22 de novembro de 2016

Tá Na Estante :: 'Tudo e Todas as Coisas' #608

POSTADO POR EM 22 de novembro de 2016

Oi, gente. Tudo bem?


Olha eu aqui com mais uma resenha para vocês. O livro de hoje é um YA fofíssimo, que foi lançado no começo do ano pela editora Novo Conceito. Vamos conferir?!

Livro: Tudo e Todas as Coisas
Autora: Nicola Yoon
Editora: Novo Conceito
Páginas: 304
Sinopse: Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa nunca sai em toda minha vida. As únicas pessoas com quem convivo são minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostuma com minha vida até o dia que ele chegou. Pela janela olho para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega observando-o e me encara. Encaro-o também. Descubro depois que seu nome é Olly.
Aos 18 anos, Madeline Whittier é uma prisioneira dentro da própria casa, sem poder sair nunca. Mas não por ser uma adolescente rebelde nem nada do tipo. A verdade é que ela sofre de uma doença rara, conhecida como IDGC, que faz com que ela seja alérgica a tudo e todas as coisas. Se deixar a segurança de sua casa, minimamente desinfectada e segura, ela pode morrer.

Seu único contato com o mundo exterior é através da sua mãe extremamente protetora e de Carla, sua enfermeira. Então, para não morrer de tédio, Madeline dedica-se ao seu blog e às suas leituras, além de estudar bastante. Não há muito o que fazer para passar o tempo, já que ela não tem amigos para conversar, mas tudo está prestes a mudar.

Uma nova família mudou-se para a casa ao lado e eles parecem ser bastante normais. Mas é o filho deles, Olly, um misterioso garoto que pratica parkour e veste-se o tempo todo de preto que chama a atenção de Madeleine.

Os dois começam a se comunicar pelas janelas de seus quartos através de mímicas e não demora muito para passarem esse contato para a internet. Madeline e Olly ficam cada vez mais próximos e essa falta de contato entre os dois fica cada vez mais difícil. Até que eles se encontram pessoalmente... e a vida de Madeline muda radicalmente.

Logo a menina certinha, que sempre viveu dentro de uma bolha, passa a questionar tudo aquilo em que sempre acreditou. Será que tudo aquilo que sua mãe lhe disse era verdade? E o mais importante: será que ela vai conseguir viver sem ter Olly por perto?

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

***

Quando a Novo Conceito anunciou o lançamento de Tudo e Todas as Coisas, fiquei bastante interessado na proposta da obra. Recebemos um exemplar de cortesia da editora, mas ele foi para a casa de Barb e ela só me entregou na Bienal em agosto. Já havia lido muitas resenhas da obra e fiquei um pouco ressabiado em iniciar a leitura, mas resolvi arriscar. E me surpreendi!

A escrita de Nicola Yoon flui extremamente bem. Logo nas primeiras páginas me vi preso em sua narrativa e fiquei fascinado pela história criada pela autora. O livro é muito gostoso de ler e tem um quê a mais que torna a leitura bastante prazerosa, algo que não encontro há tempos na literatura YA contemporânea.

Yoon conseguiu criar uma história que você não consegue largar até terminar e saber o que vai acontecer. Muitas perguntas vão despertando na gente conforme vamos avançando na leitura e a vontade de ter as respostas para elas fizeram com que eu devorasse o livro em uma única sentada. E valeu cada segundo.

Os personagens criados pela autora são fascinantes e todos são de extrema importância para o seguimento do enredo. O que mais gostei foi que Nicola conseguiu mesclar a história de todos, sem tirar o foco da trama principal. Ou seja, além de vermos a questão da doença de Maddy e seus dilemas com a mãe superprotetora, também temos os conflitos familiares de Olly e a vida da enfermeira Carla com sua filha. 

A autora foi apresentando diversas pistas sobre o desfecho da obra e mais ou menos na metade do livro eu já conseguia imaginar como tudo acabaria. Só que mesmo assim achei o final surpreendente. Nicola foi além do que eu esperava e me fez tirar o chapéu para ela. Estou ansiosíssimo pelos seus próximos livros.

Tudo e Todas as Coisas é um livro belíssimo, com uma importante lição e que trata de temas bastante importantes. Com toda certeza recomendo a leitura para vocês. Vale muito a pena!

Beijos e até a próxima!
***
Esta postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
CLIQUE AQUI e saiba como participar!

7 comentários:

  1. Oi Leonardo, tudo bem?
    Não conhecia este livro ainda e nem a autora. Achei a proposta do livro bem diferente e fiquei bem curiosa para lê-lo. Gosto de YA mas ultimamente parece que estão sempre com a mesma pegada sem nenhuma novidade. Este livro promete ser diferente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Achei a história muuito interessante (só achei a capa meio feinha haha). Me pergunto o pq eu não seguia esse blog antes, teria me poupado a compra de muuitos livros chatos, já que quase todas as resenhas que leio aqui eu me apaixono pelas histórias. Quero muito saber o que acontece com Madeline e o Olly e como foi o encontro deles. Deve ser horrível não ter contato com paticamente ninguém. Amei a resenha, beijoss

    ResponderExcluir
  3. Oi Leonardo,
    Primeiramente, tenho que dizer que a capa deste livro é linda e só com isso já fiquei com vontade de ler. Adoro livros que abordam temas mais delicados, a condição física da protagonista é um assunto do qual nunca li em nenhum livro e fiquei curiosa em saber mais a respeito da doença, mas, pelo que percebi, a autora não irá focar nisso.
    Madeline pode ter esta doença rara, mas ainda assim é uma adolescente e os dramas que envolvem esta fase não poderiam ficar de fora da história. Olly será aquele personagem que irá balançar a vida de Madeline e, como consequência, mudará o rumo do livro!!

    ResponderExcluir
  4. Leo!
    Ganhei o primeiro capítulo da editora e gostei muito, agora após ler sua resenha, fiquei ainda mais interessada por acompanhar as peripécias de Maddie e Olly.
    “Só a mágoa deveria ser a instrutora dos sábios; Tristeza é saber.”(George Lord Byron)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de NOVEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. Oi Leo,
    Fiquei muito interessada por esse livro quando vi o lançamento meses atrás, a premissa chamou muito a minha atenção. Quero muito ler, principalmente pelas reflexões que traz, pois gosto de histórias em que aprendemos com o crescimento dos personagens, e acompanhar essa amizade e romance fofo entre a Maddy e o Olly vai ser muito lindo, pois pelo que percebi é através dele que a personagem aprende a viver. Estou bem curiosa a respeito do caso de Maddy, vou planejar para ler o livro antes da adaptação para o cinema.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Comprei esse livro a pouco tempo e ainda não li, mas dizem que é muito boa. Deve ser uma historia comovente, que vida triste a da personagem viver trancada sem poder sair e ter contato com outras pessoas, me coloquei no lugar dela. E fiquei curiosa com esse contato que ela vai ter com o vizinho e me questionei se vai desencadear a alergia.

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Sinceramente não é um estilo de leitura que me deixe com vontade de ler. Mas por suas palavras motivadoras, a respeito da obra, darei uma chance ao livro, se tiver oportunidade.
    Ótima resenha.
    Abraços.

    ResponderExcluir