21 de outubro de 2014

Tá Na Estante :: 'Primavera Eterna' #322

POSTADO POR EM 21 de outubro de 2014

Heey, gente, Tudo nem??




Nossa, que saudades de escrever para vocês. Até dezembro vou ficar nesse some/aparece, espero que entendam e não me abandonem, haha. O Léo, a Nathy e o Well estão trabalhando muito por vocês \o/ Mas agora vamos de resenha? Posso não estar resenhando, mas ando lendo muuuito ;)

Livro: Primavera Eterna
Autora: Paula Abreu
Editora: Arqueiro
Páginas: 128
Sinopse: Maia é uma jovem publicitária bem-sucedida. Tem um emprego estável, um namoro estável, uma vidinha estável. Até demais. Certo dia, tentando imaginar como seria sua vida no futuro, o casamento, os filhos, visualiza duas crianças loirinhas correndo... Loirinhas? Então ela se dá conta de onde vem aquela cor de cabelos: Diogo, o menino por quem se apaixonou à primeira vista aos 12 anos, numa cidadezinha do interior, onde costumava passar os fins de semana com a família. Acontece que ele se mudou para os Estados Unidos há mais de dez anos, e a essa altura da vida, já nem deve se lembrar mais dela.Mesmo assim, num impulso, Maia pede férias na agência, inventa uma viagem de trabalho como desculpa para o namorado e vai para Nova York, atrás do seu primeiro amor. Primavera Eterna é a história de uma jovem cheia de sonhos esquecidos, que ousa arriscar tudo o que tem e acaba encontrando a si mesma. 


É o primeiro amor que nos move por toda a vida?

Conhecemos Maia em uma movimentada esquina de Manhattan. Ela, uma publicitária formada e bem-sucedida, está a espera de alguém, um alguém que já a deixa esperando há muito tempo. Mas quem é esse alguém? É isso o que a história nos leva a descobrir.



Passada em um dia e intercalando narrações entre passado e futuro, em Primavera Eterna embarcamos na história de Maia e do seu primeiro amor. O homem com o qual ela já se imaginava tendo filhos desde antes de saber de onde vinham os bebês. O menino que a arrebatou com o primeiro olhar, mas que quando ela se deu conta já estava a léguas de distância dela.



Nessa obra, com uma escrita poética, a autora nos introduz na história e nos faz refletir como o primeiro amor pode nos influencia mesmo em nossa vida adulta, principalmente se esse amor for mal resolvido. Mostra que muitas vezes temos que encarar os medos para correr em busca da própria felicidade, e que se essa busca não resultar na nossa felicidade, ao menos nos deixará livres para ela.

Maia é uma garota jovem e cheia de sonhos, ela realizou tudo o que tinha para realizar em sua vida, pelo menos aos olhos dos outros. Na verdade Maia não se sente realizada, seu sonho mais profundo continuava guardado em páginas e páginas de diversos cadernos.



Ela pensa que está fazendo uma loucura cruzando a América em busca de um amor infantil, mas na verdade ela está tomando a melhor decisão da sua vida, cruzando o mundo, na verdade, para se encontrar.

É um livro maravilhoso, uma escrita leve e poética. Daqueles livros que nos leva a refletir sobre o que estamos fazendo com as nossas vidas e sobre o real significado de felicidade. Dinheiro ou satisfação?



As abordagens da autora na Apresentação e Posfácio me deixaram ainda mais encantada e dentro da história, principalmente por saber que o livro trata-se quase da vida dele. É sério, é maravilhoso, mas só é entendido se você parar para pensar sobre o que a Paula quis passar com esse livro. Mais que indico.

BEIJOS E ATÉ A PRÓXIMA!
***
Este post está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique AQUI e saiba como participar.

13 comentários:

  1. Oi Barbara !
    Gostei do livro só pela sua resenha :) a capa não me cativou muito para ler , mas parece interessante . Gosto deste tema "Primeiro Amor " não tem como esquecer rsrsrsrsrs .
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Quero tanto, mas tanto esse livro!!! Ótima resenha ^^
    Beijoos <33

    http://listadasnuvens.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oiee Barbara!!
    Deve estar uma correria só pra você né?
    Vou começar logo dizendo que essa capa é muito sem graça, parece livro infantil, de cara pensei não vou ler.
    Mas depois da sua resenha até que me animei, não vou colocá-lo como prioridade ou passar na frente dos que estão na fila tem um tempão, mas quem sabe eu o compre em algum momento por ai.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  4. Oi Barbara :)
    Bom, logo de capa eu já não gostei da capa, bem infantil pro meu gosto. Mas a resenha é realmente muito boa, gostei bastante da história.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Bárbara, bom ver mais um nacional fazendo sucesso. Achei a capa do livro um encanto, bem do jeito da primavera. Este eu ainda não li, mas está nos meus planos.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Oi Barb, bastante tempo que não lia uma resenha tua, mas tá perdoada hahahaha enfim, o livro me chamou atenção pela capa, achei ela muito delicada, e combina perfeitamente com a sensibilidade da história, que já é percebida desde a sinopse. Eu achei a trama muito interessante, sempre gosto de ler sobre o primeiro amor e a influência que ele tem sobre nós pelo resto da vida. No meu caso, ainda estou vivendo o meu, mas se fosse Maia faria exatamente a mesma coisa, ainda mais se essa história acabou mal-resolvida. Acho que ninguém consegue seguir em frente com algo mal-resolvido como empecilho, não se esse algo foi importante pra ti. Gostei bastante do livro, com certeza aprenderia muito com ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma história que vale a pena ser lida e que, com certeza, já foi vivida por muitos de nós. Uma lição pra vida toda ;)

      Excluir
  7. Poxa, só eu que gostei da capa? Achei tão leve, bem colorida... linda. Parabéns pela resenha, está simples porém explicativa e esclarecedora. Me interessei pelo livro (é difícil eu não me interessar quando gosto da capa e da resenha, haha) e já coloquei na minha wishlist (:

    Beijos,
    www.a-book-devourer.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,Lê. Eu também gostei da capa, hehe. Espero que aprecie a leitura como eu apreciei ;)

      Excluir
  8. A vida de Maia e tão '''estável'''
    ou seja muuuito sem graça e sem vida (minha opinião)
    A autora Paula deve bastante criatividade em criari narrações entre passado e futuro. E muuuita corajosa, pois pode acontece de meio que ser mistura
    e dificulta a vida do leitor

    ResponderExcluir
  9. sinceramente não me interessou. dessa vez passo.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Bárbara.

    Parece ser um livro bem legal.
    Adorei a Quote inicial, mas acho que o primeiro amor não nos move por toda a vida, tem muitas coisas no meio do caminho que nos move, mas creio que ele pode ser o nosso primeiro passo na busco por algo mais.
    Gostei de conhecer a respeito do livro e acho que darei uma chance a Paula. *-*

    Visite: http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/

    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Bárbara!
    Gosto de um história que estimula a irmos em busca dos nossos sonhos e da nossa realização pessoal. Por vezes temos mesmo de nos questionar o que é o melhor para nos e o que realmente dá sentido em nossas vidas!
    Adorei a capa e saber que é de uma autora nacional.
    Tenha uma semana de sucesso!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir