4 de setembro de 2014

Tá Na Estante :: ' Se Eu Ficar ' #288

POSTADO POR EM 4 de setembro de 2014

Olá galerinha!

Como muitos de vocês sabem, hoje é a estreia da aclamada adaptação cinematográfica de Se Eu Ficar, e justamente por essa razão decidi trazer a resenha deste livro tão comentado para vocês. Preparados? Vamos conferir o que achei deste bestseller publicado pela Editora Novo Conceito.

Livro: Se Eu Ficar
Autora: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito
Páginas: 224
Sinopse: Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais – mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... e o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente – e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas. 


Meu primeiro contato com Se Eu Ficar foi a bastante tempo, lá em 2009 quando ele foi lançado pela primeira vez no Brasil pela Editora Rocco. Devo dizer que a capa daquela época não foi muito convidativa para que eu lesse o livro, mas a sinopse sempre me chamou bastante atenção.

Quando eu descobri que o mesmo seria relançado esse ano pela Novo Conceito e que ganharia uma adaptação cinematográfica, aquela velha pontadinha de curiosidade me atingiu em cheio e na primeira oportunidade que tive, corri para ler essa história que muitas pessoas me disseram ser magnífica. E foi aí que eu pequei: fui com muita sede ao pote!

Em Se Eu Ficar podemos conhecer um pouquinho sobre a tão falada experiência de quase morte. Mia Hall é uma jovem de 17 anos com uma vida promissora e apaixonada por música. Toca violoncelo desde que conheceu o instrumento e se apaixonou e é uma forte candidata à uma vaga na Universidade Julliard, uma conceituada escola de artes. Junte isso ao namorado perfeito que faz parte de uma banda e terá uma vida também perfeita.

Porém Mia vê tudo o que ela conhece se despedaçar em um dia de neve, quando toda sua família sofre um acidente de carro quando estavam indo fazer um passeio. Em um minuto estavam ouvindo música no velho rádio do pai e no minuto seguinte ela vê toda a sua família destroçada, e vê até a si mesma com machucados terríveis.

A princípio ela não entende o que está acontecendo, mas logo percebe que está recebendo uma segunda chance. Uma chance para decidir se quer viver, se quer ficar, ou se prefere não acordar mais do estado de coma em que está. 

Mia é levada para um hospital, e é lá que ela passa as 24 horas que são cruciais para o desenrolar da trama deste livro. Mia começa a se lembrar de pequenos momentos que viveu com sua família, com seus amigos e tenta entender toda a gama de emoções que está passando por ela no momento. E o livro é construído assim, com flashbacks intercalados com momentos no hospital.

Nesses flashbacks podemos conhecer um pouco mais da vida rotineira de Mia. Sua paixão pelo violoncelo e como tudo começou, a relação com os pais que, devo comentar, eram adoráveis. E um dos focos principais: Adam.

Adam Wilde é o vocalista da banda Shooting Star, e também é namorado de Mia. Adam para mim é o personagem mais envolvente em todo o livro. Ele é apaixonado, não só pela banda e por Mia, mas pela vida. É o tipo de namorado rockstar que toda adolescente de 17 anos deseja ter.

A todo momento, enquanto lia, tentava me colocar no lugar da Mia, tentava sentir o que ela estava sentindo. Mas simplesmente não conseguia. Até agora não entendo muito bem o que se passava na cabeça dela. Só sei que ela deveria estar terrivelmente assustada.

No geral, eu costumo achar livros com flashbacks maçantes e chatos, mas Se Eu Ficar conseguiu me envolver de uma forma surpreendente e consegui finalizar a leitura em apenas um dia! A escrita de Gayle Forman é surpreendentemente leve com relação ao tema do livro, e isso foi um dos fatores que mais me impressionaram durante a leitura.

Mas, aparentemente, estou presa em uma fase em que não leio nada que me satisfaça completamente. E no caso de Se Eu Ficar o que me irritou foi o final. E como irritou! A história em si é boa, realmente muito boa. Mas senti que a autora se perdeu um pouco no final do livro e acabou criando um encerramento confuso para a maioria dos leitores. Esse final também foi a razão para a minha avaliação um tanto quanto baixa ali no começo da resenha.

Minha indignação ao término da leitura foi absolutamente enorme. Ainda me peguei perguntando se o meu exemplar não tinha vindo com páginas faltando! Tudo bem que o livro tem uma continuação, mas acho que o final não precisava ser tão confuso assim para garantir uma brecha para o começo de Para Onde Ela Foi, que deve ser lançado no Brasil em outubro.

No mais, acho que nem preciso comentar o quando amo a capa dessa edição da Novo Conceito. Em primeiro lugar: tem a diva da Chloe Grace Moretz. E ainda é infinitamente mais bonita e convidativa que a versão da Editora Rocco.

E também não devo deixar de comentar a respeito da diagramação! Gente, que diagramação perfeita. As páginas são amareladas, como de costume, mas temos marcas d’água em forma de notas musicais nas folhas! Fiquei simplesmente encantada com os detalhes do livro. Realmente a editora pensou em tudo.

E para vocês que estão pensando em assistir o filme, não deixem de conferir a crítica que Leo escreveu. Eu vou ficando por aqui e, como sempre, os deixo com uma citação fresquinha saída direto do livro.

As coisas não começaram tão bem com Adam e eu. Eu acho que tinha essa ideia de que o amor conquista tudo. E até a hora que ele me levou para casa depois do concerto de Yo-Yo Ma, eu acho que nós dois estávamos cientes que estamos nos apaixonando. Eu pensei que chegar a essa parte era o desafio. Nos livros e filmes, as histórias sempre acabam quando as duas pessoas finalmente tem seu beijo romântico. O viveram felizes para sempre é assumido.

Beijinhos e até a próxima.

Este post está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique AQUI e saiba como participar.

8 comentários:

  1. Tantas resenhas positivas desse livro, e eu aqui sem ter lido ainda :c
    Estou ansiosa para ler e assistir o filme ♥
    http://garotaliterary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Realmente, ir com muita sede ao pote, ou ao livro nesse caso, nunca é um bom começo. Quando criamos muitas expectativas, dificilmente elas são totalmente alcançadas. Mas eu já ouvi falar muito bem desse livro, e é um sucesso estrondoso agora. Confesso que a capa da antiga edição também não me inspirou interesse, mas a sinopse sempre me chamou atenção. Gostaria muito de ler quando tiver oportunidade!

    ResponderExcluir
  3. Oiii..
    Que pena que não gostou. É a primeira resenha que vejo que não dá nota máxima para o livro..rs
    Tenho curiosidade em ler e saber o motivo de tanto sucesso.
    E agora fiquei curiosa quanto a sua indignação no final.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Nathalia!
    Algumas outras pessoas não gostaram mesmo.
    Achei que focaram muito na divulgação e aí a expectativa aumenta para a leitura e no final, acaba sendo frustrante.
    Acabei de ler e gostei, embora a dúvida da protagonista tenha extrapolado e o livro acabou sendo até um tanto cansativo...
    Talvez o filme seja melhor...
    Semaninha de luz e paz!
    Cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. Estou doida para ler o livro. A maioria das resenhas que li tinha coisas do tipo (não gostei do fato de a capa ser a mesma do filme), eu adorei a capa ter sido a mesma, achei a capa linda. Essas marcas d'água também me conquistaram, agora só falta ler para saber se a leitura também irá me conquistar.

    ResponderExcluir
  6. estou quase ficando doida porque ainda não comprei esse livro! quanto mais resenhas eu leio mais eu quero ele logo! e essas marcas d’água não vou nem falar *o*

    ResponderExcluir
  7. OMG, EU NÃO SABIA QUE TINHA CONTINUAÇÃO AUHAUHAUHA' Surtei, okay. Eu ainda nao li, mas estou beeeeeeeeeeeeeem ansiosa para ler *-----* ownt, fiquei animada agora. Mesmo com as suas pequenas decepções, que talvez eu tenha também, parece o tipo de leitura que, mesmo que lááááá no fundo, vale a pena, então vou dar 1001 chances ao livro e ao filme :3

    ResponderExcluir
  8. Ai meu Deus, só pelo fato do próximo livro se chamar Para onde ela foi, estou com medo de ler Se eu ficar. :S

    Detesto finais confusos também e já tive muito essa sensação de achar que faltam páginas.

    Beijos,

    -A.

    ResponderExcluir