28 de março de 2017

O Lollapalooza e o medo perdido

POSTADO POR EM 28 de março de 2017

Heeey, gente. Tudo bem??

Se você acompanha as redes sociais do blog, já sabe que durante o último fim de semana eu estive em São Paulo - não deu para fazer encontrinho, mas prometo que volto em breve! - para conferir a do Lollapalooza. Enquanto passeava pela cidade e fazia minhas descobertas, percebi que nunca havia me visto naquela situação pelo simples fato de não ter coragem para aquilo, mas vocês lembram do texto sobre o medo? Olha para onde ele me levou!



Sempre fomos só eu e mamãe em casa, então sempre existiu, de ambas as partes, o medo de sair e deixar a outra sozinha. Minha primeira viagem completamente sozinha, sem nenhum responsável legal da família, foi aos 20 anos, quando fui para a Bienal do Rio de 2015. Ali fomos só eu, Well e Léo e eu confesso que estava apavorada. No ano passado embarquei para São Paulo, para mais uma Bienal, e mesmo estando mais segura, ainda tinha muito medo da situação toda.

Eu sempre quis ir a shows internacionais, alguns até já aconteceram aqui em Salvador, mas eu sou bem apavorada. Ir para festa sozinha? Nunca! Por isso, quando surgiu a oportunidade de ir ao Lollapalooza não pensei duas vezes: Quando dei por mim já estava com a passagem em mãos e só me dei conta do que estava fazendo quando pisei na aeronave para embarcar para São Paulo. Eu estava indo passar um fim de semana na maior cidade do Brasil puramente por lazer, assistir a um show, passear pela Avenida Paulista e curtir o friozinho de lá.



Estamos quase começando o quarto mês do ano - mês do meu aniversário, a propósito - e eu já percebi que abandonei o medo para curtir muitas coisas. E gente, como isso é incrível! Quando olho para trás, penso no tempo que perdi tendo medo de arriscar, medo de viver, mas também vejo o quanto essa reclusão me amadureceu e contribuiu para quem eu sou hoje. Além disso, sinto que vivo com muito mais intensidade as conquistas de hoje devido a tudo o que não vivi no passado. Um brinde a isso!

Sobre o Lollapalooza

Que experiência, amigos, que experiência! O evento acontece no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, e se divide em dois dias, no caso deste ano os dias 25 e 26 de março.  O espaço é dividido em 04 palcos, onde, durante os dois dias, dividiram-se 49 atrações entre bandas, artista solo e DJs. Eu fui apenas no domingo, pois queria curtir um pouco de São Paulo. Não vou dizer que é um precinho camarada, apenas um dia custa quase R$500, mas devo dizer que vale a pena. A infraestrutura é fantástica, assim como a segurança e comodidade. Mesmo abrigando uma multidão, assistir a todos os shows que eu queria foi bem tranquilo.



A comodidade vai além das acomodações, o festival garante sua entrada através de uma pulseira magnética e ela é o seu maior auxílio lá dentro. Dá para carregar com dinheiro ou cadastrar seu cartão de crédito e utilizar apenas ela para compras dentro do evento, desde bebidas até os souvenires da loja do festival. A divisão entre os palcos é ótima e os intervalos entre os shows permitem que o espectador assista muitas atrações, praticamente sem intervalo.



Foi uma das melhores experiências da minha vida e guardarei no coração para sempre. Indico muito e já estou ansiosa para o próximo. Liberte-se dos medos, vamos viver tudo que há pra viver, vamos nos permitir ♥

Beijocas e até a próxima!!! 

0 comentários:

Postar um comentário