26 de julho de 2017

Tá Na Estante :: 'O Vínculo' #680

POSTADO POR EM 26 de julho de 2017

Heeey, gente. Tudo bem??

Hoje eu trago a resenha do terceiro volume de uma série que eu adoro. Pensa num livro que estava esperando... Esse aqui! Vamos para a resenha que eu estou louca para saber as opiniões de vocês ♥

Livro: O Vínculo
Série: Ivy #03
Autora: S. Quinn
Editora: Himmel
Páginas: 288
Sinopse: Um professor dominador. Uma aluna submissa. Luz e Escuridão - atraídos por um romance proibido. Ao se apaixonar por seu sexy professor – e astro de Hollywood – Marc Blackwell, Sophia Rose foi arrastada para um mundo sombrio onde disciplina, dor e prazer caminham lado a lado. Agora, longe dos escândalos e com a carreira em ascensão, Sophia já pode sonhar com seu “felizes para sempre” ao lado de Marc. Só que para ter a bênção de seu pai – que não vê com bons olhos o comportamento possessivo de Blackwell –, o casal precisa passar um tempo separado e provar que o amor que sentem é real. Um teste que vai muito além dos palcos… No entanto, nem mesmo a distância consegue aplacar o instinto controlador de Marc. E ele tem boas razões para isso. Além da aproximação de Leo Falkirk, seu rival no coração de Sophia, Marc teme pela segurança de sua amada: Getty está na prisão, mas pessoas ligadas a ele buscam vingança, o que torna Sophia seu principal alvo. Mais uma vez, o passado obscuro de Marc ameaça destruí-los... E como Marc vai protegê-la se não pode tocá-la? Uma paixão obsessiva. Quando os limites são ultrapassados, o futuro se torna incerto. Será que esse relacionamento suportará a separação, o ciúme e os perigos que o cercam? Pode o amor sobreviver em meio à escuridão?



Este volume faz parte de uma trilogia, leia as resenhas anteriores clicando aqui e aqui.

Depois de tantos obstáculos, as vidas de Marc e Sophia parecem estar entrando nos eixos. Ela está estreando sua primeira grande peça e tem a crítica super positiva ao seu lado. Ele está numa boa fase da carreira e na escola de artes, sem poder reclamar muito de tudo o que acontecendo. O relacionamento entre os dois está mais do que bom e ambos tem absoluta certeza de que querem passar o resto da vida juntos.



Partindo de onde o último livro terminou, Marc está ajoelhado aos pés de Sophia, no camarim dela, a pedindo em casamento. Tudo segue conforme o planejado e ela está prestes a dizer o maravilhoso sim, quando ambos são interrompidos. A partir dali, a vida que parecia estar perfeita, torna-se um borrão.

Algo está ameaçando a vida de Sophia novamente e por isso ela é obrigada a sair da casa de Marc. Segue de volta para a casa do seu pai e encontra uma verdadeira loucura. Genoveva, sua madrasta, que até então parecia ser uma ótima pessoa, mostrou-se uma interesseira e traiu Mike, pai de Sophia, com um médico local. Além disso, foi embora deixando um homem de coração partido e um filho de poucos meses, Sammy.



Agora Sophia terá que lidar com a casa do pai, a criação do pequeno irmão e a peça de teatro, além do novo mistério que envolve a sua própria segurança, o qual Marc não quer falar a respeito. E para piorar, tudo o que parecia estar dando certo, vira-se de cabeça para baixo ainda mais. Diante da separação, Mike decide não apoiar o casamento de Sophia e Marc, ao menos por enquanto, e ela se recusa a casar-se sem a bênção do pai. Este, por sua vez, dá um prazo para que os pombinhos fiquem separados e com isso poderão ver se o sentimento persistirá no coração de ambos.

Agora eles ficarão três meses sem poder se ver, ou sequer conversar, enquanto seguem suas vidas. E além do afastamento, Sophia terá uma segunda guerra para lutar: Leo Falkirk. Será que os sentimentos dela por Marc irão resistir a distância e a presença desse jovem e atraente astro?

***

Concluindo a série Ivy, S. Quinn trouxe uma pegada ainda mais dramática e quente para as nossas mãos. Com capítulos curtos e desenvoltos, a história passa numa rapidez ilógica, tornando a leitura muito cativante e envolvente.



No entanto, mesmo amando a série e tendo adorado o desfecho, confesso que não achei este livro bem conduzido. Na verdade achei a ideia proposta até muito irreal. Sophia sempre pareceu ser madura o suficiente para lidar com as consequências dos seus atos e Mike nunca pareceu ser um homem difícil, mesmo não aceitando muito o relacionamento da filha com Marc.

Achei um tiro no pé essa ideia do pai querer separar o casal para saber se eles realmente se gostavam, principalmente visualizando as atitudes de um para o outro e tudo o que Marc fez para proteger Sophia quando necessário. Estava nítido o que ambos sentiam e a estratégia utilizada para que o pai entendesse o romance poderia muito bem ter sido outra.



Neste volume em especial, tenho que ressaltar o quanto fiquei incomodada com algumas atitudes do Marc com relação a Sophia e em como ela se rendia as vontades dele em muitos pontos da trama. Todavia, gostei como a autora foi dando mais vivacidade e domínio de si para a nossa protagonista no decorrer do livro. Valeu a pena!

Adorei a forma como os nossos protagonistas terminaram, mas achei o final confuso, corrido e com pontas abertas. Até fui procurar sobre uma possível continuação e fiquei frustrada por ela não existir. Muitas coisas não foram resolvidas, estou morrendo de vontade de enviar um e-mail para a autora pedindo explicações.



O ponto mais positivo do livro foi a irmã de Marc e como a Sophia tomou para si a função de ajudá-la a obter de volta a guarda do filho após se recuperar do tratamento contra as drogas. Fiquei mais interessada em descobrir se ela teria o filho de volta do quê se a Sophia ficaria com o Marc.

No fim das contas, achei um desfecho fraco para uma trilogia muito boa. Ainda assim, indico a série. Marc e Sophia são personagens ímpares que aprendem e amadurecem muito no decorrer da trama. Tenho certeza que  quem curte um bom romance erótico com uma pitada de suspense e drama psicológico, vai aprovar este livro.

♥♥♥

Espero que tenham gostado da resenha, me conta aí se curtiram e se ficaram interessados pela série.

Beijocas e até a próxima!!!

1 comentários:

  1. Bárbara!
    Tão triste quando uma boa série termina de forma insatisfatória, com desfecho fraco, confuso e que dá magem a muitos possibilidades. Até gosto de finais abertos, mas não em um romance, ainda mais quando termina uma série que não terá novos livros.
    Um pena!
    “Ciência é conhecimento organizado. Sabedoria é vida organizada.” (Immanuel Kant)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir