30 de novembro de 2016

Tá Na Estante :: 'Um Novo Mundo' #616

POSTADO POR EM 30 de novembro de 2016

E aí, pessoal. Tudo bem?


Aqui quem fala é a Ellen, do Blog Guardiã da Meia-Noite, e estou hoje aqui a convite do Leo para falar de uma leitura que fiz recentemente. O livro em questão é uma obra lançada pelo selo Novas Páginas e vai falar de um jogo que conquistou o mundo. Vamos conferir?!
Livro: Um Novo Mundo
Autora: Bibi Tatto
Editora: Novas Páginas
Páginas: 144
Sinopse: O tempo está correndo e Bibi precisa alcançar logo seu irmão, Gagui, senão... Você conhece o mundo do Minecraft? Então certamente sabe quem é a Bianca Tatto, ou melhor, Bibi! Ela tem hoje um dos canais mais importantes no Youtube sobre Minecraft, com dicas e experiências que divide com um grupo de mais de um milhão de inscritos que a segue e comenta tudo que posta. Também é considerada a garota gamer mais assistida entre os youtubers do Brasil, além de uma das maiores do mundo. Neste livro, Bibi apresenta uma incrível competição entre o avatar dela e o do Gagui dentro de um novo mundo que ela criou no jogo. Enquanto isso, alterna a história com momentos divertidos de sua vida e confusões reais que se meteu durante seus dezesseis anos de idade. Se você faz parte do público que curte Minecraft e procura por uma empolgante história, não pode deixar de saber quem sairá vencedor dessa perseguição! Preparado para a aventura?
Um Novo Mundo é o livro de estreia da youtuber mirim Bibi Tatto. A menina de dezesseis anos é famosa no youtube por fazer vídeos sobre Minecraft, inclusive, Tatto é a primeira menina a integrar o top 15 ~mundial~ na categoria canal de games! Só para vocês terem uma noção do sucesso dela: seu canal de Minecraft já tem mais de 2 milhões de inscritos!

Sim, uma menina se destacou nesse universo basicamente dominado pelo público masculino. E veja bem, não estou dizendo que games são coisas de menino! Mas sim que o universo gamer no youtube é liderado por eles. Aliás, essa coisa de 'isso é de menino, e isso é de menina' é passado gente. Não existe mais. Todo mundo por fazer e brincar com o que quiser, sem preconceito.

E já que toquei nesse tema, essa foi a principal parte que gostei no livro. A Bibi fala e repete a importância de se brincar com o que quiser e que não existe essa divisão. Achei ela abordar esse tema no livro de extrema importância, principalmente se levando em conta o público alvo de Um Novo Mundo: o infanto-juvenil.

A história é narrada pela própria Bibi e é uma espécie de diário pessoal misturada com uma história dentro de Minecraft. Ela, portanto, intercala episódios ~engraçadinhos~ da sua vida com uma missão no jogo, onde está tentando capturar seu irmão Gagui, que se intrometeu no seu novo mundo criado. O desafio é simples: capturar Gagui dentro de 3 noites do jogo. Se ela vencer, ele será seu mordomo por uma semana na vida real, se ela perder, fará as vontades do irmão pelo mesmo tempo.

"Mas Ellen, eu não jogo Minecraft, não posso ler esse livro!" Gente, eu também não jogo (mas tive um pequeno contato, pois meu irmão jogava), e mesmo assim pude ler e entender tudo, apesar de aparecem nomes de criaturas que eu jamais vi na vida! Rs.

Minecraft é um jogo eletrônico tipo sandbox e independente de mundo aberto que permite a construção usando blocos (cubos) dos quais o mundo é feito. Dentro do jogo vocês podem construir uma vida e realizar missões, tanto individual quanto contra outros participantes. E como nada é moleza, existem alguns monstros que vocês podem encontrar pelo caminho durante a aventura...

Voltando ao livro, como eu disse antes, ele é um livro infanto-juvenil, de uma YouTuber mirim. Por isso, sua linguagem é extremamente simples e sua escrita também. Como fugiu da minha zona de conforto de leitura, acabei por não gostar muito, mas salvei as histórias pessoais dela como ponto positivo. Acho que essa simplicidade demais me incomodou. Mas quero frisar que esse livro é para aqueles que gostam da Bibi e/ou para aqueles que curtem Minecraft (tem algumas diquinhas de jogo...).

A edição da Novo Conceito segue aquele padrão de livro de youtuber: fonte grande ~muito grande~, espaçamento entre linhas maior ainda e muitas fotos, com alguns desenhos fofinhos intercalando. No total, são 140 páginas ~que poderiam facilmente ser 40!~ que incluem, além da história, 3 depoimentos (do youtuber RezendeEvil, da mãe e do pai da Bibi). O acabamento está muito bom, e vale como um passatempo.

*Esta resenha foi postada originalmente no blog Guardiã da Meia-Noite.

Beijocas e até a próxima!!!
***
Esta postagem está concorrendo ao TOP COMENTARISTA.
CLIQUE AQUI e saiba como participar!

7 comentários:

  1. Nunca li nenhum livro de youtuber pq também não entra na minha zona de conforto. Mas é legal o fato de ela tentar mostrar que não existe a divisão entre coisas de menino e menina. Ainda mais com tantos seguidores, assim mais pessoas vão ler e "se tocar" que isso não existe mais. Beijoss

    ResponderExcluir
  2. Ellen!
    Bem, o mundo dos gamers e youtubers não são bem minha praia, sem contar que não sou muito fã dos livros escritos pelos youtubers...
    Não posso tirar o valor da Bibi porque ela conquistou um espaço bem difícil no mundo do youtubers e merece reconhecimento, entretanto, não tenho a mínima vontade de ler esse livro.
    “Para saber uma verdade qualquer a meu respeito, é preciso que eu passe pelo outro.” (Jean-Paul Sartre)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Não tenho curiosidade para ler livros de Youtubers e também não conheço esses jogos.
    Mas para quem gosta, deve ser uma boa dica.
    Obrigada.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Ellen tudo bem?
    Não conheço a youtuber, mas adorei o fato de ela ser tão jovem e abordar questões tão importantes. Adorei!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Ellen,
    Eu AMAVA jogos (vídeo-game, computador), mas faz muitos anos que não jogo, que estou muito por fora do que está em alta no momento. É bom ver que uma menina está tão inserida neste mundo de games, quebrando, assim preconceitos que sempre surgem quando o assunto é jogos. Não tenho pretensão de ler o livro, mas é uma boa dica para quem joga!!

    ResponderExcluir
  6. Não curto esse tipo de leitura, então acho que o livro não me agradaria, meu filho e minha sobrinha que gostam de Minecraft, o livro combinaria mais com eles, não jogo e ainda não li nenhum livro de youtuber, não tenho preconceito, mas é que ainda não me deu aquela vontade de ler rs.

    ResponderExcluir
  7. Oi Ellen,
    Confesso que não me atrai muito livros de youtubers, ainda mais de uma biografia que fala sobre games. Sempre gostei de games, passei a minha infância jogando com meus irmãos, mas nunca foi aquele vicio, e nunca vi esse jogo Minecraft, não é da minha época haha
    Mas é uma ótima indicação de livros para meus primos que estão nessa faixa etária que é o público alvo do livro.
    Beijos

    ResponderExcluir