9 de agosto de 2016

Tá Na Estante :: 'Meu Nome é Amanda' #563

POSTADO POR EM 9 de agosto de 2016

Oi, gente. Tudo bem?


Estou de volta com mais uma resenha para vocês. O livro da vez é o da YouTuber Mandy Candy, que fez lançamento aqui em Porto Alegre no dia 05. Vamos conferir?!

Livro: Meu Nome é Amanda
Autora: Amanda Guimarães
Editora: Fábrica 231
Páginas: 136
Sinopse: Com mais de 245 mil inscritos em seu canal no Youtube e vídeos que alcançam mais de um milhão de visualizações, a youtuber Mandy Candy conta sua história em livro. Nascida em Gravataí, no Rio Grande do Sul, Amanda nasceu num corpo de menino do qual sempre se sentiu desconectada. Ela juntou dinheiro e aos 19 anos, com o apoio da mãe, foi para a Tailândia fazer a cirurgia de redesignação sexual. Em seu canal no Youtube, ela fala, entre outras coisas, sobre feminismo e identidade de gênero, e faz enorme sucesso entre os adolescentes. No livro, Mandy conta tudo sobre bullying, sua fase de transição e sua trajetória até se tornar uma das youtubers mais conhecidas da internet.
Eu conheci o canal da Mandy por acaso enquanto navegava pelo YouTube. Acompanho pouquíssimos canais e o dela apareceu como recomendado, com um vídeo um tanto inusitado: "Como era ter um pênis?". Resolvi assistir e a partir dali, conhecendo a história da Mandy sendo uma mulher transexual, me apaixonei pelo canal e passei a ver todos os vídeos postados.

Então, quando a Editora Rocco anunciou que através do seu selo Fábrica 231 lançaria um livro da YouTuber, fiquei radiante. O objetivo do livro seria aumentar o alcance dos vídeos da Mandy, que falam sobre muitos aspectos da transexualidade e da ideologia de gênero. Com o livro, mais pessoas se informariam sobre o assunto e, talvez, muitas mentes se abririam.

Atualmente, aqui no Brasil os livros de YouTubers viraram modinha. Toda editora tem pelo menos uma obra de um deles e muita gente achou que Meu Nome é Amanda seria só mais um. Porém, ao contrário de outros YouTubers de vinte e poucos anos que escrevem suas biografias, a trajetória de Mandy merecia ser contada. Ela passou por muita coisa até entender quem realmente era.

Em Meu Nome é Amanda vamos conhecer um pouco mais sobre a Amanda por trás do Mandy Candy. Sobre como foi sua infância, o bullying que sofria por ser diferente e o tempo que demorou até saber que era uma mulher transexual. Amanda tem atualmente 28 anos e há mais ou menos dez anos, quando foi iniciando sua transição, não existiam tantas informações quanto hoje. Ela foi descobrir sobre a transexualidade através de uma amiga virtual no Orkut e com a ajuda da Internet, que naquele tempo não era tão acessível como é hoje.

Amanda nasceu em Morungava, um distrito da cidade de Gravataí, aqui na região metropolitana de Porto Alegre. Por ser uma região com poucos habitantes, todos sabiam sobre a vida de todos e Amanda tinha medo de se soltar. Desde pequena ela teve o apoio da mãe e dos irmãos, quando dizia que queria ser uma mulher quando crescesse, mas não era todo mundo que a entendia.

Li esse livro na última madrugada em uma única sentada e me apaixonei ainda mais pela Mandy. Tive a oportunidade de passar uma tarde com ela aqui em Porto Alegre quando ela fez o lançamento e vi que a pessoa que ela é nos vídeos é a mesma pessoalmente. Ela é fofa, divertida e super pra frente, além de uma grande apoiadora da causa LGBT. Quem vê a Amanda de hoje não imagina tudo que ela passou para chegar onde está e o livro vai dar tapas na cara de quem a julgava antes de conhecê-la.

A escrita da Mandy é ótima. Sim, foi ela quem escreveu o livro. E dá pra notar isso, porque a narrativa tem todos os trejeitos, bordões e personalidade da garota. Enquanto lia, sentia que era a própria Mandy ali do meu lado contando sua história e foi difícil não me emocionar com algumas passagens e até mesmo me identificar. Terminei o livro querendo dar um abraço nela e sair pra beber uns bons drinks.

Além disso, gostei bastante de como Mandy cruzou o livro com o canal. O que já foi citado em vídeo foi apenas pincelado e ela focou mais nas histórias inéditas. Então, sempre que uma história levava a algum vídeo, ela deixava o nome para que procurássemos no YouTube, o que torna a experiência da leitura ainda mais interessante.

A editora Rocco e a Mandy trabalharam bastante para que o livro saísse por um preço acessível, para que o alcance fosse maior. Entendi que, para isso, foi necessário cortar algumas coisas, o que não deixou o livro feio, pelo contrário. Só senti falta das fotos serem coloridas, porque a cor faz parte da vida de Amanda, com suas perucas e afins. A revisão está impecável, as páginas são amareladas e a fonte é grande. 

Meu Nome é Amanda é um livro incrível, que me despertou emoções que há muito não sentia. Concluí a obra sentindo que conhecia mais essa garota incrível e com uma visão totalmente mais ampla acerca da transexualidade. Recomendo esse livro a todos que desejam expandir seus conhecimentos acerca do tema e livrarem-se de seus preconceitos.

Beijos e até a próxima!
***
Esta postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique aqui e saiba como participar.

19 comentários:

  1. Essa semana vi várias resenhas sobre o livro, vários pontos positivos e tudo mais. Mas, o livro não me conquistou, sei lá, a capa e a premissa. Fica pra próxima, quem sabe?

    ResponderExcluir
  2. Oi.
    Realmente ainda não li nenhum livro de Youtubers e no momento não pretendo ler. Simplesmente por que a premissa não chama minha atenção. Até mesmo porque também não acompanho o canal. Mas com certeza será sucesso para os fãs e seguidores. Deixo passar a dica. Ótima resenha. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi Leonardo.
    Eu não conheci a Mandy. Mas depois de ler a sua resenha, vou conferir o canal dela no youtube e o livro dela também.
    Deve ter sido bastante difícil para ela lidar com o bullying e a discriminação. Ainda bem que ela tem o apoio da família.

    ResponderExcluir
  4. Não conheço o trabalho dela.
    E confesso que não me interesso por livros desse estilo.
    Por isso no momento, não leria não rs ... Quem sabe mais pro futuro?
    Mas adorei a dica :)
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  5. Não gosto muito de ler livros nesse estilo.
    E não conhecia ela. Mas parece ser interessante

    ResponderExcluir
  6. Eu não conhecia ela e não tinha visto nenhum vídeo, mas sempre via o anuncio de lançamento no Twitter da Rocco. Daí foi anunciado que ela ela vai estar na FeneAgreste, uma feira de livros aqui na minha cidade e vou lá para conhecê-la e saber mais um pouco da história dela. Fiquei super interessado para ver os vídeo dela e comprar o livro. Mas ainda não fiz isso. Pretendo fazer e me emocionar também. Conhecer a história e a luta dela.

    ResponderExcluir
  7. Eu faço parte do grupo de pessoas que faz cara feia quando ouve falar em livros de youtubers, não por preconceito, simplesmente, por não me atrair. Mas este livro, por se tratar de temática LGBT, talvez tenha algo a mais a oferecer, principalmente, para os jovens. Ter alguém disposto a falar abertamente sobre um tema que gera muitos comentários negativos e preconceito, pode ser reconfortante para aqueles que não entendem o que estão passando ou que tem medo de se abrir para família e amigos. Não li o livro, mas penso que a história de vida da Amanda vale a pena ser lida!!

    ResponderExcluir
  8. Não conheço a Mandy, diferente de algumas pessoas não tenho preconceito com livros de youtubers mas eles não me atraem.

    ResponderExcluir
  9. Eu não conhecia a youtuber e nem tinha parado para ler uma resenha a respeito do livro. Mais gostei de saber um pouco mais sobre ela, esmo eu não gostando muito de livros de biografia de youtubers.

    ResponderExcluir
  10. Não a conhecia, pois quase não vejo os canais do you tube, mas gostei de conhecer um pouco sobre ela e sua vida é muito bom quando podemos ler livros assim que nos ajudam e nos faz refletir sobre assuntos que nem sempre sabemos direito e como a pessoa se sente quando descobre algo assim, podendo se colocar no lugar da pessoa.

    ResponderExcluir
  11. Olá Leonardo,
    Acompanho poucos canais no YouTube mas não conheço o da Mandy, e também não tinha ouvido falar desse livro. Confesso que o livro não me atraiu muito, mas com certeza deve ser uma leitura repleta de emoções e reflexões, uma ótima lição de vida, desejo que seja um grande sucesso.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi, Leo
    É a primeira resenha que vejo desse livro, mas já tinha visto o lançamento sem saber do que se tratava. Gostei da dica. Com certeza parece ser um livro muito diferente do de outros youtubers.
    Confesso que não conhecia o canal dela ainda. Que bom que o livro te emocionou.
    Não sei se leria no momento, mas gostei da resenha.

    ResponderExcluir
  13. Olá, Leonardo.
    Conheci a Mandy da mesma maneira que você: Através desse vídeo com um título um tanto inusitado. Mas foi recomendação de um amigo gay que disse que todo mundo precisava conhecê-la.
    Gostei do vídeo, mas foi o único dela que eu vi. Fiquei bastante curiosa quando soube do lançamento do livro. Apesar do meu enorme preconceito com livros de youtubers, esse entrou pra listinha de desejados.

    ResponderExcluir
  14. Temos visto muitos livros de youtubers por aí, mas parece que este é diferente, não conheço a Amanda, mas sua história parece ser interessante.

    ResponderExcluir
  15. Leonardo sou daquele tipo de leitor chatinho que não gosta desse tipo de leitura: livros de youtubers, por uma série de motivos que acho melhor nem citar, mas quando vi a densidade desse livro, que aborda muito mais que cinco minutos de fama abarrotados em milhões de Views achei no mínimo curioso. A capa é bela, e a sinopse me encantou, não conheço a youtuber, mas fiquei muito muito curiosa e vou assistir alguns vídeos antes de iniciar a leitura. Obrigada! Resenhas desconstruindo meus preconceitos!

    ResponderExcluir
  16. Oi tudo bem..
    Bom nao e um livro que eu leria apesar dos bons comentarios sobre ele,mas nao leria so porque nunca me encantei por livros de biografia,nao e um tema que eu curta,entao fica mesmo pra quem gosta..
    Um abraço e muito sucesso :)

    ResponderExcluir
  17. Oiee, tudo bom?
    Eu não tenho o costume de acompanhar canais na youtube, achei bem interessante que o livro irá abordar a vida da Amanda e a sua transsexualidade, mas confesso que não tenho vontade de ler o livro, pois ele é uma biografia e eu me dou muito mal com biografias.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  18. Oiii, já tinha visto o livro mas não sabia sobre o que tratava, achei bem interessante, mas como é um livro de biografia não faz muito o meu gênero de leitura, mas vou dar uma olhada no canal, parece ser muito bom.

    ResponderExcluir
  19. Oiee!
    Esses livros de Yotubers já estão enchendo o saco, verdade seja dita. Além do fato de trazer jovens ao mundo da leitura não vejo mais nada de positivos neles ¬¬'
    Já esse, me parece ser uma exceção, não conheço o canal da Amanda, mas já vou dar uma conferida. Falar de uma pessoa transexual é raridade por aqui e saber que esse livro é bem instrutivo a respeito do tema é legal. Gostei.
    Bjokas!

    ResponderExcluir