8 de agosto de 2015

Tá Na Estante :: 'O Voo da Libélula' #433

POSTADO POR EM 8 de agosto de 2015

Oi, gente. Tudo bem?


Mais uma resenha fresquinha saindo pra vocês. O livro da vez é um thriller sensacional lançado recentemente pela editora Arqueiro. Como foi uma leitura dupla, a resenha não podia ser diferente e por isso convidei minha querida amiga, Chrys Audi, do blog Todas as Coisas do Meu Mundo para partilhar comigo essa. Lembrando que o texto normal é meu e a parte em itálico é dela. Bora conferir?!

Livro: O Voo da Libélula
Autor: Michel Bussi
Editora: Arqueiro
Páginas: 400
Sinopse: Na noite de 23 de dezembro de 1980, um avião cai na fronteira entre a França e a Suíça, deixando apenas uma sobrevivente: uma bebê de 3 meses. Porém, havia duas meninas no voo, e cria-se o embate entre duas famílias, uma rica e uma pobre, pelo reconhecimento da paternidade. Numa época em que não existiam exames de DNA, o julgamento estende-se por muito tempo, mobilizando todo o país. Seria a menina Lyse-Rose ou Émilie? Mesmo após o veredicto do tribunal, ainda pairam muitas dúvidas sobre o caso, e uma das famílias resolve contratar Crédule Grand-Duc, um detetive particular, para descobrir a verdade. Dezoito anos depois, destroçado pelo fracasso e no limite entre a loucura e a lucidez, Grand-Duc envia o diário das investigações para a sobrevivente Lylie e decide tirar a própria vida. No momento em que vai puxar o gatilho, o detetive descobre um segredo que muda tudo. Porém, antes que possa revelar a solução do caso, ele é assassinado. Após ler o diário, Lylie fica transtornada e desaparece, deixando o caderno com seu irmão, que precisará usar toda a sua inteligência para resolver um mistério cheio de camadas e reviravoltas. Em O voo da libélula, o leitor é guiado pela escrita do detetive enquanto acompanha a angustiada busca de uma garota por sua identidade. 

Tudo começa com um trágico acidente de avião na madrugada do dia 23 de dezembro de 1980, entre a França. Nesse avião iam a bordo duas meninas de olhos azuis e cabelos loiros mais ou menos da mesma idade. Só uma se salvou, mas qual seria a bebê sobrevivente? Era Lyse-Rose, da rica família Carville, ou Emilie Vitral, cuja família era mais humilde?

As duas famílias, de classes sociais diferentes, enfrentam-se em tribunal para conseguir a guarda da menina e conseguirem provar que se aquele bebê é a Lyse-Rose ou a Emilie, em uma época onde o exame de DNA ainda não existia. O resultado viria dos fatos, mas o tipo sanguíneo das bebês era o mesmo e certas características favoreciam ora os Carville, ora os Vitral. Com a pouca tecnologia da época, não havia muito a ser feito.

Assim, a família Carville contratou o detetive Crédule Grand-Duc, para descobrir quem realmente havia sobrevivido ao trágico acidente. A sra. Carville bancaria toda a investigação e os honorários de Grand-Duc até que sua suposta neta atingisse a maioridade, desde que o investigador encontrasse a resposta.

Dezoito anos se passam e Crédule registrou todo esse tempo em um diário com cerca de 100 páginas, mas ele não está nem perto de encontrar a solução daquele caso. Assim, o homem está determinado a entregar suas anotações a Lylie, a garota que sobreviveu e recebeu esse nome dos jornalistas, unindo seus dois possíveis nomes, e tirar sua própria vida. Porém, antes que ele tome tal medida, o investigador finalmente descobre todo o mistério, mas antes que possa revelar algo, é assassinado.

Lylie, agora com 18 anos, recebe o tal diário com todo relato da investigação. Após a leitura, ela entrega o documento para seu suposto irmão, Marc Vitral, e desaparece. Marc resolve então ir atrás de respostas para desvendar o paradeiro de Lylie, mas sua jornada não será nada fácil. Ele enfrentará pessoas perigosas que não querem que a verdade seja revelada e o que descobrir pode virar toda sua vida de cabeça para baixo. 

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler.

Publicado em 25 países, a obra quatro vezes premiada de Michel Bussi merece todos os elogios. Com uma narrativa recheada de reviravoltas o livro não te deixará dormir.

Com uma grande capacidade de manipular e induzir o leitor a criar teorias e desvendar os mistérios com as poucas dicas que vão sendo dadas em conta gotas. Isso faz a gente virar as páginas incansavelmente, mas também a roer as unhas de vontade de adiantar as páginas e saber o que vem pela frente.

Depois de não conseguir descobrir quem é a verdadeira família de Lylie por quase 20 anos, o detetive é assassinado e com isso, seu diário de anotações é revelado, caindo nas mãos de Marc, que deseja ardentemente que ela não seja sua irmã.

Passamos a leitura toda xingando o autor por nos permitir apenas algumas migalhas de peças para montar esse quebra-cabeças, mas quando chegamos ao final, ao surpreendente final, ficamos boquiabertos com a sagacidade do autor e demos a ele razão de não deixar as coisas tão às claras e tão fáceis como achamos que fossem.

Eu, Chrys, me senti meio perdida com as datas, por mais que no início de cada capítulo elas venham definidas, eu precisei voltar as páginas várias vezes e isso diminuiu um pouco meu ritmo e fiquei um pouco incomodada. Esta é a única razão para o livro não ganhar 5 estrelas e sendo esta uma motivação bastante subjetiva, pode ser exatamente o que faça você, leitor, amar a obra. Leiam é a dica que lhes dou.

Eu, Léo, achei que o livro demorou bem para me prender, precisei ler mais de 150 páginas para me sentir preso ao livro. Contudo, o final valeu super a pena, mostrando que todas as pistas lançadas e a "confusão" a que fomos induzidos eram necessárias. Recomendo a leitura com a ressalva da insistência.

A parte gráfica do livro está impecável, a capa ficou linda e o título como todo leitor adora é diretamente relacionado ao livro e a um personagem em especial. A Editora está de parabéns, pois além de páginas amareladas, a revisão está muito bem feita e a fonte é de um tamanho perfeito.

Agora, resta saber se a adaptação cinematográfica irá fazer jus ao livro. Só podemos adiantar que estamos ansiosos e traremos resenha do filme! Libertem-se do mesmismo e provem autores estrangeiros, tão cheios de boas histórias e excelente técnica.

Beijos e até a próxima!

11 comentários:

  1. Amei essa história, amo thrillers, e esse parece ser um livro excelente, fui lendo a resenha e ficando curiosa pra saber qual dos bebês ela é, e agora o que eu faço? Kkkkkk

    ResponderExcluir
  2. ja tinha ouvido falar desse livro mas nao sabia a historia, adorei a resenha assim, tipo dupla suhsauhas, nao sou mt fa desse genero mas um livro assim eu com certeza iria ler
    tonsdeleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Adoro thrillers e fiquei querendo muito ler esse. Fiquei super curiosa para saber o que vai acontecer, e sobre as respostas que vão aparecer no final.

    ResponderExcluir
  4. Oi Leo, tudo bem? Nossa, fiquei super curiosa com o livro e sobre a verdadeira identidade de Lylie, e o que o detetive encontrou nas suas investigações... parece ser algo realmente importante, para ser tão perigoso. Fico curiosa para entender a relação do título com a história.

    E bom, já sei que talvez a leitura demore um pouco para me preender, mas acho que a insistência vai valer a pena.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  5. Oi,
    Ainda não tinha ouvido falar desse livro. Pela sinopse e a resenha de vocês fiquei super curiosa sobre o livro, com um gostinho de quero mais. Acho que um livro assim é o que preciso no momento. Adoro livros com um suspense, fico doida procurando pistas para tentar descobrir o que o livro esconde. Com certeza irei lê-lo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Nossa! Parece muito bom mesmo!
    Já tinha ouvido falar desse livro mas não tinha me interessado em saber mais.
    Agora estou doida pra ler!
    Adorei a resenha dupla.

    Beijos
    http://www.pensamentoseminstantes.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi queridas!
    Ps: Amei a resenha dupla!
    Eu não sou fãs de Thriller, mas não há como negar que a história parece ser realmente muito interessante.
    Além de que, a capa é linda!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  8. O livro parece ser muito bom e do tipo que eu gosto, espero poder ler e que também me surpreenda. Parabéns pela resenha dupla, adorei.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Gostei demais da sua resenha, o livro parece muito bom!

    ResponderExcluir
  10. Quando li o título logo pensei: 'Esse livro deve ser verdadeiramente péssimo'. Porém, quando li sua sinopse fique de queixo caído. Uma história arrebatadora, acredito eu que envolve suspense, drama e muito mistério. Lerei.

    ResponderExcluir
  11. huuum, muito interessante!! Gostei! Amo esses livros que vamos descobrindo os detalhes aos poucos, apesar de na maioria das vezes, eu não conseguir adivinhar nenhum kkkkk
    a capa também é linda.
    bjs

    ResponderExcluir