26 de setembro de 2014

Tá Na Estante :: 'Need For Speed' #307

POSTADO POR EM 26 de setembro de 2014

Olá pessoal, tudo bem?

Hoje vim trazer a resenha de um livro que foi cedido pela editora Única, o Need For Speed, baseado no filme do mesmo nome, que por sua vez foi baseado em um dos mais aclamados jogos da história: Need For Speed (ohh, que surpresa).

Livro: Need For Speed
Autor: Brian Kelleher
Editora: Única
Páginas: 240
Sinopse: Tobey Marshall é uma lenda no mundo das corridas de rua. Agora que ele está aposentado, seu único desejo é tocar a oficina do pai junto com os amigos e membros do seu ex-time de corrida. Mas um último desafio feito por um velho parceiro acaba levando um de seus amigos à morte e Tobey para a cadeia, acusado de um crime que não cometeu. Três anos depois, Tobey é solto. Entretanto, está completamente sem opções. Sua equipe se dispersou e a oficina não existe mais. A única esperança para Tobey surge em uma proposta tentadora, uma corrida incrível que contará com pilotos de todo o país em um desafio lendário em ruas públicas até a Califórnia. Suas chances são boas, mas um velho inimigo está determinado a derrotá-lo. Perseguições em alta velocidade, descrições perfeitas dos carros tunados e exóticos, emoções perigosas e uma aventura surpreendente. As páginas deste livro elevarão a adrenalina do leitor.

Livros baseados em filmes não é muito a minha praia, trago esse trauma desde quando li Branca de Neve e o Caçador. Por termos uma ideia fixa de que o livro é sempre melhor que o filme, sempre começamos a ler o livro com uma expectativa lá em cima e a verdade é que nem sempre essa expectativa é correspondida.

Em Need For Speed somos apresentados a Tobey Marshal, um rapaz que sempre fora apaixonado por carros e que por alguns acontecimentos acaba tendo que tomar conta, junto com alguns amigos, da oficina deixada pelo seu falecido pai.

Marshal acaba ficando três anos preso injustamente e ao sair da cadeia ele decide que precisa fazer vingança com suas próprias mãos... no volante (tem como ser mais clichê?).

Brian Kelleher conseguiu me surpreender ao mostrar perfeitamente e com tanta facilidade como deixar um script pré-montado completamente desinteressante. O autor faz uso de uma narração em terceira pessoa, deixando de fora toda a emoção sentida pelo protagonista, que aliás são muitas, afinal, nós estamos falando de um piloto de street-race.

Com uma narrativa longa e arrastada, o autor leva cerca de 70 páginas para nos situar na história, trabalho que é realizado em 3 minutos de filmes. Mas aí você fala "Wellyson, é óbvio que o livro vai ser mais detalhado.". E concordo, porém somos apresentados a tantos detalhes no começo da história que faltam páginas para um desenvolvimento a altura.

Brian oscila entre uma narrativa formal para uma casual em um piscar de olhos, o que as vezes acabava por nos distrair.
Tobey agora manobrava furiosamente, desviando dos carros que vinham em sua direção, enquanto percebia que uma terceira viatura da polícia tinha entrado na perseguição. Quando ia bater de frente num carro de passeio, reduziu, pisou no freio e no acelerador, tudo ao mesmo tempo. O resultado foi um cavalo de pau invertido perfeito de 270 graus.
Porém o livro não tem apenas lados negativos, durante a narrativa nós somos apresentados a mais detalhes (não necessariamente relevantes) sobre alguns personagens secundários e sobre a equipe de Tobey.

Se você gosta e entende de carros com certeza as chances de você gostar do livro é bem maior, pois as páginas são recheadas com tantos termos técnicos que com certeza deixa um leigo (vulgo eu) completamente perdido.

Em questão física não temos nenhuma surpresa, diagramação simples, páginas amareladas e a capa traz a mesma imagem usada para a divulgação do filme, então já vale a compra só por ter o Aaron na sua estante.

"Mas Wellyson, li até agora e não entendi se gostou ou não." Não direi que odiei, em questões técnicas ele consegue ser bem melhor que Branca de Neve e o Caçador (exceto na diagramação, porque, né). Porém é um livro que não irá te acrescentar muita coisa caso já tenha assistido o filme (sem contar que no filme temos o Aaron Paul dando vida ao personagem principal e Linkin Park na trilha sonora).

Need For Speed é um bom livro para se ler entre uma leitura e outra e que não trará muitas emoções para o leitor, por isso levará três estrelas.

***
Este post está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique AQUI e saiba como participar.

8 comentários:

  1. não curti muita, mas vou pegar para ler
    beijos
    livro-azul.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Gente, eu já sabia que não queria ler nem ver o filme, mas não imaginava que pudesse ser tão ruim. Em primeiro lugar, também odiei A Branca de Neve e o Caçador. Que coisa horrível! Quanto ao Need, não acredito que todos os jogos devam virar livros ou filmes, este é um que não tem muita base para enredo, apesar de que, quando criança, adorava jogar. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme ao contrário do que eu esperava é muito bom. Embora tenha algumas partes bem previsíveis, a atuação do Aaron torna tudo mais incrível e o enredo é até bem legal. Porém ao passarem isso para o livro ficou bem cansativo.

      Mas se gostava/gosta dos jogos, assista, você irá gostar.

      Excluir
  3. Need for speed com certeza não será um livro que lerei. Não faz meu estilo em nenhum aspecto.

    Gostei da resenha, bem sucinta.

    Beijos,

    -A.

    ResponderExcluir
  4. Sempre tive um preconceito enorme com relação ao jogo, principalmente pelo meu namorado me trocar por ele, muitas vezes hahahaha mas não acho completamente interessante um livro baseado em um filme, principalmente sobre um assunto que não me atrai nem um pouco. Acho que não leria, ainda mais depois da previsibilidade ue ficou clara na tua resenha.

    ResponderExcluir
  5. Não vi o filme e também não lerei o livro. Carros não são minha praia, não consigo ver graça. E sinceramente, não consigo imaginar como um livro que aborda corridas de carro possa ser interessante. Mas tem gente que gosta, eu sei. Vou ficar só na sua resenha Wellyson, acho que falasse tudo que precisamos saber sobre o livro, e para mim tá bom demais.

    ResponderExcluir
  6. Wellison!
    Tenho de concordar com você... Branca de Neve e o caçador foi uma tremenda decepção para mim também.
    Estou com Need for Speed aqui para leitura e não tinha começado ainda com receio de me decepcionar uma vez mais e pelo visto, vou deixá-lo ainda mais um pouco em 'stand by' porque não é o momento certo para a leitura.
    Valeu a avaliação.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  7. Já assisti o filme e gostei bastante, não sabia que tinha livro. provavelmente não vou ler o livro por que não é o tipo de leitura que me agrada, mas o filme na minha opinião foi bem legal! sem falar que no filme tem o meu queridinho do Harrison Gilbertson! e como você falou Linkin Park na trilha sonora <3

    ResponderExcluir