13 de setembro de 2014

Tá Na Estante :: 'O Livro dos Vilões' #297

POSTADO POR EM 13 de setembro de 2014

Olá galerinha!

Voltei com mais uma resenha para vocês. Se preparem para ler mais uma daquelas resenhas gigantescas que costumo escrever. O livrinho da vez foi publicado pela editora Galera Record e se chama O Livro dos Vilões. Vamos conferir minhas impressões sobre esse livro?

Livro: O Livro dos Vilões
Autores: Cecily Von Ziegesar, Carina Rissi, Diana Peterfreund e Fábio Yabu
Editora: Galera Record
Páginas: 320
Sinopse: Organizado da mesma forma que O livro das princesas – também com o esquema de dois populares autores nacionais, e dois nomes famosos do exterior – O livro dos vilões reúne estes autores para uma coletânea de contos sobre vilões icônicos dos contos de fadas. As irmãs de Cinderela? Malévola? Madrastas e lobos? Carina Rissi, Cecily Von Ziegesar, Diana Peterfreund e Fábio Yabu estão aqui com a mensagem: este não é um livro tão bonzinho quanto o seu antecessor. · Cecily Von Ziegesar é a popular autora das séries It Girl e Gossip Girl, esta última que inspirou o seriado na televisão. · Diana Peterfreund é autora das séries Sociedade Secreta e Caçadora de Unicórnios. · Carina Rissi é autora dos populares Procura-se um marido e Perdida, publicados pela editora Verus, que já venderam mais de 40 mil exemplares no Brasil. · Fábio Yabu já publicou, pela Galera, seu livro A última princesa.


O Livro dos Vilões não é o tipo de livro que geralmente aparece nas minhas leituras. Mas o fato de contar o lado dos vilões dos mais famosos contos de fadas me conquistou. Sempre gostei mais dos vilões, de todo jeito. Acho fascinante a ideia de reunir um livro de contos retratando o lado deles em cada história.

O livro é composto por quatro contos, escritos por Cecily Von Ziegesar, Carina Rissi, Diana Peterfreund e Fábio Yabu. Vou comentar de cada um separadamente, porque realmente não sei como falar desse livro de outra forma. Preparados?

#stepsisters: Sobre sapatos e selfies – Cecily Von Ziegesar

Primeiramente, gostaria dizer a admiração infinita que tenho pela Cecily. Como toda garota, cresci assistindo Blair e Serena na TV e até li os livros da série Gossip Girl. Cecily criou meus modelos para moda, comportamento e tudo mais. Então nem preciso dizer o quanto estava ansiosa para ler o conto dela, certo?

#stepsisters é uma adaptação moderna da velha história da Cinderela. Aqui, temos Cindy como a filha maltratada de um viúvo que se casou novamente, e Dizzy e Nastia como as suas meia-irmãs gêmeas e completamente sem noção.

Como todas as adolescentes de 16 anos que vivem no século XXI, Nastia e Dizzy são viciadas em sapatos e no famoso Instagram. O fato de serem gêmeas e de serem extremamente bonitas garantiram para esses duas um número exorbitante de seguidores na rede social e isso meio que sobe a cabeça das duas, fazendo-as acreditar que são melhores que Cindy.

Toda a confusão do conto começa em uma liquidação da famosa marca de sapatos Christian Louboutin, onde as gêmeas não conseguem os sapatos que queriam e culpam Cindy por isso. E, como em todas as adaptações de Cinderella, tem uma festa naquela noite que as duas deverão comparecer. Porém Cindy não tem autorização para ir também. 

Me decepcionei bastante com esse conto. Esperava algo totalmente diferente da Cecily e ela entregou um conto previsível e entediante. Por ser o livro dos vilões, esperava que o foco fosse as vilãs da história, mas Cecily focou mais na Cindy se fazendo de coitada e isso me irritou profundamente. Até o "princípe" dela era fajuto e sem graça!

No final, minhas expectativas não foram atingidas e fiquei bem receosa de ler os contos seguintes e eles me decepcionarem da mesma maneira.

Menina Veneno – Carina Rissi

Antes dese conto, nunca tinha lido nada da Carina. Não por falta de oportunidade, mas por falta de interesse mesmo. Comecei a leitura de Menina Veneno já com as expectativas bem baixas e acho que isso foi uma coisa bem boa.

Menina Veneno retrata uma história moderna de Branca de Neve. Malvina é uma supermodelo conhecida mundialmente por sua beleza incomparável. Viúva de um piloto de Fórmula Indy , ficou com a guarda de sua enteada Bianca quando seu marido morreu.

Porém, todo o seu mundinho habilmente construído ao redor de sua beleza começa a ruir quando ela perde a campanha do perfume Menina Veneno para Bianca. Ela fica desesperada quando percebe que a garota está roubando lentamente tudo o que é dela.

Nesse conto eu realmente senti o lado da vilã. Consegui entender os motivos de Malvina para cada atitude que ela tomou e adorei a narrativa centrada nela, somente nela e em sua história. Como não esperava muita coisa, acabei me surpreendendo com a escrita da Carina.

Ela soube desenvolver perfeitamente seu enredo de modo que consiga prender o leitor durante a leitura. Porém, todo autor nacional tem o dom incomparável de estragar finais de histórias que tinham tudo para serem perfeitas. E com esse conto da Carina aconteceu a mesma coisa.

A única coisa que me decepcionou no conto foi o final. Esperava algo um pouco mais digno para a história que ela criou. Mas, em vez disso, ela finalizou seu conto de forma simplória e muito pouco trabalhada.

De resto, esse conto foi imensamente melhor que o anterior.

Quanto Mais Afiado o Espinho – Diana Peterfreund

Diana Peterfreund é uma autora da qual eu nunca havia ouvido falar antes de O Livro dos Vilões, então estava um pouco incerta do que esperar do seu conto.

Quanto Mais Afiado o Espinho recria a já conhecida história de A Bela Adormecida. Malena é uma adolescente que vive atormentada pela história de sua família. Desde que se entende por gente, sua família sempre foi mal vista na cidade. Todos evitam a casa de sua mãe, e somente a procuram quando necessitam de algo. Afinal, elas são as bruxas da cidade.

Malena vê tudo mudar quando tem a oportunidade de frequentar a escola. Antes das aulas começarem, até faz amizade com as três garotas mais populares da escola: Flo, Flawn e Marie. Juntas, elas passam o dia na piscina pública admirando o salva-vidas bonitão Pierce Wakely.

Porém tudo muda quando suas amigas descobrem quem ela realmente é e onde mora. Malena passa de garota popular para bruxa em um piscar de olhos. E tudo piora com a chegada de Rory LeBleu na escola, automaticamente a substituindo no quarteto das populares.

Novamente, temos uma versão modernizada do velho conto de fadas, onde a roca de fiar foi substituída por espinhos de rosas e comprimidos com propriedades alucinógenas.

Achei a premissa do conto bastante interessante, mas achei que a autora se perdeu muito durante o desenvolvimento da narrativa e isso influenciou bastante na minha avaliação final do conto. Somente com base nesse conto, não leria mais nada da autora. A escrita é boa e leve, um tanto infantil devido ao tema do livro, mas não tem aquele fator x que faz com que eu me prenda a história e fique ansiosa pelo final.

A Menina e o Lobo - Fábio Yabu

Fábio Yabu é outro escritor que eu não conhecia antes de O Livro dos Vilões. E devo dizer que amei a forma de escrever do cara!

A Menina e o Lobo foi o conto mais criativo do livro, o mais original e sem dúvida alguma o que eu mais gostei. De certa forma, é sobre todos os contos de fadas, mas com um leve foco no Lobo Mau. Aquele mesmo, de histórias como Chapeuzinho Vermelho e Os Três Porquinhos.

Yabu nos introduz em um universo alternativo, onde todos os contos de fadas são controlados por uma força superior e inquestionável: O Narrador. Observamos de perto todo o sofrimento do Lobo, com seus sucessivos machucados sempre que uma de suas histórias é contada.

Mas então, tudo muda para ele quando ele conhece alguém que a muito tempo foi esquecido da sua própria história: Gênio, o oitavo anão.

Gênio apresenta para ele uma forma de escapar de seu mundo para o nosso, onde só vivemos uma vez e toda a nossa vida é controlada por nós mesmos.

O conto nos mostra um Lobo bem maltratado em seu próprio reino, e ao contrário do meu pensamento inicial, ele não é o vilão do qual o conto se refere. O vilão é o próprio narrador.

Adorei a forma como o Fábio misturou fantasia com realidade e como soube muito bem diferenciar cada um. A escrita é envolvente. Tão envolvente a ponto de me deixar louca para ler mais alguma coisa dele. Recomendam algo?

Enfim, de todos os quatro contos que compõe o livro, A Menina e o Lobo é o que realmente merece destaque e acho que a decisão de o deixar por último foi muito sábia por parte da editora. Depois de tantas decepções com os contos anteriores, foi bom ler algo descente no fim do livro.

Não poderia finalizar essa resenha sem comentar do trabalho da editora. Embora não tenha gostado da maioria dos contos, a Galera fez um belo trabalho na diagramação do livro, com ilustrações no começo de cada um e tudo! E a revisão sempre impecável também marcou presença em O Livro dos Vilões.

Recomendo o livro dos vilões para quem gosta de leituras rápidas e descontraídas, e sem dúvidas para quem leu e gostou de O Livro das Princesas. Se você é o tipo de leitor que não suporta um conto de fadas, passe bem longe desse livro.

E para finalizar, me despeço de vocês com uma citação de A Menina e o Lobo. Espero que gostem.

Seu grito percorreu todo aquele Reino, das florestas sombrias aos palácios encantados nas montanhas e no fundo do mar, passou pelas nuvens onde um pé de feijão atrevido invadia os domínios de um gigante e enfim chegou aos ouvidos do soberano de tudo aquilo que o sol toca: o Narrador. Não fora Ele quem criara aquele mundo, mas era Seu desígnio divino cuidar para que as histórias permanecessem para sempre encantadas. Onisciente, onipotente, onipresente, ele era o Alfa e o Ômega, o início e o fim de todas as histórias.

Beijinhos e até a próxima.
***
Este post está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique AQUI e saiba como participar.

9 comentários:

  1. eu preciso desse livro *---*
    adoro vilões e tipo eu já vinha desejando mt esse quando saiu o das princesas.

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. "Se você é o tipo do leitor que não aguenta um conto de fadas, passe bem longe desse livro."
    Sou o oposto desse tipo de leitor! Amor eterno por contos de fadas. Li O Livro das Princesas (a resenha é bem recente lá no blog), e não curti muito. Acho que as autoras não tinham muita experiência com contos, ou estavam muito ocupadas (principalmente as estrangeiras), e ficou tudo bem pobrinho. É uma pena. Só o da Paula Pimenta foi decente. De qualquer forma, quero ler O Livro dos Vilões porque vai ficar super lindo do ladinho de O Livro das Princeas, haha ♥

    Clara
    @clarabsantos
    clarabeatrizsantos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Nathalia!
    Gosto demais das reescrituras dos contos de fadas, mostrando um lado diferenciado do romantizado nos originais.
    E os vilões que nos originais são detestáveis, são mostrados de forma diferente e nos conquistam ainda mais.
    Não li ainda esse livro, mas tenho muito interesse por expressar os contos de fadas, por serem contos e por seus novos escritores.
    Boa semana!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Logo que vi o livro entre os lançamentos da Galera me identifiquei bastante, por gostar de contos de fadas, e fiquei super ansiosa, porque o tema do livro me parecia super interessante. É legal ver o lado dos vilões da história, afinal eles nunca tem vez nas tramas que conhecemos. Porém, depois do que você disse na resenha fiquei um pouco receosa de ler o livro, com medo de me decepcionar por criar muitas expectativas.

    ResponderExcluir
  6. Reunir grandes autores só pode ser uma parceria de sucesso, ainda mais com a autora dos livros que deu origem a série que até hoje sinto falta (gossip girl), sem contar também que conta o lado dos vilões e eu desde pequena sempre achei que tinha algo a mais por trás dos vilões de contos de fadas.

    ResponderExcluir
  7. Eu com certeza preciso desse livro!!! *o* e do O Livro das Princesas também *--*

    ResponderExcluir
  8. Gosto de contos de fadas que são contados de forma sutis ou em foco principalmente em filmes e seriados. Eu já perdi a conta de quantas vezes assisti Um Faz de Conta que Acontece, que além de ter fantasia, trás uma dose de humor. Só quando era pequena que lia historias de princesa e coisas do tipo, ainda mais porque ao longo de minha vida já li tanto sobre que agora me parece meros clichês, por isso achei que a proposta do livro de contar a versão má iria me surpreender, ficou ainda focado nos bonzinhos, devia ter mais terror e menos algodão doce.
    fro_thielly@hotmail.com

    ResponderExcluir
  9. Já tinha ouvido falar do Yabu por causa do Jovem Nerd, mas nunca li nada dele até porque o gênero em que ele escreve não me agrada. Mas ficou curiosa para ler O livro dos vilões. A Carina Rissi eu amo de paixão. Li todos os livros dela, que pena que você não curtiu o conto.

    Beijos,

    -A.

    ResponderExcluir