Heeey, gente. Tudo bem?

Vocês viram lá no canal que recebi meu primeiro pacote da DarkSide Books e hoje vim contar o que achei do livro que recebi, meu primeiro contato com a editora!

Livro: A Menina Submersa – Memórias
Autora: Caitlín R. Kiernan
Editora: DarkSide Books
Páginas: 320
Sinopse: ‘A Menina Submersa – Memórias’ é um verdadeiro conto de fadas, uma história de fantasmas habitada por sereias e licantropos. Mas antes de tudo uma grande história de amor construída como um quebra-cabeça pós-moderno, uma viagem através do labirinto de uma crescente doença mental. Um romance repleto de camadas, mitos e mistério, beleza e horror, em um fluxo de arquétipos que desafiam a primazia do ‘real’ sobre o ‘verdadeiro’ e resultam em uma das mais poderosas fantasias dark dos últimos anos. Considerado uma ‘obra-prima do terror’ da nova geração, o romance é repleto de elementos de realismo mágico e foi indicado a mais de cinco prêmios de literatura fantástica, e vencedor do importante Bram Stoker Awards 2013. A autora se aproxima de grandes nomes como Edgar Allan Poe e HP Lovecraft, que enxergaram o terror em um universo simples e trivial – na rua ao lado ou nas plácidas águas escuras do rio que passa perto de casa -, e sabem que o medo real nos habita. O romance evoca também as obras de Lewis Carrol, Emily Dickinson e a Ofélia, de Hamlet, clássica peça de Shakespeare, além de referências diretas a artistas mulheres que deram um fim trágico à sua existência, como a escritora Virginia Woolf.

Em A Menina Submersa – Memórias nós somos apresentados a India Morgan Phelps (Imp), uma garota na casa dos 20 que sofre de um transtorno mental chamado de esquizofrenia desorganizada, uma doença que impede que o portador consiga distinguir o real do imaginário. Filha e neta de mulheres esquizofrênicas e suicidas, Imp (que no folclore significa um ser mitológico semelhante a uma fada ou um demônio) nos conta sua história de fantasmas da maneira que sua mente interpreta, nos obrigando a questionar o que é real e o que não é.

Esse livro é o que é, o que significa que ele pode não ser o livro que você espera que seja.

O pontapé inicial da história é dado quando Imp conhece Abalyn, uma garota que está sendo despejada por sua ex-namorada, e a leva para seu pequeno apartamento. Abalyn trabalha para um site escrevendo resenhas de jogos e passa boa parte do dia em frente a uma tela e por esse motivo não pode acompanhar Imp em seu passeio noturno.


Em certo momento na rodovia, India avista a figura de uma mulher nua, molhada e parada na beira da pista e a leva para casa. Eva Canning, a garota da rodovia (ou seria ela uma sereia? Ou quem sabe um lobo?), é a razão da existência dessa história.

‘Vou escrever uma história de fantasmas agora’, ela datilografou.
‘Uma história de fantasmas com uma sereia e um lobo’, datilografou mais uma vez.
Eu também datilografei.

Antes de mais nada, eu serei completamente honesta e deixarei bem claro que não confio na minha capacidade de descrever esse livro da maneira que ele merece, mas darei o meu melhor.

O texto inicialmente é a representação escrita de fatos que aconteceram em 2008, escritos 2 anos e alguns meses no futuro, mas que viaja entre o passado e o presente.
O livro é certamente uma narrativa sobre a lenta e envolvente história das assombrações de Imp, das suas memórias de Eva Canning, sua relação com sua amada Abalyn Armitage e sua relação consigo mesma. Porém ao mesmo tempo o livro é uma história de histórias – ou de arte em geral. É uma história construída com outras histórias e que contém milhares de pequenos mistérios, que podem ser lidos como um todo ou como fragmentos sem relação alguma.

A autora também trata de temas como homossexualidade e transexualidade de uma forma extremamente natural e sem se desviar do foco principal. E ao realizar algumas pesquisas sobre a autora, descobri que ela própria é transexual e lésbica, o que explica a naturalidade.

Fantasmas são essas lembranças fortes demais para serem esquecidas, ecoando ao longo dos anos e se recusando a serem apagadas pelo tempo.

Por se tratar de uma personagem esquizofrênica, a escrita é um tanto quanto complexa e pode muitas vezes dar um nó em seu cérebro, pois durante toda a leitura nós somos apresentados aos fatos da maneira que eles são processados por Imp. Eu não sou familiarizada com a doença e não tenho a mínima ideia de como ela é manifestada, porém acredito que a autora tenha representado o transtorno da maneira mais realista possível.
O livro é extremamente rico em questão de referências, sejam elas a histórias sombrias como a Floresta dos Suicidas no Japão e o assassinato da Dália Negra ou a grandes autores como Virginia Woolf, H. P. Lovecraft e Edgar Allan Poe. Porém algumas personalidades, como Phillip George Saltonstall pintor da tela A Menina Submersa e Albert Perrault pintor da tela Fecunda Ratis, foram criadas pela a autora. Mas a perfeição dos detalhes presentes nas descrições dessas personalidades nos fazem duvidar que sejam realmente personagens fictícios.

[…] assombrações são memes, em particular, transmissões de ideias perniciosas, doenças contagiosas sociais que não precisam de hospedeiro viral nem bacteriano e são transmitidas de milhares de modos diferentes.

Em questão física não tem nem muito o que falar, a DarkSide novamente arrebentou na qualidade do livro. Acabamento perfeito, ilustrações no início dos capítulos e também no decorrer do texto em alguns capítulos. A edição limitada ainda conta com capa dura bem simples, mas muito linda, assim como o corte do livro é num tom de rosa pink.

Em alguns momentos encontrei erros de revisão, porém acredito que não sejam erros de revisão da editora, e sim erros na própria história contada por IMP.
Eu espero que vocês tenham gostado, se tiverem qualquer dúvida deixem aqui nos comentários que eu terei o prazer de responder. 
Beijocas e até a próxima!!!

***
Esta postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique aqui e saiba como participar.

icon-newsletter

Não perca nenhuma novidade!

Veja os posts relacionados


Deixe seu comentário

28 Comentários

  • Krislane Cunha
    03 agosto, 2016

    Estou completamente apaixonada/obcecada por esse livro. Tenho q lê-lo o mais rápido possível.
    P.S.: Destaque para essa capa Lindíssima *—*

  • Larissa M
    25 julho, 2016

    Tenho esse livro e sem sombra de duvidas é a edição mais linda que tenho aqui, com toda essa riqueza detalhes na capa e o corte das paginas nesse tom de pink, não tem realmente como não ficar encantada com essa edição, darkside arrasou como sempre, quanto a historia, gostei bastante da sinopse, por já ter feito enfermagem já me familiarizo um pouco com a esquizofrenia e estou muito ansiosa para ler.

  • Anna Mendes
    18 julho, 2016

    Oi Barbara!
    Nossa, essa edição está realmente linda!
    Adorei a resenha. Confesso que eu não conhecia exatamente a história por trás dessa obra, mas só de ler a sinopse, já fiquei muito curiosa pela leitura. Parece ser uma leitura bem envolvente e intensa.
    Bjoss!

  • Marta Izabel
    15 julho, 2016

    Estou apaixonada pela capa do livro. E gostei muito da resenha. Beijos

  • Aline Goettems
    15 julho, 2016

    Oie, tudo bem?
    Sabe aquele livro que você se apaixonada pela capa? Tanto essa edição quanto a outra eu acho linda demais, e sempre quis comprar, mas nunca fui atrás para saber qual o assunto, ou até mesmo ler a sinopse; Até agora…
    A resenha está maravilhosa, o fato do leitor poder tentar decifrar o que é real ou não me deixou bem curiosa, os temas tratados também parecem dar um toque a mais ao livro, ou seja, o livro vai muito além de uma capa linda, e agora eu quero ler mais do que nunca. Vou ver se consigo ler no próximo mês;
    Os quotes que escolheu e as fotos estão perfeitos.
    Assim que ler volto aqui para contar o que achei ♥
    Beijos!
    Lost Words

  • Maria Alves
    14 julho, 2016

    A capa é muito bonita mesmo a Dark capricha, esse livro esta na minha lista de compras, como é uma leitura complexa e também não entendo dessa doença, acho que quando for ler vou ter que dar uma pesquisada na net sobre a doença para poder entender melhor. Deve ser muito difícil para a protagonista não saber o que é real ou imaginário, fiquei me imaginando no lugar dela.

  • Naiara Fidelis Da Silva
    13 julho, 2016

    Estou doida para ler este livro desde o seu lançamento, não tem nem o que falar da edição, só por ser da Darkside já era de se imaginar rsrs.

    Adorei a resenha o que acabou por me deixar mais curiosa ainda sobre o livro. Adoro esses temas que envolvem esquizofrenia, então tenho quase certeza que vou gostar.

  • Carolina Ramires
    12 julho, 2016

    Olá!
    Eu vi no seu Snap quando você recebeu esse livro e fiquei simplesmente apaixonada por essa edição. Achei a história muito interessante e complexa. Creio que realmente daria um nó na minha cabeça enquanto eu estivesse lendo e não entenderia muito o que está acontecendo. Mas fiquei morrendo de curiosidade de ler esse livro.
    Beijos.

  • Micheli Pegoraro
    12 julho, 2016

    Olá Barbara,
    Estava ansiosa na espera de uma resenha desse livro há um bom tempo! Essa capa espetacular não passou despercebida por mim em uma livraria e mesmo sem ler a sinopse já sabia que precisa dele hahaha.
    Adorei a resenha, fiquei ainda mais curiosa para conhecer essa história tão complexa e rica em detalhes, e por abordar esquizofrenia, um tema que ainda não li em livros, estou ansiosa para ver o que vou achar dessa narrativa, nem sei o que esperar.
    “Esse livro é o que é, o que significa que ele pode não ser o livro que você espera que seja”. Já fui fisgada por isso, que intrigante e enigmático! Preciso adquirir essa edição antes que esgote.
    Beijos

  • Vivian Rocha
    11 julho, 2016

    Oi Barbara!
    Pelo modo que você resenhou o livro, me parece ma leitura bem complexa e cheia de pontos interligados. É realmente parece ser um livro bem rico mesmo. Concordo plenamente que a editora arrasou na versão impressa do livro.Ainda não sei se leria o livro porem.
    Bjs

  • Ana I. J. Mercury
    11 julho, 2016

    Eu to apaixonada por essa capa!!!
    Que COISA MAIS LINDAAA!!!
    A história também é beeeem diferente do que estou acostumada a ler, mas me interessou mesmo assim, e quando der, vou comprar meu exemplar, sem falta!
    Não sabia que é edição limitada!!! Tomara que dê tempo de eu garantir o meu!
    Mais que me deixou curiosa, e por tratar de temas como homossexualidade fiquei ansiosa pra ler, amo ler sobre temas polêmicos kkkkk
    bjss

  • suzana cariri
    11 julho, 2016

    Oi!
    Faz um tempo que vi esse livro e a capa logo me chamou atenção que está maravilhosa, mas lendo a resenha não acho que ire gostar, para ler um livro mas lendo do tipo que você acaba absorvendo a historia sem esperar uma leitura rápida, mas achei a historia meio confusa !!

  • Karine Fernandes
    10 julho, 2016

    Quem me conhece sabe que os livro da Dark não fazem muito o meu gênero, mas de uns tempos para cá a Dark Love tem me conquistado aos poucos, eu quero muito ler Kiss of Deception e Noiva Fantasma, esse eu já conhecia e claro, até comprei para um amigo, mas até então não tinha visto resenhas sobre ele e confesso que não sabia do que se tratava, fiquei curiosa para saber melhor sobre o que a personagem passa por conta de sua doença, e sobre os outros temas também, afinal, estou tentando sair da zona de conforto, espero logo conseguir ler.

    Beijos Barb.

  • Márcia Saltão
    09 julho, 2016

    Oi Barbara!
    Sou apaixonada pelos livros DarkSide, mas como não ser? Todos tão lindos! E quase sempre com premissas espetaculares! A Menina Submersa, claro que quero ler, apesar de saber que há opiniões diversas sobre a obra. Mas com certeza é uma leitura que tenho muita curiosidade. Suas resenhas sempre perfeitas. Obrigada pela ótima dica. Beijos!

  • Josiane
    09 julho, 2016

    Ler sua resenha atiçou ainda mais minha vontade de ler esse livro. A capa é perfeita e a história parece ser envolvente. Esta entre minhas próximas leituras

    • Barbara
      Barbara
      09 julho, 2016

      Oi, Josie. Espero que possa ler em breve e que ame muito! O livro é todo lindo ♥

  • Theresa Cavalcanti
    08 julho, 2016

    Acho esse livro muito lindo, mas não tenho vontade de ler ele :/

    • Barbara
      Barbara
      09 julho, 2016

      Oie, Theresa. Essa coisa de estilo de leituras é complicado, se não faz o seu gênero, nem adianta insistir. Beijocas ♥

  • Thuanne Souza
    08 julho, 2016

    Esta será minha próxima leitura, acredita?! hahaha
    Já estava bem curiosa e não sabia o que esperar da história, mas ao ler sua resenha fiquei mais ainda curiosa! Pois essa questão de esquizofrenia, não saber o que é real e tudo mais… Deve ser maravilhoso! (e confuso haha)

    • Barbara
      Barbara
      09 julho, 2016

      Oie, Anne (ou Thu – apelido diferenciado!), sério que é sua próxima leitura? Que coincidência!!! Relamente é um livro muito complexo. Depois que ler, vem aqui me contar tudo ♥

  • Gislaine Motti
    08 julho, 2016

    Eu sou louca por esse livro exatamente por ser uma personagem esquizofrênica. Como estudante de psicologia, qualquer leitura que envolva componentes psicológicos e doenças mentais me atraem de uma forma inexplicável.
    Gislaine | Paraíso da Leitura

    • Barbara
      Barbara
      09 julho, 2016

      Oi, Gis. Tenho uma amiga que estuda psicologia e me disse a mesma coisa. É um assunto que sofre tanto preconceito, mas conhecendo pessoas – ou personagens – com o problema, acabamos por compreender melhor tudo. Espero que possa ler em breve. Beijocas ♥

  • Marina Labres Pereira
    08 julho, 2016

    Eu MORRO por esse livro faz um tempinho já, e sempre que tem promoção eu não tenho dinheiro :'(
    A primeira vez que eu vi essa capa espetacular eu decidi que queria muito ele… mas depois que li a sinopse, tive certeza!
    Bela resenha, parabéns!
    É um livro que lerei assim que tiver a oportunidade <3

  • Maria Fernanda Pinheiro
    08 julho, 2016

    Vi o unboxing no canal e pirei com essa edição, fiquei completamente feliz quando vi a foto no Face de que você estava lendo, simplesmente porque tenho curiosidade de ler o livro mas queria saber sua opinião sobre ele, a edição é linda! DarkSide sempre fazendo as melhores edições, a história parece ser muito bem complexa, gosto de livros que fazem o leitor pensar no assunto, se aquilo foi real ou não, e esse livro parece que realmente mexe com o leitor, então em breve espero ler essa maravilha

  • Aline Cuerci
    08 julho, 2016

    Eu estava doida pra saber a sua opinião sobre esse livro. Eu vi quando vc recebeu o pacote e achei esse livro a coisa mais linda. Interessante saber mais sobre a autora, ela com certeza teve muito motivos para escrever essa história. Quero muito ler esse livro e descobrir mais sobre imp, esse tipo de assunto me deixa muito curiosa.
    Beijos.

  • Ana Bailune
    08 julho, 2016

    Eu Li. Ele me deixou ao mesmo tempo ansiosa e frustrada. Quase na metade, eu queria saber quando a história que ela tinha para contar começaria. Não gostei do meio, nem do final. Para dizer a verdade, nem mesmo do início. Arrastado, confuso, um despropósito.

  • Cladisson Mélo
    08 julho, 2016

    "Esse livro é o que é, o que significa que ele pode não ser o livro que você espera que seja." Já gostei por isso. Amo histórias assim, que dão ao leitor o desafio de desvendar o que é verdade e o que é mentira. Confunde a gente e acho isso genial. Me parece uma boa história para ler a noite. hahahaha Você teve medo de alguma coisa? "É uma história construída com outras histórias e que contém milhares de pequenos mistérios, que podem ser lidos como um todo ou como fragmentos sem relação alguma.", isso me lembrou alguma aula de Psicologia que tive, acho que parece com a Gestalt que diz que para compreender as partes é preciso, antes, compreender o todo. Enfim, adorei a resenha, ótima. Sempre babava essa edição na Nobel, quem sabe um dia… 😀

  • Jaqueline cuevas cortes
    08 julho, 2016

    A capa do livro é super enigmático e deslumbrante! Com certeza, a história é melhor ainda pela sinopse.
    O enrendo achei convincente e esses insetos deixa o livro mais legal haha. A personagem tem traços muito fortes e vamos ver o que acontece no final do livro … 😮