11 de setembro de 2014

Tá Na Estante Premiada :: ' Condicional ' #295

POSTADO POR EM 11 de setembro de 2014

Olá pessoal, tudo bem?


Eu sei que eu andei bem sumido nesses últimos tempos, mas juro que tenho motivos para isso. No começo de Agosto meu computador começou a dar alguns problemas, quando consegui arrumar foi a vez da internet me deixar na mão. Quando tudo estava se resolvendo, chegou a tão esperada Bienal (em breve vídeo sobre ela) e acabou embolando tudo. Mas estou de volta para trazer mais uma resenha nacional para vocês, e dessa vez o livro é o Condicional, do autor Paulo Sérgio Moraes.



Autor(a): Paulo Sérgio Moraes
Título Original: -
Série: -
Volume: -
Editora: All Print
Páginas: 194
Sinopse: São Paulo, 1997. Lucas comemorava com os amigos o término do curso de administração. Jota, em mais uma noite como outra qualquer, deixava a periferia tentando levantar algum dinheiro fácil. Um era refém de sua própria autoestima e gabava-se de ser capaz de não se levar pelos sentimentos, e o outro não sabia exatamente quem era. Ambos viram a noite terminar fora do planejado… Condicional retrata uma turbulenta relação que surgiu à sombra de desejo, descobertas, medo e crime. Momento em que o amor deixou de ser um sentimento e virou uma condenação. Uma história imprevisível que promete emocionar e surpreender o leitor.

Em Condicional somos apresentados a Lucas, um rapaz bonito, jovem, vaidoso, inteligente, aspirante a fotógrafo e um tanto quanto arrogante e egocêntrico. Talvez egocêntrico não seja o adjetivo mais apropriado, tendo em vista que a relação dele consigo mesmo já superou as barreiras do egocentrismo há muito tempo. No dia de sua formatura, tudo o que Lucas mais queria era sair daquele lugar e encher a cara com seus amigos Victor, Thaís e o nem tão amigável Cássio, namorado do Victor.

Em um ato de irresponsabilidade, mas quem sou eu para julgar, Lucas acaba fazendo algo que poderia passar despercebido se não fosse uma ação criminosa sucedida por uma tragédia que acaba mudando completamente o destino da história.

Ao voltar a cena da tragédia para buscar sua câmera, Lucas "conhece" Jota, um jovem delinquente que dará rumo a toda a trama.


Antes mesmo de começar a dar minha opinião sobre o primeiro romance do autor, eu já sei que não conseguirei ser muito técnico e nem saberei por onde começar, o que não deixa de ser um bom sinal, afinal, só fico assim após a leitura de um livro extremamente incrível.

Como já deve ter ficado bem claro ao ler a sinopse e o pequeno resumo no início do post, Condicional trata sobre um romance gay e conturbado entre Lucas e Jota. E é aí que você me pergunta: Ai, Wellyson, outro romance gay? NÃO!, Condicional não é apenas mais um romance gay. O livro se destaca exatamente por fugir completamente do clichê do rapaz gay em busca de sua alma gêmea.

Os personagens são muito bem construídos e possuem características completamente distintas. Dentre eles temos o protagonista Lucas, que já descrevi para vocês antes. Victor, melhor amigo de Lucas e o cabeça do grupo. Thaís, uma garota tão complexa que não consegui formar uma opinião sobre ela. Jota, um marginal 'enrustido' e bem problemático. E Cássio, um coroa ranzinza que só fez uma coisa boa durante todo o livro.

A variedade de personagens é tão grande que se torna impossível não se identificar com pelo menos um deles. E por mais difícil que seja admitir isso, eu consegui me ver em muitos traços e atitudes do Lucas, o que não é algo que eu possa me orgulhar. Porém essa ligação com o personagem me fez abrir os olhos para muita coisa e mudou minha perspectiva sobre mim mesmo.

A escrita de Paulo Sérgio Moraes é algo extremamente fácil de se adaptar. A leitura é estranhamente leve se você levar em consideração a linguagem pesada usada pelo autor. Ele consegue te prender de uma maneira capaz de te desligar do mundo, te fazer perder a estação e chegar atrasado no trabalho (não que isso tenha acontecido comigo). Durante a leitura podemos encontrar alguns trechos com uma linguagem extremamente sexual. Porém, esses momentos foram tão bem dosados, que mesmo te fazendo imaginar a cena com todos os detalhes, não se torna algo vulgar e nem consegue tirar sua atenção do foco principal do livro
Essa fascinação por um bandido é perigosa, mas será que pode ser possível? A paixão e o amor podem mudar uma pessoa?
Condicional consegue ser completamente imprevisível, até mesmo para aqueles curiosos que insistem em dar aquela espiada na última página antes de começar a leitura (não que eu tenha feito isso). O livro é carregado de uma história de amor brutal, impulsivo e autodestrutivo, capaz de destruir tudo o que ousar cruzar o seu caminho.

Com um final surpreendente e de tirar o fôlego, a obra entrou para a lista das minhas melhores leituras de 2014 e está, até agora, se mantendo no topo.
[...]Fiquei um tempo observando meu amigo com o namorado dele, Em tão poucos meses seria possível desenvolver um sentimento eterno por outra pessoa? Sempre que me perguntava isso, a resposta era sempre a mesma: NÃO.[...]
Em questão física o livro não surpreende muito. Embora a capa consiga te chamar para a leitura, o interior do livro não conta com nada de especial. Páginas brancas, diagramação e espaçamento simples e uma fonte consideravelmente grande. Não que isso vá tirar algum mérito da obra, mas ninguém pode negar que umas páginas amareladas e uma diagramação diferente sempre dão um 'Q' a mais ao livro.

Se você conseguiu chegar até aqui, com certeza já deve imaginar que eu com certeza dei 5 estrelas (até porque está lá no começo) e indico o livro. Porém, para quem eu indico o livro? Esse livro está longe de ser um YA que muitos estão acostumados e é carregado de uma linguagem 'pesada', então eu o indicaria para aquele leitor mais maduro e cabeça aberta e que tenha vontade de embarcar em uma aventura perigosa, romântica, sensual e talvez com uma pitada suicida.

Leve um exemplar para casa!


Eu não poderia simplesmente falar sobre essa obra incrível e deixar por isso mesmo. Pensando nisso, eu entrei em contato com o autor (não que eu já não encha o saco dele todo dia) e juntos decidimos presentear um leitor sortudo com um exemplar autografado.

Então para concorrer você já sabe: basta preencher o formulário abaixo e cruzar os dedos.

a Rafflecopter giveaway

Boa sorte a todos!
***
Este post está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique AQUI e saiba como participar.

19 comentários:

  1. Nossa, que interessante, adorei a resenha. Nunca tinha ouvido falar no livro e fiquei bem curiosa, parece ser bem interessante, a história é intensa e eletrizante. Despertou muito meu interesse porque a maioria dos romances gays que eu li tiveram um enredo clichê e beiravam o enfadonho.

    Estou participando da promoção
    kmonneska@yahoo.com.br

    ♫ Conversas de Alcova ♫

    ResponderExcluir
  2. Uau! confesso que não li ainda nenhum livro com romance gay. Tenho muita curiosidade de saber como é uma historia com o tema tão falado hoje em dia. Adorei a ressenha! fique super interessada na historia e tão bem por o testo sem bem original. Estou cansada de clichês! gostei bastante do quote:
    "A paixão e o amor podem mudar uma pessoa?" eis uma questão que ninguém sabe resposta. A capa esta muito bonita mas gostaria que a diagramação tivesse sido feita com um pouco mais de desempenho. Beijos <3

    ResponderExcluir
  3. Participando.
    elizabethmsalles@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A história parece ser realmente boa. fiquei curiosa depois de seus comentários na resenha. Não esperava me encantar assim. Pois não curto muito temas relacionados a gays. Não por preconceito, mas por não agradar mesmo. Mais este gostei. Beijos.

      Excluir
  4. Super curti a premissa do livro e fiquei muito curiosa com o desenrolar da trama. O melhor de tudo é que é nacional! Pretendo lê-lo em breve :)

    Beijos,
    Caroline, do criticandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Fiquei tão feliz em chegar no final e ver que teria um sorteio, afinal é uma chance de ganhar e ler o livro que apesar de ser diferente de tudo que estou acostumada a ler me chamou bastante atenção.

    ResponderExcluir
  6. Participando - Simonir Rodrigues
    simonirsantos@hotmail.com

    ResponderExcluir
  7. O livro parece ser ótimo, fiquei bastante interessada em ler, não me incomoda em nada ser um romance gay.
    Participando!!!
    milena.soares@hotmail.com

    ResponderExcluir
  8. Realmente achei super interessante a proposta do livro, ainda não li nenhum com essa temática, e acho que seria curioso saber como os autores tratam de temas polêmicos como este.

    ResponderExcluir
  9. Wellyson!
    Diante de tantos YA romantizados, carecemos de livros que mostram uma realidade mais nua e crua de uma realidade não vivenciada por nós.
    Fiquei interessada pelo enredo, justamente por ser diferente do comum e como não tenho preconceito e gosto de ver personagens diferentes e de personalidades diferenciadas, me interesso.
    E fico feliz por ter reavaliado seu modo de vida e seus pensamentos através do livro. Muito bom quando um exemplar nos faz refletir sobre nossas ações e pensamentos.


    Claro que participo do sorteio porque estou bem curiosa por ler o livro.
    Amanhã sairá divulgação no blog.

    Boa semana!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. O livro parece ótimo, e não igual a maioria dos outros livros de YA mostrando um pouco mais a realidade.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Ual, achei muito interessante, to doida pra ler embora não seja meu gênero literário.

    ResponderExcluir
  12. participando...
    fiquei curiosa para ler...

    ResponderExcluir
  13. Nossa você realmente me deixou bem instigada por essa leitura, empolgação não faltou para sua resenha, ainda não li nada do gênero, mas pelo visto esse seria ideal para uma primeira leitura....

    ResponderExcluir
  14. O livro é dos bons! a resenha ficou muito legal e no final você ainda pode levar o livro?! melhor ainda rsrs :D

    ResponderExcluir
  15. Os nacionais tem mesmo se destacado ultimamente e eu tenho certeza de que esse é mais um dos ótimos livros (nacionais) que vem sendo publicados . A parte gay foi o que não me entusiasmou muito mas como você disse que o livro não se trata de romance (especificamente) acho que dá pra relevar :)

    dezenove--primaveras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. É... Quero ler.
    Mesmo.
    Essa resenha me deixou morta de curiosidade.
    E eu gostei da capa bastante da capa e, sobretudo, do título. Adoro título com apenas uma palavra e que tenha todo um significado à história.

    Quero ganhar :3

    Beijos,

    -A.

    ResponderExcluir