27 de dezembro de 2016

Tá Na Estante :: 'Ligeiramente Seduzidos' #622

POSTADO POR EM 27 de dezembro de 2016

Heeey, gente. Tudo bem??

Enfim uma leitura concluída! Que mês complicado foi este pra mim, mas nos últimos três dias a coisa melhorou. Li, além deste aqui, dois outros livros bem legais. Um vai ter resenha no canal na próxima semana e o outro eu ainda não posso mencionar, pois não foi lançado. Todos ótimos, mas hoje vamos falar exclusivamente desse aqui. Lets!

Livro: Ligeiramente Seduzidos
Série: Os Bedwyns (#04)
Autora: Mary Balogh
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Sinopse: Jovem, estonteante e nascida em berço de ouro. É apenas isso que Gervase ­Ashford, o conde de Rosthorn, enxerga em Morgan Bedwyn quando a conhece, num dos bailes da alta sociedade inglesa em Bruxelas.Em circunstâncias normais, ele não olharia para ela duas vezes - prefere mulheres mais velhas e experientes. Porém, ao saber que Morgan é irmã de ­Wulfric ­Bedwyn, a quem Gervase culpa pelos nove anos que passou longe da Inglaterra, decide que ela é o instrumento perfeito para satisfazer seu desejo de vingança.Mas Morgan, apesar de jovem e inocente, também é independente e voluntariosa e, assim que entende as intenções do conde, se prepara para virar o jogo e deixar claro que não se deixará manipular por ninguém.Em Ligeiramente Seduzidos, quarto livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos brinda com mais uma história fascinante. Em uma trama repleta de traição e vingança, escândalo e sedução, ela mostra que o caminho para o amor pode ser difícil, mas que a recompensa faz cada passo valer a pena.

Clique aqui ou aqui e compre o livro!

Algo no passado fez com que Gevarse Ashforde, o conde de Rosthorne, fosse exilado da Inglaterra por um par de anos. Ele deixou a família para trás e não esteve com seu pai quando o mesmo morreu. Este fato está interligado ao duque de Bewcastle, o irmão mais velho do clã dos Bedwyns. Então, quando vê Morgan Bedwyn, no auge dos seus 18 anos e de seu recém-debute, em um baile, enxerga também a possibilidade de vingar-se do homem que o afastou de sua terra natal.

Morgan Bedwyn tem o espírito livre dos irmãos e, apesar de ser a flor da temporada, sabe que irá fazer como todos os outros e casar-se apenas por amor. Visando fugir da pressão submetida pela grande Londres, ela parte com a família de uma amiga para curtir a temporada em Bruxelas, uma cidade que está muito próxima da batalha da Inglaterra contra a França, mas que ainda assim não deixa de ser bonita. 



Cansada de ser cortejada por oficiais que não honram as fardas que vestem, Morgan se sente lisonjeada e atraída quando o conde de Rosthorne a corteja descaradamente, fazendo uso do seu sotaque francês e charme de homem mais vivido. Entretanto, apesar de se deliciar com isto, a jovem sabe que não pode se entregar aos cortejos do homem que, por algum motivo - o qual ela irá descobrir -. estava exilado da Inglaterra.

O intuito de Gevarse é aproximar-se da jovem a fim de criar algum tipo de conversa que chegue aos ouvidos do duque, como forma de vingança. No entanto, com o passar do tempo e a proximidade com Morgan, o conde percebe que estar ao lado dela não é mais uma questão de vingança e sim de necessidade. Todavia, com a guerra apertando e a moça provando que não é manipulável, o espírito protetor aflora em Gevarse e ele percebe estar sentindo algo que nunca imaginou: amor. 

***

Morgan não foi uma personagem muito presente nos livros anteriores da série, principalmente por conta da sua pouca idade. Devido a isso, acabei esperando pouco dessa história, não senti que ela seria uma personagem de muita força. Ainda bem que estava redondamente enganada! Mary Balogh trouxe uma personagem que, apesar de jovem, carrega no sangue toda a garra e altivez dos Bedwyns. 

Este foi o livro mais sedutor da coleção, trazendo esta áurea desde as primeiras linhas. Além dessa pegada mais quente, a autora conseguiu incluir muitos outros fatores, tornando a trama ainda mais envolvente e interessante para o leitor. O romance por muitas vezes sumiu da trama, trazendo a tona a relação de amizade que o casal protagonista construiu. Poder observar isso foi maravilhoso e deu uma vividez diferente para o livro.

O mais empolgante é, no entanto, o mistério que gira por trás de toda a trama. Descobrir a história de vida de Gevarse e entender os motivos para ele ter sido exilado prende o leitor e o fato autora soltar pequenas pistas a cada minuto deixa tudo ainda mais excitante e faz com que diversas hipóteses sejam criadas nas nossas cabeças. 

Adoro quando romances de época trazem à tona personagens fortes e Morgan é uma personagem forte. A maturidade implementada na personagem, além seu poder de escolha dentro de uma sociedade altamente machista, reforça a busca das mulheres modernas pela igualdade social. Arrasou, querida!

Além de tudo isso, ainda temos um drama bem forte dentro da trama e que nos leva para o próximo volume da série, que eu já tenho aqui e não vejo a hora de ler! A edição está fantástica e segue o padrão dos livros anteriores, assim como a tradução e revisão - poucos erros encontrados. 

Os Bewdyns é uma ótima série para quem quer começar a ler Romances de Época. Ainda dá para aproveitar o fato de que está quase completa, já que o sexto e último volume sai bem em breve.

♥♥♥

Espero que tenham curtido a resenha, me conta aí o que achou, se já leu ou se pretende ler. Obrigada por estar aqui!

Beijocas e até a próxima!!! 

2 comentários:

  1. Oi Bárbara, tudo bem?
    Sou da mesma opinião que você. Como sou fanática por romances de época, sempre fico feliz, e até satisfeita, quando encontro personagens fortes e bem construídos. Adorei a resenha.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  2. Bárbara!
    Não sou de curtir muito livros que trazem vingança em seu enredo, porém aqui, parece que o efeito foi contrário e o Conde acaba é se apaixonando.
    Sem contar que fiquei bem curiosa por saber quais os segredos por traz do exílio dele.
    Quero ler.
    “Não pedi coisas demais para não confundir Deus que à meia-noite de ano novo está tão ocupado.” (Clarice Lispector)
    FELIZ 2017!
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir