25 de julho de 2016

Tá Na Estante :: 'Silêncio #558

POSTADO POR EM 25 de julho de 2016

Heeey, gente. Tudo bem??


Esse mês não foi tão bom de leituras quanto o mês passado, mas eu consegui concluir alguns livros e vou trazendo as resenhas pra vocês. Pela primeira vez dei chance à Richelle Mead e estou altamente chateada por não ter o feito antes. Mas chega de enrolação e vamos para a resenha.

Livro: Silêncio
Autora: Richelle Mead
Editora: Galera Record
Páginas: 280
Sinopse: Um romance de fantasia e aventura da mesma autora de Vampire Academy.Pelo que Fei se lembra, nunca houve um ruído em seu vilarejo todos são surdos. Na montanha, ou se trabalha nas minas ou na escola, e as castas devem ser respeitadas. Quando algumas pessoas começam também a perder a visão, inclusive a irmã de Fei, ela se vê obrigada a agir e a desrespeitar algumas leis. O que ninguém sabe é que, de repente, ela ganha um aliado: o som, e ele se torna sua principal arma. Ao seu lado, segue também um belo e revolucionário minerador, um amigo de infância há muito afastado em função do sistema de castas.Os dois embarcam em uma jornada grandiosa, deixando a montanha para chegar ao vale de Beiguo, onde uma surpreendente verdade mudarásuas vidas para sempre. Fei não demora a entender quem é o verdadeiro inimigo, e descobre que não se pode controlar o coração.


Paço do Pavão é um pequeno vilarejo que se abriga no alto de uma montanha há muitos séculos. Devido a uma avalanche ocorrida, os moradores do povoado estão completamente presos no alto da montanha. Por isso, para sobreviver, dependem do vale de Beiguo, que fica aos pés da montanha. Dessa forma, num sistema de trocas, eles recebem mantimentos enquanto enviam os minérios que são encontrados apenas naquela localidade.



Além disso, Paço do Pavão é um dos poucos lugares do mundo onde existem pessoas, mas que está sempre em silêncio. Nenhum morador ouve ou fala, e isso já vem de muitos anos. Não existe uma explicação, foi ocorrendo com o passar dos anos e hoje eles já nascem assim. O som é algo desconhecido. 


Lá o povo é dividido em três casas. Os minerados são os que trabalham na mina de forma a tirarem os materiais usados de troca com o pessoal da parte de baixo da montanha. Essas trocas são feitas pelos fornecedores. Eles são responsáveis por enviar, receber e distribuir todo o material da aldeia. E no topo da cadeia hierárquica estão os artistas. São eles que têm a incumbência de registrar toda a história do vilarejo, exibindo-as no dia seguinte e logo após guardando para as futuras gerações.



Fei é a nossa protagonista. Ela é uma das artistas mais promissoras e é quase certeza que se tornará uma mestre. Sua irmã, Zhang Jing também é uma artista, mas está tendo alguns problemas quando ao seu dom. A verdade é que uma outra praga vem se abatendo sobre o pequeno povoado; as pessoas estão ficando cegas. Zhang é uma dessas pessoas! Devido a essa cegueira iminente dos moradores, a extração de minério vem diminuindo, e com menos material descendo, a quantidade de alimentos subindo também é menor.

Fei é daquelas pessoas que tem o dom de ajudar a outra. Seu maior medo é que sua irmã perca a visão ao ponto de não conseguir pintar mais nada nos quadros e acabe sendo mandada para as minas. Apesar de serem o topo da cadeia hierárquica, os artistas já não recebem muito alimento, já podemos imaginar que os mineiros recebem menos ainda. 

A grande questão é que essa cegueira vem aumentando gradativamente, fazendo com os minérios e suprimentos também sejam diminuídos. Os habitantes do vilarejo percebem que o próximo passo será a morte de muito deles, devido a falta de alimento. Vendo essa situação, Li Wei, um mineiro que era amigo de Fei, mas que teve que se separar devido ao sistema de castas, decide arriscar a sua vida descendo a montanha.



A grande questão é que a montanha é muito ingrime, e as pedras são muito soltas. Por serem surdos, os habitantes do povoado não poderiam descê-la, pois em caso de desmoronamento, não saberiam até que fossem atingidos. Muitos desceram e não retornaram. Li decide que vai, pelo bem do seu povo. Inexplicavelmente, a partir desse momento, Fei começa a ouvir e decide, então, acompanhar Li nessa jornada que trará as respostas para as perguntas que eles tanto fazem.

***

Richelle Mead tem uma narrativa que prende o leitor desde a primeira página. Foi a primeira vez que tive contato com qualquer influência chinesa durante a leitura, e isso me deixou bastante entusiasmada. A autora utiliza da mitologia e do folclore Chinês de uma forma tão dominante e nada cansativa. 

Adorei a forma como ela tratou a desigualdade social. Somos acostumados a, em distopias, acompanharmos o protagonista da casta mais baixa e que está sempre lutando contra o sistema. Neste livro temos uma protagonista da casta mais alta e que mostra que nem tudo é como parece. Para ser quem é ela precisou abdicar de muitas coisas, inclusive do seu amor por Li.



Enquanto o casal protagonista desce a montanha, vamos compreendendo um pouco mais sobre a histórias dele e do vilarejo. Além da aventura de estarem fazendo algo tão perigoso, ainda somos agraciados com doses de mistério e muito romance. Aliás, é interessante como o livro foca muito nos sentimentos dos personagens, e não só nas suas personalidades. 

Fiquei procurando, durante muito tempo, um grande vilão para a história. No fim das contas, acho que isso está implantando em cada um de nós. Como aquela coisa de ver somente a si, não parar para perceber o outro, sabe? É interessante trazer essa reflexão em um livro que irá falar para muitas pessoas.



Eu amei e fiquei curiosa para ler mais da autora. Adorei a forma como ela abordou o amor de uma forma simples e delicada e de como ela mostrou o quão longe as pessoas são capazes de ir nos ene motivos, entre proteger os que amam e terem o poder em mãos. É um daqueles livros que eu indico de olhos fechados, pois sei que tocará, de uma forma única, qualquer pessoa.

Beijocas e até a próxima!!!
***
Esta postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique aqui e saiba como participar.e saiba como participar.

Este livro foi recebido de parceria com a editora, mas eu realmente curti, tá?

22 comentários:

  1. Oi!
    Ainda não tive a oportunidade de ler nada dessa autora, mas fiquei bem curiosa a respeito do enredo desse livro. Linda capa! E depois de ler sua ótima resenha, sempre muito esclarecedora sobre os pontos da obra, fiquei mais motivada a vir a ler! A premissa é muito envolvente e promete uma leitura com uma bonita mensagem. Obrigada pela linda dica. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Quando você falou desse livro eu fiquei imaginando se seria realmente bom. Nunca li nada que envolvesse mitologia chinesa ou algo do tipo e isso me atraiu bastante. Uma coisa que adoro é livros que tratem de estratificação social. Eu amo histórias que tratem de castas, classes e desigualdades sociais. Simplesmente amo. Sabe Jogos Vorazes e Divergente? Amei as histórias por que tinham isto. Acho que é pelo fato de que fazia o curso de Direito (ou não, talvez). Mas fora isso, também gostei por que tem um quê de mistério que deixa a história mais atraente. Amo mistério, apesar de não ter lido muitos. Só sei que amo. Nunca ouvi falar dessa autora, mas vi esse livro em muitos vídeos do Booktube e nas páginas de literatura. Vale adicionar aos desejados. Parabéns pelas fotos e pela resenha. AMEI! (igual você faz nos vídeos) <3 hahaha

    ResponderExcluir
  3. meudeus, crush, você só aumenta a minha wishlist!
    quando você mostrou esse livro no vídeo da Caixa Postal eu já tinha ficado louco, agora me imagine depois dessa resenha! :O

    beijããão! <3
    Alex, do blog Um Bookaholic.
    umbookaholic.com | Canal | @umbookaholic

    ResponderExcluir
  4. nunca tinha visto nada sobre essa autora, sua resenha foi ótima, atiçou nossa vontade de ler sobre o livro. A capa é linda ( se a capa for feia eu nem leio). Ele me deixou curiosa para saber como é esse vilarejo. Pena que ainda ta caro, mas vou acompanhando os preços, qdo tiver uma promoção eu compro

    ResponderExcluir
  5. Eu estou muito ansiosa para ler este livro, pois achei a premissa incrível e quero saber como será o desenrolar da historia.

    Achei as fotos lindas e amei a resenha.

    ResponderExcluir
  6. A trama é bem legal ainda mais se tratando um romance de fantasia e aventura. O cenário e o enrendo parece bem elaborada, a capa nem se fala! Deve valer a pena ler =)

    ResponderExcluir
  7. Eu quero muito ler esse livro, parece realmente bom! E já vi muita gente falando bem dele.

    ResponderExcluir
  8. Achei muito interessante a ideia da autora, não conhecia o livro e ao ver a capa, imaginei uma coisa totalmente diferente.
    Os sentimentos abordados no livro parecem ter sido elaborados com o objetivo de tocar profundamente o leitor. Gostei!

    ResponderExcluir
  9. Já alguns livros da autora e adorei e esse claro esta na minha lista de compras. A resenha me deixou muito curiosa com esses moradores que não falam e nem ouvem, fiquei me perguntando porque, nem sei se eles próprios sabem e agora esta acontecendo algo a mais estão ficando cegos, fiquei muito intrigada com essa historia. Muito bom saber mais sobre a China.

    ResponderExcluir
  10. Gosto muito da escrita da Richelle Mead - Academia de Vampiros é uma das minhas séries favoritas ever - então estou muitíssimo ansiosa para ler esse novo livro dela! Adorei sua resenha (:
    Gislaine | Paraíso da Leitura

    ResponderExcluir
  11. Oi Barbara!
    Mais uma vez eu adorei a sua resenha :)
    Eu não conhecia a autora e nem o livro, mas só de ler a sinopse já fiquei curiosa pela leitura. Achei o enredo diferente, o que também chamou a minha atenção. E como eu adoro histórias de aventura e fantasia, então pretendo apostar nessa leitura ;)

    ResponderExcluir
  12. Meu Deus...Parabéns ficou muito bom, esse livro parece uma história bem envolvente e romântica...queria ler mais a crise ta feia kkkk... mas fiquei com vontade acompanho seu canal e seu blog por pouco tempo mas já amei e sou sua fã e quero muito ele um livro seu...

    ResponderExcluir
  13. Gostei bastante do enredo do livro, gosto quando a sociedade de um local é dividida por classes, ou, como no livro, casas. A autora aparenta ter retratado muito bem a cultura chinesa em seu livro, felizmente de uma maneira fluida, fiquei bem instigada quando realizar a leitura ou não, pois vi alguns falando que, por causa da linguagem própria do vilarejo o livro não apresenta diálogos, por isso fiquei confusa, mas com a resenha coloquei como desejado, a capa me agradou bastante

    ResponderExcluir
  14. Eu só soube do lançamento desse livro quando fui ao Mochilão da Record assumo, porem a forma como o Thiago nos explicou sobre a obra me deixou muito curiosa apesar de não fazer o meu gênero, em pensar como pessoas poderiam viver da maneira em que os do livro vivem, achei interessante você falar que a autora aborda de maneira muito leve a cultura referente, e que é um leitura que prende desde o inicio, pois adoro leituras assim, mas que acima de tudo não tem vilão que o vilão na verdade somos nós mesmos, amei como sempre Barb, parabéns.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi, Barbara
    Adorei a resenha e quero muito ler esse livro!! Mais um para minha enorme lista de compras e leitura. :)

    ResponderExcluir
  16. Adoro tudo q envolve cultura oriental. Pela sua resenha a história deve ser realmente muito boa e prender o leitor. Histórias assim dá mais gosto de ler. Tbm não li nenhum livro dessa autora, mas depois de sua resenha fiquei muito curiosa.
    bjos.

    ResponderExcluir
  17. Olá Barbara,
    Não tenho desculpa para explicar o porquê de ainda não ter lido a série Vampire Academy, o primeiro livro está na meta de leitura desse ano, mas continuo adiando. Enfim...Quando vi o lançamento desse livro fiquei super interessada, primeiro porque preciso urgentemente dar uma chance à Richelle Mead, e também pelo motivo de que fiquei fascinada com esse livro. Sério, amei a sinopse, sempre gostei da cultura oriental, mas li apenas um livro com esse enredo, então Silêncio será uma leitura completamente prazerosa. Adorei sua resenha, estou ansiosa para embarcar nessa grande jornada um tanto perigosa, ainda mais completando com mistério e muito romance. Amei as suas fotos, estão lindas!
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Sempre quis ler um livro da Richelle, porém, acebei postergando, agora ganhei o Silêncio e amei a premissa! Essa é a segunda resenha que leio e adorei.
    Vou começar a lê-lo assim que puder!
    A capa é linda, e o tema é bem forte, polêmico e importante, creio eu. Ainda mais por ser sobre a cultura chinesa, o que é bem novo pra mim.
    Parece ser uma história cativante e difícil, levando-se em contas todos os problemas desse povo.
    Bjsss

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Quero muito ler esse livro, adoro os livros da Richelle Mead e assim que soube desse lançamento fiquei na expectativa, gostei muito da historia nunca li nenhum livro que fale sobre a mitologia e o folclore Chinês e achei bem interessante a autora consegui de uma forma que não fique cansativa para o leitor, os personagens me conquistaram e adorei essa quebra de temos sempre um personagem das casta mais baixas lutando!!

    ResponderExcluir
  20. Não tinha ouvido falar desse livro até ler essa resenha e agora estou muito curiosa, quero muuuuito comprar! Parece ser uma história muito intrigante, adorei mesmo <3 muito obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  21. Menina pense em um livro q quero ler MUITÃO... pois é Silencio.
    Com certeza vai ficar entre os meus melhores do ano!

    ResponderExcluir