26 de julho de 2015

Tá Na Estante :: 'No Limite do Perigo' #425

POSTADO POR EM 26 de julho de 2015

Oi, gente. Tudo bem?


Olha eu de volta com mais uma resenha pra vocês. Bem provável que já estejam cansados da minha cara por aqui, mas vou continuar aparecendo bastante, hehe. Bora conferir o que achei do livro de hoje?!

Livro: No Limite do Perigo
Série: Pushing The Limits (#03)
Autora: Katie McGarry
Editora: Verus
Páginas: 420
Sinopse: Para todas as pessoas, Rachel Young é a menina que só tira dez, usa roupas de grife e tem uma vida perfeita. Mas ela guarda segredos de seus pais ricos e de seus irmãos dominadores, e acaba de acrescentar mais dois à lista. Um deles envolve apostar corrida contra estranhos com seu Mustang GT em estradas escuras. O outro? Isaiah Walker, um cara com quem ela não deveria nem conversar. Mas, quando o órfão tatuado e com intensos olhos acinzentados vem em seu resgate, ela não consegue tirá-lo da cabeça. Isaiah também tem segredos. A última coisa de que ele precisa é se envolver com uma riquinha que quer passear pela periferia para se divertir — por mais angelical que ela possa parecer. Mas, quando o gosto dos dois pelas corridas de rua coloca ambos em perigo, Isaiah e Rachel têm seis semanas para encontrar uma saída. Seis semanas para descobrir até onde estão dispostos a ir para salvar um ao outro. No novo volume da série iniciada com No limite da atração, você vai conhecer melhor o sombrio Isaiah, além de matar as saudades de Noah, Echo, Beth e Ryan.

Rachel Young é a mais nova de 5 irmãos. O único motivo dela e seu gêmeo Ethan terem nascido é que a primogênita, Colleen, morreu de câncer quando completou treze anos e a mãe queria uma filha. Assim, Rachel é a substituta para Colleen, que era a filha perfeita. O problema é que a garota não é nada do que a mãe deseja, mas todos a obrigam a ser para fazer a matriarca feliz.

O único sossego de Rachel é sair por aí dirigindo seu Mustang. A velocidade lhe conforta e faz esquecer por alguns momentos seus problemas. Rachel é fascinada por carros e entende tudo sobre eles. Só que essa atitude é atípica para uma garota de sua classe social e status. Pra piorar, ela sofre de ataques de pânico quando precisa falar em público e por isso sua reputação não é das melhores. Ela se acha fraca e o instinto de proteção dos irmãos sobre ela só torna tudo pior.

A vida de Rachel muda drasticamente quando ela encontra com dois jovens no posto de gasolina, que a apresentam ao mundo das corridas de arrancada. Testar a velocidade do seu Mustang e ainda conseguir um dinheiro parece algo interessante, mas as ruas não são lugares para uma garota como ela. E é numa estrada deserta, prestes a correr, que ela conhece Isaiah.

Isaiah tem uma péssima reputação nas ruas e só sua imagem já assusta, com suas tatuagens, piercings e cabeça raspada. Ele vive no sistema de adoção desde que sua mãe foi presa, mas há algum tempo saiu da casa dos pais adotivos e foi viver com o melhor amigo, Noah. Os dois estão completamente sem dinheiro e o aluguel está atrasado. Esse é o motivo para Isaiah estar naquela estrada deserta em busca de dinheiro. Mal sabia ele o quanto isso ia afetá-lo.

Após uma denúncia anônima, a polícia vai ao local e todos precisam fugir. Algo em Rachel desperta o instinto protetor de Isaiah e ele a leva para um local seguro. Assim, os dois acabam se aproximando de uma forma que nunca esperavam. Os problemas de Rachel fizeram com que nenhum cara sentisse vontade de se aproximar dela e Isaiah teve uma desilusão amorosa com Beth. Ambos notam a atração que existe ali, mas algo os impede de seguir em frente.

Quando se separam, Isaiah não consegue parar de pensar em Rachel e pensa em ligar para a garota. Só que algo terrível acontece. Sua melhor amiga, Abby, descobre que a denúncia anônima foi uma armação dos garotos que levaram Rachel para correr na estrada, de forma que estes pudessem roubar o dinheiro do maior apostador do local, Eric, que não está nada satisfeito com isso. Eric é perigoso e acredita que Rachel está envolvida na história e fará de tudo para recuperar o dinheiro, usando os métodos mais terríveis para encontrá-la. 

Isaiah não quer ser o laço que levará Eric até Rachel, mas quando o apostador descobre o paradeiro da menina, o badboy precisa entrar em ação para protegê-la. Eric quer os cinco mil dólares perdidos de volta e quer que Rachel o pague. Só que é claro que ela não tem esse dinheiro e nem uma chance de consegui-lo. Assim, Isaiah toma a atitude mais estúpida de toda sua vida: ele assume a dívida de Rachel e promete pagar Eric, com o prazo de seis semanas. Se a dívida não for paga, Isaiah e Rachel sofrerão as consequências.

Dessa forma, Isaiah e Rachel precisam dar um jeito de conseguir a quantia e sanar sua dívida. Não será fácil lidar com tudo isso e ainda compreender o que sentem um pelo outro, mas o prazo é curto e eles precisam focar em conseguir o dinheiro. Mas lembram daquele nosso amiguinho, o destino? Ele tem muitas surpresas para o casal e pode ser que nem todas sejam agradáveis....

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

Quando eu recebi a news do Grupo Editorial Record de julho e No Limite do Perigo estava entre os lançamentos, perguntei se precisava ler os livros anteriores da série para lê-lo. Assim que recebi a negativa, solicitei o livro. Há tempos não lia um bom new adult e esse pareceu ser meu estilo de livro. Me joguei na leitura e até que gostei do que encontrei.

A escrita de Katie McGarry é simplesmente espetacular. Logo nos primeiros capítulos o livro já se torna viciante e tem aquela pegada new adult bem característica, pelo qual sou apaixonado. A narrativa é feita em primeira pessoa, alternando os pontos de vista de Rachel e Isaiah a cada capítulo. Dessa forma, Katie conseguiu desenvolver muito bem os personagens e seus dramas, além de focar apenas no romance.

O que me incomodou um pouco foi o fato de McGarry usar e abusar do clichê. Após ter lido diversos livros do gênero, ainda estou esperando algo que fuja da fórmula "donzela em perigo encontra badboy protetor". Acho que isso caracteriza o livro como new adult, mas tem tantas formas de se desenvolver um enredo que fujam desse padrão, que acabo me incomodando.

Os personagens são extremamente cativantes. Rachel é uma menina doce e extremamente inocente. Era fofo acompanhar suas descobertas e vê-la ultrapassando seus limites em busca do que queria. O problema era que ela só fazia isso quando se tratava de Isaiah. Entendo os motivos dela não se rebelar contra a família, mas era frustrante vê-la aguentar cada barbaridade do pai ou dos irmãos somente pra fazer a mãe feliz. Rachel deixou de viver a própria vida pra ser alguém que queriam que ela fosse e isso não deve ser feito por ninguém.

Isaiah é incrível. De badboy ele tem só a pose. No fundo, o garoto é um cara emocional e fofo e suas cenas ao lado de Rachel eram emocionantes. Imagino que toda garota sonhe em ter um Isaiah em sua vida, apesar das características estereotipadas. Foi fácil torcer pela felicidade dele e começar a odiar Beth (protagonista do segundo livro) por ter partido seu coração.

Os personagens coadjuvantes também conseguiram me conquistar. Abby com seu jeito de moleca pode não ser a mais sensata do livro, mas sua amizade para com Isaiah era real. Ela pode não ser a melhor amiga do mundo, mas estava ali para protegê-lo e a Rachel quando pudesse. Logan, melhor amigo de Ryan e namorado de Beth, que cai de paraquedas na história, também é muito legal. Ele é viciado em adrenalina e ajuda muito Isaiah com os problemas. E o melhor de tudo: Abby e Logan tem um livro só deles.Tem como não amar?

Sobre ter lido o terceiro livro antes dos anteriores, não tenho muito a dizer. Senti falta em pouquíssimos pedaços, mais para entender certas piadinhas internas dos personagens e tal. Katie tentou de toda forma mostrar o máximo possível para o leitor sem dar spoilers e aguçou minha curiosidade para ler No Limite da Atração e No Limite da Ousadia.

A edição física do livro está linda e é bem simples. A capa é uma adaptação da original e retrata bem o que imaginei de Isaiah e Rachel. A diagramação é simples. Todo começo de capítulo conta com o nome do narrador. A revisão está impecável, as folhas são amareladas e a fonte é grande. Palmas para a Verus Editora.

Para finalizar, No Limite do Perigo pode não ter sido o melhor new adult que já li, mas entrou para meus queridinhos. Eu com certeza recomendo essa leitura a todos e vou comprar os livros anteriores para conferir as histórias. Leiam, é uma história que merece ser desfrutada e é perfeita para dar aquela relaxada. 

Beijos e até a próxima!

1 comentários:

  1. Olá leonardo e meninas.
    O blog tá divo. Amei o novo layout.
    Eu estou louca pra ler esse livro por causa do Isaiah. Me apaixonei por ele já no primeiro livro dessa trilogia, e quero conferir a história dele.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir