27 de junho de 2016

[Semana LGBTQA+] :: Quem é David Levithan?

POSTADO POR EM 27 de junho de 2016

Heeey, gente. Tudo bem??


Hoje vamos começar uma semana especial aqui no blog para falar sobre a literatura LGBT, um gênero que só vem crescendo no mercado editorial, mas que ainda sofre um certo preconceito, resultado da homofobia, que - infelizmente - ainda é muito constante no Brasil.



Nossa ideia é apresentar a literatura LGBT, mostrando que os livros não passam de romances onde os protagonistas são do mesmo sexo. Sendo assim, qual a necessidade de tanto chega pra lá com esses livros? Cabeça aberta, meu povo!! 

Para começar resolvemos falar sobre o David Levithan, um dos precursores da literatura LGBT no mundo e que trouxe para cá obras incríveis que apresentou esse tipo de romance para diversos públicos, desmistificando um pouco tudo o que se pensava acerca do gênero. 

David Levithan é norte-americano e editor de livros infantis, seu primeiro livro lançado foi Boy Meets Boy (em português Garoto Encontra Garoto, lançado pela Galera Record), em 2003. O livro é um infanto-juvenil que aborda um casal gay, Paul e Noah. O foco de David é esse, escrever livros sobre gays, para jovens, de forma que tire toda o estigma de que relacionamentos gays são errados ou não convencionais. Em seus livros, Levithan trata o relacionamento como algo simples, normal. Como deve ser tratado, né?



Meu primeiro contado com o autor foi com o livro Will & Will - Um nome, um destino, lançado no Brasil em 2013 pela Galera Record. O livro conta sobre dois garotos que se chamam Will Grayson e que em um determinado momento da vida se encontram. Um é gay, o outro não, mas isso pouco importa para eles. Nesse livro estamos mais focados na relação de amizade, independente das diferenças, que são mais que comuns. O livro foi escrito em parceria com John Green, e cada um narra a vida de um Will. 



Depois que li esse livro, fiquei ainda mais confusa acerca da forma como o preconceito é validado dentro da nossa sociedade. Afinal, no livro, o relacionamento de um dos Will Grayson com seu namorado, e amigos, é a coisa mais normal do mundo. Então por qual motivo é tudo tão abominável para os olhos de alguns?

A intenção desse post não é apenas enaltecer Levithan como autor, por mais que ele mereça. É mostrar que, mesmo de forma indireta, ele foi o precursor da literatura LGBT aqui no Brasil e deu espaço para muitas novas obras com essa temática serem trazidas para o nosso idioma, assim como autores nacionais tiveram finalmente seu reconhecimento.

Acredito que a intenção de David Levithan, e de muitos outros autores que iremos apresentar por aqui, é mostrar exatamente isso. Ser gay é normal! Os relacionamentos são normais, a vida é normal. É tudo normal, meu povo!



Espero que aproveitem a nossa semana especial e aguardo os comentários de vocês em todas essas postagens. Embarquem nessa com a gente!

Beijocas e até a próxima!!!
***
Esta postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique aqui e saiba como participar.

9 comentários:

  1. Olá!
    Ainda não li nenhum livro desse autor, mas na minha lista está Will & Will. O preconceito sobre o tema ainda é muito grande e essa será nossa realidade por um bom tempo. Mas tomara que essas obras venham a ajudar a diminuir esses pensamentos pequenos e maldosos das cabeças de algumas pessoas. Que a leitura abra uma nova visão sobre o tema, com mais humanidade. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Adorei as dicas, gosto de livros que abordam esse tema. Já li resenhas sobre esses livros que vc citou e a vontade de ler aumentou.
    Beijos.

    http://as-coisas-mais-doces.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nenhum livro desse autor, e acho que só li um, com a temática LGBT, pelo fato de que não se tem muita informação sobre livros nesse estilo.

    ResponderExcluir
  4. Essa semana será mais que especial! principalmente por abordar um tema que infelizmente muitos ainda não aceitam, acho o David um excelente autor do gênero, abordando ele de maneira natural, como deve ser

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Olá, Barbara.
    Bem legal essa semana aqui no blog. Eu conheço o David desde o livro Todo dia e amei o livro e sua escrita. O interessante é que não sabemos o que o personagem é, somos obrigados a ver ele por dentro. Agora Will & Will eu não gostei. Talvez pela escrita do Green que não sou muito fã. Espero que essa semana seja um sucesso.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Oi Barbara.
    Eu li Todo dia do David e desde então sou fã da sua escrita.
    Não li Will & Will pois não tinha me interessado pela sinopse e por que havia sido escrito em parceria com John Green (já li alguns livros dele e não consigo gostar). Pretendo ler Garoto encontra Garoto.

    Acho que as pessoas deviam dar uma chance para todo tipo de leitura, depois avalia se gosta ou não. Não é preciso impor a sua opinião, e sim respeitar a opinião dos outros.

    ResponderExcluir
  8. Tenho "Will & Will" e quero os outros livros dele. Indico pra vocês o livro "Outra Cor Para o Amor". Eu li o primeiro capítulo e gostei muito. É da mesma temática. O amor sempre vence.

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Quero faz tempo ler Will e Will mas nunca tive essa oportunidade. Muito legal esse trabalho que o David faz em divulgar essa literatura, tentando desmistificar esse tema.
    Beijos.

    ResponderExcluir