22 de outubro de 2016

Um pacto entre o terror nacional e a Caveira

POSTADO POR EM 22 de outubro de 2016

E aí, pessoal! Tudo bem?

Não é de hoje que vemos os fãs da DarkSide implorando para que a editora abrisse os olhos para os talentos do terror nacional. Muitos já tinham perdido a esperança de ver uma ficção brasileira ser publicada pela editora e outros nem mesmo chegaram a acreditar. Mas para provar que a caveirinha está sempre ouvindo as sugestões de seu leitores, a DarkSide revelou essa semana o primeiro título de ficção nacional a entrar no catálogo da editora.


Era um encontro inevitável. De um lado, a Caveira querendo publicar revelações da literatura do terror nacional. Do outro, um farmacêutico carismático com um toque de “O médico e o monstro” desejando dar voz as possibilidades sombrias que corriam em suas veias.

O pacto foi selado em latim e da união entre Cesar Bravo e a editora mais sombria do mercado nasceu um livro visceral. Ultra Carnem expande a sua obra mais popular, com quatro histórias que despem o irreal e tem como elo um olhar sarcástico de quem observa o mundo e compreende que na disputa entre o Céu e o Inferno nós somos o prato principal. Narrativas insanas, repletas de pactos, demônios, conversas capciosas, sangue, socos na boca do estômago e… bom, a gente não vai contar tudo.

Só o que podemos revelar é que Ultra Carnem expande em muito a mitologia criada por Cesar Bravo, dando detalhes assustadores sobre a infância e a obra maldita de Wladimir Lester, o estranho menino pintor. Além disso, o autor mostra até onde vai a fome de um homem desesperado pela fama ou por uma vida mais digna por direito. A caminhada segue sem pudores expondo a fragilidade de cada um de nós. Por fim, o leitor fica com a sensação de que nós, humanos, não devemos bancar o esperto. E que não existe a possibilidade de enganarmos o céu e o inferno.


A incursão de Bravo na literatura de horror aconteceu bem cedo, influenciada por sua personalidade e gosto pessoal. Mergulhado nos livros, nos filmes ou na arte em geral, não importava: essa atmosfera macabra esteve sempre presente. Em meados de 2011, abraçou o medo como matéria prima e decidiu dar início a uma carreira na literatura. Após autopublicar antologias e romances na Amazon, ele foi ganhando cada vez mais visibilidade e se tornou querido e admirado entre os fãs de terror nacional. Em 2013, foi premiado no concurso de Novos Talentos da Literatura realizado pela FNAC.

Cesar é um admirador e seguidor dos grande mestres, devoto de Edgar Allan Poe e H.P. Lovecraft. Com uma voz única e muito brasileira, o terror nacional volta a respirar na pele da nova geração de autores e leitores sedentos por histórias que dêem voz a nossa identidade, mas que nos levem muito além da carne.


Nascido em 1977, em Monte Alto, São Paulo, foi apenas recentemente que Cesar Bravo deu voz à sua relação visceral com a literatura. Durante sua vida, já teve diversos empregos — ocupando cargos na indústria da música, na construção civil e no varejo. É farmacêutico de formação. Bravo publicou suas primeiras obras de forma independente, e em pouco tempo ganhou reconhecimento dos leitores e da imprensa especializada. É autor e coautor de contos, romances, enredos, roteiros e blogs. Transitando por diferentes estilos, possui uma escrita afiada, que ilumina os becos mais escuros da psique humana. Suas linhas, recheadas de suspense, exploram o bem e o mal em suas formas mais intensas, se tornando verdadeiros atalhos para os piores pesadelos humanos.

“Cesar Bravo é um dos melhores autores nacionais em atividade.
Se você gosta da fantasia e do horror criados pela mente de Clive Barker,
encontrará muito disso em Cesar, além de seu estilo único.”
 — BIBLIOTECA DO TERROR —
Beijocas e até a próxima!!!
***
Esta postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
Clique aqui e saiba como participar.

7 comentários:

  1. Não que seja de ler muita coisa nesse estilo, mas amei ver a editora publicando nacional! Que maravilha, não é?
    Espero que faça sucesso e que venham mais autores nacionais para a editora. E muitos livros bons aí pela frente!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Wellyson!!
    Gostei de conhecer esse livro!! Espero que faça muito sucesso pois precisamos de mais autores nacionais!! Amei a edição a Darkside sempre arrasa!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente não tenho o costume de ler livros de autores nacionais e muito menos livros de terror, mas espero que o autor tenha sucesso pois o livro parece ser muito bom e as edições da Drakside são lindas.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, não conhecia o autor e muito menos o livro, mas adorei que a editora o esteja lançando! Fico feliz em ver a nossa literatura sendo mais valorizada, e espero que esse lançamento seja o primeiro de muitos!

    ResponderExcluir
  5. Que legal, dá até uma emoção. Cada vez mais, a literatura nacional, está tendo maior reconhecimento e ver uma editora, como a Darkside dando este apoio é incrível.
    E, com certeza, valeu a espera, pois a capa está linda!!

    ResponderExcluir
  6. Gostei e muito da noticia que bom que vamos ter autores nacionais na caveirinha que arrasa com seus livros. Não conhecia o autor e gostei de saber sobre ele e sobre o livro que parece ser muito assustador rs, gostei da capa esta muito bonita.

    ResponderExcluir
  7. Nunca li nada do autor, mas adorei saber q a editora está dando uma chance aos autores nacionais! Espero q venham mais hehehehehe

    ResponderExcluir