25 de janeiro de 2017

Tá Na Estante :: 'Diário de Uma Escrava' #628

POSTADO POR EM 25 de janeiro de 2017

E aí pessoal! Tudo bem?

Hoje eu vim falar contar para vocês o que eu achei de um dos últimos lançamentos da DarkSide Books em 2016. O livro é o Diário de uma Escrava escrito pela Rô Mierling.
Resenha-Prometida
Livro: Diário de uma Escrava
Autora: Rô Mierling
Editora: DarkSide Books
Páginas: 224
Sinopse: Laura é uma menina sequestrada e jogada no fundo de um buraco por alguém que todos imaginavam ser um bom homem. Ela vê sua vida mudar da noite para o dia, e passa a descrever com detalhes sinistros e íntimos cada dia, cada ato, cada dor que o sequestro e o aprisionamento lhe fazem passar. Estevão é homem casado, trabalhador, pai de família, mas que guarda em seu íntimo uma personalidade psicopata. Ele percorre ruas e cidades se apossando da vida de meninas ainda muito jovens, pois dentro de si uma voz afirma que é dele que elas precisam. Mergulhando fundo nessa fantasia, ele destrói vidas, famílias e sonhos, deixando atrás de si um rastro de dor e morte. Narrado em parte em forma de diário, o livro acompanha mais de quatro anos da vida de Laura em um buraco embaixo da terra, período em que algo dentro dela também se modifica de uma forma inimaginável em busca da única maneira para sobreviver. Publicado originalmente na plataforma digital Wattpad, onde já teve mais de um milhão e meio de leituras, DIÁRIO DE UMA ESCRAVA apresenta um retrato duro, cruel, abominável, mas infelizmente corriqueiro no Brasil e em todo o mundo. Através de Laura, raptada ainda adolescente por um homem que ela chama de “Ogro”, a autora denuncia os diversos tipos de violência que muitas mulheres são obrigadas a suportar em silêncio e nas sombras da sociedade. O “Ogro”, um homem aparentemente comum, honesto e “acima de qualquer suspeita”, mantém Laura presa em uma casa afastada, onde abusa dela sexual e mentalmente, alegando ser ela o seu verdadeiro amor. Laura, compreensivelmente, só pensa em escapar dali. Mas agora ele parece estar mudando. Será que é o melhor momento mesmo para fugir?... Bem, isso você vai ter que ler para descobrir.
Laura é uma jovem de 19 anos que vive em um pequeno buraco sob uma casa no meio do nada, aprisionada por um homem sem escrúpulos que ela apelidou de Ogro que ocasionalmente a alimenta e a leva para tomar banho. A vida de Laura nem sempre foi assim. A garota vivia uma vida tranquila e promissora até seus 15 anos.

Estevão é a descrição perfeita de um bom homem. Casado, trabalha duro para poder botar todo dia comida na mesa de sua família. É claro que as vezes ele age estranhando e guarda alguns segredos, mas isso é normal, todo homem faz isso, não é?

Aos os olhos da sociedade essas duas vidas não possuem ligação alguma, porém há cerca de quatro anos essas duas pessoas se cruzaram de uma maneira que ninguém poderia imaginar.

Seria uma noite como qualquer outra se Laura não tivesse contado uma pequena mentira aos seus pais para que pudesse encontrar com o garoto perfeito que ela conheceu pela internet. Com o garoto na frente da sua casa, Laura não pensa duas vezes antes de entrar no carro dele. O que ela não sabe é que esse garoto perfeito na verdade é Estevão, um homem velho, nojento e com um desejo doentio por jovens garotas.

Pequena e indefesa, a garota é levada para um lugar recluso onde viverá por anos como escrava sexual desse monstro.

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!

Como eu já deixei claro milhares de vezes aqui no blog, eu sou louco por livro bonito. Não posso ver uma capa interessante ou algum detalhe a mais em um livro que eu logo vou querer ter ele na minha estante. Isso não foi diferente com Diário de uma Escrava. Assim que recebemos o e-mail da editora com a liberação do livro eu o solicitei antes mesmo de descobrir qual era a história dele. Porém se existe um ditado que a cada dia se mostra mais verdadeiro, esse ditado é o "Nunca julgue um livro pela capa".

Uma obra que conta a história de uma garota que foi sequestrada ainda jovem e é mantida há anos como escrava sexual já vem pronta para tocar o coração de qualquer ser humano. Porém a cada página lida ficava mais claro a capacidade magnífica que a autora tem de acabar com qualquer resquício de empatia que você possa nutrir pela personagem.

Existe uma grande quantidade de livros que te fazem sentir ódio, nojo, angústia, medo e etc sempre precisar apelar para as cenas extremamente gráficas, o que não é o caso desse. O livro possui diversas cenas que foram adicionadas apenas com o intuito de chocar, de te fazer sentir ódio do "Ogro" e te deixar com pena das garotas. Porém durante a leitura dessas cenas eu não conseguia parar de me perguntar se elas teriam sido escritas por uma criança de no máximo 12 anos.

Porém se nos esforçamos podemos encontrar um lado positivo em tudo, não é? A escrita infantil, consideravelmente fraca e bem direta somada aos mini-capítulos dentro de um capítulo maior faz com que a leitura aconteça de forma super rápida. Se você adicionar a equação a vontade de terminar o livro logo para acabar o sofrimento você consegue terminar o livro em uma sentada.

O livro possui um final que seria extremamente triste se não fosse cômico. O desenvolvimento do livro mesmo sendo mal feito tinha um ritmo próprio que foi respeitado durante grande parte da leitura, porém nas páginas finais, não sei se por preguiça ou pouco tempo para entregar o livro, a autora decidiu que terminar de forma corrida e mal estruturada seria a melhor escolha. Não estou reclamando da situação mental da personagem pois é algo que realmente acontece e já podemos ver que esse é o destino dela desde a metade do livro, porém foi a forma como tudo aconteceu que acabou deixando o final risível.

Já o livro [objeto] é algo que realmente merece uma salva de palmas. O livro possui uma belíssima capa branca com preto que contrasta lindamente com o corte de páginas em degradê azul e rosa. Dentro do livro temos páginas amareladas com fontes grandes e espaçamento de bom tamanho.

Diário de uma Escrava é um livro que promete ser cruel e doloroso e posso garantir que cumpre o que promete. Um livro cruel com o leitor e doloroso de se ler. Mas tudo tem seu lado positivo, ele fica lindo na estante.
***
Esta postagem está concorrendo ao TOP Comentarista!
Clique AQUI e saiba como participar.

8 comentários:

  1. Oi, Wellyson!!
    Já li algumas resenhas falando negativamente dessa história!! Que é uma pena por que a edição ficou tão bonita e caprichada!! Mas mesmo assim ainda quero ler.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  2. Essa edição esta linda demais chama a atenção, mas o conteúdo pelo visto deixa a desejar, li resenhas de pessoas que não gostaram, só leria se eu ganhasse, mas pra comprar perdi o interesse, tinha tudo para ser uma boa historia. Sempre digo pros meus filhos e a garotada de hoje que não se marca encontros pela internet, nunca se sabe quem esta do outro lado, conheci uma mulher trabalhávamos juntas que marcou um encontro pela internet no caso dela deu certo pois correu tudo bem, mas achei que ela foi louca de ir rs.

    ResponderExcluir
  3. Oi Wellyson.
    Que pena que a trama mais é tão boa como poderia ter sido.
    Não fiquei com vontade de ler o livro por causa dos pontos negativos levantados, mas a capa é realmente linda!

    ResponderExcluir
  4. Wellyson, quem diria que uma capa tão linda dessas guardaria uma história tão triste. Pelo nome imaginei em ser uma história da época da escravidão, mas é algo bem mais recente.
    Essa foi a primeira resenha que apontou pontos negativos do livro, mas mesmo assim esse drama não deixou de ser triste, e minha vontade lê-lo cresceu ainda mais.

    ResponderExcluir
  5. Well!
    Percebi que foi um tanto diplomata ao fazer sua análise.
    Triste ver uma autora tão boa, tornar o livro com um desenvolvimento questionável e um final que dá para se entender e ainda é previsível e cômico? É isso mesmo? diante de tanto sofrimento ainda dá para rir no final?
    “Existe apenas um bem, o saber, e apenas um mal, a ignorância.” (Sócrates)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Essa é a segunda resenha que leio ao falar que esse livro teria um desenvolvimento melhor se não fosse pela sua escrita, claramente não é único fator mas o que mais contribuiu. Eu sei como o livro termina e entendo que a escritora tentou fazer, pois no conto rela na qual a história foi baseada era um casal mas talvez não tenha tido tanto exito quanto eu pensava.

    ResponderExcluir
  7. oie
    eu li o conto (ou o trecho do livro não sei) que contava essa história
    bem antes de conseguirem uma editora para ela. é triste né quando o final faz com que estrague o livro ... sem falar no desenvolvimento ruim
    é como se ela - a autora- regredisse
    e precisa falar das edições da darkside?

    ResponderExcluir
  8. AH MEU DEUS!SE SÓ LENDO A SINOPSE JÁ TINHA COLOCADO ESSE LIVRO ENTRE OS TOP DA MINHA WISHLIST, AGORA QUERO LÊ-LO PRA ONTEM.
    ADMIRO O TRABALHO DE VOCÊS E, COMO TODA BOOKAHOLIK; AMO SABER TUDO E FALAR SOBRE O UNIVERSO. MUITO OBRIGADO!
    PS.: BÁRBARA, SAIBA QUE AQUI NA CIDADE DAS ARARAS E DOS CAJUS E NO ESTADO QUE QUERIA SER CARRO, TEM UMA SUPERFÃ POIS TE ADMIRO MUITO POR SER DAQUI DO NORDESTE E; NESSE MUNDO É MUITO DIFÍCIL. SUCESSO SEMPRE!

    ResponderExcluir