Hey Turma!

Vocês já devem estar cansados da minha cara por aqui nesses últimos dias, não é mesmo? Mas tenham paciência e me aguentem mais um pouquinho porque ainda tenho muito o que contar a vocês. E hoje venho falar sobre um livro muito querido que recentemente foi lançado pela Editora Galera Record: Invisível. Vamos lá?

Livro: Invisível
Autores: Andrea Cremer e David Levithan
Editora: Galera Record
Páginas: 322
Sinopse: Stephen passou a vida do lado de fora, olhando para dentro. Amaldiçoado desde o nascimento, ele é invisível. Não apenas para si mesmo, mas para todos. Não sabe como é seu próprio rosto. Ele vaga por Nova York, em um esforço contínuo para não desaparecer completamente. Mas um milagre acontece, e ele se chama Elizabeth.
Recém-chegada à cidade, a garota procura exatamente o que Stephen mais odeia. A possibilidade de passar despercebida, depois de sofrer com a rejeição dos amigos à opção sexual do irmão. Perdida em pensamentos, Elizabeth não entende por que seu vizinho de apartamento não mexe um dedo quando ela derruba uma sacola de compras no chão. E Stephen não acredita no que está acontecendo… Ela o vê!
Stephen tem sido invisível por praticamente toda sua vida – por causa de uma maldição que seu avô, um poderoso conjurador de maldições, lançou sobre a mãe de Stephen antes de ele nascer. Então, quando Elizabeth se muda para o prédio de Stephen em Nova York vinda do Minnesota, ninguém está mais surpreso do que ele próprio com o fato de que ela pode vê-lo. Um amor começa a surgir e quando Stephen confia em Elizebth o seu segredo, os dois decidem mergulhar de cabeça do mundo secreto dos conjuradores de maldições e dos caçadores de feitiços para descobrir uma maneira de quebrar a maldição. Mas as coisas não saem como planejado, especialmente quando o avô de Stephen chega à cidade, descontando sua raiva em todo mundo que cruza seu caminho. No final, Elizabeth e Stephen devem decidir o quão grande é o sacríficio que estão dispostos a fazer para que Stephen se torne visível – porque a resposta pode significar a diferença entre a vida e a morte. Pelo menos para Elizabeth…

Invisível é aquele tipo de livro que faz você se apaixonar desde o momento que descobre a existência do mesmo. E falo isso por experiência própria! Assim que soube que a Galera iria lançá-lo aqui no Brasil, os meus níveis de felicidade foram parar lá na extratosfera. E o motivo? Simples: David Levithan!

Desde que li Todo Dia e Will & Will, jurei solenemente que leria até a lista de supermercado desse cara. Sou apaixonada pela visão inovadora e pela escrita do cara. Mas vamos deixar de lenga-lenga e vamos ao que interessa.

Em Invisível, adentramos o mundo de Stephen, um garoto de 16 anos aparentemente comum. Mas há uma pequena peculiariedade que distingue Stephen dos demais adolescentes de sua idade: ele não pode ser visto por ninguém!


A única pessoa que sempre esteve presente em sua vida foi sua mãe, que mesmo não podendo vê-lo ainda fazia de tudo para que ele fosse feliz. Seu pai? O abandonou na primeira oportunidade. Ter um filho invisível não é um fardo que muitos consigam carregar. Mas como nem tudo são rosas, a mãe de Stephen morreu, o deixando sozinho e por conta própria no mundo.

Pode ser um pouco triste, olhando por essa perspectiva, ter que viver sempre sozinho. Mas Stephen encontra consolo na observação. Adora ir para o Central Park observar o cotidiano das pessoas, mas de vez em quando pega sua mente pensando como seria ser uma daquelas pessoas. Como seria ser visto.

Um dia tudo muda para Stephen. Uma nova família se muda para o mesmo andar do prédio em que ele vive, e Elizabeth – a vizinha – consegue vê-lo! A princípio ele pensa que o que quer que o mantivesse invisível perdeu o efeito. Mas rapidamente percebe que somente Elizabeth consegue vê-lo.

Então a jornada em busca de respostas começa. Porque Stephen é invisível? Porque Elizabeth consegue vê-lo? E o romance dos dois conseguirá sobreviver à essas respostas? Tudo o que eles descobrem remetem ao avô de Stephen, um poderoso conjurador que vive para guardar rancores e amaldiçoar as pessoas. E foi justamente o que aconteceu com Stephen: ele é vítima de uma maldição do próprio avô!

Juro que quando comecei a ler o livro, não esperava tudo isso. Já esperava que houvesse um tom sobrenatural, afinal, ele é invisível! Mas somos completamente mergulhados dentro de uma Manhattan mágica dominada por pequenas e grandes maldições!

O elemento surpresa sem dúvida esteve sempre presente durante a minha leitura. Nunca sabia o que esperar a cada troca de capítulo, a cada virada de página! Como sempre, me vi totalmente envolvida no universo do livro e nem vi as horas passando enquanto lia.

Mas boa parte disso se deve à escrita. Nunca tinha lido nada da Andrea Cremer, mas sempre ouvi maravilhas da série Nightshade. Pelo fato de não estar familiarizada com a escrita dela, não consegui identificar seu trabalho no livro.

Mas com David já foi outra história! Sua escrita é inconfundível e eu reconheceria mesmo se estivesse em japonês. David tem um dom único de criar personagens fora do senso comum, inusitados e completamente cativantes. E foi isso que senti em Laurie, o irmão de Elizabeth.

Laurie, para mim, foi uma presença tremendamente agradável no livro. Ele tem toda aquela personalidade forte que já é característica dos livros de David. E também é responsável por boa parte dos meus risos durante a leitura. Ele tem essa capacidade incrível de sempre conseguir amenizar o clima com uma piada. Sem dúvida, um dos meus personagens mais queridos de todos os tempos.

E, como sempre, não poderia deixar de comentar sobre o trabalho da editora. A maioria de vocês aqui sabe que Galera Record é uma das minhas editoras favoritas atualmente. Admiro muito o trabalho de diagramação e revisão, além de todo o empenho, que a editora realiza com seus lançamentos. Minha única ressalva com relação à Invisível é a capa.

Sou uma dessas garotas que leva uma estante bonita muito a sério. Quando conheci o livro, ainda não tinha previsão de lançamento do mesmo no Brasil. Então meu primeiro contato com ele foi através da capa original. Essa aqui do lado. Muitas pessoas poderiam achar essa capa clichê, sem graça e previsível para a história. Eu concordo, mas isso não diminui em nada o meu amor por ela. Quando vi que a editora havia trocado a capa, senti uma decepção enorme. Mas no fim das contas, me vi tão envolvida na leitura que nem lembrava do meu desgosto pela capa!

Para você que ama os finais imprevisíveis típicos do tio Levithan: invista! Esse livro é gostosinho de se ler e guarda uma surpresa em cada página. E para você, que nunca leu nada do David: vamos começar com Invisível? Esse é o tipo de livro que indico de olhos fechados a qualquer pessoa, sem exceções.

Acho que já escrevi demais por hoje. Vou deixá-los com uma das minhas 43 citações favoritas do livro. (Não estou brincando. Realmente marquei 43 citações durante a leitura :O)


Há prazeres, mas também há muitos desejos que não se realizam. Você se acostuma, mas nunca fica totalmente feliz com isso. Quer ser capaz de afetar o mundo que vê. Todos nós queremos.

Beijinhos e até a próxima!

***
Este post está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique AQUI e saiba como participar.

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário

51 Comentários

  • Pamela Duarte
    14 outubro, 2014

    Tenho visto muitas pessoas a falar desse autor, principalmente por causa da obra Todo Dia. Desde então tenho tido muita vontade de lê-lo, ainda mais porque o autor aborda um tema que gosto bastante de ler e me informar, e que na minha opinião, é algo muito importante a se tratar. O David Levithan parece ter uma incrível sensibilidade para escrever boas estória e fazer o leitor se apaixonar. Espero poder ler este em breve.
    Bjos.

  • Amanda Arrais
    11 outubro, 2014

    Poxaaa eu gostei dessa capa..
    desde que eu li a sinopse já fiquei interessada..
    imagina aii ser invisível.. imagina o psicológico da mãe dele..
    ter um filho e não poder ver o mesmo..
    eu me pergunto se a questão dele ser invisível tem alguma relação com
    os sentimentos dele..
    essa questão de ter uma parte com maldições eu também achei super legal..

  • Sueli Cobbos
    11 outubro, 2014

    Amei a resenha. Nossa, tem hora que eu queria ser invisível mesmo. Preciso ler para conhecer o desenrolar da história, pois fiquei super curiosa. Colocando nos meus desejados.

  • Victoria Assumpcao
    11 outubro, 2014

    Cara que resenha perfeita, me interessei muito mais pelo livro, perfeito o livro e a resenha estão de parabéns 🙂

  • Mundo dos livros.
    11 outubro, 2014

    A capa me chamou muito atenção,e lendo agora a resenha fiquei super afim de lel-lo se eu não ganhar na promoção pode ter certeza que vai para minha lista de desejados.

  • Fernanda Araujo
    11 outubro, 2014

    Logo que vi a sinopse desse livro ja amei! E pela resenha, parece ser realmente boooom *-* To louca pra ler, ja entrou pra minha wishlist com certeza! *u*

  • Jéssica Martínez
    11 outubro, 2014

    Eu li e me apaixonei por Todo Dia do David Levithan! Foi tão diferente!
    Não sabia do que se tratava Invisível até ler a resenha. Achei que era só um romance adolescente. Mas, um personagem invisível?! Gente, eu necessito desse livro!!
    Fiquei muito interessada nesse e em outros livros do Levithan!
    Porém… tenho que discordar que entre a capa nacional e a original, dessa vez eu fico com a nacional!!

  • Adriana Cardoso
    10 outubro, 2014

    Bom,eu não costumo ler muitas resenhas,mas eu estava dando uma passada aqui no blog,e fiquei com curiosidade de ler a resenha desse livro,pois,muitas pessoas estão dizendo que ele é ótimo,fora que a capa já me conquistou de primeira.Depois que li a sinopse e esta resenha , não tive dúvidas em por esse livro na lista dos meus desejados de 2014,mesmo com o ano acabando eu não pude perder a chance de colocar ele,criei uma ''brecha''

    Amei a resenha e o blog,estão de parabéns,sucesso.

    adriana_cardoso99@hotmail.com

    http://www.refensdelivros.blogspot.com.br

  • Aline Ramos
    09 outubro, 2014

    Oi Nathalia, tudo bom?? Eu gostei muito de sua resenha, pois me senti mais proóxima d ahistória..e foi ótimo ver como a trama é bem elaborada e cativante. Confesso que quando vi a cap não dei muito importância para o livro, mas ao ler a resenha fiquei fascinada pela história e doida pra acompanhar o decorrer da trama e conhecerr mais ainda os personagens.Não conhecia a capa original…Minha nossa, ela é linda..deviam tê-la mantido, é tão perfeita…mas, só em o livro ter sido lançado aqui,já fico feliz. Espero tê-lo o mais rápido possivel.. Bjs e parabéns pela resenha.

  • Cissa Martins
    05 outubro, 2014

    Ah!! Agora eu fiquei querendo umas respostasss que é claro eu só vou poder ter quando eu ler, e sinceramente queria que fosse agora. pela sinopse eu tive a impressão de qur o Stephen fosse mais velho eu hein! haha. sempre quis ler todo dia, nunca tive a oportunidade. minha irma tem will & will, vou pedir pra ela me emprestar. pelo jeito que voce falou, acho que vou gostar muito da escrita dele. bjs

  • Alice dos Santos
    03 outubro, 2014

    A cada resenha lida é só a vontade de ler este livro aumentando. Surge aquela curiosidade de saber como vai o desenrolar da história, como é para uma pessoa – que amaldiçoada – invisível aos olhos de todos achar alguém que finalmente note sua presença. O livro parece ser demais e estou louca para poder desfrutar sua leitura *o*
    Beijos.

  • Ana Luisa Ricardo
    26 setembro, 2014

    Ela é linda. E que cabelo é esse, senhor Jesus?
    Perfeito.

    Parece ser uma fofura de pessoa!
    Concordo com você, conhecer nossos autores preferidos é o máximo!

    Beijos,

    -A.

    Ps: adorei as fotos.

  • Virgínia Damião
    26 setembro, 2014

    Oii
    Nunca li nada do autor, mas vejo que a galera que lê adora ele.
    Adorei a resenha e você me deixou com muita vontade de ler
    Acho que é um bom livro pra eu conhecer o trabalho do autor.
    Beijos

    Entrelinhas e Livros
    Facebook

  • Julielton Souza
    20 setembro, 2014

    Não havia me atentado para o autor desse livro, já o desejava e agora que sei que tio Levithan é o autor, cara, ele somente cresceu no meu conceito, me apaixonei pela escrita do autor lendo Will e Will, um livro que jamais imaginei ler e gostar, mas a leitura é tão leve, tão descompromissada mas ao mesmo tempo profunda e repleta de lições de moral que eu me apaixonei pela escrita do homem. Com certeza vou querer conhecer essa história e sofrer um pouquinho, por que vamos combinar ele adora deixar tudo para o fim, mas isso apenas melhora ainda mais a leitura.

    Julielton Souza – Dialética Proposital

  • Giovanna PV
    20 setembro, 2014

    Ja entrou pra minha wish list, adorei o enredo e a sua resenha. Mal posso esperar pra ler, parece ser um livro muito bom.

  • Iêda Cavalcante
    18 setembro, 2014

    Oiee.
    Só o fato desse livro ter sido escrito pelo David Levithan já me interessou, li Todo Dia e me apaixonei por seu modo de escrever.
    Amei sua resenha e fiquei ainda mais interessada, fiquei curiosa para saber o por que do Stephen ser invisível e por que afinal só Elizabeth (não entendi se Laurie também), pode vê-lo.
    Fiquei intrigada com essa história de maldição e essas coisas.
    Concordo com você sobre a capa, a original é muito mais bonita.
    Já está na minha lista faz tempo, mas agora ele acabou de passar na frente de outros.
    Bjokas!

  • Tatielle K.
    17 setembro, 2014

    Todo mundo em alguma época de sua vida já se sentiu invisível, quando não importava o esforço que faz, nunca é percebido, apenas é ignorado. Mas essa invisibilidade é algo sobrenatural, ainda mais pelo fato da maldição que ele desconhecia que o deixou assim. Muito fofo é quando só uma pessoa o pode ver como ele realmente é quando ele mesmo tem suas duvidas. Deve ser uma aventura embarcar juntamente com eles atrás dos porquês que podem ajuda-lo a entender tudo isso. Me deu uma curiosidade de ler alguma coisa desses autores depois da boa critica, especialmente esse livro.
    fro_thielly@hotmail.com

  • Amanda Vieira de Oliveira
    17 setembro, 2014

    Super legal, amei 😉

  • Thalía Lopes
    17 setembro, 2014

    já vi muito sobre esse livro mas ainda não consegui ler. mais depois dessa resenha que o livro agora! :3

  • Ana Paula Justen
    17 setembro, 2014

    Já li algumas resenhas desse livro, e estou mega curiosa para lê-lo. Mas, infelizmente ainda não sei quando poderei.. 😐

  • Sarah Costa
    16 setembro, 2014

    Esse livro está na minha estante há muito tempo. Quem sabe leio em breve.
    Adorei a resenha já li variad resenhas positivas sobre esse livro e sobre o autor. Bjs

  • Ateliê Mimo´s da Li
    16 setembro, 2014

    Sou louca para ler esse livro e sua resenha simplesmente me deixou ainda mais entusiasmada com ele…. Adoro quando um livro tem um final que me surpreende….

  • Anna Canedo
    15 setembro, 2014

    Eu sou louca para ler Will e Will , acho que a premissa do livro é sensacional , e a escrita do David Levithan parece ser algo bem agradável . Invisível definitivamente esta na minha lista de desejados .

    Beijos , Anna

  • Sonia RB
    15 setembro, 2014

    Não li o livro ainda, mas me parece que dá pra gente se identificar com o Stephen, claro, ninguém é invisivel como ele, mas muitos se sentem invisiveis para a maioria das pessoas.

  • Anônimo
    15 setembro, 2014

    Amei a resenha e preciso desse livro na minha estante.Parabéns pelo seu blog !!

  • Andreana
    15 setembro, 2014

    Oi Nathalia, sou louca para ler "Todo dia" do David, por motivos de, só li resenhas maravilhosas sobre ele, e este, acaba de entrar para a listinha dos desejados também!!
    Eu me apaixonei de cara pela sinopse, depois da resenha, já o quero mais ainda.
    Amo finais imprevisíveis, espero gostar deste, rs
    Em relação a capa original, apesar de clichê como você disse, eu adorei também, mas a outra não me desagradou, simples, mas gostei.
    Beijos

  • - Juliane Queiroz .
    15 setembro, 2014

    Preciso desse livro *o*
    Apesar desse lado meio fictício, ele é meio que uma realidade… Todo mundo já se sentiu invisível pelo menos por um dia. Invisível para aquele garoto que gostava, invisível pros amigos ou até mesmo pra família.
    E sem falar que Amo New York e amo ver como o amor pode mudar pessoas, situações etc.
    Então, estou bem curiosa pra ler esse livro <3

  • Georgia @stupidlambgirl
    15 setembro, 2014

    Dois motivos que dê cara me fazem querer ler esse livro: David Levithan e Nova York! (E não porque cargas d'água Andrea Cremer me é um nome tão familiar – vou pesquisar pra ver se lembro)
    Mais um livro que acho a premissa super diferente dessa mesmice dos livros que leio ultimamente.

  • Bruna Costenaro
    15 setembro, 2014

    Uau não sabia do que se tratava o livro, e fiquei mto animada com o mote, é uma ótima ideia um protagonista invisível! E td que se desenrolou a partir disso. Sou do time que já quis e mto passar desapercebida, e até me sentir assim mesmo sendo mto é visível hahaha!

    Colocando no skoob já!
    Miquilis

  • Anônimo
    14 setembro, 2014

    Olá, depois que eu li Todo Dia e ter gostado mais do Will criado pelo David Levithan em Will&Will fiquei tentado a ler outras coisas escritas por ele. Acho que ele tem boas ideias e uma boa narrativa. Esse livro está dividindo opiniões, mas ainda quero ler pra saber o que vou achar.

    Abraço!
    http://www.umomt.com

  • Amanda Pampaloni Pizzi
    14 setembro, 2014

    Já ouvi falar muito bem deste livro antes, e suponho que, por ser invisível, Stephen acabe conhecendo, talvez, partes da personalidade das pessoas que elas escondem dos outros, ou mesmo segredos, só através da observação.
    Super vontade de ler este livro!

  • Anônimo
    14 setembro, 2014

    Oie,

    Tenho Will & Will e ainda não li então não sei o que esperar dos livros do David, achei as duas capas bem bonitas, mas sempre dar um decepção quando a gente é fã da capa original e eles mudam, acho as historias do autor bem diferentes e sempre tive vontade de ler algo, mas como quase não tenho tempo então não leio nada dele.

    Mayla

  • Lidiane Alves
    14 setembro, 2014

    Adorei a resenha

  • Anônimo
    14 setembro, 2014

    mal posso esperar p/ ler "invisivel" adoro a escrita do david levithan. simplismente perfeito.

  • sabrina antonagi
    14 setembro, 2014

    Quero muito ler esse livro parece ser muito bom. Adoro essa capa é muito linda.Ainda não li nada desse autor mais tenho muita vontade.
    Beijos

  • RUDYNALVA
    14 setembro, 2014

    Nathalia!
    Realmente a escrita do David é única e seus personagens inimagináveis.
    O enredo do livro é muito interessante: um garoto invisível, uauuuuu!
    E saber que foi o próprio avô que o amaldiçoou, é incrível.
    Pela capa original dá a entender que Stephen tem um romance com Elizabeth, será? Sim porque você falou que o final é imprevisível.
    Quero ler!
    Bom domingo!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

  • Cristiane Dornelas
    14 setembro, 2014

    Tive a mesma reação ao saber desse livro só por causa do autor. Ele é demais! Adoro ler os livros dele, são sempre gostosos e fofos e viram favoritos. O legal dos livros dele é que não sei o que esperar, não é clichê e sempre fica aquele gostinho de quero mais, só que com um bom fim. Ahh, é o tipo de autor que você sonha ser quando crescer! xD
    Querendo muito ler.

  • beth
    14 setembro, 2014

    Primeira vez que leio algo a respeito deste livro e amei a história. Tem uma premissa legal e fiquei bastante empolgada pra ler. Beijos.

  • Ingrid Moitinho
    14 setembro, 2014

    Esse livro é incrível ,quero muito ele, pra ontem. rs
    Gostei demais da sua resenha, só vejo ótimos comentários sobre ele, tenho certeza que vou gostar 🙂

  • Eloisa
    14 setembro, 2014

    Gostei da resenha , agr estou interessada para ler o mais rápido possível ..

  • Milena Soares
    13 setembro, 2014

    Nossa o livro parece ser ótimo, fiquei bastante interessada em ler!

  • Kris Oliveira
    13 setembro, 2014

    Eu nunca li nada do autor, mas a história do livro parece ser bela, tocante e de fácil leitura, tenho muita vontade de lê-lo pra talvez tornar-me assim fã do autor como você. Também adoro os livros da Galera, as diagramações são muito bonitas.
    Beijos

  • Ka Wozniak
    13 setembro, 2014

    Uau! Adorei a sua resenha Nath!!!!

    Tenho visto várias pessoas falar desse livro, mas não tinha parado pra prestar atenção sobre o que era e quando li a sinopse, achei bem diferente e curioso.

    Li "Todo Dia" e gostei da escrita do David, apesar de não ter gostado tanto do final rsrsrs….

    Tentarei comprar esse assim que possível 🙂

    Beijos!!

    Ka Wozniak

  • nathalia muller
    13 setembro, 2014

    depois que li sua resenha fiquei louca para ler esse livro…
    obrigada pela dica

  • Conversa de Livro
    13 setembro, 2014

    Este é um livr que só tenho tido boas recomendações. Já estava com muita vontade de lê-lo e depois de sua resenha, esta vontade só aumentou.

  • Alice Aguiar
    11 setembro, 2014

    definitivamente eu necessito desse livro.
    eu já li outro livro do autor e fiquei apaixonada pelo modo como ele escreve, então pela história nada comum desse livro tenho certeza q já vou me apaixonar por esse também.

    Seguindo o Coelho Branco

  • Anônimo
    10 setembro, 2014

    Acabei de ler uma resenha de Todo Dia, já adorei o tema do livro e vou ler em breve. E agora vejo a resenha de Invisível! Admito que não conhecia o autor anteriormente, mas falam tão bem dele que eu tenho que ler seus livros. Invisível já está na minha wishlist 🙂

    Beijos,
    http://www.a-book-devourer.blogsot.com

  • Patrini Viero
    10 setembro, 2014

    Desde que eu li Todo Dia, definitivamente David Levithan acabou entrando para a lista seleta de autores que eu leria até mesmo debaixo d'água. O cara é incrível, sempre com histórias diferentes e inovadores. Esse livro me chama muita atenção desde a sinopse até a capa, e depois de ler a tua resenha eu tive certeza que preciso desvendar esse mistério urgentemente!

  • B.Pati
    10 setembro, 2014

    Gentee! Preciso desse livro, urgente!! kkk
    Nunca li nada de nenhum dos dois, mas vou com certeza procurar Invisivel :3
    Adorei a resenha, me deixou com muita vontade de ler 🙂
    Bjo

  • Gabriela Sumariva
    10 setembro, 2014

    Oiii, passando pra conhecer o seu blog, ja participando 🙂 http://www.moradadolivro.blogspot.com Beijo

  • Biazynhah
    10 setembro, 2014

    Não conhecia o livro, mas já me encantei pelo personagem só de ler a resenha. Agora preciso ler o livro para saber se concordo com sua visão do livro, esse vai entrar para minha lista de livros que vou ler.