29 de outubro de 2014

Tá na Estante:: 'Asylum' #327

POSTADO POR EM 29 de outubro de 2014

Olá pessoal, tudo bem?


Que tal mais uma resenha especial de halloween? O livro de hoje é o Asylum da autora Madeleine Roux, vamos lá?
Livro: Asylum
Autora: Madeleine Roux
Editora: V&R
Páginas: 330
Sinopse: Para Dan Crawford, 16 anos, o New Hampshire College Prep é mais do que um programa de verão – é uma tábua de salvação. Um pária em sua escola, Dan está animado para finalmente fazer alguns amigos em seu último verão antes da faculdade. Mas, quando ele chega no programa, Dan descobre que seu dormitório para o verão costumava ser um sanatório, mais comumente conhecido como um asilo. E não apenas qualquer asilo — um último recurso para criminosos insanos. À medida que Dan e seus novos amigos, Abby e Jordan, exploram os recantos escondidos de sua casa de verão assustadora, eles logo descobrem que não é coincidência que os três acabaram ali. Porque o asilo é a chave para um passado terrível. E existem alguns segredos que se recusam a ficar enterrados.


Daniel Crawford é um estudante do ensino médio que irá estudar durante cinco semanas no programa de verão oferecido pelo New Hampshire College, onde os adolescentes vão para se familiarizar com o curso que pretendem fazer na faculdade. Porém esse ano os dormitórios oficiais estão em reforma, fazendo com que o curso seja transferido para um prédio abandonado que um dia já foi conhecido como Brookline, um local de recuperação de assassinos em série.



Porém o Brookline vai muito além de uma casa de recuperação com tratamentos pacíficos, na realidade o local foi fechado exatamente por ter sido descoberto que aquelas salas eram usadas como palco para experimentos, torturas e sacrifícios em prol da ciência.

Daniel e seus dois novos e únicos amigos, Abby e Jordan, decidem que explorar os corredores do sótão antigo e interditado seria a melhor maneira para conhecer e entender um pouco mais sobre o passado sombrio do local (aquele tipo clichê de personagem destemido que nunca assistiu um filme de terror), porém o que eles não imaginavam é que essas histórias monstruosas escondidas por cadeados iriam afetá-los tão profundamente.


A loucura é algo relativo. Depende muito do lado da grade em que a pessoa está.
Asylum foi um livro que eu li totalmente sem saber o que esperar, até porque eu nunca tinha ouvido falar do livro até a Bienal de São Paulo onde o Léo me convenceu a comprar o livro (não que ele não se venda sozinho, porque essa capa é incrível).

Ao iniciar a leitura eu estranhei bastante o quão infantil a narrativa era. Como nunca tinha lido nada da autora, todas as minhas expectativas foram baseadas na capa, que como vocês já devem ter percebido é no minimo "arrepiante". Porém a escrita da autora não combina em nenhum momento com a proposta visual do livro, tanto que cheguei a comentar que o livro é uma obra visualmente do Stephen King porém com a escrita do John Green.


Porém falando assim acabo passando a impressão de que o livro é ruim, o que não é exatamente verdade, a narrativa é diferente do esperado porém extremamente envolvente e possui um fluidez incrível, é aquele tipo de livro que você lê em no máximo dois dias.

Em questão física eu preciso me levantar e bater palmas para a editora V&R. O livro possui uma das melhores diagramações que eu já vi na minha vida, desde a capa ao detalhe do rodapé. Temos páginas amareladas e grossas uma letra não tão pequena e uma margem ótima que não nos obriga a abrir o livro completamente e acabar com a lombada que é linda.
Além disso o livro conta com ilustrações, fotografias, bilhetes e divisões de capítulos personalizada.


Mas Wellyson, e o terror? Bom, esqueça a ideia que esse livro irá te tirar o sono e fazer você ficar pensando nisso durante a noite toda. Embora tenhamos um bom suspense, as cenas de "terror" são extremamente fracas e deixam muito a desejar.

Se você estiver a procura de uma leitura ao nível Stephen King esse livro definitivamente não é pra você, mas caso esteja entrando agora no mundo do "terror literário", Asylum pode ser um boa pedida.

***
Este post está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique AQUI e saiba como participar

12 comentários:

  1. Oi, Wellyson.

    Como disse terror não é meu forte.
    Eu juro que essa capa me dava medo apenas de olhar pra ela. Adorei as imagens que vem no livro, a diagramação parece ser perfeita mesmo. Uma pena que o tema central do livro que seria o terror não te agradou tanto, eu não sei se leria, tenho realmente medo. Comecei a ler A estrada da noite do Joe Hill, vamos ver o que dá.

    Visite: http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/

    Até mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulinha, pode ler tranquilamente Asylum tranquilamente, haha.

      Excluir
  2. Oieee Well!!
    Menino, devo confessar que livros de terror não é minha praia. Não sei porque mas não consigo lê-los, não por medo, porque amo o gênero (em filmes), mas não sei, os livros não me prendem.
    Apesar desse ser cheios de "figuras", ainda assim vou continuar não me aventurando por esse mundo macabro rsrs
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  3. adorei a resenha! passa depois no meu cantinho ;) www.notpm.blogspot.com.br bjuu

    ResponderExcluir
  4. Este livro com certeza é meu sonho de consumo literário, por isso quase surtei quando vi que teria resenha aqui no blog \0/ Acho a capa maravilhosa, precisa começar dizendo isso, é uma verdadeira obra prima. E pelas fotos na resenha, o interior não perde em nada para ela, que perfeição, que capricho! Adoro a sinopse, como boa amante do terror ela me atraiu na hora em que li. Confesso que a tua resenha me alertou sobre criar expectativas demais, mas ainda assim pretendo ler o livro. Como não conheço a autora, também será minha primeira experiência com ela, assim como aconteceu contigo. E espero sinceramente não me decepcionar.

    ResponderExcluir
  5. Wellison!
    Depois de King, difícil achar um livro de terror genuíno. (E acredito que já saiba, né? Vai sair a continuação de O Iluminado e já estou na fila para compra).
    Voltando a Asylum... a capa é realmente tenebrosa e dá até arrepio, pena que a trama não seja tão horripilante, não passe de mero suspense e tensão.
    Ao menos a diagramação é muito boa.
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Cara, vim com tanta sede ao pote nesse post que me decepcionei. A capa é perfeita, mas qdo vc disse q a escrita era "John Green" me decepcionei mais ainda. Tb acho a escrita do autor muito infantil, apesar de tratar de temas um pouco pesados. Infelizmente não vai ser agora que vou ler um livro de terror.

    ResponderExcluir
  7. Ola!
    Eu curto bastante deste genero! Tenho ate medo, o porque curto demais deste genero. Mas okay! Em relação a obra, sinceramente eu curto bastante agora pouco deu um olhadinha pra ver quanto que custa um exemplar esta de 24,00 R$ na saraiva, ainda estou com certa duvida ser realmente comprar, mesmo apos ler sua resenha. Uma das coisa que me chamou muita atenção são as ilustraçoes que realmente são a cereja do bolo/sorvete deste livro, pois deixa ele ainda mais Dark ! Enfim e isso. Um beijão, boa tarde!

    ResponderExcluir
  8. Filme é uma coisa ,agora livro é totalmente outra hsuahsuahusha amo livro de terror :)))) .Que capa é essa menino ? (OMG!) haushuahs, vi que gosta de instrumentos mortais já gostei de você :3 huhsauhsuahhs.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Poxa, brochei completamente. Principalmente pelo fato de a escrita ser parecida com a do tio João Verde (a escrita dele é ótima, mas não para um livro de TERROR, né? Pelamor!). Mas a capa e a edição são impecáveis demais! Talvez quando eu esquecer que brochei geral ao ler essa resenha, eu compre este livro hauahuahaua
    Beijããão!

    http://listadasnuvens.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Eu não li livros de terror mas sempre tive vontade de conhecer esse gênero de leitura. Essa capa é fantástica e me faz querer ler mais ainda. Porém eu não gostei do fato de a escrita do autor ser parecida com a do John Green. Fico na dúvida se leio ou não :(

    ResponderExcluir
  11. Oi Wellyson, tudo bem?
    Então, a capa realmente é incrível, e arrepiante como você falou, e eu adoro livros com ilustrações, bilhetes e tals, mas desanimou na parte em que você falou de terror.
    Qual a graça de ler um livro do gênero se você vai dormir tranquilamente a noite? kkkk
    Mas enfim, essa capa ficaria linda demais na estante *-*
    Beijos!
    Lost Words

    ResponderExcluir