6 de julho de 2017

Na Telona :: 'Homem-Aranha: De Volta Ao Lar' #62

POSTADO POR EM 6 de julho de 2017

Oi, gente. Tudo bem?

Esta semana participei de mais uma cabine de imprensa aqui em Brasília, em parceria com a Espaço/Z, e vim contar para vocês o que achei do filme em questão, que chega hoje aos cinemas de todo o país. Vamos conferir?!

Filme: Homem-Aranha: De Volta Ao Lar
Título Original: Spider-Man: Homecoming
Diretor: Jon Watts
Distribuidora: Sony Pictures
Duração: 2h13min
Lançamento: 06 de julho de 2017
Classificação: 12 anos
Gênero: Aventura
Sinopse: Peter Parker/Homem-Aranha ficou muito empolgado em ter ajudado Homem de Ferro e companhia na Guerra Civil. Ele precisa manter sua identidade em segredo enquanto tenta levar uma rotina comum na escola e na casa onde mora com sua tia, May. Mas com a chegada de Vulture, Peter, sua tia e a população de Nova York ficam em perigo.

Homem-Aranha: De Volta ao Lar era com certeza um dos lançamentos de 2017 mais aguardados por mim. O herói se tornou um dos meus favoritos há mais de uma década, quando o primeiro filme da trilogia do Sam Raimi foi lançado lá em 2002. De lá para cá, Peter já tinha sido levado às telonas cinco vezes e por dois atores diferentes, sendo que a última dessas adaptações conseguiu ser nada mais nada menos que um terrível desastre.

Quando um novo reboot foi anunciado pela Sony, os fãs do cabeça de teia não conseguiram esconder a animação, mas também precisaram lidar com a preocupação que veio com ela. Quando anunciaram que a Marvel estaria envolvida no projeto, muitos fãs conseguiram se acalmar um pouco, mas como (para mim) alguns dos últimos filmes do Universo Cinematográfico Marvel deixaram muito a desejar, a minha preocupação só aumentou.


Dessa vez nós fomos apresentados a um Peter Parker mais jovem, com problemas de um verdadeiro aluno do ensino médio. Ele precisa chegar a escola no horário, ir ao baile, participar de um decatlo acadêmico e tudo isso enquanto ele também age como o Homem-Aranha, que é exatamente o que faz com que as pessoas se identifiquem com o personagem há tantos anos e consequentemente faz dele um dos personagens mais amados do Universo Marvel.

Tom Holland (O Impossível) consegue interpretar ambas as faces do personagem com perfeição, balanceando muito bem o lado mais inseguro, puro e inocente de Peter com o lado mais confiante e corajoso do Homem-Aranha. O ator é com certeza um dos motivos que fizeram esse filme o melhor filme do personagem em 13 anos.

O outro motivo foi a decisão de não cometer o mesmo erro de O Espetacular Homem-Aranha e fazer mais um filme de origem seguindo a mesma formula usada em 2002. Nessa nova abordagem eles optaram por seguir uma fórmula já batida mas que ainda não havia sido utilizada em filmes do gênero: o filme de colegial. Essa decisão pode não agradar aqueles que adoram a fórmula utilizada pela indústria cinematográfica há décadas, pois durante a maior parte do longa quem está em cena é o Peter lidando com assuntos de adolescentes comuns mesmo após ter lutado ao lado dos Vingadores.


Um dos pontos que mais aguçou a ansiedade dos fãs foi a estréia do Abutre na telonas. O vilão, que seria abordado no falecido Homem-Aranha 4 (R.I.P.), é interpretado em De Volta ao Lar pelo incrível Michael Keaton (Birdman) e tem uma profundidade dificilmente encontrada em vilões hoje em dia.

O restante do elenco também foi super bem escolhido. Marisa Tomei foge completamente do que imaginamos quando pensamos na tia May mas mesmo assim conseguiu encarnar a personagem muito bem. Jacob Batalon que interpreta Ned, melhor amigo de Parker, nos presenteia com um personagem extremamente engraçado mas que em momento algum passa do limite ao ponto de se tornar algo forçado. Para mim o único problema com escolha de elenco foi a decisão de colocar a atriz Zendaya para dar vida a uma personagem com pouquíssimo tempo de tela e vender o filme como se ela fosse alguém de extrema importância.

Talvez um dos pontos negativos do filme é que embora ele seja surpreendentemente bom, a falta de profundidade na história deixa muito claro que ele foi feito apenas para dar as boas vindas oficiais ao personagem e criar uma ponte para que a história pudesse prosseguir após os acontecimentos de Guerra Civil. Isso fica mais claro se compararmos com os dois primeiros filmes da trilogia do Sam Raimi, onde algumas cenas fazem com que você se sinta conectado ao personagem de uma forma mais intensa.

A música do filme foi composta por Michael Giacchino (Rogue One: Uma História Star Wars), e embora ela não se compare a de Danny Elfman, ela é com certeza uma das melhores entre os últimos lançamentos da Marvel.


Homem-Aranha: De Volta ao Lar é com certeza um dos maiores acertos do Marvel nos últimos anos e merece ser assistido por aqueles que acompanham o herói há anos e também por aqueles que chegaram agora nesse universo e ainda não teve a oportunidade de conhecer o cabeça de teia.

1 comentários:

  1. Well!
    Acredito que a Marvel tem surpreendido com os filmes mais recentes lançados, trazendo uma inovação que tem agradado muito aos fãs (como euzinha...kkkkkkk).
    Bom ver que o universo mais teen vem abordado aqui e que o filme é bom, porque não dá para ficar pagando uma pequena fortuna no cinema e assistir porcaria, né?
    Adorei sua análise, como sempre.
    “Não saber é o que torna nossa vida possível.” (Lya Luft)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir