8 de agosto de 2014

Tá Na Estante :: 'A Invasão' #273

POSTADO POR EM 8 de agosto de 2014

Oi, gente. Tudo bem?


Estou de volta com mais uma resenha para vocês. Hoje vim contar o que achei do primeiro livro de uma série lançada recentemente pela editora Fundamento. Vamos conferir?!

Livro: A Invasão
Série: Animorphs (#01)
Autora: K. A. Applegate
Editora: Fundamento
Páginas: 128
Sinopse: A Terra está sendo invadida, mas (quase) ninguém sabe disso. A raça alienígena dos Yeerks está entre nós. Eles são criaturas capazes de "possuir" outros seres e estar em nosso meio sem serem percebidos. Os Yeerks já escravizaram civilizações inteiras com essa tática de invasão silenciosa. Mas nem tudo está perdido! Quando os jovens Jake, Rachel, Tobias, Cassie e Marco encontram uma nave extraterrestre e seu piloto moribundo, recebem o incrível poder de se transformar em qualquer animal que toquem. E é assim que eles assumem a missão de combater os invasores. Só que isso não será nada fácil. Afinal, como eles conseguirão identificar um inimigo que pode ser qualquer um? Como enfrentar um invasor que dominou o corpo de alguém que você conhece? Jake e seus amigos precisam achar essas respostas. O destino de todos nós depende disso. A invasão já começou. Testemunhe a batalha final da humanidade.

Jake, Marco, Cassie, Rachel e Tobias estão vivendo mais um dia normal quando sua vida muda radicalmente. Os cinco amigos estão voltando do shopping e decidem atalhar por uma obra abandonada. Durante a travessia, uma nave espacial aparece no céu e alguns momentos depois pousa próxima aos garotos. De dentro sai uma criatura híbrida, metade cervo, metade homem e com muitos olhos.

As crianças logo se assustam, mas a criatura diz ter vindo em paz. Ele é um Andalita, uma raça alienígena do bem, que há anos vem lutando contra os temíveis Yeerks. O alienígena está muito ferido e sabe que tem pouco de vida, pois está sendo caçado pelos seus inimigos. Porém, ele não pode morrer antes de dar um aviso: os Yeerks estão invadindo a Terra aos poucos. Alguns já chegaram ao planeta e "possuíram" alguns humanos. Se não houver resistência, a humanidade logo perecerá.

Os cinco amigos avisam o Andalita que não podem fazer muito, já que são apenas crianças, e este lhes dá o poder de morfar, que faz com que, após tocar um animal, tenham a capacidade de transformar-se nele. É pouco se comparado à tudo que os jovens precisam enfrentar, mas já é alguma coisa. Os Yeerks, comandados por um Andalita traidor, chegam neste momento e atacam o Andalita amigo. As crianças fogem para suas respectivas casas, preocupados com tudo que lhes foi dito.

Marco está decidido a esquecer tudo que aconteceu, fingir que está tudo bem e seguir com a sua vida. Porém os outros sabem que o Andalita se sacrificou para lhes dar esta mensagem e não podem ignorar. Tobias é o mais fascinado e logo testa seus dons, transformando-se no seu gato. Logo todos votam e decidem por lutar contra os Yeerks. O problema é que o irmão de Jake pode ser um inimigo infiltrado e tentar formar uma resistência com um inimigo tão próximo será um problema.

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler.

Meu interesse inicial por Animorphs se deu pela capa... eu a achei muito estranha e confesso que isso me chamou muita atenção. Sabia que ia encontrar uma história bem morninha, já que o público alvo é o infanto-juvenil, mas devo dizer que me surpreendi. A história não foi tão terrível como eu esperava.

K. A. Applegate tem uma ótima escrita. O livro é curtinho, então é difícil falar sem soltar spoilers, mas posso dizer que a narrativa fluiu e eu terminei querendo mais. Uma pena que eu não vá investir na série, tinha certeza que eram uns seis livros, mas na verdade já são 54 publicados. Não imagino o que a autora fez pra conseguir escrever tantos volumes, mas eu com certeza desistiria de ler bem antes da metade.

A narrativa é sob o ponto de vista de Jake, em primeira pessoa. O garoto é também o modelo da capa. Se os padrões se seguirem, acredito que o próximo livro será sob o ponto de vista de Rachel, o terceiro de Tobias e assim sucessivamente. Achei essa jogada interessante, mas seria bem mais fácil se os POV's se alternassem já no primeiro livro, para irmos nos acostumando com as personalidades dos personagens.

Falando em personagens, achei que a autora soube desenvolvê-los muito bem, embora tenha abusado de clichês. Ainda tenho dúvidas quanto a idade real dos protagonistas, que ora agiam como crianças e ora como adolescentes. Fora isso, não há reclamações. Meu favorito foi o Tobias, que para fugir de sua vida difícil, jogou-se de cabeça na história do Andalita.

Os direitos autorais da série eram da editora Rocco e esta publicou até o livro 12, se não me engano, mas ouvi várias reclamações sobre a revisão. Do exemplar que eu li, não posso reclamar. Mais uma vez a editora Fundamento deu um show na revisão, não encontrei nenhum erro de digitação ou algo do gênero. É sempre um prazer ler quando o livro está tão bem trabalhado.

Eu gostei bastante da história e as três estrelas foram pelo fato de o livro ser um infanto-juvenil. Tentei pensar como uma criança para avaliar, mas meu senso crítico falou mais alto e não conseguiu ignorar aquele desenvolvimento bobo que os livros do gênero sempre trazem. Deixo minha recomendação para vocês, é claro, mas se gostarem da narrativa, preparem-se para os outros 53 livros que vem por aí.

BEIJOS E ATÉ A PRÓXIMA!
***
Essa postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA
Clique AQUI e saiba como participar.

10 comentários:

  1. 54 publicados????????????????? socorro!!!!! kkkkkkkkkkkk não leria não, não é bem o tipo de livro que gosto. E 54 é um absurdo kkkkk

    Beijos
    Nati

    www.meninadelivro.com.br

    ResponderExcluir
  2. Realmente não dá para acompanhar uma saga de 54 livros, é praticamente impossível! Sinceramente a história não me chamou muita atenção, talvez pelo meu certo preconceito com relação ao gênero infanto-juvenil, acho as tramas previsíveis, e meio que sem emoção. Mas a capa é super interessante!

    ResponderExcluir
  3. Adorei seu blog,visite o meu <3 :)
    fernandaxdea.blogspot.com.br ^
    como faz para ser afiliado do seu blog diwo?

    ResponderExcluir
  4. Oiee.
    Não gostei do livro, não faz parte dos gêneros literários que gosto de ler. Pra mim essa temática só funciona em filmes, em livros eu não curto.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  5. Caramba,54 livros!Ou a autora quis entrar pro Guinness Book,ou ela tem muita imaginação!kkk
    Eu já desisti de ler por conta disso,não acho que conseguiria acompanhar uma série tão grande,ainda mais sendo infato-juvenil!
    Mas a capa está linda,e realmente é mto bom ler uma edição que seja tão bem revisada e caprichada!
    Bjus

    ResponderExcluir
  6. What ? 54 livros ? Oh my Good ! rsrs
    Léo, acho que só de ler isso, o bichinho do desânimo me picou kkkk.
    A premissa me pareceu até legal e eu poderia investir nesse infanto juvenil, mas depois de tantas histórias, não quero me iludir e achar que a autora ainda teria tanta imaginação para continuar com uma série boa rsrs.

    Beijoos,
    Lauro.

    ResponderExcluir
  7. Como assim 54 livros? É louco?! Nunca li nada da Fundamento pq acho as sinopses bobas e mesmo que gostasse do gênero não encararia 54 livros!

    ResponderExcluir
  8. Leo!
    Confesso que a capa também chama muito minha atenção porque acompanha o enredo.
    E por se tratar de um infanto juvenil, acho bacana porque são aventuras bem criativas que dá asas a imaginação.
    Mesmo o enredo não sendo de todo bom, a dinâmica atrai no livro.
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!

    ResponderExcluir
  9. Eu li direito isso, 54 livros da série? rs
    Que horror gente, tem que ter disposição e dinheiro de sobra para chegar no final.
    Ainda bem que não me interessei pela premissa da trama.
    Mas concordo com você que a estranheza da capa causa certa curiosidade.
    bjs

    ResponderExcluir
  10. 54 livros como assim? mds muita inspiração rs.
    http://garotaliterary.blogspot.com

    ResponderExcluir