23 de março de 2017

Na Telona :: 'Power Rangers' #59

POSTADO POR EM 23 de março de 2017

Oi, gente. Tudo bem?


Ontem participei de mais uma cabine de imprensa aqui em Porto Alegre, em parceria com a ESPAÇO/Z, e vim contar para vocês, com a ajuda do Well, que assistiu o filme em cabine lá em Brasília, o que achei do filme em questão, que é a nova adaptação da série de TV Power Rangers e chega às telonas de todo país hoje. Vamos conferir?!

Filme: Power Rangers
Diretor: Dean Israelite
Distribuidora: Paris Filmes
Duração: 2h04min
Lançamento: 23 de março de 2017
Classificação: 10 anos
Gênero: Aventura
Sinopse: A jornada de cinco adolescentes que devem buscar algo extraordinário quando eles tomam consciência que a sua pequena cidade Angel Grove - e o mundo - estão à beira de sofrer um ataque alienígena. Escolhidos pelo destino, eles irão descobrir que são os únicos que poderão salvar o planeta. Mas para isso, eles devem superar seus problemas pessoais e juntarem sua forças como os Power Rangers, antes que seja tarde demais.
Durante a Era Cenozóica, um bravo guerreiro chamado Zordon sacrificou-se para salvar a Terra das mãos da temível Rita Repulsa. A vilã desejava roubar o cristal que alimenta a vida no planeta e, se conseguisse isso, seria o fim do mundo. Zordon enterrou as moedas que lhe dava poder e aos seus amigos, para que estas encontrassem novos usuários que fossem dignos de serem Rangers.



Nos dias atuais, conhecemos a cidade de Alameda dos Anjos e o ex-jogador de futebol Jason. Após uma tentativa de trote na escola, o garoto sofreu um acidente que o deixou lesionado e fora da temporada. Além disso ele ficou em prisão domiciliar, usando uma tornozeleira que dava sua localização, decepcionando seu pai e acabando com seu futuro.

Todo sábado Jason deve comparecer à detenção na escola e logo no primeiro dia se mete em confusão ao defender o autista Billy de um garoto que fazia bullying com ele. Sentindo-se grato, Billy tentou aproximar-se de Jason e mostrou-se capaz de burlar a regra da tornozeleira, de modo que o ex-jogador pudesse passar do horário fora de casa e ajudá-lo em uma missão.

Nas minas próximas à cidade, Billy e Jason deparam-se com Kimberly, Zack e Trini e, após um acidente envolvendo uma explosão causada por Billy, os três encontram misteriosas moedas. Entrar nas minas é proibido, então quando os alarmes disparam todos precisam fugir. Um grave acidente acontece com o carro que levava os cinco, mas na manhã seguinte todos acordam em suas camas, como se nada tivesse acontecido.



Contudo, os cinco estranhos estão sentindo-se diferentes. Com uma força descomunal e habilidades diferentes, eles não sabem o que acontece e querem encontrar respostas. Voltando à mina, o grupo acaba por descobrir que eles são os novos Power Rangers e cabe a eles defender a Terra das garras de Rita Repulsa, que está de volta e deseja o fim da humanidade. Mas para derrotá-la, eles precisam treinar e aprender a morfar... antes que seja tarde demais.

Querem saber o que vai acontecer? Então não deixem de assistir. 

Acredito que muitos, assim como nós, cresceram assistindo as diversas séries de Power Rangers na televisão. Atualmente, não se tem ouvido falar tanto da série, então foi uma surpresa saber que investiriam em um novo filme baseado na obra. Estávamos com as expectativas no chão, mas precisamos dizer que fomos surpreendidos do começo ao fim.

O filme está sensacional. Sabem aquele tipo de trama que te prende logo no começo e segue no mesmo ritmo até o final? Power Rangers com certeza é desse tipo. Com uma montagem alucinante, a película não cai na monotonia em momento algum e está repleto de reviravoltas, que te fazem pular na cadeira cada vez que elas acontecem.



O elenco está sensacional. Gostei muito das escolhas dos atores para interpretação dos Rangers e toda representatividade inserida. Temos personagem negro, asiático, lésbica, autista... Achei isso simplesmente sensacional, já que o filme deixou de lado aquela fórmula de que apenas um padrão X de pessoa pode ser herói. Tirei o chapéu para o roteiro.

Minha única ressalva para o filme é o fato de os Rangers não soltarem faíscas quando atingidos. COMO ASSIM, PRODUÇÃO? Haha. Brincadeiras à parte, devo falar que o que realmente me incomodou foi a história rasa dos Rangers Rosa e Vermelho. Normalmente eles são os que tem mais destaque e o filme também foi construído assim, mas os Rangers Azul, Preto e Amarelo são muito mais interessantes.

Os efeitos especiais estão muito bem trabalhados. Adorei a forma como a produção transformou Bryan Cranston em Zordon e Elizabeth Banks em Rita Repulsa. A trilha sonora também deu um show. Quando a música-tema "Go Go Power Rangers" começou a tocar, eu praticamente pulei da cadeira, tamanha a empolgação.



Power Rangers é uma excelente revisita à infância e mesmo assim se mostra um filme atual, perfeito para agradar todos os públicos. Já podem encomendar mais cinco, por favor! Com toda certeza, deixo aqui nossa recomendação. Vale realmente a pena!

Beijos e até a próxima!!!

0 comentários:

Postar um comentário