16 de novembro de 2016

Na Telona :: 'Animais Fantásticos e Onde Habitam' #50

POSTADO POR EM 16 de novembro de 2016

Oi, gente. Tudo bem?


Hoje participei de mais uma cabine de imprensa aqui em Porto Alegre, em parceria com a Espaço/Z, e vim contar para vocês, com a ajuda do Well, que assistiu o filme em cabine lá em Brasília, o que achei do filme em questão, que é o novo longa ambientado no universo mágico de Harry Potter. Vamos conferir?!

Filme: Animais Fantásticos e Onde Habitam
Diretor: David Yates
Distribuidora: Warner Bros.
Duração: 2h13min
Lançamento: 17 de novembro de 2016
Classificação: 12 anos
Gênero: Fantasia
Sinopse: O excêntrico magizoologista Newt Scamander chega à cidade de Nova York levando com muito zelo sua preciosa maleta, um objeto mágico onde ele carrega fantásticos animais do mundo da magia que coletou durante as suas viagens. Em meio a comunidade bruxa norte-america, que teme muito mais a exposição aos trouxas do que os ingleses, Newt precisará usar todas suas habilidades e conhecimentos para capturar uma variedade de criaturas que acabam fugindo.
O ano é 1924. O magizoologista Newt Scamander chega à cidade de Nova Iorque para uma expedição. Sempre acompanhado de sua maleta, contendo diversas criaturas mágicas, Newt está atrás de um negociador para adquirir um espécime raro.

Em uma confusão nas ruas da cidade, a maleta de Newt acaba se abrindo e uma de suas criaturas escapa. O Pelúcio, um ser que se atrai por coisas brilhantes, entra no banco e causa um enorme caos entre os não-majs. E é aí que o destino de Newt cruza-se com o de Jacob Kowalski.



Kowalski é um não-maj que estava no banco aquele dia para tentar um empréstimo para abrir uma padaria. Seu dia não estava sendo muito bom e ficou mais louco quando Newt apareceu. Jacob viu coisas demais que não poderiam ser explicadas e poderiam expor o mundo bruxo. O certo seria Newt obliviá-lo, mas as coisas não saem como planejado e Jacob escapa.

Por outro lado, Newt é capturado por Porpentina Goldstein, uma ex-auror. Ela presenciou toda situação causada pelo Pelúcio e ao saber que Newt não apagou a memória de Kowalski, decide levá-lo sob custódia, mas ninguém no MACUSA acreditou na palavra da jovem. E, quando ela tenta provar, mostrando a maleta de Newt aos seus superiores, a surpresa se instaura.

No meio da confusão no banco, as maletas de Newt e Kowalski acabaram se trocando e enquanto na do bruxo tem apenas donuts, na do padeiro existem diversas criaturas mágicas. A maleta se abre mais uma vez e algumas delas escapam, para desespero de Jacob.

Agora, com a ajuda do padeiro, de Goldstein e de sua irmã, Queenie, Newt precisará encontrar as criaturas que escaparam da maleta. Com isso, vamos descobrindo mais sobre o real motivo da vinda de Scamander para Nova Iorque e seu passado.



Outra questão que existe no enredo é uma criatura das trevas que tem assombrado a população. Inúmeros incidentes tem sido relatados pelos não-majs, coisas impossíveis de explicar e que podem por em risco o segredo da existência da magia. E não vai demorar muito para o caminho de Newt Scamander passar por aqui...

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de assistir!

Quando o primeiro rumor sobre a possibilidade de uma adaptação cinematográfica de Animais Fantásticos e Onde Habitam surgiu na internet, todos os fãs do bruxinho foram à loucura só de imaginar a logo da Warner Bros aparecendo mais uma vez na telona. Alguns anos se passaram e o filme finalmente chegará aos cinemas brasileiros amanhã. Quando recebemos o convite para assisti-lo na cabine de imprensa nós logo confirmamos presença e fomos conferir o trabalho feito David Yates.

Após o anuncio de que ao invés de 3 filmes, a autora iria escrever 5, todos nós obviamente pensamos que era apenas forma de conseguir lucrar mais com essa história, porém ao acabar essa primeira parte de Animais Fantásticos nós podemos perceber claramente que a autora ainda tem muita história para contar.



O filme já começa acertando em cheio o emocional dos fãs ao apresentar a abertura tradicional de Harry Potter, com a logo da Warner Bros surgindo em meio a nuvens e acompanhada daqueles acordes que todos nós conhecemos. Após uma sequência composta por jornais que nos informa sobre os ataques cometidos por Gellert Grindelwald, somos apresentados de uma forma rápida aos personagens que iremos acompanhar durante essas mais de duas horas de filme.

A escolha de manter Yates como diretor do filme foi com certeza a melhor decisão que poderia ter sido tomada. O diretor que já está acostumado com esse mundo mágico, soube exatamente o que fazer com cada elemento mágico apresentado em tela, seja a forma como uma bruxa cozinha sem o auxílio de um fogão ou como uma criatura adapta seu tamanho ao espaço disponível ao seu redor e ainda manter toda a identidade visual e musical dos outros longas.

O diretor também deixou claro que o filme foi feito para os primeiros fãs da série pois ao invés de voltar para aquela pegada infantil dos primeiros filmes do universo de Rowling, ele continuou com o amadurecimento iniciado em Ordem da Fênix e nos presenteou com um filme muito mais obscuro do que estamos acostumados.

A ambientação de Animais Fantásticos também ficou bem mais complexa do que a dos filmes anteriores, pois deixamos as áreas limitadas do castelo de Hogwarts para nos aventurarmos por toda a cidade de Nova Iorque, o que provavelmente exigiu muito mais trabalho da equipe de CGI e que pode ter atrapalhado algumas áreas muito importantes. Em alguns momentos do filme, mais especificamente durante a apresentação de algumas das criaturas mágicas, podemos perceber que algumas delas não possuem um acabamento tão bom, deixando claro que foram criadas digitalmente. O resultado fica ainda pior quando assistido em uma tela maior do que o normal (assistimos em salas IMAX e XD).



O roteiro do filme foi o primeiro roteiro cinematográfico escrito por J. K. Rowling e claramente podemos ver assinatura da autora em cada cena e a cada fala. A autora optou por não nos apresentar um passado detalhado para o magizoologista, o que pode parecer um tanto imprudente de início já que pode deixar quem não é tão ligado ao mundo de Harry Potter um pouco confuso, mas no decorrer do filme percebemos que a escolha dela de focar no que está acontecendo no momento foi muito mais certeira do que seria caso ela usasse parte desse tempo para nos contar a história de Newt.

O final do filme é extremamente satisfatório e surpreendente, caso você não tenha lido nada sobre a obra nos últimos meses, e claramente deixa alguns ganchos para a sua continuação, que tem previsão de lançamento para 2018.

Animais Fantásticos e Onde Habitam tinha tudo para ser apenas mais um filme para arrancar dinheiro dos fãs devotos mas se mostrou uma expansão quase que necessária desse universo que tanto amamos. Com toda certeza recomendamos!

Beijos e até a próxima!
***
Esta postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
CLIQUE AQUI e saiba como participar!

10 comentários:

  1. Eu não vejo a horaaaaaa de ver esse filme! Sou apaixonada pelos livros/filmes de HP e quero muito saber o que a J. K. Rowling "aprontou" dessa vez hahaha Contando as horas, minutos e segundos pra ir no cinema <3

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha!! Meu deeeeeeus, preciso ver esse filme logooooooo!!!!
    xoxo

    Am
    http://vacasmagras.com/

    ResponderExcluir
  3. Leo!
    nossa! Fiquei ainda mais ansiosa para ir assistir o filme, embora ainda nem tenha lido o livro.
    Simplesmente adoro e gostei muito de todas suas observações.
    “Não há nada que faça um homem suspeitar tanto como o fato de saber pouco.” (Francis Bacon)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de NOVEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  4. Oi Leonardo!
    Quero muito assistir a este filme. Parece que a querida J.K arrasou mais uma vez, e eu estou com grandes expectativas para o filme.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Só aumentou minha ansiedade. Sábado vou conferir!

    ResponderExcluir
  6. Vou assistir assim que possível, não vejo a hora. Que bom que é necessário o filme e não só lucro. Gostei do enredo com a confusão das criaturas soltas por aí.

    ResponderExcluir
  7. J.K. Rownling criou um mundo mágico tão rico em detalhes, que seria um desperdício não explora-lo um pouco mais. Os novos personagens, criaturas e a ambientação da história nos faz ver as imensas possibilidades do mundo bruxo. A história se passar em outra década e ter o envolvimento de um humano é o que mais me chamou atenção.
    Estou muito curiosa para assistir o filme e espero gostar, assim como gosto de tudo que envolve o mundo de Harry Potter!!

    ResponderExcluir
  8. Oi Leo,
    Estou surtando aqui pra assistir a esse filme! Finalmente vai ser inaugurado um cinema na minha pacata cidade, mas apenas dia 15 de dezembro. Como faz pra ver esse filme hoje? Hahaha
    Comemorei quando vi a noticia que vai ser 5 filmes \o/
    Estou ansiosa para ver Animais Fantásticos e Onde Habitam, e muito curiosa para ver essa ambientação em Nova Iorque no ano 1924.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Amei a sua crítica! Muito ansiosa para assistir a esse filme. Adoro tudo relacionado ao universo HP e não poderia deixar de ser diferente com essa nova produção.
    Que bom que teremos outros filmes!
    Obrigada por suas palavras, tão animadoras e motivadoras. Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Oiii Bárbaraaa, estou tão anisosoooooooooo, moro a cerca de 300km de ssa, e não tem cinema na minha cidade (o que é uma lástima, nunca pude ver nenhum filme de hp no cinema).. Agora surgiu a oportunidade de ir a um congresso em Maceió nesse mês, então vou aproveitar e ir ao cinema lá ver AFOH! SPOILER: VOU CHORAR MUITO.

    ResponderExcluir