12 de maio de 2015

Tá Na Estante :: 'Embrace - Abraçar' #395

POSTADO POR EM 12 de maio de 2015

Oi, gente. Tudo bem?


Estou meio sumido, eu sei. Fiquei sem computador mais uma vez e agora só consigo escrever posts nos fins-de-semana. Por isso, estou aproveitando pra escrever bastante e essa semana vocês vão me ver muito por aqui. A resenha de hoje é uma novidade aqui no blog e pra mim. A primeira resenha de abandono que fiz na vida. Vamos conferir?!

Livro: Embrace - Abraçar
Série: Violet Éden (#01)
Autora: Jessica Shirvington
Editora: Himmel
Páginas: 320
Sinopse: Na noite do seu aniversário de 17 anos, Violet só quer a companhia de Lincoln, seu melhor amigo... e o amor de sua vida. Mas de repente, sem nenhuma explicação, Lincoln finalmente lhe dá o beijo mais incrível do mundo e a abandona logo em seguida. Determinada a descobrir que segredos ele esconde, Violet se vê às voltas com uma revelação que irá mudar seu mundo para sempre: Lincoln é um Grigori parte anjo e parte humano e seu destino é caçar os anjos caídos, conhecidos como Exilados.  Como se essa descoberta não fosse o suficiente, uma estranha tatuagem aparece no braço de Violet, sonhos terríveis passam a atormentá-la e uma legião de Exilados está disposta a matá-la. Por quê? Então Violet conhece o enigmático Phoenix, um Exilado da Escuridão, que está sempre por perto quando ela mais precisa ao contrário de Lincoln. A atração entre eles é imediata... e perigosa. Sem ter como fugir, Violet se vê envolvida numa batalha antiga entre anjos caídos e guerreiros Grigori. Com a traição do homem a quem ama e tendo seu inimigo como seu salvador, Violet terá que decidir o quanto está disposta a sacrificar. A escolha errada poderá custar não só sua vida, mas a sobrevivência da própria humanidade. Será que Violet abraçará seu destino?

Violet Éden sempre foi uma garota solitária. Sua mãe morreu no parto de causas estranhas e seu pai se fechou, ficando mais tempo no trabalho do que em casa. A única amiga de Violet era Steph, até que dois anos antes, em uma aula de defesa pessoal, ela conheceu Lincoln.

Violet e Lincoln tornaram-se muito próximos, praticamente não se desgrudavam e, apesar do que os outros pensassem - e a própria Violet desejasse - eles eram apenas bons amigos. Porém, tudo muda na noite do aniversário de 17 anos da garota.

Todos estão numa boate pra comemorar o aniversário quando Violet é abordada por um cara misterioso e o usa para provocar ciúmes em Lincoln, que fica extremamente possesso. Os dois acabam discutindo e o tão esperado beijo acontece. Só que Lincoln se distancia antes do esperado e afirma que o que aconteceu foi um erro.

Na manhã seguinte, Violet está desolada com o ocorrido na festa. Ela já estava um pouco alta quando tudo aconteceu e está com medo de que isso estrague sua amizade com Lincoln. Com isso, ela decide ir até a casa do garoto para pedir desculpas. Chegando lá, sob uma chuva torrencial, ela tem uma infeliz surpresa.

Lincoln está na porta conversando com um homem e Violet acaba entreouvindo essa conversa, pois os dois estavam falando dela. Cansada da inércia de Linc, ela decide confrontá-lo e é aí que seu mundo vira de cabeça para baixo mais uma vez.

Violet descobre que, assim como Lincoln, é uma Grigori, ou seja, metade anjo. Os Grigoris existem na Terra pra defender os humanos da ameaça dos Exilados, anjos que abandonaram seu plano espiritual. Muitos tornaram-se maus e são uma constante ameaça para as pessoas. Para ganhar seus poderes angelicais, Violet precisa abraçar o seu destino, mas a garota não está nem um pouco afim disso.

Chocada com a nova quantidade de informações e decepcionada por Lincoln ter mentido por tanto tempo para ela, Violet volta para casa. Lincoln até tenta procurá-la e fazer as pazes, mas a garota não dá chance. E é aí que seu destino cruza-se novamente com Phoenix.

Quando está em um café, Phoenix senta-se com ela e Violet recorda que ele é o cara que a abordou na festa. Phoenix é um Exilado e devia ser perigoso, mas contra tudo que Lincoln disse, ele faz de tudo para proteger Violet, além de dar as respostas que ela tanto precisa.

Logo Violet e Phoenix ficam cada vez mais envolvidos e um sentimento começa a aparecer ali. Quando Violet começa a ser perseguida por causa de seus dons, Phoenix faz de tudo para protegê-la, mas nem sempre ele pode estar por perto. Agora Violet precisa decidir se abraçará seu destino para salvar a sua vida e daqueles que ama.

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler.

Desde o lançamento lá fora, em 2012, eu estava ansioso para ler Embrace. Estava no meio da febre dos anjos caídos, com as séries Fallen e Hush, Hush, e essa parecia mais uma série espetacular. Quando a Fundamento anunciou que deteve os direitos de publicação aqui no Brasil, fiquei em êxtase. Só que o tempo passou... e nada do livro sair.

Até que, no último mês, o livro finalmente chegou e eu pude solicitar. Quando chegou, eu estava com muitos livros na fila e deixei ele pra depois. Sabia que anjos caídos já era um tema batido, mas minha última leitura tinha sido de vampiros (quer tema mais batido que esse?) e eu havia gostado bastante, por isso iniciei a leitura de Embrace com altas expectativas. E mais uma vez quebrei a cara.

O livro começa de forma interessante. Há um mistério na morte da mãe de Violet e vamos conhecendo um pouco da protagonista com o pai e com seus amigos Linc e Steph. Logo de cara dá pra perceber que haverá um romance ali entre Violet e Lincoln e estava tudo bem, até a mitologia entrar em cena.

A escrita de Jessica Shirvington flui de forma natural, mas eu senti uma dificuldade em me conectar à Violet, que narra a história em primeira pessoa. Quando ficamos sabendo dos Grigori e dos Exilados, eu tive vontade de gritar e sair correndo. Isso de novo, colega? Really, queen? Originalidade mandou lembranças.



Mas beleza. Segui em frente e Phoenix entrou na história, logo despertando meu interesse. Adoro personagens sombrios e quem não gosta de um bad boy, certo? Só que Violet levou isso a um novo nível, só faltava deitar, rolar e dar a patinha pro cara. Tudo bem que ela estava decepcionada com Lincoln e que Phoenix se importava com ela, mas não precisava de tanto.

Seguindo, enfrentamos o primeiro contato de Violet com um Exilado das Sombras. Pra variar, ela fica sem reação e depois se culpa pelo que aconteceu... blábláblá, Whyskas sachê. Ela, se abraçar seu destino, será a Grigori mais poderosa de todos os tempos, porque tem afinidade com todos os sentidos, consegue detectar Exilados até dormindo e tal e coisa, mas é uma garota tão patética que dá vontade de dizer "chamem a próxima, porque se o mundo depende dessa aqui, estamos ferrados".

E foi aí que abandonei o livro, pouquinho depois da metade. Pra ser mais exato, na página 168. Cheguei num momento que lia uma página por dia ou um único parágrafo e já ficava entediado. Simplesmente não conseguia avançar. Tentei leitura dinâmica e tudo, mas não rolou. Infelizmente. 

Os personagens não despertaram minha empatia e essa foi, acho eu, minha maior dificuldade. Como ler um livro que você não gosta da mitologia e nem dos personagens? A autora pode ter a melhor escrita do mundo, mas se o enredo não desperta sua atenção, não há absolutamente nada a ser feito.

A editora Fundamento fez um trabalho sensacional com o livro. A capa é linda, isso não há como contestar, e a diagramação está de tirar o fôlego. A revisão está ótima. Do que li, não lembro de ter encontrado nenhum erro. O segundo volume da série, Entice, já está na lista de lançamentos. Clicando aqui você será redirecionado para a lojinha para garantir seu Embrace. 

Infelizmente, não há como recomendar esse livro. Quer dizer, eu não gostei e não recomendo para aqueles que já leram obras com anjos antes. Entretanto, se você deseja se aventurar nesse universo pela primeira vez, talvez Embrace funcione para você. 

Beijos e até a próxima!

2 comentários:

  1. Oi Leonardo, gostei da sinceridade de sua resenha, e eu tenho que dizer, que se já não tinha gostado de Fallen não devo me interessar por este livro, infelizmente ainda não encontrei uma série sobre anjos que me encantasse. A série Hush Hush é boa?

    ResponderExcluir
  2. Oi Leo, eu gosto muito de livros com anjos, mas diante dos fatos que você apresentou, não vou me arriscar.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir