei a falta de humanidade do casal de sequestradores, mas não senti pena de Ylva ou Mike em momento algum.

O que achei interessante no livro foi o fato de sabermos logo de cara que é o responsável pelo sequestro. Sendo assim, o mistério do livro está em se saber o motivo por trás disso. O autor vai soltando dicas, algumas bem óbvias, no decorrer da narrativa e muito antes do desfecho eu já havia entendido o porquê. Porém, a finalização dos personagens me agradou bastante.

Não Voltarás é um livro bom, mas se comparado à outros do gênero perde bastante. É um romance de suspense psicológico, uma análise da culpa e do castigo e se a redenção é possível. Não há muita descrição, tanto de personagens quanto de cenários, de forma que o autor apresenta tudo de forma direta, quebrando o clima do mistério. Eu recomendo, mas não esperem o melhor livro do mundo.

BEIJOS E ATÉ A PRÓXIMA!

***
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.

Clique AQUI e saiba como participar.

4 comentários:

  1. Eu AMOOOOOOOO livros desse gênero. Mas não gostei da ideia de saber logo no começo quem era responsável, e o mistério ser o porquê e tudo o mais. Prefiro o jeito tradicional kkkkk

    Beijos
    Nati

    www.meninadelivro.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá Leonardo, bom assim como você eu achei que a historia deixou um pouco a desejar. Sobre saber quem estava fazendo tudo ate que foi uma jogada diferente de muitos do gênero. Mas o que mais me atraiu foi as historias interligadas em meio a vários personagens, cada um com seu papel na historia e isso foi realmente genial e super recompensador.
    Sobre saber o que seria a causa de todo o thriller, bom vou confessar que eu não imagina aquilo, e fui pega de surpresa quando tudo se foi revelando.
    Resumindo: Mesmo achando que faltava algo ali para a historia ser a melhor, eu gostei bastante da leitura.
    Como sempre digo, cada leitor tem seu ponto de vista de uma determinada leitura. E gosto de saber sobre elas, assim ate para analisar o que você diz com o que eu achei.
    Amei a resenha!

    Beijokas Ana Zuky

    Blog Sangue com Amor

    ResponderExcluir
  3. Eu li a sinopse desse livro, e ela me interessou bastante, principalmente por ser do gênero que é. A sua resenha ficou muito boa, cheia de detalhes, e aguçou a minha curiosidade pela leitura, apesar de não ter atendido a todas as suas expectativas. Achei essa inversão de já saber quem é o responsável muito interessante, porque difere o livro de outros do mesmo gênero. Parabéns pela resenha! Beijos,
    livroosviajantes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Confesso que esse tipo de gênero não me interessa muito mas até que gostei da sinopse e a resenha me fez querer lê-lo..já inclui na minha listinha ^^

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir