Oi, gente. Tudo bem?

Mais uma resenha saindo pra vocês. Terminei a leitura ontem e já corri pra falar o que achei, pra não deixar nenhum sentimento de fora. Vamos conferir?!

Livro: O Lado Feio do Amor
Autora: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Páginas: 336
Sinopse: Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo… apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor.O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.

Quando Tate Collins resolveu mudar-se para São Francisco, afim de focar em sua pós-graduação em enfermagem, precisou pedir hospedagem ao seu irmão até conseguir um emprego e um apartamento para si. Chegando no prédio onde Corbin mora, não só se surpreende com o luxo como encontra um homem bêbado jogado na porta do apartamento.
Corbin estava viajando a trabalho e o desespero toma conta de Tate com o episódio que está vivenciando. Ela liga pedindo ajuda para o irmão e este diz que seu vizinho e melhor amigo irá ajudá-la. A ironia é que o vizinho e o bêbado são a mesma pessoa e Tate precisa ajudá-lo, levando-o para o apartamento de Corbin e deixando-o dormir no sofá.
O homem se chama Miles e parece estar sofrendo demais naquela noite. Tate cuida do belo rapaz até ele pegar no sono e depois vai para seu quarto. Na manhã seguinte, finalmente “conhece” o melhor amigo do irmão e a atração é imediata.
Miles Archer é piloto, assim como Corbin, e é extremamente irresistível. Tate, que é cabeça-dura, a princípio tenta resistir ao charme do rapaz, mas logo se vê caída por ele. Miles não demonstra sentir o mesmo, mas tudo muda no feriado de Ação de Graças.
Como Miles ficaria sozinho no feriado, Corbin o convida para passar com ele e Tate, na casa dos pais. Durante a noite, Tate e Miles se encontram na cozinha e a tensão é palpável. Ele assume que a deseja, mas não quer que ela se apaixone por ele, porque não pode retribuir. Assim, os dois fazem um acordo: vão apenas transar e cada um viver a sua vida. 
Miles tem apenas duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem expectativas para o futuro. Como está louca pelo rapaz, Tate concorda, achando que será fácil ser a “colega de sexo” do piloto, mas nunca esteve tão enganada em sua vida. Conforme mais tempo ela e Miles passam juntos, mais Tate se envolve e se apaixonar pode ser um erro fatal para essa relação.
Algo aconteceu no passado de Miles, seis anos antes, e isso o fechou para qualquer tipo de sentimento positivo, fazendo com que ele criasse muralhas ao redor de si mesmo, totalmente impenetráveis. Só que Tate está disposta a derruba-las e Miles sabe quão vulnerável fica perto da garota. 
Dessa forma, cabe aos dois enfrentarem suas escolhas e medos e vivenciar essa paixão arrebatadora. Entretanto, a missão de Tate não será nada fácil e ela não só conhecerá o lado feio do amor, como precisará deixá-lo belo para ser feliz novamente.
Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!
Colleen Hoover é aquela autora que eu leio até a lista de compras da farmácia, então assim que O Lado Feio do Amor chegou aqui em casa, tratei de le-lo. Ainda assim, a surpresa foi tremenda pelo que encontrei durante a leitura, que me apaixonei ainda mais pela autora, se é que isso é possível.
Esse livro não tem nada de inovador, em questões de enredo. É mais um romance da garota que se apaixona pelo garoto que não quer se apaixonar. Só que o modo como Colleen desenvolveu a trama e os personagens, fez com que parecesse o enredo mais original de todos.
A narrativa é alternada entre Tate e Miles a cada capítulo, em primeira pessoa. Porém, enquanto Tate narra o presente, Miles narra sua história de seis anos antes e aos poucos, conforme a relação dele com Tate vai avançando, vamos descobrindo mais sobre seu passado e os motivos de ele ser como é. Achei isso incrível!
Os personagens foram muito bem desenvolvidos. Tate é bem o tipo de protagonista que eu gosto. Forte, decidida e intensa. Foi amor à primeira vista, mas em alguns momentos tive vontade de dar uns tapas nela. Em certas situações achei que ela foi complacente demais, passiva demais, e isso me incomodou um pouco.
Miles creio que seja o personagem mais profundo de Colleen. Ele é um homem jovem que levou muitas rasteiras da vida e isso o destruiu por dentro, mas a imagem que reflete por fora é como se nada o tivesse abalado. E, ao contrário de Daniel, Holder e até mesmo Will, Miles me conquistou logo de cara e eu torci muito por sua redenção.
Colleen usou bastante de cenas mais picantes nesse livro. Como vocês já devem saber, não sou muito fã disso, mas a autora foi tão sutil e implícita que deixou tudo mais sensual e provocante do que propriamente erótico. É um nível acima dos outros new adults de Colleen e confesso que gostei bastante. A química entre Miles e Tate é inegável.
Sobre o final, achei que Colleen pecou um pouco. Achei tudo rápido demais, simples demais. O modo como sabemos finalmente o que aconteceu no passado de Miles soou um tanto desesperado pra mim, mas nem por isso deixou de me emocionar. Aliás, o livro todo é emocionante.
A edição física está muito bem trabalhada, mas com algumas ressalvas. A capa é maravilhosa. O nome da autora e as bolhas são em alto relevo. A diagramação é simples e a fonte é grande. Meu problema foi com as folhas brancas e a revisão. Encontrei muitos erros durante a leitura e isso me incomodou um pouco, além de que o reflexo nas páginas não facilitava em nada para ler. 
Pra finalizar, O Lado Feio do Amor leva cinco estrelas e entra para os meus favoritos. Eu com certeza recomendo essa leitura a todos. Os fãs de Colleen Hoover vão amar e aqueles que ainda não são fãs, leiam, vão se apaixonar assim como eu. 
Beijos e até a próxima!

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário

5 Comentários

  • Elaine Lima
    13 outubro, 2015

    Sou apaixonada pela Colin, mas Métrica ainda é meu livro favorito dela, Uggly love é muito lindo e me incomodou muito as páginas serem brancas.

  • Milena Soares
    09 outubro, 2015

    Já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse, e agora depois de ler essa resenha fiquei ainda mais ansiosa em conferi essa história que parece mesmo ser excelente.

  • Estante Diagonal
    09 outubro, 2015

    Leo! Eu preciso ler este livro, é tanta resenha maravilhosa (como a sua) falando bem dele. Só li Um Caso Perdido e me apaixonei! Sei do potencial da Colleen e estou ansiosa! Mas tbm quero conhecer Métrica, ou seja, preciso devorar tudo que esta mulher escreve! Hahha

    Beijos Joi Cardoso
    estantediagonal.com.br

  • Rennan Carlos
    05 outubro, 2015

    Ótima resenha! O livro deve ser muito bom.
    http://resenhandoslivros.blogspot.com.br/

  • Gel Borges
    04 outubro, 2015

    Amo a Colleen, amo o livro e amei a resenha!
    Se não tivesse lido, leria com certeza!
    Parabéns!
    Abraços!