6 de janeiro de 2017

Tá Na Estante :: 'Garota Desaparecida' #623

POSTADO POR EM 6 de janeiro de 2017

Heeey, gente. Tudo bem?


Aqui é a Denise, do Blog Sacudindo as Palavras, e vim hoje, à convite do Leo, falar sobre uma das minhas últimas leituras, um thriller publicado recentemente pela Verus Editora. Vamos conferir?!
Livro: Garota Desaparecida
Autora: Sophie McKenzie
Editora: Verus
Páginas: 238
Sinopse: Lauren mora na Inglaterra e sempre soube que é adotada. Mas, quando uma breve pesquisa sobre o seu passado revela a possibilidade de ela ter sido roubada de uma família americana ainda bebê, a vida de Lauren de repente parece uma fraude. O que ela pode fazer para tentar encontrar os pais biológicos? E seus pais adotivos terão sido os responsáveis por sequestrá-la? Lauren convence sua família a fazer uma viagem para o outro lado do Atlântico e, lá chegando, foge a fim de tentar descobrir a verdade. Mas as circunstâncias de seu desaparecimento são sombrias, e os sequestradores de Lauren ainda estão à solta — e dispostos a qualquer coisa para mantê-la calada.
Garota Desaparecida é o primeiro livro de uma série que conta a história de Lauren, uma garota de 14 anos que foi adotada quando ainda era bebê. Para a escola, Lauren deve escrever uma redação falando sobre si, mas como ela pode fazer isso se não conhece seu passado?



Por conta disso, Lauren faz uma breve pesquisa na internet e acaba se deparando com um site de crianças desaparecidas, onde encontra um anúncio que fala sobre uma garotinha que desapareceu no mesmo mês em que ela foi adotada. Mas o que mais surpreende Lauren, é que a garota tem características físicas muito semelhantes às dela.
"É estranho como uma coisa pode ajudar você a seguir em frente e, ao mesmo tempo, partir seu coração."
Lauren acaba questionando os pais sobre o seu passado, mas eles acham que ela ainda não tem idade suficiente para lidar com este assunto. Então, ela acaba criando um plano com o seu melhor amigo, Jam, para investigar mais a fundo essa questão de sua vida. Eles descobrem diários da mãe da garota que datam da época que ela foi adotada. Com algumas informações importantes, Lauren acaba descobrindo que foi adotada nos Estados Unidos, mesmo país em que a garotinha foi roubada.

Para poder investigar as coisas mais a fundo, Lauren acaba arquitetando um plano que consiste em fazer a sua família viajar para outro continente, já que ela mora na Inglaterra. Assim, Lauren e Jam planejam tudo para que no meio do caminho eles consigam fugir para tentar descobrir toda a verdade. Mas será que realmente vale a pena?

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de ler!



Como a louca do thriller que sou, não perdi a oportunidade de aceitar ler esse livro quando o Leo me perguntou se eu queria. Quando eu li a sinopse, logo me empolguei com o livro, mas infelizmente ele não é nada do que é esperado.

O livro é narrado em primeira pessoa pela Lauren, que tem 14 anos. Obviamente um livro protagonizado por uma adolescente seria um livro mais bobinho, mas esse passa dos limites. Logo no começo percebemos que a Lauren é uma garota um pouco muito mimada, mas com o passar da narrativa ela começou a se tornar extremamente chata.

A obra tem uma base muito boa que a autora poderia ter trabalhado muito mais e construído uma história maravilhosa, mas infelizmente Sophie Mckenzie não fez isso. Tem cenas extremamente ridículas durante o livro. Um exemplo é o modo como as cenas mais tensas do livro se desenrolam e como os personagens que são adolescentes conseguem sair das situações.

Frisando a palavra adolescente aqui, vou falar que as atitudes que a Lauren tem durante várias cenas do livro são tão sem noção que não podem ser consideradas de adolescentes. Ela parecia uma criança, que não consegue pensar por si própria e não tem noção dos seus atos.



Os outros personagens também não se salvam. A única vantagem que vi na escrita da autora é que ela conseguiu tornar o livro muito fluído. Em poucas horas já conseguimos avançar muito na leitura, apesar da história não ser boa. E isso foi o que salvou o livro todo.

O livro está muito bem trabalhando na parte estética. A capa e os detalhes de dentro estão bem feitos, assim como o tamanho da fonte que deixa a leitura mais agradável. Infelizmente esta não foi uma das minhas melhores leituras. Mas deixo por conta e risco de vocês, se vocês quiserem ter esta experiência não tão boa de leitura assim.

Beijos e até a próxima!!!
***
Esta postagem está concorrendo ao TOP Comentarista!
Clique AQUI e saiba como participar.

9 comentários:

  1. Nossa, a sinopse foi tão bem escrita, achei que seria uma história diga de um "UAU", mas parece que fui enganada. Geralmente os livros que têm um adolescente em primeira pessoa são bobinhos, chatos, irritantes, porém, pelo o que você falou esse conseguiu extrapolar os limites. Entretanto, ainda quero ler o livros, mesmo você já avisando que a leitura não é tão boa assim.

    ResponderExcluir
  2. Denise!
    Fico sempre bem triste quando vejo um grande potencial no enredo de um livro e o autor não consegue desenvolvê-lo a contento...
    Como colocar protagonista adolescentes com atitudes e pensamentos infantis em um assunto tão sério?
    Fiquei desiludida.
    Agradeço sua resenha bem sincera!
    “O silêncio é de ouro e muitas vezes é resposta.” (Sabedoria popular)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. Olá Denise! Eu nunca tinha ouvido falar sobre o livro, mas quando li thriller já me empolguei, amo forte. A premissa é mais do que interessante, mas assim que você mencionou ser narrado pela personagem já fiquei com um pé atrás ;-; Pelo fato de só ter catorze anos, seus comentários sobre a narrativa também me desanimaram quanto à leitura e acredito que não irei arriscar :/

    Parabéns pela resenha, conseguiu deixar claro que a história é boa, apesar desse detalhe não muito positivo. Quanto à arte da capa: eu adorei.

    Abs.

    - J.

    ResponderExcluir
  4. Olá Denise! Eu nunca tinha ouvido falar sobre o livro, mas quando li thriller já me empolguei, amo forte. A premissa é mais do que interessante, mas assim que você mencionou ser narrado pela personagem já fiquei com um pé atrás ;-; Pelo fato de só ter catorze anos, seus comentários sobre a narrativa também me desanimaram quanto à leitura e acredito que não irei arriscar :/

    Parabéns pela resenha, conseguiu deixar claro que a história é boa, apesar desse detalhe não muito positivo. Quanto à arte da capa: eu adorei.

    Abs.

    - J.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Denise!!
    Que pena que esse livro não é tão bom assim!! Gostei tanto da sinopse, da capa do livro!! Não sei se leria o livro depois de uma resenha tão negativa com relação ao livro!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  6. Adoro thriller e quando vi esse logo me interessei, mas depois de ler a resenha me desinteressei, esperava mais aqueles livros que deixa o leitor de queixo caído, mas pelo visto não é nada disso, odeio esses personagens que são chatos eles devem conquistar o leitor e não deixá-lo frustado.

    ResponderExcluir
  7. Mais um livro que eu achei que seria arrebatador pra me decepcionar sem nem ter lido, acho que pelo que você falou não foi uma boa ideia dá escrita colocar uma menina de 14 anos pra narrar uma história que poderia ter coisas bem mais desenvolvidas se tivesse uma pessoa de pensamento mais maduro, na verdade o enredo do filme acabou me parecendo um filme que passa na seção da tarde kkk Mas obrigada pelas resenhas.

    ResponderExcluir
  8. OI..
    Quando se lê a sinopse se espera um pouco mais do livro,nao esperava que fosse tao ruim ao ponto de nenhum dos personagens se salvarem.ainda nao tinha lido nada a respeito do livro mas depois da sua resenha nao fiquei com nenhum interesse.

    ResponderExcluir
  9. Oi Denise.
    Estou sempre a procura de novos trillers. Não costumo ler muitos livros desse gênero, mas quando tem uma sinopse interessante ou resenhas positivas, eu acabo lendo.
    Infelizmente Garota Desaparecida não parece cumprir nenhum desses requisitos. Até achei a ideia de ser adotada e descobrir o seu passado interessante, mas pelo o que você relatou a Lauren é extremamente chata e mimada, com ações infantis.
    Isso tira toda a vontade de ler o livro.
    Bjs

    ResponderExcluir