27 de outubro de 2015

Tá Na Estante :: 'O Lobisomem do Pântano da Febre' #469

POSTADO POR EM 27 de outubro de 2015

Olá, pessoal. Tudo bem??


Hoje a resenha é de um livro que vai para as telonas e que eu garanto que vocês irão amar!

Livro: O Lobisomem do Pântano da Febre
Série: Goosebumps #12
Autor: R. L. Stine
Editora: Fundamento
Páginas: 81
Compre: SaraivaSinopse: Tem alguma coisa esquisita acontecendo no Pântano da Febre. Alguma coisa realmente horrível.Tudo começou com uns uivos esquisitos à noite. Depois, aquele coelho apareceu todo despedaçado.Todos pensam que o novo cachorro de Grady é o culpado. Afinal, ele parece um lobo.Mas Grady sabe que seu cachorro não tem nada de diferente. Além disso, cachorros não somem à meia-noite nem se transformam em criaturas apavorantes em noites de Lua cheia.Ou será que eles fazem isso?...

Os pais de Grady Tucker são cientistas. Por isso, a família foi obrigada a se mudar de Vermont para os pântanos da Flórida, de forma que eles pudessem descobrir se os veados pantaneiros da América do Sul podiam se adaptar aos pântanos americanos.

Grady tem doze anos e a mudança não foi muito favorável para ele, mas não tanto quanto para sua irmã, Emily, de dezesseis. Os dois precisaram se acostumar com o calor infernal e ficar longe dos seus amigos. Além disso, durante a noite é praticamente impossível dormir. Uivos sombrios percorrem a noite e ninguém sabe qual a criatura é responsável por tal barulho.

Explorando o pântano, Grady conhece o misterioso "ermitão" que lá vive. O homem não faz contato com a população da região há anos e persegue o garoto na primeira vez que se encontram, o que deixa Grady extremamente apavorado.



A situação de Grady melhora quando ele faz amizade com seu vizinho Will, da mesma idade que ele, e com Lobo, um cachorro gigante que se aproxima do garoto instantaneamente. Ninguém sabe a quem Lobo pertence e por isso Grady o adota de bom grado.

Algum tempo depois, um coelho aparece destroçado no quintal e todos acreditam que Lobo é o responsável por tal atrocidade. Entretanto, Grady acredita piamente que o cachorro é inocente, embora não consiga pensar quem seja o verdadeiro culpado.

Cassie, uma menina que mora ali perto, tem sua própria teoria. Ela acredita que o ermitão do pântano é na verdade um lobisomem e que ele tem sido o responsável por todos os incidentes estranhos que vem acontecendo por ali.

À princípio Grady acha que Cassie está louca, mas quando um morador, conhecido por caçar no pântano, desaparece misteriosamente, o garoto começa a pensar que a menina pode estar certa. Se existe mesmo um lobisomem, isso significa que Lobo é inocente, certo?

Assim, Grady, ao lado de Will e Cassie, investigará o que realmente acontece nas noites de lua cheia, mas a experiência não será nada simples, podendo colocar todos em risco.

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!



Eu acompanhava a série Goosebumps fielmente quando tinha meus doze anos (nos longíquos anos de 2009). Cada vez que um livro novo era lançado eu fazia questão de comprar, mas como eram muitos, acabava perdendo um ou outro. Então, quando a Fundamento ofereceu um livro da série para resenha, tratei de pedir um que não tinha lido ainda, para reviver minha infância.

A escrita de R. L. Stine é voltada para o público infantil mesmo. Os diálogos são um tanto simples demais, há muita descrição e poucos detalhes, mas mesmo assim é cativante. Eu sempre acabava um livro pedindo por mais e dessa vez não foi diferente. Deu vontade de reler toda coleção.

O que posso dizer é que a série Goosebumps segue uma "forma de bolo" e todos os livros tem algo em comum. Tenho meus preferidos e meus não tão queridos. O Lobisomem do Pântano da Febre ficou no meio. A história demorou um pouco a engatar, mas o final foi extremamente satisfatório, apesar de previsível.

Os personagens de Stine são sempre cativantes. Grady é um ótimo protagonista. Aos doze anos, o garoto é bastante maduro para a idade e a relação dele com a família é ótima. Stine quase sempre opta por deixar os pais dos seus livros "no escuro" em relação aos mistérios e dessa vez senti que poderia ter sido diferente.

Sobre a diagramação, o livro segue o mesmo padrão da série, com os números dos capítulos coloridos dentro de uma "gosma", que representa o título da série. A capa é bem instigante, apesar de dar um pequeno spoiler sobre o livro. As páginas são brancas, mas naquele material de revista, e a fonte é bem grande.

 O Lobisomem do Pântano da Febre é um livro voltado para crianças, mas que acho que pode agradar todos os públicos. Eu recomendo sim a leitura, não só desse livro, como de todos da série. E lembrem-se, o filme chega às telonas no próximo dia 22.

Beijocas e até a próxima!!

0 comentários:

Postar um comentário