Olá, Mates. Como estão?

Desculpem o sumiço, mas eu sou assim: sumo e apareço. Hoje trago resenha do livro de uma autora queridinha pelo mundo literário. Espero que gostem.

Livro: A Lista
Autora: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384
Sinopse: Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente.Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira.Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.

Kitty Logan é uma jornalista da revista Etecetera e está vivendo uma situação complicada em sua carreira. Ela, que nunca imaginou conquistar o disputado emprego na revista Irlandesa, comete uma atitude ingênua a qual poderá detonar sua carreira. Buscando alçar novos voos em sua carreira, Kitty começa a trabalhar para um programa de televisão e impulsivamente acusa falsamente uma pessoa. 
Ela acaba por arcar com as consequências de seu ato e, é claro, leva sua vida pessoal para o fundo do poço num estalar de dedos. Constance, sua melhor amiga, está internada em estado terminal. Cada vez mais debilitada ela acaba lhe contando sobre um envelope com a ideia de uma matéria que guardado em seu escritório e pede que ela pegue e leve para ela. Nesse envelope encontra-se uma lista com cem nomes, e Constance diz que uma matéria deve ser escrita sobre aquelas pessoas.

Constance não teve tempo de explicar o propósito por trás da lista, e Kitty encontrou-se perdida sem sua melhor amiga e com aquele envelope sem nenhuma instrução dentro. Ela acaba aceitando aquilo como um presente de despedida de sua amiga, o que pode lhe ajudar com sua carreira e despertar em si o amor pelo jornalismo novamente e, é claro, ser também uma forma de homenagear a vida de sua amiga.
Kitty leva tal ideia aos seus chefes e recebe um prazo de quinze dias para descobrir o que está por trás dessa lista e qual é a relação por trás daquelas pessoas, e como aquilo pode vir a mudar a vida de sua vida.

Sem o emprego na televisão, com sua carreira decaindo e sendo pressionada pelos seus chefes na revista; essa matéria torna-se a sua chance de conseguir reerguer-se. Ela só não sabia que iria encontrar muito mais por trás dessa investigação.
Cecelia Ahern é uma deusa dos romances. P.s. Eu Te Amo (resenha) e Simplesmente Acontece são de longe, seus trabalhos mais reconhecidos pelo público, e os meus favoritos. Ter a chance de ler A Lista foi fantástico para conhecer melhor o trabalho de Ahern além dos seus trabalhos adaptados para o cinema.
O livro é narrado em terceira pessoa, mantendo a leveza e suavidade romântica de Cecelia. Entretanto, a história não me envolveu tanto quanto os outros romances aos quais li da autora.  A leitura é fluida, os personagens cativantes (algo típico de Cecelia e vamos já já falar disso) e a história é interessante, contudo faltou um gancho, algo que me enfeitiçasse inteiramente ao romance.

Veja bem: eu gostei muito do livro, mas fiquei com uma sensação de que faltou algo aqui, sabe? O livro tem dezenas de camadas com todas as suas histórias paralelas, mas no fundo, é sobre Kitty que queremos saber e no fundo ela é apenas um peão durante todo o romance. Isso é ruim? Não. Mas alguns leitores podem esperar um pouquinho mais de nossa protagonista.
Como disse, existem muitos personagens no romance com diversas histórias, uma mais encantadora e tocante do que a outra, todavia a autora não as desenvolve. Elas as apresenta como uma camada da história de Kitty e a sua investigação (que não deixa de ser a investigação do leitor também).

A editora, como de costume fez uma ótima edição do livro com uma diagramação bonita e uma revisão impecável. A leitura é agradável graças ao tamanho generoso das fontes e a folha amarelada (obrigada, Novo Conceito, por amar os míopes!) e quanto a capa, não curti muito não (minha opinião), mesmo que ela tenha ligação com o romance.
O livro é sensacional! Cecelia sabe envolver seu leitor com um romance do cotidiano com uma mensagem tocante, uma pitada de romance, aventura, mistério e a boa velha comédia. Recomendo a todos os amantes da autora e aqueles em buscam de um romance com uma bela mensagem.

Beijos e até a próxima!!!!

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário

1 Comentário

  • Juliana Cristina
    19 novembro, 2015

    A capa desse livro realmente é maravilhosa! Já segurei ele pra comprar, mas acabei desistindo sabe-se lá por que rs. Nunca li nenhum livro da autora, mas me interessei por causa da sua resenha. Quem sabe né, afinal logo tem Black Friday!
    Abs!
    http://ohqueridavalentina.blogspot.com.br/