26 de janeiro de 2016

Tá Na Estante :: 'Um Beijo Inesquecível' #499

POSTADO POR EM 26 de janeiro de 2016

Heeey, gente. Tudo bem??




Acho incrível o poder que eu tenho de esperar meses por um livro e, quando ele chega, devorá-lo em poucas horas só para morrer esperando pelo próximo. Por favor, digam-me que não sou a única. Aconteceu isso com Um Beijo Inesquecível e hoje vou contar para vocês o que achei da história.

Livro: Um Beijo Inesquecível
Série: Os Bridgertons #07
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Comprar: Submarino Americanas SaraivaSinopse: Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente. Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga.Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele.Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples – e de tão complicado – quanto um beijo.

Hyacinth Bridgerton é a caçula de oito irmãos. Inteligente e franca, os cavalheiros fogem da moça que, com certeza, não irá tolerar suas mentiras após o casamento. Por isso, ela já está em sua quarta temporada e sem nenhuma perspectiva de um bom marido.



A jovem é amiga íntima de Lady Danbury, uma senhora de língua afiada que é o retrato do futuro de Hyacinth. Em um recital, na companhia de Lady D. e Penelope Bridgerton, cunhada da jovem, a caçula dos Bridgertons conhece Gareth St. Clair, neto de Lady Danbury.


Gareth sempre foi um homem muito fechado, mal frequentando os bailes da sociedade, mesmo estando na idade de encontrar uma esposa. Após a morte do irmão mais velho, agora ele é o herdeiro do título do pai. Porém, um segredo que ele e o pai guardam põe em risco esse título todo santo dia. Esse segredo também foi o principal motivo para que ele se afastasse de seu pai e mesmo após dez anos esse assunto ainda é comentado na sociedade.




Em busca de descobrir mais sobre seu passado, assim que St. Clair recebe o diário de sua falecida avó Italiana, não pensa duas vezes antes de correr atrás de alguém para traduzi-lo. Esse alguém está debaixo do seu nariz. Haycinth!

A relação dos dois já vinha sendo amigável graças a alguns eventos onde se encontraram. Era visível o interesse que Lady D. e a Senhora Bridgerton, mãe de Hyacinth, tinham no casamento dos dois. A tradução do diário só veio para dar um empurrãozinho a mais.

Com o passar do tempo, ambos percebem que o que sentem um pelo outro vai além da amizade, que os pequenos gestos despertam desejo e paixão e que fugir disso está sendo quase impossível. Porém, o medo de Gareth estragar o futuro de Hyacinth e o próprio medo dela de perder a liberdade acaba inibindo-os de declararem seus sentimentos.



Mais uma vez Julia Quinn arrasa com uma narrativa incrível e uma história viciante. Hyacinth não foi uma personagem muito falada nos outros livros da série, por isso, foi um enorme surpresa conhecê-la nessa história. Eu tinha uma visão completamente diferente da mocinha.

A jovem Bridgerton conseguiu ser uma das mocinhas mais encantadoras da série. Ela é forte e decidida, inibe os homens graças à sua inteligência, a mesma que a aproxima ainda mais de Garteh. Quando recebe o diário da avó de St. Clair e descobre um segredo que pode auxiliar o jovem a recuparar sua herança que ainda nem chegou, mas já é falida, ela não pensa duas vezes antes de ajudá-lo em todos os passos dessa descoberta.

Garteh, por sua vez, é um personagem ímpar. Galante, daqueles que conquistam corações sem fazer a mínima noção de que o está fazendo. Porém, ao lado de Hyacinth, ele esquece-se das etiquetas e eles agem como nenhum casal de amigos deve agir. Entretanto, é essa liberdade que um tem com o outro que os aproxima ainda mais.



Quando um beijo acontece, eles tem certeza que estão indo pelo caminho certo, apesar dos medos. Ele a deseja, mesmo que ela seja completamente diferente das mulheres que despertam esse sentimento nele. Talvez porque esse sentimento veio acompanhado de uma paixão avassaladora. A partir desse beijo nada será igual.

É o livro mais bem-humorado da saga. A implicância entre eles nos gera altas gargalhadas, além dos comentários nada convenientes de Lady Danbury e da própria Senhora Bridgerton. Apaixonante também é uma ótima característica para descrevê-lo. Prepare-se para altos suspiros no decorrer da leitura.



O epílogo é o mais legal de toda a série. Dá pra ter uma boa noção da vida deles a partir dali, além de conseguir rir e se apaixonar mais um pouquinho, só para nos encantarmos mais. É o sétimo livro da série, mas você não precisa ler os anteriores. No entanto, garanto que irá amar ler todos.

Beijocas e até a próxima!!!

0 comentários:

Postar um comentário