8 de outubro de 2015

Tá Na Estante :: 'A Vingança de Mara Dyer' #458

POSTADO POR EM 8 de outubro de 2015

Oi, gente. Tudo bem?


Hoje vim contar pra vocês o que achei do desfecho de uma das minhas trilogias favoritas. Vamos conferir?!

Livro: A Vingança de Mara Dyer
Série: Mara Dyer (#03)
Autora: Michelle Hodkin
Editora: Galera Record
Páginas: 378
Sinopse: A série mescla paranormalidade, conspiração e romance para contar a história de uma adolescente com poderes especiais. Elogiada pelas autoras das séries Divergente e Instrumentos Mortais, Michelle Hodkin cria aqui uma trama surpreendente, onde nada é o que parece. Depois de descobrir que consegue matar apenas com o pensamento, assim como seu namorado é capaz de curar com a mesma facilidade, Mara Dyer é capturada por uma inescrupulosa médica, que a faz passar por uma série de testes e experimentos. Mas Mara não está sozinha. Outros jovens com poderes igualmente extraordinários são usados como cobaia. Com a ajuda deles, e de um velho inimigo, ela consegue fugir e parte em busca de vingança.

Mara Dyer está presa na No Name Island, no temível complexo da Horizontes, "clínica" liderada pela Dra. Kells. Ela não tem noção nenhuma de tempo ou do que acontece. Noah está morto, nada mais faz sentido. Mara é uma cobaia dos experimentos malucos de Kells e seu poder, antes tão temido, não pode ajudá-la a escapar.

Para surpresa da garota, um dia ela acorda e encontra seu algoz, Wayne, assistente de Kells, morto no chão. Sua barriga está tão dilacerada que os órgãos caem para fora. Ao lado do corpo há uma gravador e no chão, escrito em sangue, "ouça-me". A fita é uma mensagem de ninguém menos que Jude.

Jude afirma que ele mesmo matou Wayne para ajudar Mara a escapar. Ela só precisa arrancar o olho esquerdo do homem para os scanners de retina serem desativados e então poderá escapar. Jude também diz que Noah está vivo, ao contrário do que Dra. Kells afirmava, e isso convence Mara a fazer o que é necessário para fugir e encontrar seu amor.

Logo Mara depara-se com seus amigos, Jamie e Stella, que também estavam presos na Horizontes. Jude dizia na mensagem que no escritório de Kells havia um mapa que os ajudaria a fugir da ilha e chegarem em segurança ao continente. Junto do mapa, os amigos pegam alguns documentos e arquivos sobre os experimentos.

Fugindo da ilha, Mara, Jamie e Stella precisam usar de toda sua esperteza e seus talentos para poderem voltar para Miami e descobrir quem está por trás da Dra. Kells e seus experimentos e qual o motivo para ela tê-los capturado. O problema é que Mara não está nada bem. Sua determinação em encontrar Noah é seu estopim, mas a cada dia que passa, ela está mais debilitada e mais certa de que está louca.

Confundindo realidade com delírio, Mara precisa se esforçar para ajudar seus amigos antes que algo terrível aconteça. Sua habilidade de matar com apenas um pensamento está neutralizada e o tempo está se esgotando. Cercados de perigos, os amigos sabem que a conclusão se aproxima, mas estarão eles preparados para as respostas que virão?

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

O que eu posso dizer sobre Mara Dyer? Essa é uma das trilogias mais fantásticas que já tive o prazer de ler e agradeço a Galera Record até hoje por tê-la lançado aqui no Brasil. Esse último livro era um dos lançamentos mais esperados por mim para esse ano e a espera valeu cada segundo.

Michelle Hodkin criou uma trama onde muita coisa não fazia sentido e agora, no seu desfecho, não só fechou todas as pontas como apontou uma explicação plausível para tudo que aconteceu. Detalhes que achei irrelevantes nos volumes anteriores tinham muita importância e tudo finalmente fez sentido. Estou apaixonado.

Mais uma vez a narrativa é feita em primeira pessoa, na visão de Mara. Nossa protagonista está extremamente instável e conhecemos seu lado mais sombrio, mais psicótico, e eu amei cada segundo dessa experiência. Mara não deixou de ter medo, mas aprendeu a usá-lo a seu favor.

Além disso, podemos acompanhar mais algumas cenas da época da avó de Mara, narradas pela mesma. Assim conseguimos saber mais sobre o passado da Mara avó e Michelle foi nos guiando desde lá até a época atual, onde muitas respostas foram dadas e mistérios resolvidos. Mara avó teve muita importância nos acontecimentos e ligações com personagens que menos esperávamos.

Sem Noah, achei que esse livro ia cair em uma mesmice sem tamanho. Entretanto, meu badboy favorito foi "substituído" por Jamie e Stella e a experiência foi interessante. Não foi a melhor troca, mas os dois amigos de Mara são extremamente leais e ajudam a garota sempre que necessário. Jamie trouxe um lado cômico ao livro, com referências à cultura pop e piadas sarcásticas. Stella é a voz da razão. Ela sofreu muito no passado e por isso não deixa mais as emoções lhe guiarem. Gostei desse destaque para ela.

O desfecho foi surpreendente. Quando descobri quem era o financiador de Kells, meu queixo caiu. Eu saí gritando pela casa em meio a um surto. Não esperava que fosse essa pessoa, tampouco seus motivos. E até isso fez sentido. Estou morrendo porque o livro fez sentido e vou repetir muito isso.

Já vi vários comentários blogosfera afora dizendo que o terceiro livro foi uma decepção porque nada foi explicado. GENTE! Como assim?! TUDO FEZ SENTIDO! É difícil falar sobre o enredo sem dar spoilers. Cada página possui uma informação necessária para o entendimento do final e não quero estragar a surpresa de ninguém.

Também é muito difícil me despedir dessa trilogia que gosto tanto. A espera era uma agonia só, mas saber que ano que vem não terá outro volume, eu choro. Já quero spin-off, livros pela visão do Noah, passado do Jude e outras coisas mais.

Falando em passado do Jude, esse último livro também revela quem ele é de verdade e o que aconteceu naquela noite no sanatório. Esse foi outro motivo pro meu surto "OMG, que livro FOD*". Conhecer mais sobre Jude provou que o garoto não é tão vilão na história como parecia. Confesso que fiquei com pena dele.

A edição física do livro está excelente. A capa é uma adaptação da original e acho que minha favorita da trilogia. Tinha ficado desgostoso com o título nacional, queria A Retribuição de Mara Dyer, mas depois de ler, achei que A Vingança fez mais sentido. A revisão está impecável. Galera Record fez um trabalho incrível dessa vez, palmas para eles. A diagramação é simples, a fonte é grande e as páginas são amareladas.

A Vingança de Mara Dyer foi um final digno e mereceu o posto de favorito e cinco estrelas. Essa série é maravilhosa e merece mais destaque do que tem. Por isso digo a todos vocês: se joguem. Tenho certeza de que não vão se arrepender.

Beijos e até a próxima!

0 comentários:

Postar um comentário