17 de abril de 2017

Tá Na Estante :: 'A Chama Dentro de Nós' #653

POSTADO POR EM 17 de abril de 2017

Heeey, gente. Tudo bem???


Março foi o mês do flop no quesito leituras, mas abril já está rendendo bastante. Li mais um livro essa semana e hoje vim contar para vocês o que achei.

Livro: A Chama Dentro de Nós
Série: Elementos (#02)
Autora: Brittainy C. Cherry
Editora: Record
Páginas: 322
Sinopse: Logan Silverstone e Alyssa Walters não têm nada em comum. Ele passa os dias contando centavos para pagar o aluguel, sofrendo com a rejeição dos pais e tentando encontrar um rumo para sua vida caótica. Ela, por outro lado, parece ter um futuro brilhante pela frente. Um dia, porém, um simples gesto dá origem a uma improvável amizade. Ao longo dos anos, o sentimento que os une se transforma em algo até então desconhecido para os dois. Alyssa e Logan não conseguem resistir à atração que sempre sentiram um pelo outro e finalmente descobrem o amor. Mas uma tragédia promete separá-los para sempre. Ou pelo menos é isso que eles pensam. Seriam as reviravoltas do destino e as feridas do coração capazes de apagar para sempre a chama que há dentro deles?
Alyssa e Logan são completamente diferentes, mas incrivelmente iguais. Enquanto ela tem que suportar uma mãe advogada que praticamente a ignora, ele vem de uma família mal estruturada, filho de uma mãe drogada e um pai traficante. Ela sempre o observou através da janela do mercado onde trabalhava, queria saber o que se escondia por detrás dos olhos escuros que ficavam abaixo dos cabelos milimetricamente penteados.



O primeiro contato real entre os dois surgiu quando Logan foi fazer algumas compras no mercadinho onde Alyssa trabalhava. A partir daquele momento ela descobriu um pouco mais sobre o que ele carregava dentro de si e também uma amizade se iniciou. Mesmo sendo de estruturas tão diferentes, eles se completavam de forma única, criando assim um laço forte que contrariava qualquer barreira social existente.

A amizade que surgiu como uma forma de amenizar o que ambos sentiam, com relação as suas famílias e a si próprios, evoluiu para um amor forte e terno, que os abalava de maneira única. No entanto, o medo de atrapalhar a amizade que tinham acabou fazendo com que as declarações não fossem feitas a princípio. Porém, eles não tardaram a se entregarem a seus sentimentos, mesmo que tenha acontecido por culpa de mais uma desilusão familiar.



Juntos eles pareciam imbatíveis, enfrentando a tudo e a todos de cabeça erguida, mas ainda com seus desentendimentos. Logan era viciado e não conseguia largar seu vício nem para agradar a namorada; ela, mesmo não gostando da situação, não opunha qualquer tipo de pressão para ele. Todavia, o próprio Logan sabia que isso atrapalhava a sua vida e a sua carreira.

Então, em um momento de loucura que acabou por quase matar parte das pessoas que amava, Logan decidiu se afastar de tudo. Ir para longe foi a única maneira que ele encontrou de resguardar aqueles que amava, mal sabendo ele que a morte por amor é a pior delas...

***

Brittany C. Cherrie é rainha quando o assunto é drama. No segundo volume da série Elementos ela apostou no gênero ao envolver diversos aspectos complicados dentro de uma trama new adult. No entanto, mesmo continuando com sua magnífica escrita, Brittainy não conseguiu me convencer dessa vez.



Concluí a leitura de uma forma muito rápida e fiquei bastante envolvida com a história. Não consegui me conectar com os personagens e confesso que em boa parte do tempo eu só queria socar a cara deles para que tomassem vergonha na cara. Sentia que eles estavam em uma guerrinha adolescente para ver quem cuspia mais longe e dessa forma conseguia convencer o outro a seguir pelo caminho que lhe convinha, sabe?

A trama foi bem estruturada, os personagens são interessantes, mas o desenvolvimento deixou a desejar devido a personalidade deles. Além disso, Brittainy deu uma corrida no final para concluir tudo e eu senti que ela estava de saco cheio da história e queria apenas dar um ponto final para aquilo tudo.



De personagens secundários, o irmão do Logan foi com quem eu mais me identifiquei, talvez por ele fazer a linha mocinho que está sempre pronto para ajudar todos, aquele tipo de pessoa que não tem como não amar. A irmã da Alysson é a pessoa mais centrada de todo o livro, mesmo sendo a mais criticada... Vamos dar um prêmio para ela.

Sobre a mãe das meninas: vamos criar um boneco de vudu para ela com urgência. Que mulher insignificante e mesquinha. Senti um ódio mortal dela. Quanto à mãe dos meninos, só consegui sentir pena, mesmo diante de toda a situação que ela passava.  Arrastou o filho mais novo para uma  vida de destruição fazendo com que ele, futuramente, destruísse a vida de muitas pessoas ao seu redor.



No fim das contas foi um livro bom. O tema abordado é convidativo, a narrativa é fluida e a trama é bem planejada. A edição é maravilhosa, tornando a leitura bem confortável. Porém, aconselho a ir sem muitas expectativas para com os personagens. Não vai faltar vontade de soca-los. No mais, indico muito a leitura.

Beijocas e até a próxima!!!

2 comentários:

  1. Tô com você sobre fazer o vuda daquela mãe vaca.
    O irmão dele é um fofo. ������
    Invista do primeiro esse foi fraco... Mas quando o assunto é dependecia e a luta para se livrar disso me afeta bastante, mas a autora não deu seu melhor.

    ResponderExcluir
  2. Acho os personagens uma ligação real com a história e chega a dar desânimo saber de protagonistas que não se desenvolvem e o final apressado.
    Beijos,
    Ana.
    Www.umlivroenadamais.com

    ResponderExcluir